PplWare Mobile

Muito provavelmente, um dia terá um smartphone Xiaomi


Autor: Hugo Cura


  1. SSilva says:

    Prefiro Huawei, e a Huawei sim está a crescer, às uns anos atrás todos pensavamos se calhar que a Huawei era uma marca chinesa de telemóveis fracos e baratos, e a opinião agora mudou. A Huawei cresceu e muito tanto em média como alta gama, aliás conforme mostrado aqui no pplware a Huawei tem equipamentos melhor que a Samsung no Score geral nos Benchmarks testes.

    Pessoalmente não gosto do Software da Xiaomi, mas tenho algo da Xiaomi uma Coluna Bluetooth e é top 😀

    • Carlos Gomes says:

      A Huawei está a fazer um serviço muito melhor do que a Samsung, hardware muito bom. O problema é o software ainda, tal como a Samsung. E nos preços, a Huawei cobra preços parecidos à Samsung.

    • sim says:

      sim, é verdade, cresceu, uso huawei´s muito antes de fazerem smartphones, cresceu, mas o preço tb..e bastante, falo das gamas médias por exemplo, ai nao vejo relação specs/qualidade-preço , nesse caso prefiro xiaomi, que vai ser um deles que vai substituir o huawei q tenho atualmente

    • diogo says:

      compreendo o sentimento. quando comprei o redmi2 o ano passado achei esquisita a ROM miui e tinh alguns bugs, tipo não se conectada por Bluetooth ao rádio do carro mas dava em todos outros dispositivos;o hotspot não funcionava. meti várias roms cleans e até a 5.1 unoficial funcionava bem fluida. contudo, em termos de bateria e aplicações fornecidas já com a ROM acho esplêndida. é só instalar e tem se tudo que se precisa e de Forma rápida. é uma questão de hábito. o meu redmi2 é um snapdragon 410 e 1gb..e agora tenho i’m emax mini com rom 5.0.2 super clean.. com um snapdragon 615 e 2gb..e em termos de desempenho de rom… prefiro a miui. é só até se habituar. 🙂

  2. Xiaomi4beast says:

    Xiaomi Sim! Vale a pena comprar.. não se da 700-800€ por um Smartphone como Apple, onde só traz dual core, e uma maça onde pagas mais pela marca que pelos componentes! Boa, quem diz que é mentira não sabe o que diz de certeza absoluta, que ainda não comparou um LG G4 a um iPhone ou um Xiaomi a um iPhone por muito menos mas com muitas melhores caracteristicas..

    O Certo é que o iPhone pagas mais pela marca que pelo hardware em si.. que é um dual core.. Não obrigado!
    Ah.. e ser rápido? Agradeçam ao Sistema Operativo que faz todo o trabalho em si, não são os componentes que fazem o trabalho mas sim quem o faz praticamente todo é o SO da Apple neste caso o iOS.. por tanto em termos de hardware não compensa e é overpriced.

    Mas isto sou eu. Gosto de pagar por algo que valha o que estamos a pagar! E não pagar por coisas overpriced porque têm uma maçazinha ou porque é uma empresa de “topo” não!
    Passar bem!

    • João says:

      A apple tem de pagar aquele edificio, é normal o preços dos seus equipamentos. basicamente estamos a pagar a casa deles

    • Gervasio says:

      Pois, a diferença é que o dual core dá abada aos octa cores…
      Esqueçam Apple, só destinada a produtos premium com melhor sistema operativo e tudo muito optimizado para funcionar bem…

      Eu tenho android Honor 7 com um octa core, e estou muito satisfeito…
      Não preciso de um iphone, apesar de saber que é um produto premium, com tudo melhor(ou quase) que a concorrência…

      Android é multi segmento, e por isso não pode ter a qualidade tão “controlada” quanto a Apple…

      • Wow says:

        +1
        Já não via um comentário tão bom por aqui há muito tempo mesmo.

      • Miguel says:

        Pois, concordo completamente com o que disses-te, embora não seja grande fã da Apple, sei que nesta batalha de iphone vs outras marcas, o iphone ganhou por desempenho, pq embora ele tenha um dual core, é um dual core equivalente ao octocore de outras marcas, e depois tem um sistema desenvolvido somente para aparelhos dessa linha, diferença do android,que é feito para diversos tipos de telemóveis, sendo que algumas empresas os modificam um pouco pra lhes dar outra cara, e maior parte das vezes, isso tb é o que faz o sistema ficar mais pesado, quando se compra apple pagas pelo hardware(msm que não seja superior, e tenha menos tecnologia) e pelo software, enquanto que o android é +ou- open source, só por essa razão sabe-se o pq de msm que o iphone tenha especificações piores, consegue superar muitos topo de gama do Android.

      • Pereira says:

        ++1 Finalmente alguém esclarecido e honesto!

    • Hugo says:

      Então se queres pagar o justo. Paga pelas especificações, android so mostra specs e tem lag, imagina iPhone com octa cores…voavam

      • Xiaomi4beast says:

        Já respondi a cima… tÊm a ver com o sistema operativo.. é o que faz o trabalho não é o hardware, mas se fizeres benchmarks agressivos vais ver o iphone a lagar 😉

        • says:

          Compras um telemóvel para fazer benchmarks agressivos? Ficas mais feliz assim? É que eu compro o meu para fazer coisas mais úteis…

        • Hugo says:

          E eu respondo novamente, tu pagas por tudo. que te interessa teres um octa core só porqe o SO se arrasta e precisa disso? iOS só precisa de um dual-core, para que por mais? gostava de ver benchmarks a por iphones a lagar, mas atenção não é comparar um S6 com um 4S. 😉

          • Xiaomi4beast says:

            Não importa se o iOS só precisa de um octa core Hugo entende uma coisa, então se não tem hardware actualizado e recente porque vou dar 800€? Explica la.. Que motivos tenho eu para comprar um iPhone? por causa do SO? Se é por isso não não vale o dinheiro que pedem, epá não vale! Não vale a pena disserem “Ah e tal” o iOS só precisa disto e aquilo! Não me importa

            Eu quero saber é se compensa mesmo dar 700-800€ e como vou comprar quero ter o melhor specs,materiais etc..

            Não entendes que se trata de ter o que se paga pelo telemóvel? Será que não entendes que ao dares 700-800€ deves ter tudo actualizado?!

