Quantcast
PplWare Mobile

Anonymous declara guerra cibernética contra o governo russo

                                    
                                

Autor: Maria Inês Coelho


  1. SteveRobs says:

    Apoiado 100000%

  2. J Rodrigues says:

    Alguém que não tem medo de fazer o que está certo.

    • Samuel says:

      Não ter medo atras de ecrans não é assim tão dificil, dificil é manifestações na Russia, dificil é estar na Ucrania.

    • jorgeg says:

      lolll,… O russos estao a tremer!

      e ao trudeau comuna do Canada nada?! os tipos nao tem opiniao!

      a solucao na Russia e o dialogo e nao o conflito,… os corruptos da nato nao tem que nada que deixar a Ucrania aderir,.. os tipos provocaram a Russia e esta aproveitou a situacao instavel que o pais se encontrava e calou os iluminados da nato.

      • David Guerreiro says:

        Mas tu achas que alguma vez a NATO iria aceitar um país que tem parte do seu território ocupado por outro país?

        • lmx says:

          O problema é que os EUA e a NATO e em parte a EU, teem enviado sinais contrários a isso…esse é o problema.
          E depois tens o problema de o comediante ucraniano vir dizer no parlamento alemão que secalhar é boa ideia a Ucrania vir a ter armas nucleares o.O
          pois.. ja viste um País que tem uma base de neoNazis bastante grande na posse de armas nucleares…aqui na Europa?
          A Russia passou-se com esses eventos, eles ja vivem aterrorizados com a segunda guerra mundial onde perderam mais de 27 milhões de pessoas, é um problema crónico daquele País, e ainda por cima não bastava os Ucranianos andarem a tentar meter a Nato as portas da Russia, ainda teem a lata de dizer que podem vir a construir armas nucleares…puff.. ate eu fiquei a bater mal, e estou no sul na Europa.
          Agora se os EUA, e a EU tivessem sido sérios desde o inicio, pra ja o golpe de estado de 2014 nem tinha acontecido, porque foi patrocinado pela EU e pelos EUA, depois se eles próprios tivessem dado garantias de que a Ucrania nunca poderá ser membro da Nato, a situação actual não tinha acontecido!
          Os Russos olharam para tudo de uma forma incrédula e perceberam o óbvio, ficaram assustados, e deu nesta merda!
          O que faz falta na Europa são políticos com maturidade, o que tu vês como políticos, hoje em dia, são muito jovenis e imaturos, para ocupar cargos de responsabilidade, e isso leva aos problemas que estamos a ver..
          É preciso muito mais seriedade na condução da política interna, e principalmente da política externa.

          A lei internacional na Europa, diz que nenhum País deve tirar proveito para si, a nível de segurança, que ponha em causa a segurança de outros estados.

          É esse o problema da Ucrânia a querer levar a Nato para as portas da Rússia..

          Alguém deveria ter dito á Ucrania de uma forma concreta, que nunca poderiam fazer parte da NATO, era uma forma de evitar isto, mas como os EUA e a EU querem é sancionar a Russia, continuaram com as jogadas de poker, e deu merda.

          • lmx says:

            Muito provavelmente, ao contrario da maioria de vocês, eu acompanho este e muitos outros conflitos desde o seu inicio..

            Para se fazer investigação to assunto a sério, é preciso tempo, paciência e coragem de querer saber a verdade dos factos.
            Normalmente, a verdade sobre um conflito vocês não vão encontrar nos meios comuns de comunicação, como devem calcular… é preciso investigar, tirar as palas do lado, e perceber que cada artigo que é produzido, tem um fim bem concreto, e são vocês que teem que determinar a importância dos dados relatados nesse artigo.

            Caso contrario, é só propaganda e andam neste mundo tipo uns mortos vivos, sem saber porquê.

          • André Villas Boas says:

            Aconselho-te a ires viver na Russia, camarada.

          • lmx says:

            Quanto a si, não sei, mas eu sou bem Português, e tenho muito orgulho nisso.
            Quanto a essas picardices do “Camarada”, por favor não se confunda.
            Eu nunca iria viver para a Russia, dado o extremo clima que eles teem, muito pouco sol, etc

  3. João M says:

    Pelo que tenho visto têm feito ataques DDos a sites publicos do estado.. Onde estão os hackers da vodafone, impresa? Talvez fossem Russos ^_^

  4. B@rão Vermelho says:

    Não consigo imaginar o medo a revolta o desespero que estão os Ucranianos a viver nestes dias, quem tem o poder de mandar os filhos dos outros para a guerra, será que no final do dia quando cai por terra na cama consegue dormir descansado?

  5. Ts says:

    Sintome mt mais descansado agora

  6. BS says:

    Apoiado!! Por pouco que se possa fazer, isto é algo possível do nosso lado. Dar aos Russos o mesmo veneno que nos deram ou dão aos Ucranianos. “We are Anonymous. We are legion. We do not forgive. We do not forget. Expect us.”

  7. Filipe says:

    Os russos estão a subestimar tudo e todos, e não lhe vai correr bem se todo mundo lhes virar as costas com sanções e bloqueios!

    100% apoiado!

    • Daniel says:

      Achas que a Russia e o Putin não estão preparados para isso? Tem reservas de biliôes, tem petroleo, tem gás .

      Quem vai sofrer é o mundo com o aumento dos preços e não só.

      É mau para todos os lados

      • Miguel says:

        Podem ter tudo isso mas o Marcelo já decretou o embargo de vinho Português para a Russia! Inchem!!!

        Agora mais a sério, as companhias aéreas Russas vão buscar peças onde? A tecnologia não vêm toda da China, tendo em conta que muita tecnologia sai da Europa, Estados Unidos, Japão, acaba por se tornar complicado a médio/longo prazo.No desporto já começam a ser excluídos, F1 cancelada, Liga dos Campeões idem, estou a imaginar os russos a passarem ao lado de muita coisa. Depois são os bens que estão espalhados pelo mundo e no qual não podem tocar. Se vai doer aos Europeus? Sem dúvida, mas aos Russos será pior. E parece que o Chinês já deu instruções ao Putin para negociar…. Vamos ver até onde ele vai esticar a corda.

        • B@rão Vermelho says:

          Outro dos problemas é que os Russos têm os principais países europeus, Alemanha e Itália presos pelos tintins, são totalmente dependentes do gaz que vem da Rússia.
          Outros dos problemas é que os fantásticos governantes europeus, acham que se consegue viver só de serviços e abdicar da produção, os governos de direita enviam as produções para os países Asiáticos que agora são aliados da Rússia, olhem o nosso caso, a EDP é propriedade da China.
          Em quanto andamos entretidos com diplomacias os Russos andaram entretidos a modernizar o armamento.

          • Miguel says:

            Os Russos assim como os Chineses vivem em ditaduras.

            As dependências energéticas corrigem-se, as ditaduras é mais complicado. Vão ter de procurar alternativas ao gás russo, aliás, já o deviam ter feito á muito!
            Pode ser que haja abertura finalmente para poder trazer mais produção cá para a Europa, mas nem tudo são serviços. Por exemplo, a aviação comercial Russa na sua maioria é construída na Europa ou na América. Há muita tecnologia Europeia e Americana na base Russa…

        • David Guerreiro says:

          Desde quando é que o chinês manda no Putin? Eles são amigalhaços.

          • Miguel says:

            Mandar não manda, mas o respeito é bonito. Se não respeitar o chinês, depois vai afogar as mágoas com quem? Com os indianos?

    • Tonheco says:

      A UE é dependente do gás Russo, A Alemanha andou a fechar centrais a carvão e nuclear, A UE exporta mais para a Rússia do que importa….e é a Rússia é que vai sofrer? Quem vai sofrer vai ser o povo europeu, o Putin quer lá saber se o seu povo passa fome ou não, afinal passam fome á várias décadas.

    • paocomsalada says:

      a russia fornece o gas a toda a europa praticamente, se a torneira fechar como é que os europeus vão aquecer as casas neste frio?

    • Carlos Fernandes says:

      … O Mundo não é só a Europa e os E.U.A.

      • Tonheco says:

        Pois não, mas lá vive-se bem e é para onde todos querem ir.

        • Miguel says:

          Há pessoal que não sabe que o PIB combinado dos EUA e UE representa cerca de metade do PIB mundial. Possivelmente vão vender petróleo e gás aos árabes que são países ricos.

      • José says:

        Não? Mas olhe que o resto só quer vir para essas regiões, nem considera as outras “opções”, pelo contrário, fogem delas como o diabo da cruz! Não vejo problemas de afogamentos ou “exigências de acolhimento” de migrantes em mais lado algum! Nem vejo filas às portas de outras regiões do mundo, engraçado, não é? O “resto” é uma maravilha, ao ponto de haver quem defenda esses modos de vida – para os outros, não para si mesmo claro -, mas curiosamente ou fatalmente para nós, ninguém dos que defendem essas “maravilhas quer ir para lá!

  8. Aiai says:

    Dada a falta de coragem/capacidade (dos vários governos) para fazer mais do que falar, ralhar e/ou ameaçar com sanções… Fico feliz por saber que finalmente alguém está a tentar fazer efectivamente alguma coisa.

    • B@rão Vermelho says:

      É caso para dizer se não fosse a tragédia que está a acontecer a jogada do filho da Putin é de mestre, tem todos presos pelas bolas e a fotografia da UE é muito feia, uma autentica nulidade.

      • Aiai says:

        Infelizmente… tenho de concordar…
        Parece que os ‘betinhos’ dos governantes subestimaram o Putin e se esqueceram que ele não é um “beto” mas sim uma pessoa ensinada/formada numa da maiores e melhores escolas de ‘secretas’ – o KGB… É uma liga diferente…

  9. CR says:

    Falta o reino castelhano que ocupa território Português ilegalmente há mais de 200 anos em Olivença, mas não interessa a esses tais anonymous , ” qualquer um pode utilizar este termo” devem fazer parte do mesmo grupo de atiçador de cães, esses tais que vivem afastados da Europa .
    Ate quando ignoramos o problema de Olivença, sanações para os invasores de Olivença ?
    O reino castelhano é a Rússia ibérica .

