Quantcast
PplWare Mobile

Oukitel C17 Pro junta-se à concorrência e apresenta câmara tripla e ecrã perfurado

                                    
                                

Autor: Maria Inês Coelho


  1. Ruy Acquaviva says:

    O ecrã perfurado certamente fica muito menor que o enorme “notch” utilizado em alguns outros dispositivos, mas acho que a localização da câmera poderia ser movida para a parte inferior do ecrã. Não vejo problema algum em virar o telemóvel para fazer uma “selfie’ e a localização inferior faria a câmera praticamente desaparecer, já que é uma área com muito menor visualização do que a parte de cima.

    • Vítor M. says:

      Algumas tecnologias até poderão ter um aspeto mais agradável. No entanto, dado que existem patentes e custam dinheiro, as marcas usam o melhor compromisso. A Apple lançou no iPhone X o dito notch porque não tinha onde colocar os vários sensores e tecnologias True Depth e Face ID. Outras marcas foram atrás e, sem essa necessidade, ensaiaram o aspeto, para ambicionar algo mais na categoria marketing. Outras marcas, tentaram algo diferente, mas nunca conseguiram de todo ter um ecrã “infinito” e os sensores frontais. Maior ou menos, há sempre ali algo. Outros ainda fizeram mais “arrojado”, colocaram uma câmara pop up (seguramente não trará muitos adeptos dada a tecnologia pouco robusta).

      Agora, estudar, desenvolver e patentear, para posteriormente comercializar, custa muito dinheiro e faz os produtos encarecerem. Por outro lado, as limitações de “criação” técnica obrigam a pagar royalties pelas tecnologias de terceiros, o que também aumenta o preço de custo de produção. A questão da câmara na parte inferior não faz sentido no modelo atual de mercado, dada a forma como hoje se utiliza o equipamento.

      • joao says:

        a questao da camara na parte inferior faz tanto sentido como fazer um buraco no ecra na parte superior ou fazer um granda “notch” porque os coitados nao tinham dinheiro para pagar royalites ou o preco do aparelho ia “disparar” por causa deles. Sao tudo solucoes temporarias para quando conseguirem desenvolver a camera por baixo do ecra. ja faltou mais. De todas elas o sistema pop-up é o menos introsivo e o que mais me agrada. o meu ia estar 100% fechado que nao faco selfies, a questao da robustes é falsa questao 99% dos casos. Seja como for, aguardo o pixel 4, se nao vier com buracos provavalmente é o meu proximo aparelho. Prefiro 100x bordas superiores e inferiores do que buracos no ecra. Senao aguento mais 1 ano que pro ano ja devem aparecer aparelhos sem bordas e sem buracos sejam eles em cima ou em baixo.

        • Vítor M. says:

          Viva joão. Não é bem assim, porque em termos de robustez ter um mecanismo que se destaca no corpo do smartphone, com as pancadas, quedas e lixo… pode ser problemático em muitas mãos. Depois mesmo com questão de certificação para suportar submersão, é outro problema agravado. Depois, pode não parecer, mas ter uma câmara debaixo de um ecrã que tem LEDS não é algo que seja assim muito funcional 😉 até porque as câmaras querem liberdade de imagem por questões de foco, questões de luminosidade, brilho e outros pormenores que afetam a qualidade da foto e vídeo. Por alguma razão algumas tecnologias não resultaram. Uma dela é ter em baixo a câmara, como algumas marcas ainda tentaram.

          O Pixel 4, provavelmente terá os buracos e o mamarracho atrás com várias câmaras. Não tendo, a Google terá de ter em cima o velho método a barra por cima do ecrã. Em vez de um notch ou de um “furinho”, terá uma monocelha de fora a fora.

          claro que se esperares, algumas tecnologias podem aparecer, mas duvido que tão cedo, de forma transversal, apareça algo por baixo do ecrã que seja o que estás a falar. mas nunca se sabe 😉

          • Ruy Acquaviva says:

            Simplesmente não consigo imaginar por que não faria sentido a câmara na parte inferior do ecrã. Sua afirmação ficou vaga e mesmo tentando entender qual seria o motivo não consigo nem imaginar. O que se estaria perdendo com a câmara na parte inferior? Qual a dificuldade de virar o aparelho na hora de fazer uma foto o filmagem? Se for feita na horizontal então, aí é que não muda nada mesmo. Portanto gostaria que explicasse melhor a sua afirmação, que desse um motivo, pois fiquei curioso sobre o que motivaria essa “falta de sentido” que citastes.
            Eu acho que a câmara por trás do ecã é o futuro. Telas transparentes são uma realidade e deixar uma pequena área da tela transparente durante a foto ou filmagem não é impossível. Acredito que a dificuldade atual seja por uma questão de patente (como dissestes), custo ou pela transparência ser insuficiente para a câmara, no entanto acho que trata-se de uma dificuldade passageira.
            Por fim, concordo com o joão no que se refere às bordas. Não vejo nenhum problema em bordas superiores ou inferiores mais grossas. Mas esse conceito da parte frontal totalmente ocupada pelo ecrã virou uma moda um tanto irracional, já que se for por questão de estética acho que “notch” e buracos na tela são infinitamente mais feios que uma borda superior e inferior um pouco mais grossa.

          • Vítor M. says:

            Há vários contras. Mas mais que estes que certamente temos a perceção (e tenho vários), há outros que de forma técnica levam a que as marcas não usem, se fosse melhor, já tinham usado, e quem já usou não deixaria de utilizar.

            Sobre o futuro… bom, há anos a Microsoft fez um vídeo fantástico e “era previsível” que essa realidade em 2019 já existisse. Aqui https://www.youtube.com/watch?v=t5X2PxtvMsU está aquilo que segundo a empresa poderia estar disponível em 5 ou 10 anos. O vídeo e o conceito nele existente data de 2009. 10 anos volvidos, ainda estamos longe dessa realidade em grande parte do que foi ali apresentado, principalmente em termos estruturais (porque em termos de software e programação, temos já o necessário).

            Por isso é que há muitos “degraus” ainda para serem subidos na natural evolução tecnológica. Além disso, há os custos e os proveitos (é essencialmente o foco principal das empresas: gerar lucros).

            Assim, se vires o vídeo, o que dizes é uma visão até ultrapassada, mas poderá chegar antes de outras filosofias que foram pensadass há 10 anos.

          • ASousa says:

            Cuidado quando dizes mamarracho atrás, está para sair outro com tal mamarracho e quero ver o que dizes dele.

          • Vítor M. says:

            Que é um mamarracho tal como é o que tenho em uso atualmente. Não obstante, continua a usar, em conjunto com vários outros dispositivos e o seu conjunto, para mim, é a melhor experiência de utilização 😉 por isso, não sendo tudo perfeito, gosto até com estas imperfeições. Uso, porque a tecnologia é para se usar.

            Cump 😉

  2. Jota says:

    A câmara principal é de 13 MP? Não, assim não vão longe!

  3. Rodrigo Maia says:

    Se um telemóvel tiver 48Mp e outro 13Mp, poder ser melhor o de 13 do que o 48.
    Não interesse os Mp que tem mas sim a qualidade da lente.
    Exactamente como se fosse o processador.
    Existem processadores quad cores melhores que octa cores, o que realmente interessa é o que está por trás e não pelo nome.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.