            Mas estás bem da cabeça!? Alguma vez iria dar 700-800€ por um dual core? Não me venhas com a treta do iOS isso nem vale metade dos 700€!!

            Baixem os preços e talvez as pessoas compram.. até lá.. vamos todos dar 700-800€ pelas specs? Não! Não não! Ora essa! Pelo sistema operativo e pelo logo da Maçazinha!

            Eu quando falei em Benchmarks (nada de antutu)

            Passmark
            GFXBench
            3DMARK
            PCMARK

            Entende.. e faz sim sentido.. Eu não vou dar 700-800€ por algo que não compense, eu quero dar 700-800€ em algo que valha a pena! E que realmente custe os tais “700-800€” coisa que a iPhone não custa..

            Isto e aquilo.. já disse quem faz o trabalho todo praticamente é o SO.. é o unico motivo pela qual esta bem optimizado.. isso é o que salva o iPhone..

            Volto a repetir e a realçar, tu gostas de dar 700-800€ por algo que não vale o que realmente pedem? Se tivesse hardware mais recente ai sim poderias dar esse argumento! Não tÊm a verdade é essa amigo.

            Apple é overpriced! 😉
            Até o Xiaomi é melhor em termos de preços e consegue ser 3x mais barato, o LG G3/G4 o preço é bem mais baixo e muito melhor..

            De resto não tens nada que dizer “iPhone é melhor” e em quê? Optimização? Concordo.. em specs? Discordo! 😉

            Só gosto de comprar o que vale a pena, e não coisas só porque está optimizado, quando se vai ver é um dual core.. ai ai ai..

            Já vamos em octa core.. Hexa Core.. e a Apple em Dual Core.. corre o seu sistema.. corre.. está actualizado e a competir com os outros? Não!

            Lamento 😉

          • JBM says:

            Xiaomi4beast,
            pega em benchmarks em código nativo e que não dependem em quase nada do sistema e vais ver que essa tua ideia de ser por causa da optimização do sistema é falsa.
            Os processadores são bastante diferentes. Querer pegar no número de núcleos como o patamar máximo de performance e ignorar o resto das características do SoC é ultra-simplista e errado.

          • Vlad says:

            @JBM
            Olhar apenas para as especificações é na realidade errado.

            Dizer que os SO não têm impacto na velocidade de um programa a correr nativamente é igualmente errado. Depende dos compiladores, recursos que os SOs ocupam,…

          • JBM says:

            Vlad,
            um benchmark como o SPECint2000 não depende quase nada do sistema operativo. Depende dos compiladores mas os compiladores não é o sistema operativo, faz parte das ferramenta de programação, em muitos dos casos noutro sistema, e todos os envolvidos tentam optimizar estes compiladores ao máximo.
            Não consegues alegar que o SO ocupa assim tantos recursos ao ponto de explicar as diferenças documentadas, sendo que pelas teorias levantadas sobre as vantagens de vários núcleos nos smartphones, mais depressa isso seria um problema no iPhone do que nos Androids com 4 ou 8 núcleos.

          • Vlad says:

            O SpecInt não tem qualquer tipo de compilador, utilizando os compiladores do sistema. O SpecInt2000 também não utiliza processamento paralelo.

          • JBM says:

            onde é que disse que o SpecInt tem um compilador? O compilador é das ferramentas de programação que a pessoa possa usar, não são o sistema operativo – podes ter o mesmo sistema e compiladores diferentes. Os compiladores de C são das coisas que mais se tenta optimizar, havendo imensas entidades envolvidas na optimização. É o mesmo código nas duas plataformas sem invocar APIs especiais.
            Falei que é usado para comparação de núcleos por isso fica implícito que não foi usado em processamento paralelo, o que não põe em nada em causa o que disse. Demonstra reais diferenças nas capacidades dos núcleos, semelhante ou que se observa noutros benchmarks, e não um caso do nível de optimização do sistema.

          • Vlad says:

            Quando menciono sistema, quero dizer ferramentas de desenvolvimento desse mesmo sistema. Um compilador para IOS não vai funcionar em Android. E tenho as minhas duvidas que a Anandtech tenha desenvolvido o seu compilador para os dois sistemas de forma a garantir que a performance do binário produzido seja idêntica em ambos. Por alguma razão quando se compara hardware de forma fiável o SO e ferramentas usadas são exactamente iguais. Quando se compara SOs, é o hardware que é constante. Tu nunca vais conseguir incluir o Android e IOS num caso ou outro. O que podes fazer é analisar o conjunto de hardware e software e nunca de forma individual.

          • JBM says:

            Vlad,
            arranjas mais do que 1 compilador para o mesmo sistema, por isso não é a relação que queres invocar de que isto é uma optimização do sistema, sendo que todos os envolvidos se interessam em optimizar ao máximo este tipo de compiladores, havendo muito mais gente do lado do Android. Este código não depende das APIs do sistema.
            Mesmo que uses o mesmo sistema sendo processadores diferentes terás sempre questões com o compilador pois os compiladores são optimizados ao processador.

          • Vlad says:

            Ferramentas de desenvolvimento não equivale a APIs. Podes perfeitamente desenvolver software em C, C++,… num simples editor de texto. No entanto não o consegues correr sem antes o compilares.

          • JBM says:

            ? onde é que disse que ferramentas equivale a APIs? O código do benchmark é que não vai buscar APIs do sistema
            Podes ter o mesmo sistema, o mesmo código, o mesmo hardware e compiladores diferentes.

          • Andre says:

            o SO tem impacto sobre o desempenho pois o escalonador (software que decide qual programa pode executar em que determinado momento) é parte do SO, quanto a quantidade de núcleos ainda é uma faca de dois gumes mais núcleos exigem comunidação mais complexa dentro do SoC (System on Chip) e um SO e aplicações capazes de lidar com essa quantidade de recuso, o que foge a regra geral, atualmente as aplicações tem explorado muito pouco o paralelismo. Contudo enquanto não se desenvolvem boas aplicações paralelas o SO tem varias CPUs disponiveis para executar outras aplicações, com mais “cores” podemos usar velocidades menores de clock, aumentando a vida util e diminuido a perda por calor.