    • Bruno says:

      O povo de Olivença certamente agradece estar sob domínio espanhol… paga menos impostos e tem a gasolina e gás muito mais baratos.

      • O que sera, sera says:

        xD Ele se calhar e politico entao para ele seria bom ter o povo de volta a portugal

      • José says:

        “Agradece” depois de a sua maioria ter sido espalhada pelas espanhas, ser espanholizada à força, proibida de sequer falar português durante décadas com ameaça de morte? Sou português, cuja história familiar perde-se no tempo com a do país. Tenho imenso orgulho nisso, portanto, jamais me venderia por trinta dinheiros. Se algo está mal no meu país, o meu dever é contribuir para o corrigir! Pois, uma coisa é “dar” jeito ter a vida mais barata ou melhor – todos pretendemos isso, ou não? Já vivi noutros países por questões académicas e nunca quis passar por outro, sempre disse em alto e bom som que sou português, sobretudo, quando me confundiam com outra nacionalidade qualquer, não devo nada a ninguém. Outra coisa bem diferente, é o sentimento de pertença a uma nação como a nossa, quase milenar como tal, com imensas influências vindas e colhidas de todo o mundo e milhares de anos de Pré-história e História. Vejo de vez em quando uns patuscos como você, usar esse argumento como se tivesse alguma validade, o facto é que Portugal é o país mais antigo da Peninsula Ibérica e que sempre assim se manteve – mesmo durante a dinastia filipina – não perdeu a sua independência ao contrário do que nos dizem na escola primária, apesar de esta ter ficado em perigo – sou historiador, e especialista precisamente nessa época, a Era Moderna, se quiser, explico-lhe o porquê. Aviso-o, nem tudo o parece é. Só um ponto mais, Olivença, é território português sob administração de Espanha. Administração essa que é contra as convenções assinadas, reconhecida internacionalmente como tal inclusive assumida pela própria Espanha. Não tivessem os nossos amigos ingleses entregue a mesma aos espanhóis depois de ter sido retomada – sim, não foi na famosa “guerra das Laranjas onde a única vítima foi um ramo de uma laranjeira! Não fosse isso e hoje estaríamos a falar de outro assunto. Quiçá de uma confederação Luso galega…

    • Tonheco says:

      O que interessa é o bem estar do povo, e a malta de Olivença está muito melhor por pertencer a Espanha.
      Se fores a Elvas perguntar se querem ser espanhóis a maioria vai dizer que pode ser para ontem. Escusavam de ir atestar o carro e fazer compras a Badajoz….e de pagar tantos impostos.

      • José says:

        Então o faz uma nação, são impostos? É boa, essa! Se a ignorância pagasse mesmo um imposto, este país estaria riquíssimo.

        • Blam-O says:

          Só se for a começar por ti, porque se pensas que mais de um quarto do povo de cá se preocupa mais com o legado e cultura portuguesa sobre a facilidade de vida (a começar pelo dinheiro atirado ao estado em impostos), tens a ignorância a disparar pelas orelhas.

      • David Guerreiro says:

        No entanto, aposto que esse pessoal de Elvas foi todo votar no partido que está no governo há mais tempo, e que lhes dá a maior carga fiscal de sempre…

    • paocomsalada says:

      ta bom, devolve Portugal e Espanha aos Muçulmanos.
      se queres ir por esse caminho vamos por esse caminho. assim devolve-se a ukrania a urss, quem diz ukrania diz polonia etc etc. e pontos final da historia.
      ah! devolve-se as americas aos nativos tambem.

      • José says:

        Alguma vez a Peninsula Ibéria era dos muçulmanos? Então quem estava por cá antes? Não haviam povos e até o início de pequenos reinos? Por que falam sempre disso? Só Estiveram por aqui os muçulmanos? Árabes e berberes, estes últimos eram norte-africanos, vejam só como é a História… Então e os romanos? De quem herdamos somos de facto as nossas tradições e cultura – na realidade ainda hoje, a maioria dos europeus e não só, são romanos! Por incrível que pareça dizer-se isto, mas explicar bem isso daria aso a uma tese. Nem falo das heranças: fenícias, gregas, celtas, germânicas etc…

    • Samuel MGor says:

      Comparar um ditadura terrorista que é a Russia à Espanha.

      • Edg69 says:

        Pergunta ao povo da Catalunha o que é o reino castelhano .

        • Samuel MGor says:

          Não deves saber mesmo nada de nada!! A Olivença e Portugal antes de existirem era parte do reino de Leon e do Califado de Cordoba!! O que chamas de reino castelhano era composto por uma pequena parte de Leon, o reino de Pamplosa e os Condados Catalanes mais tarde virou o Reino de Castilla.
          Caso não estejas a perceber estou a usar os nome originais.
          Mais tarde o Reino de Leon e o Reino de Castilla fundiram-se no Reino de Leon y Castilla acabando de conquistar o resto da Penisula Iberica à exceção de Portugal.
          Vai aprender história.

    • lmx says:

      CR +1
      Sem duvida, somos mesmo fraquinhos como povo, infelizmente.

  10. alt.menino says:

    O estrago visível é minimo comparado com o real objetivo. As sanções são mera ilusão, eles anteciparam-se uma das formas foi assim: Multimilionário russo Roman Abramovich, conhecido dono do clube de futebol Chelsea, tornou-se cidadão português. São milhares de vistos concedidos a cidadãos russos e através da dupla nacionalidade estes tem acesso a capital através de offshore’s. Putim é cão que não conhece o dono.

  11. PorcoDoPunjab says:

    Não querendo discutir se o que este grupo está a fazer é certo ou não, se arranjarem complicações aos Russos e se estes os conseguirem identificar, porque nada é 100% anónimo, começo a suspeitar que o Polónio vai entrar em acção novamente, se é que me estão a perceber…
    Enfim, tudo isto é uma tristeza e não havia necessidade de chegar a este ponto.
    Quem sofre são sempre os mesmos, os peões…

  12. Joao Ptt says:

    Não tarda a Rússia fecha as saídas e entradas para a rede de Internet deles, e lá se vão os ataques.

    Eles já fizeram testes para garantir que se conseguiam isolar-se do mundo, provavelmente em preparação para os actos de guerra futuros como este e outros no horizonte.

  13. Samuel MGor says:

    Apoiado e mais se fosse um hacker juntava-me ao ataque cibernético à Rússia.

  14. Bruno says:

    Quem usa o software russo Kaspersky se calhar devia pensar em desinstalar.

    • PorcoDoPunjab says:

      Bruno, provavelmente é o melhor software que existe para o efeito.
      Pode haver igual, mas melhor não há…
      Uso ESET, por motivos que agora não interessam, mas poderia usar kasperky sem problemas.

  15. alt.menino says:

    RuNet, a Internet autônoma da Rússia.

  16. Apha says:

    Liberdade de expressão só aquela que interessa .

  17. H says:

    Ponham um computador nas mãos do Rui Pinto…

  18. Ricardo Gomes says:

    A verdade é que Nenhuma guerra é “boa” ou bonita…
    E pior é o saber-se a quantidade de vítimas colaterais que elas originam…
    Mas temos que olhar para as coisas com a perspectiva “mais correta”, e isso, leva-nos a olhar “lá para trás”… Pra década de 90…
    (todos estudamos isto na escola, convém é reter na memória, não é agora porque começa uma guerra, só ver o Putin Malvado, e a Ucrânia coitadinha)
    Não se pode retirar a culpa de toda esta situação surgir aos Estados Unidos, e à Nato.
    Lembremos-nos que países como a Polónia, a República Checa, a Letónia, a Lituânia e a Estónia, todos eles por exemplo, pertenciam à União Soviética ou eram parceiros da mesma…
    E depois, aliaram-se à Aliança Atlântica, porque assim, se voltassem a ser atacados pela Rússia, sabiam que os Estados Unidos teriam que vir em sua defesa.
    No decorrer da guerra fria, os Estados Unidos desejavam era que houvesse uma revolução democrática, e que surgisse um líder que tornasse a Rússia democrática e a aproximasse das outras nações em ideologia política e comercial.
    Mas tal nunca aconteceu, e o povo Russo assim não o quis. Ou vamos todos acreditar que os 144 Milhoes de habitantes são TODOS eles coagidos e não se revolucionaram nunca porque não podiam?
    A sério?
    Mas voltando, com tanto país, muitos deles fronteiriços à Rússia a aliarem-se aos Estados Unidos e à Nato, com a Rússia durante anos até a começar a aceitar que a Nato era mais “amiga” do que “inimiga”, porquê continuar a forçar a expansão da NATO para todas a fronteiras Russas?
    Qual o propósito?
    O que esperam?
    Que não seja visto como provocação?
    Lembro à uns anos, o próprio secretário da defesa do governo de Bill Clinton, ser o próprio a assumir que estavam a errar em forçar a Nato a expandir-se da forma que estava a fazer.
    E que iriam com isto iniciar uma nova guerra fria que poderia surgir um dia… Igualmente não nos podemos esquecer do acordo entre Helmut Kohl e o próprio Putin da década de 90. Putin retirava todas as tropas da Alemanha em contra partida a Nato não se expandia até a fronteira russa. Além do mais existiram esforços reais para o desarmamento de armas nucleares iniciados por Putin na altura. Tudo que a nato nunca cumpriu e que levou a esta escalação do problema.
    Agora com uma Ucrânia que se afastou da Rússia com tanto forcing vindo dos Estados Unidos e da Nato para se aliarem, com a Rússia (através da liderança do Putin) a avisar que se aliassem que passariam a ser vistos como inimigos, estavam à espera do quê?
    Justifica que se comece uma “guerra”?
    Não.
    Mas acho que também não é difícil de perceber os motivos de tal acontecer….
    À semanas atrás a Ucrânia dizia que estava a pensar não se aliar à Nato.
    Depois lá são convencidos a fazê-lo.
    Andam numa do vai que não vai, com a 2a maior super potência encostadinhos a eles.
    A partir daí, não está a acontecer nada que, pelo menos a mim, me surpreenda…
    Sei que a Maioria manifesta a sua pena/solidariedade/ira, o que for, pró Ucrânia, anti Rússia. Mas a verdade é que a maioria nem sequer sabe o que se passa na realidade em volta de todo este conflito e acredita que neste caso mesmo que a Ucrânia fosse um deserto tudo acontecia na mesma. Obviamente que com todo esse potencial ainda mais atraente se torna, mas não é o ponto base.
    As redes sociais e incompetência da nossa comunicação social são maioritariamente as culpadas por esta desinformação. Conteúdo curto e que seja de acordo com o que a maioria diz/pensa…
    Para finalizar:
    É pena o que se passa na Ucrânia?
    É!
    Mas era evitável, é não podemos só apontar o dedo ao Putin.
    Convém que primeiro se veja “o filme todo”, e não sair a meio a achar que já se sabe toda a história até ao fim.
    …basta usar Cuba, adicionar poder Bélico a este, para obtermos uma História bem pior com os EUA. Vietnam, Coréia, Afeganistão Jugoslávia, Irã, Iraque, Cuba e… também estão envolvidos na Ucrânia. O rasto de destruição deixado nesses países é um facto tal como a degradação significativa da qualidade de vida por varias décadas. Chamar os EUA e os seus aliados de pombas da paz, é algo que simplesmente não corresponde ha realidade…. e faz de nós tão ou mais culpados ainda que a Russia.

