Quantcast
PplWare Mobile

A Terra poderá estar a ser observada pelos alienígenas a partir de mais de mil estrelas

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Manuel Silva says:

    Sabem aquela sensação de estarmos a ser observados?…

    • Vítor M. says:

      😀 pois, será que alguém está a olhar para nós e dizer “aqueles doidos nunca mais passam de nível”… 😉

      • Online_fjo@hotmail.com says:

        Penso muitas vezes nisso. Se calhar apenas nos ignoram porque somos demasiado primitivos

        • Vítor M. says:

          Nós é que temos a mania de achar que andamos pelo Universo sozinhos. Repara, existem 6 mil milhões de planetas “como a Terra”, e só aqui “apareceu ou foi desenvolvida a vida tal como a conhecemos”. 😀

          Agora, de facto pode existir vida e até mais evoluída que a que temos na Terra, mas estar tão longe que nunca seja possível dar connosco nem nós darmos com essa vida alienígena. Se nós ainda mal conseguimos ir à nossa vizinhança, imagina a quantidade de galáxias que existem e nós nem sabemos delas.

          • Terra says:

            Mas a vida é muito, muito, muuuuuiiiito complexa! Desde as células mais “simples” (mesmo assim muito complexas pois têm de obter a energia, consumi-la, manter todos os seus organelos em funcionamento de acordo com o código genético, replicar-se, etc) até aos seres “capazes” de se entender a si próprios e o mundo exterior e de se perguntar como isso é possível.

            Existem muitas hipóteses, mas a vida também é teimosa em aparecer, pois basta um parafuso mal colocado para a máquina descarrilar completamente.

          • Vítor M. says:

            Gostei do complexa. De facto tens razão, mas como disseste, e bem, nós conhecemos um tipo de vida. Será que não haverá outros tipos de vida? Porque tem de ser como a nossa? Outros planetas, com condições próprias a outros tipos de vida, podem ter abrigado essas tais vidas. Continuo a pensar que é de uma presunção enorme pensarmos que só andamos por cá nós. Não acredito.

          • Paulo Gomes says:

            E porque a vida a existir terá de ser inteligente? Pode haver muitos planetas com vida sem ser inteligente. Nem todos os seres não inteligentes se lembram um dia para usar uma pedra para abrir uma noz e daí evoluir até á inteligência como a conhecemos na Terra

          • antonio martins says:

            de acordo,Vitor M,e muito mais se poderia dizer ainda.

          • PeterJust says:

            Pois o grande problema são as distancias, com a tecnologia actual demora 70 mil anos a chegar à próxima estrela, imagina as restantes. Será possível a alguma civilização, mesmo que muito avançada, viajar, fazer viajar algo ou simplesmente comunicar, de maneira interestelar? Se calhar o problema é mesmo esse, vivemos em ilhas intransponíveis, podemos “observar” mas provavelmente nunca interagir, espero estar errado ou se calhar não, pois já sabemos o que acontece quando uma civilização “conhece” outra mais atrasada tecnologicamente.

          • Vítor M. says:

            Sim, concordo. Mas vamos aqui deixar um pouco de lado a nossa noção de realidade e vamos olhar para estas imagens: https://youtu.be/wxVRg7LLaQA?t=93

            Vamos aqui fazer um exercício de imaginação e perceber que afinal existe tecnologia que leva por esse universo fora um conceito de vida, inteligente, muito avançada e que nos poderá ajudar a evoluir. O que estará o ser humano a fazer de errado? Porque não conseguimos perceber que esse conceito diferente de vida está entre nós?

        • K says:

          Isto é a premissa inteira usada no Star Trek. Existe uma federação inteira de planetas cujos povos já descobriram a capacidade de viajar pelo espaço (warp). Mas estão proibidos de interferir com os povos que ainda não avançaram tecnologicamente o suficiente a esse ponto. Assim que chegam, existe o contacto com “aliens” de outros planetas e são apresentados a federação onde, após um processo de determinação podem se juntar se o desejarem. É um passo gigante na história da civilização desse planeta porque abrem se uma infinidade de portas.

