Quantcast
PplWare Mobile

COVID-19: Vacina inalável começa testes em humanos

                                    
                                

Fonte: New Atlas

Autor: Ana Sofia Neto


  1. SP says:

    Mais uma opinião:

    “Ora, numa altura em que o mundo inteiro está a voltar ao normal, em que vão deixando cair as máscaras – as de COVID e as outras – e acabar com as vergonhosas restrições que levaram milhões ao desemprego e à miséria, e a um estado de insanidade colectiva, Portugal carrega nas restrições, sem qualquer fundamento constitucional e contra, não só a Lei da Nação, mas mais importante contra toda a legislação e recomendações Europeias?

    Ninguém pode ser discriminado por razões de saúde – fossem essas mesmo a razão que está na base desta pandemia – e muito menos ninguém pode ser discriminado por não fazer um teste ou receber uma vacina.”

    Juíza Florbela Sebastião e Silva
    https://www.oevento.pt/2021/07/10/florbela-sebastiao-e-silva/

    • ElConquistador says:

      Com algunas hospitais ja com as camas de cuidados intensivos para covid a 100% levando a ocupar as camas de outros serviços, atrasando por exemplo cirurgias e outros serviços, quer isto dizer que alguém vai sair prejudicado ou não vai ser salvo. Seja menos egoísta, tenha vergonha na cara.
      Já agora eu não tenho sentido qualquer limitação, tenho feito a minha vida normal, vou almoçar, jantar fora quando preciso, dou os meus passeios, vou as compras, claro que tenho os devidos cuidados. Alem do mais mais 2 mesinhos certamente tudo vai ser ainda mais agilizado.
      Eu acho engraçado que voces certamente é um cheguista, do gajo mais ditador se chegasse ao poder.

      • SP says:

        “7.3.1 assegurar que os cidadãos sejam informados de que a vacinação não é obrigatória e que ninguém está sob pressão política, social ou outra para ser vacinado se não o desejar;

        7.3.2 garantir que ninguém seja discriminado por não ter sido vacinado, por possíveis riscos à saúde ou por não querer ser vacinado;”

        Conselho Europeu
        https://pace.coe.int/en/files/29004/html?fbclid=IwAR0An4L0Qr3OHRaCaIov-cAK53d2bM81CXQRDpChzUiTq5gHYIqH9ZvXQ54

        • Ricardo M. says:

          O conselho europeu bem lhe pode advogar a possibilidade de escolher não ter de levar vacina, mas não lhe legitima a posição que defende de não seguir restrições sanitárias – as quais se aplicam sempre e a todas as pessoas, com ou sem vacina, como p. ex. o uso de máscara e o dever de recolhimento. Todas as medidas que facilitam acessos de pessoas vacinadas tem tido sempre a opção de substituir por uma alternativa, como um teste PCR, caso a pessoa não tenha sido vacinada.

          • SP says:

            Estamos a viver tempos em que os próprios cidadãos já tem comportamentos como os da Gestapo, tal é visão unilateral que têm, e, vivemos a ditadura do pensamento único.

            -“Não lhe legitima a posição que defende” – segundo o Ricardo M. perdi o direito a ter opinião, que na realidade são palavras de uma juíza portuguesa, e eu concordo por ser inconstitucional, e violar o código de Nuremberg.

            – para o Ricardo M. hà sempre opções para os não vacinados poderem frequentar os mesmos espaços, atropelando assim, mais uma vez, os direitos pessoais. O próximo passo será a vacinação obrigatória, ou em alternativa os tão conhecidos campos de concentração Nazi, porque os que lá iam parar eram todos criminosos, não eram Ricardo M.?

            Aconselho-o a ter um pouco de lucidez e leia o seguinte texto da tal dita juíza portuguesa: https://www.oevento.pt/2021/07/10/florbela-sebastiao-e-silva/

            Por mais que se tente mostrar a verdade, não será fácil acordar a população.
            Continua assim Ricardo M. Boa sorte para quando o despertar acontecer, não será fácil, mas acontecerá. No final, a verdade vem sempre à superfície.

            Ricardo M. já alguma vez ouviste o seguinte: “Uma mentira contada mil vezes, torna-se uma verdade.”
            Pois bem, quem a proferiu foi Joseph Goebbels, ministro da propaganda Nazi. Curioso não?