    • jack says:

      Foi exatamente o que acabei de ler, SR julio, baboseiras ofensivas, e sabe V.Exa não é apenas ofensivo, é também ignorante. E já agora para sua informação não sigo carneirada política nenhuma

    • lmx says:

      Ricardo Gomes +1

      Mas o problema…se a Ucrânia fosse um deserto…era exactamente a mesma coisa..
      Geograficamente está encostada á Russia, tem muito valor para a NATO, é uma fronteira bem grande com a Rússia, a NATO nunca perderia a hipotse de continuar a tentar..
      No entanto acho que a Russia em 2014 foi muito muito passiva, ganhou a EU e a NATO que arriscaram tudo.
      Apostaram em cheio saiu jackpot

      Teoreticamente a Rússia ganhou( na prática perdeu e muito.. ), porque a proposta da Rússia para a Ucrânia final, era de 15 mil milhões, ou seja mais 5 mil milhoes que a proposta da EU, o problema é que a CIA dos EUA já estava em Kiev preparada para esse facto, e quando o Presidente Ucrâniano opta pela proposta Russa( porque era a melhor ), puff ..golpe de estado!

      Foi ai que o neoNazismo cresceu de forma descontrolada, nestes últimos 7 anos, e esta presente desde o Ramo militar e paramilitar,( não falo só do famoso batalhão de Azov..) até aos cargos de Governo, basicamente tens uma Ucrânia que na Prática tem um presidente Judeu, mas não tem puder, porque se se estica, fica sem pescoço..
      Agora imagina ele mesmo dizer em publico que a Ucrania devia voltar a ter bombas nucleares…imagina como devem ter ficado os Russos… até eu fiquei que estou cá em baixo..

      Depois ouvi alguns experts em tecnologia Nuclear, e os receios são reais, eles dizem que a Ucrânia é mais capaz do que a Coreia do Norte ou o Irão de produzir armas nucleares devido a todo o legado histórico sobre o tema herdado na União Sóvietica..
      Teoricamente a Ucrânia foi desarmada pela Rússia e pelos EUA, só há um problema, faltam um pouco mais de 200 ogivas nucleares, …e agora?
      Isto não é nada bom!

    • Swappie Guy says:

      Não tentes justificar uma ação injustificável, tu e todos os que pensam como tu.
      O passado foi lá atrás, a Ucrânia, Polónia, etc.. desanexaram-se da antiga urss para se tornarem uma democracia, para os seus cidadãos viverem em liberdade e, sendo assim, têm eles o direito de escolher se querem aderir à NATO ou não, percebes?

      Nunca pode ser, ou nunca deveria ser o putin a ter o direito de criar esta m… na Europa, epá, ele ainda vive no passado? Problema o dele, que se meta num psicólogo porque de facto ele é muito doente e nisso ele nunca me enganou.

      Ele, o putin que entenda que neste século ninguém quer viver numa ditadura, já não estamos no passado, ele que evolua o seu pensamento.

      rússia e china são 2 potências comunistas que andámos a alimentar estes anos todos…andámos distraídos porque como já se viu, boas intenções não têm.

      É por estas razões que felizmente deixei de comprar produtos xinocas, e pelos visto eu estava certo, a china é aliada da rússia…não fossem os 2 comunistas, aliás, basta ver os problemas da china com Hong Kong.

  19. PorcoDoPunjab says:

    Bom, já sei que me vão cair em cima, mas estou-me nas tintas para isso.
    O Putin é que iniciou a invasão, é certo.
    Mas estar a ver o problema apenas por um lado é muito conveniente, mas as coisas não são bem assim.
    Se o Putin é responsável, o Sr Zelensky não é menos responsável que ele.
    Querer aderir à NATO é algo que não lembra ao Diabo.
    Ele foi avisado várias vezes, a Rússia tem os seus interesses, bem como os outros países.
    Ter bases da NATO ali logo ao lado deixa os Russos com os cabelos em pé..
    Se nada fosse feito daqui a nada ia a Geórgia, o Cazaquistão e não parava até ter toda a Rússia cercada.
    Mas alguém de bom senso acha que o Putin ia ficar quieto e sereno a ver isto?
    É que depois das bases lá estarem já nada podem fazer…
    Ah e tal mas a Polónia e restantes países entraram na NATO, pois entraram, mas em que época foi isso?
    Foi numa altura em que a URSS caíu, estava em guerra civil e com um Presidente que estava bêbado de manhã à noite..
    Pouco faltou para a Rússia entrar na NATO também…
    A realidade agora é outra e os Ucranianos, talvez aconselhados pelos EUA, esticaram a corda demasiado.
    Agora deu no que deu.
    E as bases da NATA na Polónia aquilo deve fazer cá uma comichão aos Russos que nem imagino…
    Agora o Sr Zelensky vem para a TV a chorar sobre a borrada que fez.
    Ah e tal a Ucrânia é um país independente e faz o que quer.
    Cuba tb é independente e quis lá os mísseis Russos e aconteceu o que todos sabemos.
    Hipocrisia comigo não cola…
    Vamos imaginar que o México aceita bases Russas no seu território, o que é que vcs acham que os EUA iam fazer?
    Ah, México é um país independente tb, há bem mais tempo que a Ucrânia…
    Isto de ver os EUA como santinhos e os Russos como maus da fita só quem é taralhoco é que vai nisso.
    Depois de saber o que os EUA fizeram a um voo da Korean Airlines que custou a vida a centenas de pessoas, abri os olhos para a realidade.
    E isto passou-se em 1985 ou 86…
    Se não sabem do que falo, informem-se…

    Já agora, sendo a NATO a organização do tratado do atlântico norte, eu não sabia que o Atlântico já chegava à Ucrânia….
    Deve ser por causa do degelo, pois.
    A água subiu tanto que o Atlântico já chega até ao Iraque…

    • Miguel says:

      Tens razão no que falas, ninguém tem razão neste conflito, não existem maus…
      Uma guerra não é a melhor forma de resolver, mas também não consigo pensar em uma solução. É um impasse enorme.

      • lmx says:

        A solução é a Ucrânia declarar-se neutra, não levando dessa forma a NATO para as portas da Russia..
        Mas a NATO e a EU nunca vão permitir tal coisa..por isso “ficamos na mesma como a lesma..”

    • Miguel says:

      Realmente, com a economia a crescer (a Russa), só se vêem filas de países da NATO a ver quem consegue invadir a Russia em 1º lugar.

      Se vários países da ex união soviética querem aderir á NATO, possivelmente está relacionado com o perigo de invasão por parte da Russia, não a quererem juntar-se a outros países para invadir a Russia.

      Se olharmos para os países onde a Russia tem metido o bedelho, democracia é assunto tabu, e quem protesta, arrisca-se a ser preso ou em alguns casos a ser envenenado ou a desaparecer. Qualquer semelhança com a China, Coreia do norte, Venezuela, é pura coincidência. O perigo do Ocidente para a Russia é só um, aquilo virar uma democracia, que muitos Russos querem mas não conseguem.

    • João M says:

      Eu tenho um vizinho com historial em invadir a minha casa e já o fez em 2014 e ninguém sequer pesnatejou. Epah, desculpa se eu quero procurar segurança noutro lado.
      Tentar justificar as acções da Russia, um pais , tal como a China, com tendencias autoritáriss (ou mesmo autoritários) e os proprios lideres desses paises gostam é de imperialismos e controlo… bem, por mais que tente ver as coisas do lado Russo, não consigo. Aposto que quando a china invadir Taiwan também será justificavel….
      O historial da Russia não é de grandes amizades com os paises vizinhos e basta lá ir perguntar ao povo.
      Além disso, os paises do Leste sabem bem o que é sofrer com o constante medo de invasão russa – seja directa ou através de separatistas ou guerras internas com governos fantoche. Nós aqui à beira mar plantados, onde nada se passa, e achamos que é tudo uma “questão de prespectiva”, enfim…… quando sofrermos na pele, décadas e décadas sobre o que é viver sob medo então temos moral para falar. Nós aqui somos um país de fantochada que faz revoluções “sem sangue” e diz isto com orgulho mas tentar apagar o que se passou no ano seguinte – que de “pacifico” teve muito pouco. Aliás, somos tão “ingénuos” que permitimos que partidos com teor autocratico entrem no parlamento, nos sindicatos, na vida publica e se dizem “defensores da liberdade” mas depois é “A culpa da Russia invadir a Ucrania é do ImPeRiALiSmO dOs EsTaDoS UnIdOs” … palhaçada.

