Quantcast
PplWare Mobile

Psyche, o asteroide na mira da NASA que vale mais que a economia do nosso planeta

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Mastermind says:

    Esse asteróide é meu. Aliás, tenho lá domicílio fiscal e pago IMI. No entanto, pelo preço certo, até estou disponível para vender.

    • Rui couto says:

      Nunca podes vênder porque é que ele é meu
      Até já fiz a escritura dele. Só tenho de levar ao notario novamente para reconhecer 1ue e meu
      E já agora comprei por 1 euros uma grande parte da lua na parte escura.. E também. I lua de júpiter. Essa lua ficou por zero.. Daqui a 300 anos é tudos dos meus tretteta netos. Daqui a 300 anos vou ser falado hahhaha a. Mas vendo talhões. Quem esteja com interese me me. Mande email
      Portugalenos@hotmail.com

  2. Dario Rodrigues says:

    Num mundo governado pelo Rei Midas, não deixaria de ser irónico o ouro a cair do céu…

  3. Joao Ptt says:

    ah ah ah estes cientistas gostam mesmo de chuchar o dinheiro dos contribuintes, mas é a primeira vez que leio tal argumento estapafúrdio… tudo serve para enganar os parolos dos políticos.

    • Toni da Adega says:

      Faltou aí a nota de rodapé a dizer que esse comentário foi possível devido aos cientistas.

      • Rui Silva says:

        comentário com direito a aplauso de pé e a brinde de champanhe !
        Não podia ter mais razão!
        O sr ptt deve ser mais um apoiante do sr donaldE…

    • Manuel da Costa says:

      É por causa desses parolos que você paga 2000 euros por um telemóvel, paga 100 euros mensais para usar a internet, que você come comida gourmet, cozinhada em micro-ondas e que se deita na sua cama, com um colchão estudado por esses mesmos parolos.

  4. Candidato says:

    Tenho a ideia de que o mundo era menos poluído quando não havia a possibilidade de comentar notícias/artigos.
    É possível reverter essa funcionalidade?

    • Starnaute says:

      Comentar com ideias estapafúrdias é a razão principal para vir cá ver as notícias. Em muitos casos a própria secção de comentários é a única razão para ver. Reverter seria matar.

  5. Rui Silva says:

    Ok gente aqui vai uma pergunta seria!
    Ao trazermos mais massa de outros lados ( asteroids ) para o nosso planeta isso não vai aumentar a massa do nosso planeta e por si alterar a relação da gravidade( possivelmente ) ??
    Alguém mais “sabido” no assunto esclareça sff…

  6. Geórgia Labuto says:

    Valor tem a Terra que tem vida! Ninguém come ouro, ferro, platina ou níquel!

  7. João Oliveira says:

    Terra há muita,essa é mais preciosa negra suja escura terra pobre que nos alimenta,vamos tropeçar pois estamos sempre a Olhar para o balão

  8. Rui couto says:

    Tenho sim meu nome uma das muitas luas de júpiter e vendo talhões.
    De tantas luas ainda há duas sem dono.
    Abram os olhos daqui a 300 anos veles milhões de biliões

  9. Kolas Tarik says:

    A NASA quando tiver de prestar contas aos donos disto tudo (alguns ET’s já deverão ter registado a propriedade no registo espacial universal, galáctico, etc) vai ficar sem verba para continuar a explorar o espaço 😛

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.