          Nós estamos no ponto em que já andamos pelo espaço mas realmente ainda não. Assim que descobrir mos tech equivalente aos motores warp podemos vir a descobrir outras formas de vida. No Star Trek, o planeta terra também já tinha alcançado a paz interna e eliminado conflitos e guerras dentro do próprio planeta, portanto se calhar devíamos começar por aí primeiro…

      • Tecnico Meo says:

        10000 pontos 🙂

  2. Fábio Fernandes says:

    Dizer isto é como atirar uma moeda ao ar e apostar no cara ou coroa.
    Claro que podemos estar a ser observados tal como nao podemos..
    E se formos só um simulador de um PC avançado pelos “aliens” já pensaram? Acho que também dava uma noticia hehe.

  3. Paulo Gomes says:

    Eles que ponham um pacth no simulador para acabar com a corrupção e já agora com o covid hehehe

  4. Ivo says:

    E chamam dos terraplanistas de maluquinhos…

    • AD9 says:

      Uma coisa é ires contra aquilo que está afirmado e provado, outra coisa é questionares se não haverá algo mais. Acho que ninguém está a discutir homenzinhos verdes com corninhos, mas haver no universo inteiro outro(s) planeta(s) que tambem se tenha(m) conseguido desenvolver e criar vida não é assim tão descabido

  5. Abreu says:

    Devem pensar que só a terra tem vida..era bom!!

    Eu tenho a certeza que existem trilioes de planetas com vida!

    Só para terem uma ideia de quantas estrelas temos na via láctea, se levarmos 1 segundo por cada estrela, tínhamos que viver 300 anos para as contar todas (24×7)… Agora multiplica isso por biliões de galáxias ( aquelas que se consegue ver, so vemos pra ai 10 por cento) e muita vida espalhada.

    E os serviços secretos já sabiam disso a muitos anos!

    • Hélio Musco says:

      Acredito que haja vida fora da Terra, mas é engraçado ver que antigamente havia muito mais conspirações e avistamentos de OVNIs, e agora que o mundo todo tem uma câmara no bolso, os marcianos resolveram ir-se embora.

  6. André R. says:

    Isso de existirem 6mil milhões de planetas como a Terra é pura suposição. Aposto que não os contaram e foi tudo com a regra de 3 simples… e se existirem extraterrestres a explorar e procurar vida, devem andar por outras bandas que não conseguimos olhar…

  7. jk says:

    Claro que existe vida por ai fora
    Tantos planetas que existem so para nos??
    e so usar a cabeça
    Apenas a nossas tecnologia é provavelmente a mais pobre

  8. MACnista says:

    BIG alien is watching us!!! meeeedo!!!

  9. Infinity says:

    Sem stress, eles só devem ver os Estados Unidos da América

  10. Luís Silva says:

    Eu nem preciso de ir muito longe, Júpiter, já estão mais avançados do que nós e nos observam, e mais não digo.

      • LR says:

        Ele não diz mais.

      • Luís Silva says:

        Primeiro não podemos só pensar em vida em planetas apenas com óxigénio e água H2O. Existe outros tipos de vida, se não conhecemos o oceano desconhecíamos a vida subaquática. Depois nem todo o tipo de vida é visível à nossa visão e equipamentos, e onde pensam haver vazio há sempre algo, o nada não existe.
        Depois já há relatos, o problema é que exige mente aberta e estudo. Com o tempo a ciência descubrirá.
        Os seres que habitam Júpiter nos vigiam mas para ajudar no nosso progresso, só não podem fazer tudo porque também existe o livre arbítrio e nem tudo podem fazer mas eles nos dirigem para o bem.

        • TS says:

          Pensava que não querias dizer mais

        • Abreu says:

          Como soubeste disso, tem algum artigo sobre isso?

        • Vítor M. says:

          Realmente se tiveres algum artigo sobre isso, partilha, mas acho que não é nada disso, no que toca a habitar Júpiter.

          Agora, sim, pode haver outro tipo de vida que seja diferente do que nós chamamos de vida e, como alguém ontem referia, não tem de ser inteligente conforme nós pensamos que é a vida inteligente.