          • JBM says:

            Andre,
            num benchmark a correr num só núcleo e só havendo processos do sistema a correr também, esse impacto é quase nada.
            Quanto a + núcleos possibilitar consumir menos, isso depende da eficiência dos núcleos em comparação e do trabalho a realizar. Está longe de ser assim tão simples e há grandes ineficiências de aumento de escala, ainda + quando usam núcleos que têm menos espaço de cache disponível. O facto até é que esses processadores não conseguem manter todos os núcleos com a performance máxima por muito tempo.

        • Brasão SS says:

          @Xiaomi4Beast
          Vou-te fazer apenas uma pequena analogia!
          Indo pela tua lógica, um motor 4.5 litros V12 tecnicamente é mais potente que um 1.6 litros V6. E indo pela mesma lógica o motor 4.5 litros V12 é mais caro que um motor 1.6 litros V6.
          Esse teu raciocínio está completamente errado, senão vejamos, um Aston Martin por exemplo usa um motor V12, e é bem caro, e muito potente, é certo! No entanto um carro de fórmula 1 é muito mais caro e muito mais potente, no entanto só usa um bloco de 1.6 litros de 6 cilindros em V. Percebes a analogia? O F1 fica muito caro porque a otimização do pequeno motor dá muito trabalho aos engenheiros da F1 team, bem como a construção do carro. Os engenheiros custam muito dinheiro às F1 team. No entanto os menos entendidos se forem pelas specs dos motores iriam para o 4.5 V 12.
          Carros e motores não têm nada a ver com chips, mas o princípio é exatamente o mesmo, muito trabalho envolvido pelos engenheiros de hardware, neste caso da Apple, para desenvolverem um chip que dá uma “sova” a octa-cores. É verdade que o iOS ajuda, certo, mas não é o único diferencial para o desempenho, bem pelo contrário, os chips da Apple têm uma arquitetura completamente diferente da concorrência. Não se pode dizer que iphone é melhor ou pior que outros smartphones Android. Iphone “joga noutro campeonato”. É tão simples quanto isso. Os F1 não andam na rua, é só para pistas, os “Android” podem ser carros de rua.
          Desculpa que te diga, mas indo pela lógica das specs, parece-me muita ingenuidade tua, para não dizer ignorância!
          Abraço!
          😉

          • pedrostrik says:

            comparar um chassis de F1 a um chassis de um GT, tá tudo dito, que bela comparação… esse motor de 1.6 no chassis do aston, rebentava, e aliás no próprio F1 os motores 1.6 têm um tempo de vida util miserável…..

          • JBM says:

            pedrostrik,
            a analogia funciona para mostrar que não se deve olhar para uma especificação apenas dum componente, para determinar uma performance que é afectada por muitas outras especificações.
            Se preferires olha para tantos outros processadores que com menos núcleos conseguem ter melhor performance do que processadores com + núcleos.

          • Brasão SS says:

            @pedrostrik
            1º Comparei motores e não chassis! Não mistures as coisas.
            2º Dizes bem, não têm comparação, “cada macaco no seu galho”, já tinha dito acima que são coisas completamente diferentes.
            Tal como os chips da Apple não tem comparação com os da concorrência! Arquitetura diferente, fins diferentes.
            3º Foi apenas uma analogia.
            4º Estás a dar me razão, não se pode comparar specs, motores ou seja lá o que for só pelos números.
            5º sabes porque os motores F1 rebentam com frequência?
            Queria ver um motor dum Aston a fazer o mesmo número de voltas que um F1 faz num circuito, mas sempre à mesma velocidade de um F1…
            Já percebes qual rebentava primeiro.
            Já vi “Lambos”, Ferraris, e afins a arder na auto estrada. Simplesmente os motores rebentaram porque “puxaram” demais por eles… Abusam e depois… Já era…
            Abraço!
            😉

    • JBM says:

      Os benchmarks sintéticos como o SPECint mostram bem que é por causa do hardware e não do sistema operativo. No máximo estes resultados poderão estar dependente da optimização do compilador (para C e C++) e dos drivers do CPU, mas isso é algo que todos tentam optimizar ao máximo.

      • Vlad says:

        Não sabia que havia uma versão do Spec CPU para Android e IOS, pensava que apenas corria em sistemas Windows e Unix.

        • JBM says:

          código do SPECint2000 pode ser compilado para estes smartphones

          • Vlad says:

            Sim, o código encontra-se disponível para quem o quiser comprar, mas em que suite de benchmark/software é que este se encontra disponível?

          • JBM says:

            se falei que o código é compilado é porque não é propriamente uma suite. Podes ir ao blog da Anandtech é vês que regularmente usam o SPECint2000 como um benchmark para avaliar os núcleos de processadores.

          • Vlad says:

            O SPECint não é a única métrica vinda da SPEC, faltam a SPECfp, SPECint_rate e a SPECfp_rate. De notar que utilizam a versão obsoleta do SPECint (2000) e não a mais recente (2006) porque o iPhone não tem memória suficiente para a suportar. Também é de notar que os processadores disponíveis são todos mais antigos que o Apple A9. Como por exemplo, o mais recente da Qualcomm é de 2014.

          • JBM says:

            Não sei onde é que andaste a ler que os processadores disponíveis são mais antigos que o A9. No blog encontras análises aos processadores + recentes da Samsung, e da Qualcomm até tem sobre o Snapdragon 820.
            Quanto a não usarem outros benchmarks, isso não invalida os resultados para o que há. Outros benchmarks têm dado a entender que em FP a diferença até é maior.

          • Vlad says:

            @JBM
            A analise ao 820 foi um SoC pré-produção e não o produto final. O Anantech ainda não fez nenhum teste ao Exynos 8.

            Tu focas-te apenas num e num benchmark apenas. Bem como convenientemente esqueces-te da parte do processamento paralelo.

          • JBM says:

            1º, o teste do Snapdragon 820 é duma máquina facultada pela própria Qualcomm há 1 mês. Certamente que não estás à espera que a Qualcomm ande a facultar máquinas para estes testes sem confiar na qualidade do seu produto. Segundo, podes ver nesses testes o comparativo com o Snapdragon 810 – que não é de 2014.