      Só sei que a Russia e a China jogam com paciencia e entalaram bem a Europa. Agora o Putin vai fazer o que quiser e a China também. A não ser que algo mude rapidamente, daqui a nada temos a Russia no Baltico e a china em Taiwan…. Mas vá, nós por ca vamos colocando bandeiras da ucrania nas fotos de perfil e a usar hashtags…isso vai mostrar-lhes!!! Ao primeiro milhão de hashtags o Putin negoceia com Kiev..até lá..ele aguarda as tags.

    • MM says:

      Porque é que querer aderir à NATO não lembra ao diabo? Como país independente, a Ucrânia não pode escolher quem quer que sejam os seus aliados? Ou agora, porque são vizinhos dos russos têm obrigatoriamente de andar de mãos dadas com eles? Ou então, como não se querem dar com eles, não podem ter outros aliados. Era o que faltava. Invadir um país por ficarem nervosos pelo facto de a Ucrânia querer ter “amigos” que lhes impõem respeito? Sem qualquer tipo de ameaça real à sua segurança? Não havendo hostilidade evidente por parte da Ucrânia que ameace a segurança do país, qualquer atitude deste tipo deve ser absolutamente condenável. Tudo o resto é apenas propaganda ditatorial de quem anda há anos ansioso por dar uns tiros.

    • Test User says:

      PorcoDoPunjab têm vergonha, defenderes um ditador.

      1- Se existisse Putin na Espanha estariamos a ser invadidos.
      2- Outros não têm direito à autodeterminação : Ucrania, Georgia, Chechênia, etc.
      3- Vai fazer manifestação contra guerra na Russia.
      4- Existe Memorando de Budapeste. Russia respeita tanto que anexou a Crimeia. Agora invadiu
      Ucrania
      5- Russia anda na Siria espalhar amor.
      6- Armenia que aderiu OTSC faz fronteira com NATO. Por essa lógica devíamos ter invadido Armenia.

      Têm vergonha

      • PorcoDoPunjab says:

        Test User, onde é que eu disse que defendo o Putin?
        Mostre lá onde eu disse isso.
        Se não sabe interpretar textos o problema é seu e não meu.
        Não diga que eu disse coisas que não disse.
        O que eu disse, e repito, é que não se pode ver apenas de uma perspectiva.
        Tem que se ver a coisa no seu todo.
        Vc não é dono da razão.
        Em relação à Rússia andar a espalhar amor na Síria, essa deve ser para rir.
        Quer que lhe diga por ordem alfabética os países onde os EUA fizeram guerras?
        Vai de A a Z, quase…
        Vc consegue imaginar o México a receber bases Russas?
        Consegue? Então diga me lá o que os EUA fariam se isso viesse a acontecer.
        Pense, e depois diga me.
        Ou agora essa história do ser independente só vale para um lado?
        Estas potências têm interesses próprios, estratégicos, que abrangem o interior e o exterior das suas fronteiras.
        A vida é assim.
        Se é justo? Não, mas é o que é.
        Agora andar a comer propaganda barata de que os ocidentais são uns santos e os outros uns diabos, só porque sim, faça vc esse papel pois eu não estou para isso.
        Nos anos 60 os russos quiseram meter mísseis em Cuba e o mundo quase acabou e agora vc vem dizer me que a Ucrânia pode fazer o que quiser por ser independente?
        Então e Cuba não era independente tb?
        Mas isto só vale para um lado, é?
        Tenha só….

        Se vc fosse o presidente da Rússia ficaria impávido a ver as suas fronteiras a serem rodeadas de bases da Nato?
        Mas está a brincar comigo ou quê?
        Ganhe juízo…

        • Test User says:

          Ganhe juízo.

          1- Queres mesmo comparar caso de Cuba em que instalaram misseis
          nucleares com a Ucrania.
          2- Suecia e Finlândia tambem pertenciam à União Soviética ?
          Suecia faz fronteira com Russia?
          3 – Explica-me que é o Memorando de Budapeste.

          • jack says:

            Meu caro!!! explique-me como se eu fosse demente essa de instalarem misseis em Cuba, lembra-se que era o Presidente dos EU na altura, VExa tem de ler melhor a História, que eu vivi.ç

          • Test User says:

            Esta na wikipedia

            A crise começou quando os soviéticos, em resposta à instalação de mísseis nucleares na Turquia, Inglaterra e Itália[2] em 1961 e à invasão de Cuba pelos Estados Unidos no mesmo ano, instalaram mísseis nucleares em Cuba. Em 14 de Outubro, os Estados Unidos divulgaram fotos de um voo secreto realizado sobre Cuba apontando cerca de quarenta silos para abrigar mísseis nucleares. Houve uma enorme tensão entre as duas superpotências pois uma guerra nuclear parecia mais próxima do que nunca. O governo de John F. Kennedy, apesar de suas ofensivas no ano anterior, encarou aquilo como um ato de guerra contra os Estados Unidos.

            Nikita Kruschev, o Primeiro-ministro da URSS na época, afirmou que os mísseis nucleares eram apenas defensivos, e que tinham sido lá instalados para dissuadir outra tentativa de invasão da ilha (dezoito meses antes, em 17 de abril de 1961, o governo Kennedy já havia empreendido a desastrada invasão da Baía dos Porcos, usando um grupo paramilitar constituído por exilados cubanos, apoiados pela CIA e pelas forças armadas dos Estados Unidos, na tentativa de derrubar o governo socialista de Fidel Castro). A situação rapidamente evoluiu para um confronto aberto entre as duas potências.

            Segundo o governo Kennedy, os Estados Unidos não poderiam admitir a existência de mísseis nucleares daquela dimensão a escassos 150 quilômetros do seu território. O presidente Kennedy avisou Khruschev de que os EUA não teriam dúvidas em usar armas nucleares contra Cuba, se os soviéticos não desativassem os silos e retirassem os mísseis da ilha.

    • David Guerreiro says:

      Alguma vez a NATO ia aceitar um país que tem parte do seu território ocupado por outro país? Nem pensar.

    • lmx says:

      PorcoDoPunjab +1

      Normalmente quando dizes a verdade caem-te em cima, já sabes como é o portuga! 😀

      Para teres uma ideia, ainda hoje com as tropas Russas já com Kiev cercado, é que o director dos Serviços de Inteligência da Alemanha( BND ) fugiu da Ucrânia para a Polónia..
      A CIA saiu de Kiev e esta agora em Lviv 😀
      É para tu veres o envolvimento que vai de Países na Ucrânia, aquilo é uma luta de galos!!

  20. Ricardo Gomes says:

    A verdade é que Nenhuma guerra é “boa” ou bonita…
    E pior é o saber-se a quantidade de vítimas colaterais que elas originam…
    Mas temos que olhar para as coisas com a perspectiva “mais correta”, e isso, leva-nos a olhar “lá para trás”… Pra década de 90…
    (todos estudamos isto na escola, convém é reter na memória, não é agora porque começa uma guerra, só ver o Putin Malvado, e a Ucrânia coitadinha)
    Não se pode retirar a culpa de toda esta situação surgir aos Estados Unidos, e à Nato.
    Lembremos-nos que países como a Polónia, a República Checa, a Letónia, a Lituânia e a Estónia, todos eles por exemplo, pertenciam à União Soviética ou eram parceiros da mesma…
    E depois, aliaram-se à Aliança Atlântica, porque assim, se voltassem a ser atacados pela Rússia, sabiam que os Estados Unidos teriam que vir em sua defesa.
    No decorrer da guerra fria, os Estados Unidos desejavam era que houvesse uma revolução democrática, e que surgisse um líder que tornasse a Rússia democrática e a aproximasse das outras nações em ideologia política e comercial.
    Mas tal nunca aconteceu, e o povo Russo assim não o quis. Ou vamos todos acreditar que os 144 Milhoes de habitantes são TODOS eles coagidos e não se revolucionaram nunca porque não podiam?
    A sério?
    Mas voltando, com tanto país, muitos deles fronteiriços à Rússia a aliarem-se aos Estados Unidos e à Nato, com a Rússia durante anos até a começar a aceitar que a Nato era mais “amiga” do que “inimiga”, porquê continuar a forçar a expansão da NATO para todas a fronteiras Russas?
    Qual o propósito?
    O que esperam?
    Que não seja visto como provocação?
    Lembro à uns anos, o próprio secretário da defesa do governo de Bill Clinton, ser o próprio a assumir que estavam a errar em forçar a Nato a expandir-se da forma que estava a fazer.
    E que iriam com isto iniciar uma nova guerra fria que poderia surgir um dia… Igualmente não nos podemos esquecer do acordo entre Helmut Kohl e o próprio Putin da década de 90. Putin retirava todas as tropas da Alemanha em contra partida a Nato não se expandia até a fronteira russa. Além do mais existiram esforços reais para o desarmamento de armas nucleares iniciados por Putin na altura. Tudo que a nato nunca cumpriu e que levou a esta escalação do problema.
    Agora com uma Ucrânia que se afastou da Rússia com tanto forcing vindo dos Estados Unidos e da Nato para se aliarem, com a Rússia (através da liderança do Putin) a avisar que se aliassem que passariam a ser vistos como inimigos, estavam à espera do quê?
    Justifica que se comece uma “guerra”?
    Não.
    Mas acho que também não é difícil de perceber os motivos de tal acontecer….
    À semanas atrás a Ucrânia dizia que estava a pensar não se aliar à Nato.
    Depois lá são convencidos a fazê-lo.
    Andam numa do vai que não vai, com a 2a maior super potência encostadinhos a eles.
    A partir daí, não está a acontecer nada que, pelo menos a mim, me surpreenda…
    Sei que a Maioria manifesta a sua pena/solidariedade/ira, o que for, pró Ucrânia, anti Rússia. Mas a verdade é que a maioria nem sequer sabe o que se passa na realidade em volta de todo este conflito.
    As redes sociais e incompetência da nossa comunicação social são maioritariamente as culpadas por esta desinformação. Conteúdo curto e que seja de acordo com o que a maioria diz/pensa…
    Para finalizar:
    É pena o que se passa na Ucrânia?
    É!
    Mas era evitável, é não podemos só apontar o dedo ao Putin.
    Convém que primeiro se veja “o filme todo”, e não sair a meio a achar que já se sabe toda a história até ao fim.
    …basta usar Cuba, adicionar poder Bélico a este, para obtermos uma História bem pior com os EUA. Vietnam, Coréia, Afeganistão Jugoslávia, Irã, Iraque, Cuba e… também estão envolvidos na Ucrânia. O rasto de destruição deixado nesses países é um facto tal como a degradação significativa da qualidade de vida por varias décadas. Chamar os EUA e os seus aliados de pombas da paz, é algo que simplesmente não corresponde ha realidade…. e faz de nós tão ou mais culpados ainda que a Russia.