          • Luís Silva says:

            Existe muita vida inteligente para além do que conseguimos ver com os nossos olhos. O que não falta é relatos e estudos sobre a pluralidade dos mundos habitados. Só que lá está vamos pensar logo em humanoides e seres de corpo físico, até nós somos esse ser após este corpo e nem será nem o único nem o primeiro nem últimos planeta que habitaremos (Terra). A própria ciência irá o descobrir quando aceitar que existe algo para além do corpo físico então aí aceitará ver melhor ver outros mundos que a princípio não parece ter vida mas terá.
            Nada no Universo é inútil, até Marte e as próprias estrelas incluindo o Sol tem vida que para nós é ainda incompreensível, digamos que planetas em formação servem de estágio para outros seres.
            Para agora isto parece absurdo para muita gente mas daqui a uns anos começará a ser plausível.
            Vou dizer isto, embora devido às ignorância de alguns vão rir logo, a doutrina espírita mostra isso mesmo com a razão e lógica, e daí vem os relatos do lado de lá, e são estudos sérios e nada para brincadeiras. Eu sei do que digo pois sou frequentador e estudo e a razão e lógica chama à razão uma pessoa.

            Agora só acredita quem quer e ninguém é obrigado a acreditar pois cada um tem o seu nível de compreensão.

        • pedro silva says:

          Boa teoria da conspiração, sim acredito que há outras formas de vida sem oxigénio ou água, está cientificamente comprovado, mas daí até estarem em jupiter, um planeta gasoso, uhm, not. Titan talvez, mas as temperaturas perto do zero absoluto restringem.

  11. Rockbaby says:

    Ah então era isso um ET, foi o que vi no outro dia

  12. Ci says:

    Matematicamente, não é nada provável que estejamos sozinhos.

    Matematicamente, existem muitas mais dos que apenas 3 dimensões. (Hipercubo, hiperesfera etc, que só conseguimos ver e abstrair respectivamente para cubo e esfera (em 3 dimensões). Estamos limitados… tão limitados.

    Portanto, matematicamente, podemos estar a ser observados por seres de 4 ou 5 dimensões… quem sabe.

    6000000000 x 12^4 x …
    É fazer as contas…

  13. Ricardo Santos says:

    A Terra é o único planeta com vida terrestre humana, mais inteligente que isto não há.

    • LR says:

      “…vida terrestre humana, mais inteligente que isto não há”. Não sei, ás vezes tenho sérias dúvidas…

    • AD9 says:

      Pensamento mais limitado é que não há. Ainda não há muito tempo (exagerando) achavas que a terra era o centro do espaço, só existia a nossa galáxia e ficavas preso ao chão pq pah devia ser algo tipo de cola especial. Tu ainda mal sabes tudo o que se passa na terra quanto mais o que se passa lá fora. Agora achar que no meio de todo o universo só um planeta é que evoluiu ao ponto de criar vida é pensar pequenino.

    • Paulo says:

      Se isto é o mais inteligente, fico deveras preocupado…

  14. Jo says:

    Se há ou não vida noutros planetas, ainda não sabemos, e penso que a Natureza Deus, nunca irá permitir, que alguma vez venhamos a saber,
    Vejamos o quase holocausto, por que estamos passando, e mesmo assim nós os humanos, estamos procedendo de maneira tão leviana. que ainda não percebemos, que o que poderá estar em causa, será o extermínio, da vida humana.

    • Luís Silva says:

      A Humanidade irá evoluir e o mal irá aos poucos desaparecer.
      É a lei do progresso, Deus é todo amor e mesericordioso, Ele deixa é a nossa liberdade de escolher de fazer o bem ou o mal, mas temos é de receber as consequências, Lei de Causa e Efeito, a nossa limitada visão é que nos faz ver só o mal que existe e não o bem, e vermos só uma vida apenas e não vidas soycesivas, cada um de nós irá colher o que semeia. Claro que um dia irá ser-nos revelado as coisas pouco a pouco, pois só aos poucos estamos preparados para entender muita coisa que ainda não compreendemos, tal como outras não entendiam os à 2000 anos atrás e agora as entendemos.
      Nada acontece por acaso, tudo tem uma causa.