            Exynos 8? Se não há máquinas e se a Samsung não disponibiliza para testes, qual a lógica? Se formos por aí então depois é porque não testou o processador do iPhone 7, e vamos continuar nessa lenga-lenga eternamente.
            Foco-me apenas num benchmark? Peguei num benchmark sem optimização para nenhuma plataforma, para monstrar que a performance do processador da Apple é real e não um produto da optimização do sistema operativo. E segue na mesma linha de outros benchmarks. Conheces algum outro que mostre o contrário do que disse?
            Quanto ao processamento paralelo, duas coisas muito importantes. Esses processadores não aguentam manter esses núcleos todos na máxima performance durante muito tempo, o que afecta a performance real aproveitável e a fiabilidade dum benchmark que não tenha isso em conta, a que se soma haver poucos processos que consigam tirar partido da paralelização com tantos núcleos.

          • Vlad says:

            @JBM
            O Snapdragon 820 enviado para a Anandtech é o mesmo que as restantes marcas recebem para testar o CPU. Isso não faz deste final.

            Ou seja, para ti o ciclo apenas começas quando a Apple lança um produto. Se uma marca lançar um produto após este que tenha a vantagem então este não interessa. Na altura quando saiu o A8 existiam SoC com a performance equiparável. certamente que irão sair SoC comparáveis já no inicio deste ano.

            Deixa.me adivinhar. Apenas são fiáveis os benchmarks que a Apple está à frente,

          • JBM says:

            vlad,
            a máquina foi facultada pela própria Qualcomm sabendo que iria ser usada para fazer e publicar estes testes. Isso não aconteceria se o processador não estivesse pronto.
            Que eu saiba foste tu que implicaste por não aparecerem testes a processadores que ainda não há à venda no mercado. Eu apenas te apresentei o ridículo da tua posição de querer ir buscar hardware que não está disponível e do qual sabes pouco.

            Percebeste perfeitamente com o que quis dizer com fiáveis. Performance sustentável não se consegue medir com um benchmark que dura poucos segundos. Este problema com vários núcleos está mais do que descrito, tal como os problemas de ineficiência de aumento de escala

    • PSN says:

      http://www.digitaltrends.com/mobile/antutu-iphone-6s-best-performing-smartphone/

      Os benchmarks são em ambos, em código nativo, na realidade, o Android é ainda mais lento, devido ao Java.

      Simplesmente não há dinheiro no Android para fazer um CPU de jeito, além disso, como disseste, o público alvo não percebe nada “é só um dual core”

    • MLopes says:

      sim, há equipamentos onde se paga também a imagem de marca e daí? isso acontece todos os dias em todas as áreas de produtos desde os carros aos berbequins passando, obviamente, pelos telemóveis. sempre assim foi e sempre assim será, pelo menos enquanto os princípios que norteiam as nossas sociedades forem os que são atualmente.
      é óbvio que isso acontece com a Apple mas também acontece com outros. a Samsung é talvez o melhor (pior) exemplo disso com maus produtos finais (por comparação com a concorrência) com preços premium mas neste caso parece que ninguém se indigna…enfim…
      o eterno problema com as specs! as especificações técnicas não interessam nada do ponto de vista da utilização. na utilização de um telemóvel ou de um computador o que interessa é o resultado final, ou seja a experiência de utilização e esta é dada pelo modo como o hardware e o software trabalham em conjunto e o que permitem o utilizador fazer, a que velocidade e com que fluidez. ter hardware potentíssimo mas um software que o coloca de joelhos de nada vale.
      até perceberem isto vão continuar com discussões sem sentido.

  3. Miguel says:

    Se vier com Windows 10 mobile é provável… se não fico afastado como o diabo da cuz.

  4. Tiago Santos says:

    Boas,

    Recentemente tive um problema com o meu Xiaomi Mi4 que deixou de carregar. Entrei em contacto com a HonorBuy e já vou em mais de um mês em trocas de emails onde me solicitaram que lhes disponibiliza-se um video com o problema e outras tentativas (como ligar o telemovel ao carregador durante uma hora) aos quais lhes respondi a tudo e desde então ainda não obtive resposta (o ultimo email foi a dia 12/01) . . .

    O smartphone sempre teve um desempenho excelente, mas tendo em conta esta experiencia começo a ficar de pé atrás relativamente a compra de dispositivos parceiros do pplware, pois a assistência técnica tem ficado a desejar.

    Alguém mais registou este tipo de problemas?

    Cumprimentos,

    • Freaka says:

      Boa tarde,

      tive o mesmo problema com o Redmi 2 Pro – e existem bastantes mais casos por esse Google fora com este problema. Deixou de carregar e o problema não é da bateria. Fiz alguns testes com o Suporte da Honorbuy e despistes como o envio do video. Por fim enviei no dia 31/12 o telemóvel para a China, como a honorbuy sugeriu. Neste momento a encomenda ainda não chegou à cidade de destino (está em Pequim desde o dia 14 Janeiro.)

      Em relação à prontidão do suporte nada a dizer. Não me deixaram sem resposta em algum momento. O facto de ter que enviar o telemóvel (ainda em garantia) para a China é o pior que pode acontecer a um comprador da Xiaomi – desde 2015 já adquiri 4 smartphones Xiaomi, todos a trabalhar sem stress com a excepção de 2 (este que parou de carregar e o outro…bem, esse foi para a sanita…mea culpa claro).

      Neste momento estou a aguardar notícias.
      Enfim…considero que tive pouca sorte com este ultimo redmi 2 pro. Caso a assistência estivesse em Portugal (ou mesmo Europa…) a experiência poderia ser mais agradável (leia-se rápida..)

      Cumps,

    • Carlos Gomes says:

      Esse é o grande problema. Essas lojas como a HonorBuy, Efox, etc, têm preços bons, não há taxas alfandegárias do armazém europeu, mas depois quando há avarias ficas a ver navios. O suporte é mau, e a vontade de resolver as coisas é pouca. Depois fazem-te enviar o smartphone para a China, e quando regressa tens de pagar taxas alfandegárias.
      Para comprar smartphones e ter assistência de jeito, ou se compra na Amazon (e fica-se limitado às marcas que eles comercializam), ou diretamente ao fabricante, como a OnePlus.
      De resto é para esquecer. E já estou a incluir as lojas tradicionais, em que apesar de terem 1 porta aberta, depois tentam safar-se da garantia como podem.

      • manuel says:

        Em caso de avaria tem de enviar o item pela alfândega usando um estatuto especial para não parar na outra alfândega e na nossa no regresso isento de custos claro (kudos á funcionária alfandegaria que me ensinou o truque)

      • Miguel says:

        comprei recentemente a Xiaomi Yi + Microsd 16gb class 10 pela gearbest, demorou 15 dias e o suporte foi excelente, responderam-me todas as dúvidas, mandaram várias fotos e não tive problemas alfandegarios, comprei do armazém da china.