    • PorcoDoPunjab says:

      Ora bem, é isto….

    • Filipe says:

      Claro porque ditaduras sao…ditaduras. A democracia pode nao ser perfeita… mas é a menos imperfeita de todas …

    • Test User says:

      Ricardo Gomes têm vergonha, defenderes um ditador.

      1- Se existisse Putin na Espanha estariamos a ser invadidos.
      2- Outros não têm direito à autodeterminação : Ucrania, Georgia, Chechênia, etc.
      3- Vai fazer manifestação contra guerra na Russia.
      4- Existe Memorando de Budapeste. Russia respeita tanto que anexou a Crimeia. Agora invadiu
      Ucrania
      5- Russia anda na Siria espalhar amor.
      6- Armenia que aderiu OTSC faz fronteira com NATO. Por essa lógica devíamos ter invadido Armenia.

      Têm vergonha

      • Ricardo Gomes says:

        Oh Test User por muito que gostes ou não são tudo factos … tu devias ter vergonha de escrever tanta coisa e não escrever um facto sequer… sobre a criaria também podia fazer um resumo e esqueceste que a nato teve 33 anos de
        Tempo para por o acordo em prática e nunca o fez… agradece a invasão a NATO e as várias negociações falhadas por
        Arrogância da mesma nato (a última 2 dias antes da invasão)

        • Test User says:

          Esqueces de fazer resumo 33 anos da Russia.

          1- Qual foi acordo que o ditador respeitou. Foi Memorando de Budapeste?
          2- Armenia não faz fronteira com NATO. Por essa lógica devíamos ter invadido Armenia antes aderir OTSC ?
          3- Se invadirem Moldavia,Georgia,etc vais continuar com essa conversa.

          Têm vergonha

          • Ricardo Gomes says:

            Não escreves coisa com coisa… queres um video para simplificar a historia toda da russia Ucrania nato boris yielsin putin helmut kohl bill clinton etc? já dei a oportunidade a muita gente de o ver mas nunca ninguém quis. Facto é que a guerra só acaba quando a NATO cumprir o acordo de não expansão e ter no mínimo um pais entre a nato e a rússia. Enquanto isto não acontecer a guerra não termina… o putin ainda esta segunda feira esteve na Suiça com a nato numa reunião ao qual garantia retirar as tropas caso esse acordo fosse cumprido… e os arrogantes da nato não o fizeram… de quem é a culpa afinal.

          • Test User says:

            1- Suecia e Finlândia tambem pertenciam à União Soviética ?
            2- Suecia faz fronteira com Russia?
            3- Se ter no mínimo um pais entre a nato e a rússia. Explica o caso da Armenia.
            4- Quais são garantias para os paises vizinhos não ser invadidos?

    • André Villas Boas says:

      Aí vem o Ricardo Gomes. Dei-me ao trabalho de ler todo este comentário e fica claro que ele nao percebe patavina deste tópico, mais uma vez. Nao tenho paciencia para rebater todos os pontos, por isso deixo apenas tres: 1) A Russia ja tinha invadido a Ucrania em 2014, anexando ilegalmente a Crimeia, e comecando uma guerra civil no leste do país. 2) Qualquer país tem o direito de entrar numa aliança internacional, neste caso a OTAN e a EU. A Ucrania quer entrar nas duas, de forma democratica. Nenhum país tem o direito de nao querer que um país terceiro, independente, entre numa aliança internacional, se ambas as partes o quiserem. A adesao da Ucrania à OTAN é assunto entre a Ucrania e a OTAN e idem aspas para a EU. 3) Tentar justificar esta invasao com o que aconteceu em Cuba, Afeganistao, Irão (aprende a escrever melhor) é, por um lado, “whatboutismo” (acho que alguem tinha referido isso) e, por outro, é nao conhecer o suficiente sobre a historia desses acontecimentos. Um comentario muito pobre, como sempre, e provavelmente pago pelo Kremlin.

    • Julio says:

      O Ricardo Gomes ainda ha uma semana escreveu aqui que nao havia invasao nenhuma, que era tudo fake news. Pois, esta visto.

      • alt.menino says:

        Quem conhece a expressão catfish ? Sempre que venho um post demasiado longo, diz-me muito sobre a pessoa…… Solidariedade para com o povo Ucraniano. Bem haja.

        • Ricardo Gomes says:

          Acho bem que o tenhas mas então começa a fazer algo por isso… obrigar a NATO a cumprir acordos e isto única
          Tinha acontecido… só para salientar que a NATO teve 33 anos é verdade 33 anos de tempo para resolver este problema… ao invés disso motivou que isto mesmo acontece-se e depois pior ainda fugiu como um covarde.

        • Ricardo Gomes says:

          Acho bem que o tenhas mas então começa a fazer algo por isso… obrigar a NATO a cumprir acordos e isto nunca
          Tinha acontecido… só para salientar que a NATO teve 33 anos é verdade 33 anos de tempo para resolver este problema… ao invés disso motivou que isto mesmo acontece-se e depois pior ainda fugiu como um covarde.

        • Ricardo says:

          “Sempre que venho um post demasiado longo, diz-me muito sobre a pessoa” – ahah, muito bem visto!

      • Ricardo Gomes says:

        Segunda feira nato continua numa de não cumprir acordos e de motivar a Ucrânia a adesão à nato… prometem mundos e fundos a nato… a Rússia considera Ucrânia um inimigo… dias mais tarde reconhece a independência de 2 cidades o resto acho que já sabes… a história muda com o tempo… joio disto tudo: a nato promete mundos e fundos a Ucrânia e depois foge como um covarde e deixa a Ucrânia sozinha… isto é de rir ou de chorar para os ucranianos.

      • alt.menino says:

        Não me chamas-te a mim e nem é para chamar a ninguém…… esse tipo de comunicação não te acenta bem. Discussão construtiva.

        • Ricardo Gomes says:

          é a realidade…a NATO é uma “Cobardolas”… além de te aliciarem a fazer merd…. tipo aqueles amigos da onça que dizem vai bate-lhe que nós estamos aqui pra te proteger e depois são os primeiros a bazar… ridiculo… era pra vez se pegava e se a rússia se esquecia dos acordos mas tal não aconteceu e agora o povo é que paga…

    • Lelo says:

      Acaba de ameaçar a Suécia e Filândia se aderirem á NATO. Que têm esses a ver com os absurdos que escreveste ? Tem juizo…

    • azeitetugalia says:

      Tanta burrice pegada…

      Ponha-se na posição desses paises. Que diziam e agora ve-se com razão, que podiam voltar a ser invadidos pela Rússia. Claro que querem integrar a NATO.

      Isto não é a pergunta filosófica de qual veio primeiro a galinha ou o ovo.

      O Putin se não houvess a NATO atacava e mesmo com NATO ataca. As balelas do a “Rússia esta em risco com o avanço da NATO” é mesmo isso balelas. Ele não tinha risco nenhum os Ucranianos sim. Ou já esquecemos a crimeira?

      Para ver o filme todo é preciso recuar 100 anos e espetar um bigode à la Stalin no Putin.

      EUA não pombas da Paz muito pelo contrário mas é o mal menor.

      • Ricardo Gomes says:

        Informa-te, não é o que está a acontecer, e se aprofundares essa parte também chegas la…não vou fazer outro resumo para preguiçosos já chega este… EUA é o mal bem maior do que poças imaginar e são mesmo eles que vão definir se temos uma 3ra guerra mundial que é o que parece ao enviar 7000 soldados ou simplesmente aceitam e cumprem o acordo de 1994 e deixam de financiar os outros para aderir a NATO.

      • Ricardo says:

        “EUA não pombas da Paz muito pelo contrário mas é o mal menor” – completamente. E nós, Portugal, somos aliados dos EUA – nao somos aliados da Russia

        • Ricardo Gomes says:

          Não, não é um mal menor… em quantas guerras esteve a rússia desde que nasceste e em quantas a Nato? E me igual ao Litro de quem somos aliados…o que estamos a fazer não é correcto não é ético… muito menos quando incentivamos os outros neste caso a Ucrania a ir pra guerra e depois fugimos como uns covardes e ainda iniciamos uma guerra porque nos achamos os reis do mundo e achamos que não temos que cumprir acordos… e no meio disto tudo nem somos inteligentes o suficiente para perceber que quem começou isto tudo é um parceiro nosso os EUA puramente por motivos econômicos…

          • Ricardo says:

            Incentivamos a Ucrania a ir para a guerra? Desculpa, mas quem é que invadiu quem e comecou tudo isto (primeiro em 2014 e agora de novo)? Os teus comentarios estao totalmente desfasados de qualquer realidade

          • Ricardo Gomes says:

            Também já explicaram (não eu mas outros) essa história toda aqui… se não saber ler ou entender tens que voltar as aulas

          • Ricardo says:

            De novo, estas desprovido de realidade

    • Vitolas says:

      Portanto o “mundo” tinha de evitar espirrar porque os russos podiam eventualmente se assustar e estávamos todos a ser mauzinhos para eles, a Ucrânia nunca entrou na nato nem o poderia fazer porque já existia um confronto armado no pais e isso vai contra os estatutos, e agora pasme-se quem é que começou o conflito, os russos digam o que disseram.

