Quantcast
PplWare Mobile

Estudo mostra como o novo coronavírus se propaga nos supermercados

                                    
                                

Autor: Ana Sofia


  1. Joao Ptt says:

    Por tanto máscaras para conter os vírus, sistemas de extracção que garantam que o ar é permanentemente sugado, reduzindo a concentração, sistemas de filtragem para o ar no interior ser o melhor possível, desinfectantes, tapetes para remover viroses e bactérias dos sapatos, sopradores de ar especiais para soltar as partículas onde se incluem os vírus da roupa, e cabelo e sugar para o exterior através de filtros especiais, antes de entrarem nas instalações.
    Enfim, possível, mas pouco realista.

  2. klimane says:

    Que pontaria do carago. O tipo a tossir atinge o gajo que está do outro lado em cheio na cara e nem o estava a ver.
    O receptor deve ter algum poder especial, é que atrai quase todas as partículas.

    • Ruy Acquaviva says:

      Não é assim. O modelo do receptor foi colocado naquela posição para demonstrar o que acontece quando alguém está por acaso naquele ponto.
      É como um carro que passa direto por um semáforo no vermelho. Se não vier nenhum carro na outra direção nada acontece, por isso na simulação um carro é colocado para demonstrar a pior hipótese.
      Mas em ambos os casos, tanto no trânsito quanto no supermercado a pior hipótese é bastante provável, ou em outras palavras, é bem possível que um carro passe na outra rua quando o semáforo está vermelho para você e é bem possível que haja alguém no outro corredor (bem naquela posição) quando alguém tosse.
      Não é que o receptor atrai as partículas, mas é muito possível que haja alguém no caminho de uma nuvem de partículas.

  3. Dark Sky says:

    São muito porcos os finlandeses! Nem um lenço à frente do nariz? Espirrar para o cotovelo?

    P.S. Uma coisa estão à frente. Por causa da vizinhança (guerra Soviética- Finlandesa de Novembro de 1939 a Março de 1940) têm uma enorme reserva estratégia de produtos como máscaras e desinfetantes de que agora todos os países andam à procura.

  4. Megadriver says:

    Nos dias de hoje, uma pessoa que seja apanhada a mandar este tipo de espirro assim é posta na rua.

  5. SANDOKAN 1513 says:

    Evidentemente.

  6. Ze das Quintas says:

    Acho interessante que ja recomendam o uso da mascara, mas fazer como Espanha e dar milhões de mascaras as pessoas ta quieto, que país de bosta que temos!

  7. Tuaregue says:

    Resta so dizer que se o gajo que espirrou n tiver mascara e se outro estiver a usar mascara cirurgica é igual ao litro.

    “Máscaras cirúrgicas, um dispositivo que previne a transmissão de agentes infeciosos das pessoas que utilizam a máscara para as restantes; by DGS”

  8. CMatomic says:

    Existe uns inteligentes que pesam que as luvas afastam o vírus .

  9. Ruy Acquaviva says:

    Por isso é muito importante TODOS estarem usando máscara. Elas não são eficientes para impedir que a pessoa que as estiver usando seja contaminada, mas são eficientes para reduzir a possibilidade que ela contamine os outros. Como não se pode saber quem está contaminados, se TODOS usarem máscaras, aqueles que estiverem contaminados, mesmo que não saibam, estarão pelo menos um pouco contidos.

  10. alceurd says:

    ACABOUUUUUUU

    Notícia saída agora do forno. Todo mundo torcendo!
    Jornalista Elisa Robson escreveu:
    O FDA, a agência americana de regulamentação de remédios, aprovou o uso de hidroxicloroquina em todos os pacientes com o Covid-19. O CEO da Novartis anunciou que já tem em mãos os resultados de pesquisas que comprovam que a hidroxicloroquina mata o vírus. Tanto que a empresa vai doar 130 milhões de doses. O custo médio do medicamento no mundo é de US$ 4,65 por mês.
    Ou seja, tudo indica que a solução vai chegar bem antes do que muita gente gostaria. Talvez seja, inclusive, decisiva para reverter o cenário apocalíptico previsto para as próximas semanas e mudar o curso deste rio.
    O fato é que, desde o começo, o coronavírus foi usado politicamente. Portanto, para muitos agentes políticos (tanto os que militam em partidos, quanto os que estão no comando de instituições como OMS ou nas redações dos jornais) as notícias acima são, na verdade, um desastre. Pois por trás disso, para os que querem continuar lucrando, e enfatizo o politicamente, com o pânico e o desespero, o pensamento que predomina é: “A cura não pode chegar tão rapidamente assim!”
    Mas, se Deus quiser, já chegou. DIVULGUE AGORA