  5. N900 says:

    Possivelmente um mi 4 com Windows 10 mobile

  6. João says:

    Tenho colegas que tem um Xiaomi e estou a pensar comprar para ter a par do Iphone, penso que os Iphones são bons para trabalho (email, poucas customizações) e os Androids bons para lazer (fotos, jogos, customizavel)

  7. lulz says:

    xioami redmi note 2 reporting … é sem dúvida um excelente device, tenho-o há uns 2 meses e estou bastante satisfeito. tinha algum receio quando o encomendei mas mal me chegou às mãos fiquei impressionadíssimo a todos os níveis. Se esta politica de preços e qualidade for para manter, dificilmente compro outra marca no futuro.

  8. Full says:

    Quem sabe se trazer W10M, agora com esse OS nop.

  9. Tiago Ribeiro says:

    Só não compro um Xiaomi, única e simplesmente pela assistência técnica. Tenho amigos que possuem um ou outro modelo e dá uma bodega quando é necessária assistência… 🙁

  10. Miguel Nóbrega says:

    Não digo que nunca compre, mas gostava de ter mais alternativas quanto ao SO..
    Era bom após comprar poder escolher e flashar Windows ou Android, isso é que era inovar!! 🙂

    • AlexX says:

      E tens alternativas quanto ao SO, já é possível instalar Windows no Mi4 4G e existem vários outros Android que tens liberdade de instalar. Só perdes a garantia caso corra mal e faças brick ao terminal.

  11. Ivan says:

    Já existem lojas físicas em Portugal que o vendem e até dão assistência técnica.
    É preciso expulsar os preconceitos que se tem relativamente aos produtos chineses. Hoje em dia, já não são apenas cópias do que se faz no Ocidente, mas verdadeiras alternativas. E não é só a Xiaomi…

  12. Felipe Teixeira says:

    Acho que eles têm excelentes maquinas, mas não gosto do software, se lançassem versões com android puro, ou cyanogen, certamente iria ter um.

  13. Bruno Santos says:

    You must feel the force young padawan (xiaomi), don’t feel angry and turn to the dark side of the force (iphone) you must

  14. JBM says:

    meia volta aparece por aqui um artigo a exaltar a compra de aparelhos da Xiaomi sem pagar impostos, coisa é ilegal

    • Hugo Cura says:

      JBM, ilegal? A sério? 😆
      Vai lá informar-te.

      • JBM says:

        sim ilegal. Todos os bens importados e enviados para um consumidor devem pagar impostos e taxas.

        • Carlos Gomes says:

          Embora tu possas não pagar IVA nessa compra, porque a fatura é de uma empresa sediada fora da UE, os bens adquiridos ao entrarem na UE pagam impostos, a não ser que os chineses introduzam isso sob forma de contrabando.

          • JBM says:

            a lei permite que certas trocas comerciais entre empresas sejam isentas de pagamento de IVA, pois o IVA é um imposto sobre o consumidor final.

        • Carlos Gomes says:

          Mas a lei também prevê isenção de IVA em compras fora da UE, sendo que cabe às autoridades aduaneiras a cobrança do IVA. Dado que a fatura é emitida por uma empresa sediada fora da UE, está isento de IVA.

          • JBM says:

            para um consumidor final a lei só prevê a isenção para valores abaixo dum limite, que é ultrapassado na maioria dos aparelhos desta loja. A factura ser emitida por empresa sediada fora da UE apenas permite que o IVA não seja pago a essa empresa, mas o produto necessitará de pagar taxas nalgum sítio na UE, no mínimo pelo consumidor.

    • tavares says:

      JBM…ilegal porquê? Certamente a empresa que distribui a marca paga todos os impostos quando faz a importação a partir da China…depois disso a revenda dentro do UE está isenta de impostos de importação!!

      • JBM says:

        Nenhum dos preços apresentado inclui impostos, eles chegam a dizer isso, informando também que ficam a cargo da pessoa. É também fácil de verificar que muitos aparelhos têm preços idênticos em armazéns diferentes.
        O que eles fazem é aproveitar um buraco na lei sobre trocas comerciais entre empresas, que lhes permite o armazém não pagar IVA sobre o bem importado. Mas esse armazém não poderia enviar mercadoria directamente a um consumidor individual. Nem é a esse armazém que se compra o aparelho, mas sim a uma empresa na China.

        • Carlos Gomes says:

          Exato, a fatura é emitida por uma empresa sediada fora da UE, no entanto o artigo é expedido dentro da UE. Supõe-se que ao entrar na UE, o produto já tenha pago impostos.

          • Hugo Cura says:

            É óbvio que sim, que pagam os devidos impostos a entrar na UE.

          • JBM says:

            não necessariamente. A lei prevê condições de isenção de IVA.

          • Hugo says:

            desculpa mas nao preve nada. qualquer mercadoria entrando na uniao europeia paga logo os impostos referentes para que possa ser desalfandegada

          • JBM says:

            prevê! A lei prevê 1 contabilidade para pagamento do IVA + tarde que pode levar ao pagamento de IVA ser transmitido para outros. O IVA é 1 imposto sobre o consumo, como tal qualquer empresa que não é o consumidor tem a possibilidade de não ficar com essa despesa.

          • Vlad says:

            @JBM
            Se a lei prevê, como é que pode ser ilegal?

          • JBM says:

            porque a lei não prevê que essas empresas disponibilizem esses produtos directamente ao 1 consumidor final sem que cobrar IVA ao consumidor.

    • Mark says:

      Nisso todas as marcas são iguais tentam sempre fugir aos impostos . Se fossemos por essa ordem de ideias não se comprava produtos Xiaomi ou de qualquer outra marca.

      • JBM says:

        Isto não é com uma marca mas com as lojas. Mas marcas com representação na Europa e que vendam directamente ao cliente respeitam as taxas e IVA.

        • Carlos Gomes says:

          Se formos a ver há lojas na UE não cumprir a lei intracomunitária, que prevê que o IVA a cobrar ao cliente final seja a taxa em vigor no país de destino do bem. Há lojas espanholas ou inglesas que cobram o IVA do próprio país, e não o IVA português, e o Estado Português não vê 1 cêntimo. A Amazon cumpre essa legislação, quando compra na Amazon alemã, sou tributado com o IVA de 23% e o Estado Português recebe o IVA.