      Para alem que a historia recente que, já não é assim tão recente, mostra que a ultima vez que alguém tentou efetivamente invadir a Rússia foi a Alemanha Nazi que era liderado por um ditador e que fez o que todos sabemos.

      Gostava de saber se, em vez de uma Ucrânia fosse uma Alemanha ali a fazer fronteira com a Rússia se isto tudo tinha começado como começou a uns anos.

      Mas cá estaremos para ver onde isto vai dar e quais as reais intenções da vitima Putin, depois, quero ver quais vão ser as desculpas que vão arranjar para as ações do coitadinho.

      Nenhum pais do mundo é completamente isento, todos ou quase todos tem historial em qualquer altura da sua existência de terem feito algo errado ou muito errado, agora usar isso como quase desculpa para a Rússia se “defender” de algo que não é, nem tinha motivo para ser uma ameaça é no mínimo ridículo.

  21. Humberto says:

    Não sei do que a NATO está à espera. Sinceramente. O Putin deu ordem para matarem quem aparecer pela frente (civis) não se admite.

  22. Ze says:

    Mas tem de ser massivo, rápido e doloroso

  23. Luis Borges says:

    So’ uma nota…. Anonymous nao ‘e um grupo de hackers. Anonymous ‘e um movimento. E Anonymous somos todos nos. Os “sem nome”.

    • Humberto says:

      Anonymous é o nome de um grupo de cibernéticos, neste caso fazem ataques cibernéticos.

      • Luis Borges says:

        Nope. Anynomous ‘e um movimento. Nem precisa usar sistema informaticos. E garantidamente nunca seria um “grupo de ciberneticos” – isso nem sequer existe; penso que o queria dizer era um grupo de “hackers”.

    • Ricardo Gomes says:

      Querem a minha opinião? é um grupo de putos que prometem mundos e fundos que vão fazer e acontecer blablabla… na maioria das vezes até devia de acontecer mesmo… mas que na realidade não têm capacidade nem competencia para nada. Estes putos acham que sabem mais do que realmente sabem e nunca foram um incômodo para ninguém. Ataques DDOS como ao pequeno almoço tal como todos os ataques rasca e standard que é a única coisa que vem dali.

    • Memória says:

      ” Anonymous” “Bellingcat” “Q” etc.
      C.I.A.

  24. Fernando Silva says:

    há sempre uma entrada pela rede da net

  25. jimmypt says:

    Seria interessante perceber,o que o Lapsus$ Group tem a dizer em relação a este assunto?!
    Isto sim,seria uma causa com valor.Ou terão medo do putinh@s?!

  26. C says:

    Oh Ricardo, o que tens a dizer a isto? “Rússia avisa a Finlândia e a Suécia que haverá consequências “militares e políticas” se entrarem na NATO”

    • Ricardo Gomes says:

      Foi a condição aceite e não cumprida em 1994 pela NATO, já há 33 anos… queres links governamentais onde estão descritas todas as conversas entre Boris Yielsin e Bill Clinton? Além do mais isso foi outra notícia retirada fora do contexto.

      • Ricardo says:

        Nao é uma noticia retirada de contexto, nem foi ha 6 ou 8 anos. Foi hoje numa conferencia de imprensa do Ministerio dos Negocios Estrangeiros da Russia

        • Ricardo Gomes says:

          Posta VIDEO se foi hoje não vais ter problemas em encontrar… já que o meu de há 8 anos continua online 😉

        • Ricardo Gomes says:

          Depois vais ler a vossa Notícia a provar blablabla e vês que não tem rigorosamente nada e que foi novamente tirada fora do contexto apenas por vocês e por um título que nada tem a ver com o conteúdo … Ha vocês são uma perda de tempo… Esta aqui o Link: https://uk.news.yahoo.com/russia-military-repurcussions-finland-nato-163803214.html?guccounter=1 querem que retire o texto ou o link chega?

          • Ricardo says:

            “Finland and Sweden should not base their security on damaging security of other countries. Their accession to Nato can have detrimental consequences… and face military and political consequences” – nao conseguiu perceber esta parte?

          • Ricardo Gomes says:

            E agora metes tudo dentro do contexto e não so aquilo que tu queres entender para ficares bem na fotografia e vez a cagada que estas a dizer… ou queres que te faça a traduçnao? In translated remarks at a press conference, she said: “The Finnish government’s policy of military non-alliance is an important factor in ensuring security and stability in northern Europe.
            “At the same time, we cannot help but note the targeted efforts of Nato and other members of this alliance to involve Finland as well as Sweden [a fellow non-member] in this alliance.”
            She said “the intensity of practical interaction between Helsinki and Stockholm with Nato” is “nothing new”. he claimed “they have conducted NAato’s military exercises – these countries have provided territory for such manoeuvres of this military alliance.
            “We have seen this policy over a number of years… and Finland and Sweden should not base their security on damaging security of other countries. Their accession to Nato can have detrimental consequences… and face military and political consequences.”

          • André Villas Boas says:

            Ricardo, nao sabes ler? Queres em portugues, para ver se percebes?

          • Ricardo says:

            Nao percebe?

    • Samuel MGor says:

      LOL!! LOL!!! A Rússia não sabe com quem se está a meter!! Ameaçar a Finlândia e a Suécia é o mesmo que estar a picar um tigre com um palito muito curto!! A Finlândia e Suécia são completamente capazes de derrotar o exercito russo. Se atacar estes países a Rússia irá perder 80% do exercito e não duvido que a Finlândia e a Suécia possam talhar caminho até Moscovo.

    • Ricardo Gomes says:

      Foi a condição aceite e não cumprida em 1994 pela NATO, já há 33 anos… queres links governamentais onde estão descritas todas as conversas entre Boris Yielsin e Bill Clinton? Além do mais isso foi outra notícia retirada fora do contexto.

    • Ricardo Gomes says:

      Ja que toda a gente acredita nas fake news fica aqui o video original https://www.youtube.com/watch?v=lKsWfmq7HIA de ha mais de 6 anos atras e totalmente retirado fora do contexto…

    • Ricardo Gomes says:

      desculpa não 6 mas sim 8 anos atrás numa visita ao próprio país ao qual explica o mesmo que explicou novamente a NATO esta segunda feira na Suiça ao qual a NATO cago…u em cima e então se começou a invasão….depois de tudo criado pela NATO era ao menos de esperar suporte desta a ucrania mas não… aconteceu exatamente o oposto… grandes covardes.

      • Ricardo says:

        Ricardo, o vídeo de hoje – que passou em direto em varios canais e esta em varios jornais/ sites – nao tem nada a ver com esse video de 6 ou 8 anos atras que puseste. Sao coisas completamente diferentes.

    • André Villas Boas says:

      Foi hoje, ate foi transmitido em directo

      • Ricardo Gomes says:

        Novamente: Não foi. O que acontece foi alguém que fez um Retweet da MFA Rússia sobre esse tópico, que foi mal compreendido e foi publicado como sendo um facto por um canal de notícias asiático depois alguém pegou nessa notícia fez um cut ao mesmo vídeo que postei de há 8 anos atrás… começou a aparecer em todos os canais de notícias privados e agora tornou-se facto… é de rir este mundo

      • Ricardo Gomes says:

        Já agora mostra-me esse directo sff com
        legenda e tradução do Google 😉 porque também já vi um vídeo na ele diz algo totalmente diferente do que estava legendado… Fake News dao trabalho além se serem todas retiradas fora do contexto.

        • Julio says:

          Publico: “Rússia ameaça Finlândia e Suécia com consequências militares se aderirem à NATO”, 25 de Fevereiro de 2022

          • Ricardo Gomes says:

            LOOOL entao le a noticia… ou queres que poste o texto? Opa vocês são uns especialistas em enredo… depois usam títulos clickbait e quem não lê a notícia até pensa que podem ter razão…

          • Test User says:

            In translated remarks at a press conference, she said: “The Finnish government’s policy of military non-alliance is an important factor in ensuring security and stability in northern Europe.

            “At the same time, we cannot help but note the targeted efforts of Nato and other members of this alliance to involve Finland as well as Sweden [a fellow non-member] in this alliance.”

            She said “the intensity of practical interaction between Helsinki and Stockholm with Nato” is “nothing new”.

            Watch: Volodymyr Zelensky announces death toll from first day of Russian invasion of Ukraine

            She claimed “they have conducted NAato’s military exercises – these countries have provided territory for such manoeuvres of this military alliance.

            “We have seen this policy over a number of years… and Finland and Sweden should not base their security on damaging security of other countries. Their accession to Nato can have detrimental consequences… and face military and political consequences.”

          • Ricardo says:

            Nao tenho culpa que nao saiba ler (ou melhor… sabe!… mas nao quer)

        • Ricardo says:

          Ja leste o texto, Ricardo? Ja te chega? Pronto

          • Ricardo Gomes says:

            Ja li o texto que nada diz do que estas aqui a mencionar, ja reparei que queres tirar tudo fora do contexto mas infelizmente para ti eu leio as coisas… e o que essa senhora disse até foi extremamente defensivo e nada ofensivo muito menos aquilo que insinuas. Fica aqui novamente o texto completo para os leitores: In translated remarks at a press conference, she said: “The Finnish government’s policy of military non-alliance is an important factor in ensuring security and stability in northern Europe.
            “At the same time, we cannot help but note the targeted efforts of Nato and other members of this alliance to involve Finland as well as Sweden [a fellow non-member] in this alliance.”
            She said “the intensity of practical interaction between Helsinki and Stockholm with Nato” is “nothing new”. he claimed “they have conducted NAato’s military exercises – these countries have provided territory for such manoeuvres of this military alliance.
            “We have seen this policy over a number of years… and Finland and Sweden should not base their security on damaging security of other countries. Their accession to Nato can have detrimental consequences… and face military and political consequences.”