    https://www.novartis.com/news/media-releases/novartis-commits-donate-130-million-doses-hydroxychloroquine-support-global-covid-19-pandemic-response

    https://sahelstandard.com/2020/04/06/anti-malaria-drug-can-kill-coronavirus-novartis-chief/

    • kyllaz says:

      Isto é falso, não venha para aqui fazer falsas propagandas. O medicamento que indica foi retirado dos tratamentos em teste por poder causar arritemia cardiaca fatal ao paciente. Equipa Pplware deveriam bloquear e não permitir este tipo de comentários pois induz os menos informados em erro.

      • Wishmaster says:

        Tens que compreender que é muito complicado comprovar de forma segura toda a informação que é colocada nos comentários. Eu costumo pesquisar sobre certos assuntos para perceber até que ponto é verdade o que circula em post do fb, comentários das redes sociais etc…incluindo notícias dos principais canais de notícias portugueses…E acredita, leva HORAS! Pois para algumas informações ou assuntos (mais complexos e menos disponíveis na net) é preciso “chafurdar” muito na net em certos casos para se obter algumas informações fidedignas ou refutar, não podes ficar pelo primeiro site ou documento que encontras na tua “contra-pesquisa” (depende de quem publica, os autores dos sites ou dos blogs, etc).
        Creio que os comentários são da responsabilidade de quem comenta e todos sabemos que muitas vezes dizem as maiores barbaridades sobre um assunto. No âmbito de certas regras (ofensas), é possível e exequível censurar um comentário (porque não há dúvida nenhuma sobre a sua eliminação), mas já quanto a este tipo de comentário aqui é difícil fazer isso, até porque entras no domínio da liberdade de expressão. Como disse, a remoção de “fake news” – o nome não se aplica bem, mas percebes o que quero dizer – é muito trabalhosa. Seria um trabalho extenuante para o site, que praticamente deixariam para trás o propósito do site.

        Já agora, o que diferencia o que ele disse do que tu dizes..? Afirmas que o medicamento foi retirado, mas também não apresentas qualquer link. Também não sei se o que dizes é verdade (teria que ir pesquisar, para perceber isso, entendes?).

    • Dark Sky says:

      “O CEO da Novartis” – NÃO – “anunciou que já tem em mãos os resultados de pesquisas que comprovam que a hidroxicloroquina mata o vírus”.
      E “o FDA” – NÃO – “aprovou o o uso de hidroxicloroquina em todos os pacientes com o Covid-19”.

      O FDA autorizou, numa situação de emergência, que se fizessem testes com hidroxicloroquina, tal como autorizou com outros medicamentos. É diferente de aprovou o medicamento para tratar o Covid-19-19. A Novartis anunciou a entrega das doses para a realização desses testes clínicos, não para o tratamento, confirmado, do coronavírus.

      O “quarto poder”, a imprensa livre e informada, já esclareceu:

      No Brasil: https://piaui.folha.uol.com.br/lupa/2020/04/13/verificamos-fda-liberou-hidroxicloroquina-todos-pacientes-covid-19/

      Em Portugal: https://poligrafo.sapo.pt/fact-check/a-hidroxicloroquina-e-um-farmaco-milagroso-no-tratamento-da-covid-19

      O pessoal não liga ao que dizem os bolsonaristas, trampistas e as milhentas teorias da conspiração.

    • Rui says:

      O remédio para o Covid-19 é uma planta de seu nome “Planta o cu dentro de casa e não saias”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.