          • JBM says:

            A lei intercomunitária permite isso. Apenas obriga a pagar a taxa do país de destino se a empresa vendedora tiver ultrapassado determinado volume de negócios para o país de destino.

  15. luislelis says:

    Sim penso ter um, assim que:.- a Band 20 (800) estiver disponivel. A maior parte dos Xiaomi nao tem. (se querem o 4G a funcionar) e quase toda a europa e 800.
    Se alguem tiver uma solucao para o note3 favor avisar “ficar-lhe ia” muito agradecido.

  16. Sergio J says:

    A Xiaomi tem crescimentos similares aos da Apple. Quem tem crescimentos absurdos é a a Huawei. A Xiami não passa de uma empresa copy cat com um mercado onde as imitações tem uma tradição forte. Se calhar devíamos estar a discutir que a Huawei vai rapidamente destronar a Xiaomi na china.

    A xiaomi faz juz ao nome “chinezisse”. A Huaiwei vem mostrar que nem tudo o que é feito na china é uma “chinezisse”

    • Xiaomi4beast says:

      Não compares! A Xiaomi a Apple nada a ver.. A Apple é overpriced.. nem se quer te atrevas a comparar algo tão caro como a Apple como a Xiaomi

    • Sérgio. M says:

      Que preconceito. Tens tido pouco contacto com os produtos Xiaomi. Não direi que a Huawei não seja uma marca em grande expansão e concorrência directa, porém começa a extravasar-se nos preços e não tardará a cobrar o mesmo que as marcas “da passadeira vermelha”. Se a Xiaomi se mantiver sempre com a atitude que tem tido será sempre a minha marca de eleição (mas isto é opinião e gosto próprio).

    • Carlos Gomes says:

      Desculpa lá, mas discordo. A Xiaomi não é chinesice. Se fores em falar de marcas como Dodgee, Ulephone, Zoppo, etc, isso sim são chinesices. Agora Meizu, Xiaomi, LeTV, OnePlus, são grandes players, e produzem produtos de qualidade.

      • Francisco Gomes says:

        Tenho 4 Doogee entre mim e familiares e NUNCA tive um problema com eles. E a última “chinesice” a chegar foi um UMI Iron que é fantástico e com um preço formidável.

    • JBM says:

      A Huawei já vende mais que a Xiaomi na China, e a Xiaomi passou a ter crescimento inferior à Apple.

  17. Jose says:

    brevemente tenho que atualizar o meu smartphone, estou muito inclinado para esta marca, parece que está para breve um novo modelo o mi5, alguem confirma isso ?

  18. Dragos says:

    MI4c a 2 meses e tudo a funcionar muito bem e recomendo. Não vejo porque pagar mais pela Samsung etc quado há Xiaomi com igual ou melhor desempenho e mesmo design apelativo 🙂

  19. Jorge Rodrigues says:

    Boas

    Penso adquirir um Xiaomi Redmi 3 quando estiverem disponíveis.
    Mas sim preferia uma loja física.

  20. XIAOMI THE BESTAS says:

    Como funciona com a garantia?

  21. Davide says:

    Boas

    Eu tenho um xiaomi mi note e estou bastante satisfeito como o mesmo, não o trocaria por qualquer outra marca.

    • XIAOMI THE BESTAS says:

      Deixa-me adivinhar: Só fazes chamdas, mandas uns sms e vais ao facebook?

      • Toderici says:

        E vais fazer o que mais num smartphones?! vais abrir o adobe photoshop ou after effects e fazer trabalhos que fazes num pc?!

        • AHAHA says:

          Então para quê que vais comprar um telemovel de 200 euros só para fazer isso? fica mais caro do que aqueles da marca vodafone que fazem o mesmo ahah

        • Sérgio. M says:

          E quantas pessoas é que utilizam o PC/Mac para executar Photoshop, After Effects, Ilustrator e demais softwares de edição de imagem/vídeo e áudio?! Somos todos uns criativos que trabalha na área publicitária, imagem/cinema, música, etc… Ou pensamos em ganhar dinheiro com um canal no YouTube e é necessário dar asas à criatividade ao criar vinhetas extraordinárias?! Não se dará ao PC pouco mais uso do que se dará ao smartphone? (com excepção de algumas pessoas que realmente trabalham ou se divertem com os softwares citados).

          • Toderici says:

            Eu so dei exemplo de 2 exemplos, nao querendo expandir a lista porque ira ser enorme, mas como os espertos so pensam num programa ou outro, vão logo a edição de fotos e youtube… Mesmo indo ao típico browser, faz-me maos coisas que num smartphone so para te dar mais um exemplo…

      • XIAOMI says:

        Quando começares a perceber de telemóveis também vais comprar um Xiaomi… 🙂 just saying

  22. Wistfultale says:

    Xiaomi? HAHAHA, no thanks. Nunca na minha vida.

  23. XIAOMI says:

    Comprei um Mi4i e estou altamente satisfeito… da 5-0 a telemóveis 200€ mais caros.. aconselho vivamente sem qualquer dúvida…

    • Toderici says:

      explica la esse tal de 5-0 estou interessado! Porque de certeza que nao vai fazer mais que um lg g4, v10, galaxy s6, s edge, xperia etc..! Ohh sim da 5-0 no preco?! lool isto pode-se dizer 1-0 por causa do preco porque nos outros tens melhor hardware, mas mesmo que fosse o mesmo hardware que esse teu mi4, pagas pela marca, tipo os iphones! Pagas por marca, por qualidade e por garantia! Enquanto nesse teu xiaomi de garantia tens zero! Tenho amigos que tem xiaomi, e gostam dos produtos falam sempre bem, mas quando vem a parte do suporte e garantia todos dizem que fodeu

    • Toderici says:

      e digo-te mais, quando a xiaomi chegar ao continente Europeu e continente Americano mas oficial nao como agora, entao vais ver como o preco vai subir, simplesmente porque eles tem que pagar por licencas, publicidade e contratos com as operadoras! Sem isso os outros fabricantes tambem tinham precos mais baixos!

      • Carlos Gomes says:

        Não estou a ver a Xiaomi chegar à Europa e EUA tão cedo. A LeTV por exemplo já entrou no mercado americano, a Xiaomi contratou o Hugo Barra e continua estagnada na expansão, e tem perdido lugares na China. Ainda por cima, no mercado norte-americano, em que há um grande nacionalismo e desconfiança com produtos chineses (provenientes de um regime denominado de comunista).