          • UnhuZpt says:

            Ainda ligam a este palerma?
            Nao escreve uma coisa digna de ser lida

          • André Villas Boas says:

            Primeiro o Putin era pela paz. Depois nao ia haver invasao. Depois o video era de ha 8 anos atras. Afinal é de agora mas esta fora de contexto (claramente nao sabes ler). Nao das uma para a caixa mas continua

          • Ricardo says:

            Nao sabe ler? Nao posso ajudar com isso

  27. Bill says:

    Porque é que 140milhoes de russos não se manifestam e derrubam o governo?

    Porque é que se começou a construir e a patrocinar o gasoduto nord 2 mesmo sabendo que os russos sao uma ameaça?

  28. falcaobranco says:

    Da-lhe forte anonymous… força nisso…já devia ter sido ontem logo ás primeiras horas de intervenção russa…

  29. Ricardo says:

    Nao vou referir nomes mas claramente alguns aqui preferem defender uma ditadura totalitarista que invade um país soberano e até hospitais bombardeiam. Isto diz muito do caracter de cada um.

  30. Mac says:

    Plware, não podem expulsar / bloquear quem escreve barbaridades e mentiras no fórum?
    Sei que somos uma democracia, mas defender tanto a Rússia (um país pouco democrático) merecia uma sanção à medida da Rússia (sem ser envenenado é claro!).

    • Ricardo Gomes says:

      Tens que diferenciar factos com barbaridades… não é a mesma coisa além do mais existem posições neutras também.

    • Swappie Guy says:

      +1
      Bom comentário

    • André Villas Boas says:

      Mac, totalmente de acordo. Ha um utilizador (o da foto) que so debita mentiras e desinformacao, é patologico

    • Ricardo says:

      Apoiado Mac! Ha aqui um pseudo comunista a espalhar mentiras

      • Ricardo Gomes says:

        O meu texto a explicar toda a situação historial são factos não mentiras… apenas essa história não está de acordo com aquilo que vocês aceitam… mas a vossa opinião vale ZERO.

        • Ricardo says:

          Sao mentiras sim. Nao consegues escrever um post sem meter mentiras. Ja ficou muito claro que a opiniao que nao vale nada – embora gere varios momentos de comedia, que ja me ri bastante a ler os teus posts – é somente a tua

        • Ricardo says:

          Mas nao sei, se calhar toda a invasao sao fake news – o Ricardo Gomes escreveu um post a dizer que a invasao era tudo fake news e que o Putin era pela paz. Mais uma mentirola.

          • Swappie Guy says:

            Pronto, este que acha que sabe tudo perde os argumentos e parte para o insulto verbal…é mesmo à la putin

          • Ricardo Gomes says:

            Não disse nada disso mas como estás sem argumentos la necessitas deste tipo de texto para provar la o que quer que seja 😉 que só mesmo tu é que entendes

          • André Villas Boas says:

            E sim, escreveste que a invasao era falsa e que o Putin queria resolver tudo a bem – ate eu me lembro disso

          • Julio says:

            Mais uma vez – os “argumentos” do Ricardo Gomes sao totalmente desmontados. Aquela conversa sobre 1994 esta tao errada, mas tao errada

          • Ricardo Gomes says:

            Julio… Sobre a conversa até ja postei link governamental do proprio EUA… agora se não les ou não queres ler isso já é teu problema.

          • André Villas Boas says:

            Postaste postaste… como alguem disse, noticias de Moscovo!

          • André Villas Boas says:

            O link que postaste (fui ver agora) nao inclui o memorando, inclui um artigo sobre as discussoes. Se queres saber o que foi o memorando de 1994, que ha ja esta efectivamente morto ha muitos anos: Respect Belarusian, Kazakh and Ukrainian independence and sovereignty in the existing borders. Refrain from the threat or the use of force against Belarus, Kazakhstan and Ukraine. Refrain from using economic pressure on Belarus, Kazakhstan and Ukraine to influence their politics. Seek immediate Security Council action to provide assistance to Belarus, Kazakhstan and Ukraine if they “should become a victim of an act of aggression or an object of a threat of aggression in which nuclear weapons are used”. Refrain from the use of nuclear arms against Belarus, Kazakhstan and Ukraine. Consult with one another if questions arise regarding those commitments.
            Nao tem, de qualquer forma, validade legal, nunca teve. Fonte: https://en.wikipedia.org/wiki/Budapest_Memorandum_on_Security_Assurances

    • SergioF says:

      Lamento, Mac, mas tenho de discordar.

      Por mais obtusa que o seja a opinião, ou ofensivas as palavras, do Ricardo Gomes, nada justifica a censura.

      Opiniões são opiniões e devem ser respeitadas e, acima de tudo, dado acesso a que sejam expressas de forma livre.

      Censurar alguém, meramente pela sua opinião, é errado. O Ricardo Gomes expressa a sua opinião, os demais fazem o mesmo…cabe a quem lê tirar as suas próprias conclusões e informar-se.

      Hoje seria por isto, amanhã por aquilo, e quando desses por isso já não haveria imparcialidade…liberdade de expressão deve ser mantida como um dos alicerces da sociedade. 🙂

      Cumps

    • lmx says:

      Mac, Por outras palavras, apoias a censura, a ditadura, fica explicado no teu comentário..

  31. Maksim says:

    Sou Ukraniano e vivo em Portugal a 10 anos, adoro portugal e os portugueses. Sou de Kyiv e o meu pais ha 30 anos que vivia em democracia e em liberdade. Considero a Rusia e os Rusos como irmaos mas o presidente deles é um ditador que nao sabe viver em democracia e liberdade e decidiu ocupar o nosso pais, sem qualqer provacao. O presidente da Rusia pode enviar tropas para matar civis, pode ter vitorias aqui e ali, mas nunca ira conquistar a Ukrania. Vamos sair disto mais fortes e vamos derrotar o presidente Ruso. E depois vamos entrar na UE e na NATO, que é o desejo da grande maioria da Ukrania, por muito que isso custe ao presidente Ruso – é um direito nosso. Slava Ukraini!

    • Swappie Guy says:

      “.E depois vamos entrar na UE e na NATO”
      Eu como português espero que seja esse o desfecho, viva a Ucrânia!

    • lmx says:

      Maksim, viveste em democracia até 2014, com o nível de extremismo que vai na Ucrânia..democracia só mesmo no papel.
      Atreve-te a ir para a rua em Kiev a dizer mal do teu governo que vais ver o que te acontece.
      Aquilo que eu percebo é que os Ucranianos do oeste da Ucrânia, se sentem mais próximos de outros Países na Europa, e os Ucranianos de Leste, se sentem ligados a Rússia, e teem inclusive família na Rússia, mas os seus direitos teem sido ignorados e muitos teem sido perseguidos e massacrados..

      Tu só estas a contar uma parte da historia, e estas-te a esquecer que o teu País é fruto dum amontoado de diferentes povos que foi criado com todos esses povos la dentro, por outras palavras, a criação da Ucrânia como foi criada, foi um erro tremendo porque vocês não respeitam os outros Ucranianos..

      • Maksim says:

        Nao sei como dizer de utra forma – isso è totalmente mentira, totalmente. Porke diz isso???

        • lmx says:

          Porque é a verdade, desde massacres a perseguições porta a porta, a atentados a bomba, a Ucrânia tem tido de tudo.
          Inclusive desde 2014 marchas Nazis em plena luz do dia a marchar em Kiev abertamente…isto é publico.
          Não tenha a ilusão que consegue esconder factos desta natureza, do portuga!

      • Ricardo says:

        Mas que realidade alternativa (Russa) é essa?!

      • Maksim says:

        Esse comentario deixa me furioso porque é falso. Claro que posso manifestar me contra governo em Kiev, ha manifestacoes todos meses. Como em Portugal. Claro que ha democracia, eu votei (e nao votei em actual presidente). Como em Portugal. E o que deixa-me furioso é comentario sobre ucranianos que se sentem ligados a Rusia porque eu tenho familia em Donbass e conheco a zona, Rusos sao nossos irmaos (Rusos, nao Putin). Tudo o ke dizem sobre “genocidio” é propaganda Kremlin, é totalmente falso, nao sei como alguem em Portugal consegue acreditar em isso?!?!

        • Ricardo Gomes says:

          Maksim hoje a tarde um amigo meu Ucrâniano respondeu-te na tua língua, infelizmente esse texto foi apagado… mas tu recebeste isso por mail… podes responder na tua língua sff? Assim posso facilmente confirmar se
          És realmente ucraniano e tirar essa dúvida aqui ao pessoal 😉 e se usares o Google tradutor também ficamos a saber 😉

          • Maksim says:

            Nao recebi e-mail? Peça post de novo, por favor. Tambem falo Ruso.

          • Ricardo Gomes says:

            Ele também mas agora só estou com ele próxima quarta-feira. Tu recebeste o mail da Pplware a dizer que alguém respondeu ao teu tópico e foi em
            Ucraniano.. na escrita também..

    • Maksim says:

      Tropas Rusas sao invasores, nao sao libertadores

      • Ricardo Gomes says:

        Obviamente que a Rússia é a invasora… mas nem é isso que está em causa… o que está em causa é que a Rússia é a maior potência nuclear do mundo e a que respeitar esse facto tal como fazemos nós humanos quando temos alguém mais forte pela frente e independentemente se este tem razão ou não o mesmo acontece no reino animal… eu pelo menos nunca vi um gato na luta com um Leopardo e a levar a melhor. A Rússia quer ver os acordos cumpridos da não expansão da nato e é exactamente nisso que todos nós nos temos que focar para terminar de vez com está situação… tudo o resto é tempo perdido e isso também é um facto… quem realmente se importa pelos cidadãos da Ucrânia luta por isso e quem não quer isso ou diz que quer o melhor mas entra numa guerra impossível de vencer já sabe só por aí que muitas mortes vão acontecer e ao mais pequeno desvio temos uma 3ra guerra mundial que nos afecta a todos e isto tudo por a parvoíce do ser humano não ter limites tal como foi o caso em todas as guerras até hoje… espero que isso não aconteça. Abraço

        • Maksim says:

          Nao existem acordos de (nao) expansao Nato? no resto, penso o mesmo. Abraço

          • Ricardo Gomes says:

            Existem desde pouco antes da queda do muro de Berlim ao qual a Ucrânia não teve qualquer voto na matéria. Aliás a conversa entre Putin e Helmut Kohl está registada nos arquivos governamentais dos EUA e fazem parte da documentação aberta ao público tal como aos acordos de cavalheiros com Boris Yielsin Putin e Bill Clinton… facto é que nunca nenhum documento assinado veio a público mas as conversas provam a existência desse mesmo documento ao qual a nato nunca cumpriu e até mesmo partes do governo de Bill Clinton já tinham dito publicamente que está expansão iria criar outra guerra fria…

          • lmx says:

            Existem sim, mas foram violados precisamente pela Nato.
            O Ricardo Gomes já falou deles neste artigo..