      • antonio martins says:

        Luis Silva:sou plenamente de sua opinião.Claro que tudo tende á perfeição,ao progresso á evolução e ao caminho para algo sublime istoé para ELE que nos criou ou cria.Mas o homem nunca conseguirá isso numa vida só.Serão muitas e muitas,até ir melhorando na compreensão de que somos todos filhos do mesmo criador,isto é iguais.Simplesmente uns mais velhos que outros,mais evoluidos ou menos.Toda a criação caminha nesse aperfeiçoamento,lento e à custa propria.Cai,levanta,cai aprende sucessivamente.So assim se explicam tamanhas injustiças (a nossos olhos,diga-se)pois nada acontece ao acaso.O acaso não existe.Mas olhe amigo:isto que aqui dizemos só vai causar escárnio e desdem.Vão rir demais,criticar e por aí fora.Mas se um ou outro se sentir espicaçado e quiser saber quem é,de onde vem e para onde vai,já é muito bom.É esta a minha acha na fogueira.Afirmação:claro que há imensa vida inteligente no UNIVERSO.O UNIVERSO é infinito,,e nós aqui somos uma “pintinha” só.Ou nem isso.FORÇA,a caminho do amor ao nosso semelhante.

  15. Ze Duarte says:

    Se calhar nós é que somos os aliens a observar esses 1004 outros

  16. wolf says:

    Sim, posso confirmar que também já chegaram.
    Basta conectar aos canais televisivos e observarmos as criaturas que aparecem. Puff!!!!
    Naturalmente abstraio os canais sociais que estão infectados.

  17. José Bacalhau says:

    “Pensarmos que somos os únicos seres vivos no Universo é gozar de uma enorme presunção.” Não é presunção; é o resultado do raciocínio de uma das mentes mais poderosas do Século XX, o Prof. Enrico Fermi, da Universidade de Chicago. O raciocínio dele é simples e fulgurante: se a Terra é um planeta típico da Via Láctea e há nesta milhares de milhões de outros planetas, então muitos deles deverão ser um pouco mais antigos do que a Terra. Se a vida inteligente apareceu em algum desses planetas ligeiramente mais antigos (por exemplo, com 6 mil milhões de anos de idade), por esta altura já teria sido possível que essas civilizações tivessem viajado por toda a galáxia, que tem apenas alguns milhões de anos-luz de dimensão. A pergunta que Enrico Fermi colocou foi simplesmente: “Where is everybody?” Deveria haver alienígenas em tudo o que era lado.

    Há algumas tentativas de resolução desse paradoxo, sendo uma delas precisamente o objeto desta notícia. É preciso perceber que a hipótese de estarmos a ser observados por civilizações alienígenas assenta em zero provas científicas e surge apenas para tentar contornar o paradoxo de Fermi. Na verdade, essa é também uma hipótese pouco provável porque o argumento de Fermi implica que, havendo uma civilização alienígena com capacidade de nos observar e vir cá, então deverá haver milhares de outras civilizações alienígenas com capacidades comparáveis. Ou seja, teriam que estar todas de acordo em nos observarem sem intervir… Está-se a ver a probabilidade de isto ser verdadeiro.

    Outra solução é o do “grande filtro”, esta mais racional e viável. Diz ela que as civilizações chegam a certo grau de sofisticação e desaparecem. Isso impediria que alcançassem a capacidade de viagens interestelares, uma coisa que nós humanos já estamos a estudar. Uma das implicações desta teoria é que podem existir outras civilizações noutros recantos do cosmos, mas para todos os efeitos práticos é como se não existissem porque nunca ouviremos falar delas nem elas de nós. Problema desta teoria: deveríamos mesmo assim receber vestígios eletromagnéticos das emissões de telecomunicações por elas emitidas há centenas, milhares ou milhões de anos; no entanto, nada se descobriu até hoje.

    Voltando ao princípio: não é arrogância pensarmos que para todos os efeitos práticos estamos sós no cosmos. É o resultado de um raciocínio elegante, poderoso e provavelmente irrefutável.