      • XIAOMI says:

        Falas de pormenores sem conheceres um telemóvel Xiaomi.. Galaxy s6? tenho um parado em casa caso queiras comprar.. 🙂
        Garantia e suporte?? LOOOL tens que ler umas coisas sobre a Xiaomi.
        Felizmente ainda não precisei porque até ao momento, nada de problemas e pela estabilidade do telemóvel não me parece que surjam, mas isso logo se verá, mas conheço quem já precisou e levantaram o telemóvel em casa sem qualquer custo… desculpa lá qualquer coisa… 😉

        PS: começa por ler algumas coisas e quando começares a perceber sobre telemóveis também vais querer e ter um Xiaomi. Abc

    • Mi4I says:

      Concordo contigo, nunca cresha,bomba nas horas,vês videos com uma qualidade brutal,filma e grava de forma fantástica,melhor não esperava. Embora «a dias ter colocado a carregar e deixei-o mais duas horas depois de a bateria carregada e ele não carregou. Mas desde esse dia numca mais aconteceu o mesmo,tenho um argumento para isso não deixar a bateria chegar a niveis muito baixos. já li um artigo sobre isso e não faz bem as baterias. Não sou expert mas quando vejo outros com grandes máquinas,só me congratulam por ter um.

  24. Miguel says:

    Eu tenho o xiaomi note 3 versao 3gb de ram e estou adorar, joga todos os jogos pesados com uma fluidez incrivel. A bateria de 4000 da para 3 dias de uso moderado ou 2 dias de uso intensivo.

  25. Luís Pinto says:

    Ainda não nem sequer saiu o Xiaomi que quero e já me conquistou.. Xiaomi Mi5 vai surpreender 🙂

  26. Modem says:

    Tanta gente parva dá-me dores de cabeça.

  27. MMM says:

    Tenho um Mi4 há quase 1 ano e não consigo sequer pensar em comprar outra coisa… o raio do telemóvel é fantástico. O meu está com uptime de 187 horas (desde o último update) sem qualquer quebra. A câmara é muito boa e nota-se melhorias a cada update, já consegue melhores resultado que a do meu Lumia 1020 que entretanto está de férias…

    Uma correcção, o corpo é em aço e não em alumínio. O meu já levou umas dezenas de quedas e mal se notam as marcas.

  28. [APPLE] Rui C. says:

    Só se a APPLE fechar portas, de resto duvido.
    🙂

  29. TiGaSPT says:

    Xiaomi não obrigado, não largo o meu doogee DG310 por nada, excelente smartphone pelo preço que tem

  30. Presidente says:

    Muito provavelmente.
    Quando vierem com Windows 10 Mobile…
    E já está dado o primeiro passo. Desde o início de Dezembro que saiu a rom Windows 10 Mobile para Xiaomi Mi4.
    Quando a coisa estiver devidamente implementada, a Xiaomi entrará nas minhas opções de compra.

  31. João Xará says:

    O meu Mi Note está sempre a bombar que é uma maravilha. Tambem tenho o powerbank e a mi band, e até agora não tenho nada de negativo a reportar. Excelente.

  32. Alexandre Trindade says:

    Acabei de encomendar o Xiomi Mi4i, espero ficar bem servido…

  33. Filipe Serra says:

    Tenho um Xiaomi Redmi Note 3 e adoro tudo no telefone, a nível de specs e construção. Apenas o MIUI 7 me deixa um bocado desanimado. Acho um bocado estranho e confuso, não gosto das tretas chinesas, etc. A gestão de memória é interessante mas às vezes estranha, exemplo termos de ser nós a decidir e dar permissão a quais as aplicações em segundo plano que queremos sempre a correr, temos de marcar com “o cadeado”. Seria lógico um antivírus ou outra, tipo IFTTT, estar com permissão permanente.

    Espero que o cyanogenmod não demore a chegar!

    • Hugo Cura says:

      Não é assim que se mantém uma aplicação “acordada”. Em vez de não autorizar que ela se feche das aplicações abertas, basta autorizar que ela possa iniciar em background, sempre que entender.
      Basta ir a Segurança > Permissões > Início automático > activar a app que quiseres que “acorde sozinha”.

    • Hugo Cura says:

      Aproveito para dizer que a generalidade das ROMs não tem esse tipo de controlo, e é esse o motivo de muitas vezes haver um consumo de energia excessivo, por haverem apps a correr em background.
      O MIUI controla isso de forma muito simples e eficiente.

      Para mim esta é a melhor interface, considerando TouchWiz, UX UI, EMUI, Cyanogen ou AOSP. Tem um design muito cuidado, tem opções avançadas (um equilíbrio entre Android original e Cyanogen) e é bastante leve, rápida e fluida.

  34. alexandre says:

    Sou fã desde há 2 anos e tal!
    Recomendo! Experimentem (quem ainda não o fez) antes de dizer o que seja.
    Há melhores sim, mas esta marca ganha sem dúvida nenhuma la relação qualidade preço!!

  35. Cláudio says:

    Tenho um Redmi Note 2, e estou 100% satisfeito.
    Já tive iphone, nexus, etc, e com este estou muito em.

  36. Cláudio says:

    Possuo um mi4! Simplesmente fabuloso. Ecrã , som, câmara, autonomia… Adquiri ainda recentemente uma MI square box por 17 USD e estou maravilhado com a a relação qualidade/preço. Uns graves magníficos! Definitivamente vale mesmo a pena!

  37. João says:

    Boa noite.
    Tinha um LG G3, mas já andava para exprimentar WP há algum tempo e decidi trocar por um Lumia 930. Estou satisfeito com o telemóvel em si, o Windows Mobile 10 está muito bom, mas a qualidade das apps não me convence infelizmente. Estando a considerar voltar para o mundo Android, e com um budget de 300€, estou indeciso entre os Redmi Note 3/3 Pro e o LG G3 novamente. Algum conselho? Obrigado

  38. J says:

    Ja tenho muito material Xiaomi
    Camara Xiaomi Yi, duas powerbanks, 2 routers o Xiaomi Mi Wi-Fi nano e o Xiaomi Mi Wi-Fi Mini. So ainda nao tenho smartphone deles.