  32. Mac says:

    Claro,
    Um facto: a Ucrânia é um país democrático com direito a escolher o seu futuro;

    Outro facto: a Rússia invadiu a Ucrânia

    Mais um facto: o senhor tenta suavizar a atitude russa

    Bom Carnaval

    • Ricardo says:

      Apoiado! Desinformacao a la RicardoGomes = nao, obrigado

    • Swappie Guy says:

      +1
      Excelente comentário

    • Ricardo Gomes says:

      A história é mentira agora… loool Santa idiotice o Wikipedia também é mentira e anda tudo a espalhar mentiras e por acaso vocês os dois negadores de toda a história é que sabem…

      • SergioF says:

        @Rocardo Gomes

        Há um facto que se sobrepõe a qualquer outro que estejas a tentar vomitar da boca para fora…esse facto é o de a Ucrânia ser, actualmente, independente, e de poder escolher com quem se aliar ou não.

        Esquece os factos históricos que achas que sabes, esquece tudo isso.

        Pensa menos sobre os eventos históricos, e pensa na actualidade…porque seguindo a tua linha de raciocínio, todas as gerações futuras devem pagar pelos erros dos seus antepassados. Isso apenas origina mais guerra, mais violência e mais separação…”Eye for an Eye…” percebes?!

        No meio da tua tentativa de seres tão lógico, perdes por completo a tua humanidade e achas que tudo se justifica, mesmo pisar os princípios éticos e morais.

        Não interessa quem fez o quê, nas últimas décadas…interessa sim, que as ações Russas, actualmente, estão a gerar violência e morte desnecessária!

        Jovens que não se conhecem e que, na realidade, não se odeiam, estão-se a matar por velhos que se conhecem e se odeiam, mas não se matam uns aos outros!

        • Ricardo Gomes says:

          Expliquei novamente tudo já… e se o ser humano tivesse ética o mundo seria perfeito mas facto é que o ser humano não é perfeito tal como as ideologias não existem… e como não existem… a única solução para acabar a guerra é a NATO começar a cumprir acordos porque um país é mais forte que o outro e quer assim… o mesmo acontece com o ser humano ou mesmo na lei da selva… é assim tão difícil de perceber?

          • Ricardo says:

            Nao sei se está escrito na tua wikipedia mas o memorando de 1994 nao diz absolutamente nada daquilo que escreveste atras e, mesmo que dissesss, nao tem qualquer aplicacao legal, é um memorando de entendimento. Factos sao difíceis de digerir para as tuas mentiras.

          • Ricardo says:

            E mais – a Russia rasgou o memorando de 1994 no momento em que invadiu a Crimeia em 2004. Mais um facto para ti. https://theconversation.com/ukraine-got-a-signed-commitment-in-1994-to-ensure-its-security-but-can-the-us-and-allies-stop-putins-aggression-now-173481

          • SergioF says:

            A única coisa que eu percebo é que tu achas que isto é meramente um jogo Ucrânia e Rússia, quando não o é, nem nunca foi. Ponto!

          • Ricardo Gomes says:

            Novamente e totalmente errado alias essa parte já foi explicada em cima… e se assim foi como o dizes dou-te sempre a oportunidade de o provar… algo que nunca aconteceu até hoje em rigorosamente nada… nem mesmo no link finlandia suecia que tanto lutaste… como ja te disse da caixa do continente não passas.. e podes ir buscar sergios julios andrés etc… sei que a inteligencia esta em miniria e que podes dizer tudo o que quiseres, a historia não vai mudar a unica coisa que se pode fazer é tudo o possivel para prevenir uma 3ra guerra mundial que é aceitar que uma potencia nuclear não queira a nato com outra potencia nuclear por perto que é algo valido alem de ser a unica solução. E em vez de estarem a discutir o porque que não entendem na mesma ao menos faziam algo de jeito que era unificar para prevenir exactamente essa guerra.

          • Ricardo says:

            “não queira a nato com outra potencia nuclear por perto” – mais uma asneira, a Ucrania nao é uma potencia nuclear (armas nucleares), deixou de o ser

        • Ricardo says:

          “esse facto é o de a Ucrânia ser, actualmente, independente, e de poder escolher com quem se aliar ou não” – exactamente! E tudo o resto sao mentiras e tretas ditatoriais

        • Ricardo says:

          A Finlandia e a Suecia responderam à Russia hj… tambem devem ter visto uma noticia falsa de ha 8 anos atras, ou a de ontem mas fora de contexto. E portanto responderam pq… pq…

          • Ricardo Gomes says:

            Acho que toda a gente com o mínimo de cérebro e que leu o que a russa disse e que leu a resposta a uma pergunta por parte da Finlândia entendeu aquilo que tu não entendeste… onde guardaste o teu?

    • SergioF says:

      +1 … apenas o primeiro ponto seria suficiente para justificar como errada esta invasão. 🙂

      Há sempre muito jogo e cartadas, nos backstages, não acredito que a NATO seja santa nenhuma também, mas aqui o ponto fulcral é exactamente esse que mencionaste…a Ucrânia é independente e deve poder escolher o que fazer, sem ter medo de repercussões.

      Acho que tanto a NATO, a Rússia, como até EUA têm agido mal e com apenas os seus interesses em jogo, sendo a Ucrânia quem se vê no meio deste jogo de poder…dito isto, for the sake of peace, trata-se de escolher um mal menor, e a Rússia não é esse mal menor, definitivamente!

      Por vezes, infelizmente, não há uma solução boa e outra má, apenas uma má e outra menos má.

      • Ricardo Gomes says:

        Ideologias muito bonitas mas o mundo nunca funcionou através de ideologias… nem sequer na vida selvagem dos animais etc e também não vai ser agora que isso vai acontecer… se queremos sair da guerra e se queremos mesmo salvar vidas existe uma saída que é a NATO bazar para bem longe da fronteira russa… problema resolvido andar a discutir sobre tudo o resto é perda de tempo.

        • SergioF says:

          …e quando a Rússia decidir que não vai ficar pela Ucrânia?!

          Perda de tempo, indeed!

        • Ricardo says:

          Mas “bazar” da fronteira Russa porquê? Ja te disseram varias vezes que a Ucrania é um país soberano e que, como tal, pode decidir livremente juntar-se à NATO e à UE, que é o que querem. Tudo o resto sao totalitarismos, agora os países nao podem decidir por si próprios?

          • SergioF says:

            Ele não é parvo nenhum, mas por algum motivo insiste em ignorar essa parte.

          • Ricardo says:

            Claro. Ele ignora ate as proprias coisas que escreveu, por ex. a dizer que nao havia invasao nenhuma , que o Putin era o bonzinho que queria resolver as coisas a bem, que terem ameacado a Finlandia e a Suica era fake news de ha 8 anos atras etc. etc. Só Pérolas!

          • Ricardo Gomes says:

            Está tudo escrito é explicado ao permenor de não tens inteligência para perceber e também nao a podes comprar nao há nada a fazer.

          • André Villas Boas says:

            Achar que foi a NATO/ EUA a rasgar os memorandos é andar a comer gelados com a testa

        • André Villas Boas says:

          Ao contrario do que dizes, o tal acordo Clinton – Yeltsin nao tem fundamento legal… e foi rasgado pela Russia por sucessivas vezes (Georgia, Crimeia, Donetsk, Luhansk,…)

          • Ricardo Gomes says:

            LOOL…provas? Lá esta vocês vivem no MUNDO DOS UNICORNIOS…

          • Ricardo says:

            Mas qual prova? A Russia invadiu a Georgia. A Russia invadiu a Crimeia. A Russia invadiu a Ucrania. Ou nada disso aconteceu? Tem poucos problemas tens

          • Ricardo says:

            De qualquer forma, daqui a uns dias vais dizer que afinal nunca disseste nada sobre os memorandos de 1994, que é o que tens feito em relacao a tudo o que dizes. Memoria curta.

          • lmx says:

            Ricardo,
            o Rússia viu-se obrigada a invadir a Georgia, devido ao facto que a Georgia matou mas de 200 capacetes azuis que estavam la em missões de paz pelo ONU.
            Por favor não fales de coisas que desconheces, porque só desinformas as pessoas.

          • André Villas Boas says:

            lmx, isso é totalmente falso – vais buscar notícias ao RT, Camarada?

          • Ricardo says:

            @lmx – obrigado pelas notícias de Moscovo, esse farol da democracia e da liberdade

    • Ricardo Gomes says:

      Ya e depois temos uma 3ra guerra mundial TOP a tua solução muito responsável loool vocês vivem todos no mundo dos unicórnios só pode

  33. falcaobranco says:

    Tanta gente que se vivesse uma guerra a serio não falava metade daquilo que aqui está escrito…

    Da-lhe forte anonymous… ainda a noite passada cortaram as comunicações entre os proprios militares russos…

  34. sergio says:

    Acho a iniciativa “fixe”, mas não sei se fizeram mossa a cem por cento.
    Acho que colocaram alguns sites offline por algumas horas, apenas isso.

    Era bom era se: eliminassem ficheiros, destruíssem informação e ficheiros todos de modo que os sites e informações russos se perdessem para sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.