  18. Duart e says:

    Continuo achando, que somos mesmo, os únicos seres inteligentes “Humanos” depois temos todas as outras raças, que também são seres vivos, e nada tem a ver com nós Humanos. Portanto aqui na Terra temos todas as raças possíveis, e fora da Terra não há mais nada, a não ser pedras, pedregulhos, calhaus, fogo, etc., e nada de outras vidas. O Universo, tem um principio e um fim, depois desse fim, nada mais existe, a não ser, o NADA. HÁ SIM MILHARES DE PRINCIPIOS E FINS.
    QUALQUER PRINCIPIO, SERÁ O SITIO ONDE NOS ENCONTRAMOS, OU SEJA A TERRA, E QUALQUER OUTRO FIM, SERÁ O DESTINO PRETENDITO, CASO ALGUMA VEZ, SEJAMOS CAPAZ DE VENCER AS BARREIRAS DA VELOCIDADE, ATÉ ENCONTRAR-MOS A VELOCIDADE ABSOLUTA, OU SEJA: Chegaremos a qualquer lado, sem sair do local onde nos encontrar-mos. Tudo isto parece um conto de fadas, e como todos os contos de fadas, são isso mesmo um CONTO. Eu acredito em Deus, será DEUS. Os cientistas acreditam na Natureza, será NATUREZA, e no fator sorte “PARVOICE” ok, ENTÃO SERÁ DEUSNATUREZA. ANTES DE PODERMOS CHEGAR A QUALQUER OUTRO LADO. Já a raça Humana se autodestruiu.
    Alias agora só se preocupam, em querer saber sobre outros Planetas, quando nem uma ínfima percentagem, sabemos do nosso. Nunca irá ser o Fim do Planeta TERRA, mas sim o fim e só o fim da Raça Humana.

  19. João Nunes says:

    A grande questão: Estamos sós no universo? Ou não estamos? Ambas as hipóteses me assustam

    • Vítor M. says:

      Não estamos. Há milhões de planetas como o nosso, mas todos tão distantes que dificilmente os conseguiremos encontrar nos próximos séculos e eles a nós. Os exoplanetas são tantos em volta de tantas estrelas que muitos deles, provavelmente até como melhor condição de habitabilidade que o nosso, terão vida, um tipo de vida que poderá não ter nada a ver com o nosso conceito de vida.

      Possivelmente existem até civilizações mais evoluídas que a nossa, mas sem possibilidades de comunicar para fora da sua galáxia. A mais próxima da nossa, Andrómeda, terá muitos planetas que se encontram na zona habitável da sua estrela. Só não conseguimos ainda descobrir onde estão, não temos como o fazer pela forma ainda arcaica de detetar essas estrelas e os planetas que as gravitam.

      Precisamos ainda de muitos séculos de evolução tecnológica para perceber de facto a física que ainda nos ultrapassa e conseguir tecnologia que nos possa levar por esses espaço adentro onde para já é tudo a “milhões de anos-luz”, como algo impossível, inalcançável. Um dia será “já ali”.

      • PeterJust says:

        Só o ultimo “já ali” me causa mais algumas duvidas. Muito provavelmente nunca conseguiremos “ir” a outra estrela além da nossa, muito provavelmente nunca haverá tecnologia suficiente para lá chegar, quanto mais à próxima galáxia. A não ser que algo bastante exótico como as wormholes seja um dia dominado pela humanidade, na minha humilde opinião, acho que estamos limitados ao nosso sistema, estamos limitados pela distância e todas as barreiras que a mesma impõe, estamos nós e todas as outras civilizações mesmo que bastante mais avançadas que a nossa. Claro que há outras formas de “ir”, enviando sondas a velocidades próximas da luz, mas ter contacto direto, acho muito pouco provável e a inevitável extinção ditará o fim da nossa história como civilização e de todas as outras que existem, já existiram ou ainda estão para existir. Espero estar enganado ou se calhar é melhor não estar, já sabemos o que provavelmente acontecerá se eles chegarem cá antes de lá nós chegarmos.

        • Vítor M. says:

          A esperança que um dia saberemos mais, move-nos e espevita a nossa imaginação. Milhões de estrelas, algumas deverão ter planetas a gravitar na área habitável, deverá haver muitos com condições tão boas ou melhores que as nossas. Outros planetas com cenários diferentes, com outras formas de vida, outro rumo na evolução do astro. Tem de haver muitos locais incríveis, materiais que desconhecemos, galáxias onde existam outros mistérios por revelar.

          Havemos de poder ir mais longe, mas poderemos nunca conseguir sair da nossa galáxia, é uma verdade ou até ir mais longe que Marte ou Vénus. Quando digo ir, é o homem e não só as suas máquinas. Haveremos de poder ter noutros planetas hubs para viajarmos mais longe. Aparecerão novas formas de nos movermos no espaço, a física haverá de nos mostrar que ainda não sabemos tudo.

          Sem esta esperança, fica aborrecido olhar “lá para cima” e pensarmos que nunca sairemos da vizinhança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.