    Estou bastante satisfeito com a qualidade dos produtos.

  39. Larissa says:

    A xiaomi tem tudo pra crescer aqui no Brasil se ela trouxesse seus celulares mais atualizados pra cá ia ultrapassar as tradicionais como a Samsung

  40. José Moura says:

    Na minha sincera opinião, correta ou errada, desde que comecei a usar smartphone, sempre tive Huawei. Confesso que nunca início adquiri pelo o preço é sem saber ao certo o que rendia mas fiquei “faxinado”, para a relação preço/qualidade estar muito bom, ou seja, ate a data só tive Huawei e não os de topo com Um camera muito boa, resistente e com um software que me agrada. Ao contrário da xiaomi, como os números relatam a subida de vendas etc, sinceramente não me faxina o software que acho esquezito nem pelo o design, mas isso sou eu. No que toca a perform/preco, sem dúvida que é uma alternativa a ter em conta se bem que o facto de ter que mandar vir um telemóvel não me agrada muito. Bem, é uma questão de gostos e possibilidades.

  41. Pedro S. says:

    Por acaso, tal como muitos aqui já referiram, o problema maior dos telemóveis de marcas oriundas da China, mesmo que adquiridos em sites com armazém na Europa, não é a sua relação qualidade / preço, porque nisso têm claramente vantagem sobre telemóveis de maior custo nem sequer as suas funcionalidades / rapidez / etc. O maior problema é o suporte da marca / loja em caso de activação da garantia. Um telemóvel adquirido à luz da Lei do Consumidor em Portugal, seja física ou online, é de fácil e rápida solução (exceptuando alguns casos específicos). Se uns aqui afirmaram que nunca tiveram problemas com os produtos adquiridos, outros que porventura lhe surgiram problemas já manifestaram dificuldades na sua resolução. Essa é a minha maior dúvida em adquirir um produto desses: a garantia.

  42. AlexX says:

    Um Mi3 desde há 18 meses mas como 3G é-me suficiente para dados e estou cada vez mais feliz com miui, espero que resista mais 24 meses para trocar pelo Mi7 ou outro da marca. Para já não justifica, gosto do terminal e ainda dá perfeitamente conta de todos os recados 😛

  43. NJ says:

    Referem no artigo a GearBest como uma das lojas onde é possível comprar um Xiaomi sem correr o risco de este ser retido na alfândega graças aos armazéns europeus mas tal pode não corresponder à realidade. Aliás, tenho uma experiência de compra a decorrer com esta loja que é o menos positiva possível. Anunciavam o Xiaomi Redmi Note 3 como disponível nos armazéns Europeus, com 5 dias para preparação de encomenda e 10 a 25 para entrega. Aconteceu que demoraram 20 dias na preparação da encomenda (como que por milagre enviaram-me a encomenda no dia em que pedi o seu cancelamento) e para minha surpresa, foi enviado da china! Está agora a aguardar desalfandegamento há quase 15 dias… Ou seja, é provável que se e quando eu receber o telemóvel já tenha saído a versão 4 deste modelo…

    • Miguel says:

      Eu comprei uma xiaomi yi + SD 16gb, pela gearbest e não tive problema algum, como referi acima, comprei da China e levou 15 dias a chegar a Portugal, e demorou + do que o previsto pk apanhou vários feriados, não foi parar à alfândega pk eles não declaram o produto com o preço que era suposto, só declararam 17$ de 65$

  44. Carlos says:

    Atenção com as compras na GearBest! Referem no artigo, que podemos comprar sem taxa alfandegarias, mas é mentira! Comprei um Xiaomi MI4C, que no momento que que fiz a reserva, custava 212€, quando se deu a transacção financeira ficou-me por cerca 219€ (tem a ver com cambio) e depois para meu espanto, quando recebi o smartphone passado cerca 2 meses, tive pagar mais, IVA (23%) + taxa desalfandegamento, o que deu +/- 64€. Assim, pensei que estava a comprar barato, por 212€, preço final, enganei-me ficou-me em 283€.

    • Hugo Cura says:

      É preciso ter cuidado com o armazém escolhido, que para nós deve ser EU. Para ter a certeza que há stock no armazém EU, e não mandar vir do armazém da China ou Hong Kong por engano, basta colocar ?wid=3 à frente de qualquer link de um produto.

  45. Robert Soares says:

    Experimentei o Xiaomi Pro Note 4 e aquilo é uma maquina… o unico motivo de não o comprar é ainda não existir o W10mobile para aquele modelo. Em relação á marca tenho uma Xiaomi Cam “do género da GoPro” fantástico mesmo e estou numa de comprar a Xiaomi Tv 4k com android incorporado que a mandar vir de Espanha fica por 900€ com portes… …e ainda oferecem sistema de som!

  46. eRRe says:

    Não sei onde andam a ver os preços dos telefones, mas o meu Mi4C(16gb, 2gb RAM) comprado na black-friday de uma loja espanhola da especialidade, ficou por 290€ com capa Nillkin e película de vidro temperado da mesma marca.

  47. Paulo Pires says:

    Se vier com Windows 10 Mobile poderei ter!!!

  48. BB says:

    Tenho um redmi note a cerca de 1 ano e até agora zero problemas, excepto 2 LCD partidos culpa minha obviamente, de resto 5 estrelas só tenho bem a dizer a questão da ROM acho que primeiro estranhase depois estranhase , eu pessoalmente a questão da assistência não acho tão importante quanto isso, a nível de software e perder meia hora a pesquisar e rapidamente se encontra soluções, a nível de hardware todos os componentes podem ser encomendados diretamente da China sem problemas com alfândega devido aos baixos valores, e se não souberem montar qualquer casa do ramo o faz a preços baixos dado que é uma tarefa bastante simples, eu por exemplo no primeiro LCD paguei 20€ pela peça e 15 para o montar o segundo paguei 20 e montei eu

  49. Bellla says:

    Alguem me pode ajudar relativamente ao apoio aqui dado em Portugal, dado que é uma assunto aqui tao controverso. Agora a fnac já vende Xiaomi, sera o atendimento agora melhor? recomendam a comprar xiomi?

  50. Joana says:

    Boa tarde estou para comprar um Xiaomi mas estou em dúvida devido aos seus pontos de assistência. é aconselhavel comprar com os raros pontos que existem em portugal.
    obrigada

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.