            Prefiro esta: “Aqueles que abrem mão da liberdade essencial por um pouco de segurança temporária, não merecem nem liberdade nem segurança.”
            Benjamin Franklin

            Para finalizar Ricardo M. , Não sou negacionista como agora é moda chamar a quem diz algo diferente, que na verdade não o é, apenas defendo os meus direitos e liberdades, já que ainda vivemos num estado de direito, ou não? Voltámos à ditadura?
            E tenho as vacinas obrigatórias em dia.

            Ricardo M. não te deixes controlar pelo medo.
            Mais uma vez, boa sorte.

          • Chalupa pela verdade says:

            Ahahahahahahah ya o povo português já anda a denunciar ao governo quem é que não quer tomar a vacina para eles levarem-nos para a beira rio e fazerem o tratamento à Gestapo.

            As pessoas são livres de não tomar já que não é obrigatório, agora estar a obrigar a teres os testes para ires aos restaurantes, etc Portugal não é caso único nem de longe nem de perto. Até está bem atrasado em relação a alguns países que já aplicaram isto faz meses..

            E já agora, caso passe a ser obrigatória como vai ser?

        • says:

          Ó SP, deixa de ser um arejeiro assassino ou levas já com o Decreto-Lei n.º 48/95 artigo 283 em cima!!!! Malditos propagadores de doenças!!!!!!!!!!!!!

      • QQ says:

        Amigo, TODOS os anos as camas de cuidados intensivos estão a 100%. Todos os anos sem excepção. Obviamente nunca foi aos cuidados intensivos em Portugal. O meu bisavô morreu num há 4.5 anos, com um novo vírus que apanhou lá. Esteve lá uma semana inteira rodeado por outros doentes depois de um AVC. Uma miséria. Depois foi finalmente mudado para um quarto, já doente com pneumonia, onde morreu passado mais uma semana. A minha bisavó, igual, apesar de continuar viva. Nestes últimos anos tive de ir aos cuidados intensivos cerca de 100 vezes. Sempre cheios.
        Como referi, a minha bisavó também teve um AVC. Tiveram a muda-la de duas em duas semanas por falta de camas. Também antes do COVID.

        Quer acredite na seriedade do COVID ou não, ou na tirania imposta ou não, o facto é que todos os anos há falta de camas nos hospitais.

      • Miguel says:

        O “conquistador” deve ter o seu rendimento assegurado. E não se importa das consequências mentais, de formação das crianças e as das mortes prematuras evitáveis por falta de acompanhamento, tratamento e diagnostico, falta de vida saudável da sociedade em geral.
        E também parece que as mortes e casos graves das vacinas acontecem, é a vida, tem de ser porque são muito poucos os casos oficiais reportados e… portanto, uma vida dessas tem menos importância do que uma vida dum infectado com o famoso vírus (felizmente tem uma taxa de mortalidade muito baixa).
        E depois ainda acusa os outros de egoísmo.

    • João says:

      Já do tempo do governo do PSD/CDS que a constituição vinha a ser violada a todo o gosto, e agora com este governo PS e principalmente em período de pandemia que a constituição tem sido queimada e lançada para o lixo.

      • Miguel says:

        Claro que eles têm prazer em violar algo que sempre desprezaram.
        Mas eles juram cumprir e fazer cumprir a constituição quando tomam posse, tal como os agentes de autoridade. Mas parece que a maioria jura algo que desconhece ou então mente descaradamente.
        Essas acções estão claramente tipificadas na lei e dá prisão efectiva.
        A pergunta é: quais os agentes que podem executar o cumprimento da Constituição?

    • CRP says:

      Devemos cumprir a Constituição ou as regras do nosso Governo?

      https://bit.ly/3i7OEb9

      • Miguel says:

        Muitas das Constituições dos países foram preparadas após tempos de sofrimento, lutas, mortes, atrocidades. E é mesmo para tentar evitar chegarmos aí que se criaram as leis das leis, para que não possam ser facilmente alteradas.
        A Constituição é para ser usada nos tempos difíceis, foi mesmo para isso que foi concebida.

  2. ElConquistador says:

    Com algunas hospitais ja com as camas de cuidados intensivos para covid a 100% levando a ocupar as camas de outros serviços, atrasando por exemplo cirurgias e outros serviços, quer isto dizer que alguém vai sair prejudicado ou não vai ser salvo. Seja menos egoísta, tenha vergonha na cara.
    Já agora eu não tenho sentido qualquer limitação, tenho feito a minha vida normal, vou almoçar, jantar fora quando preciso, dou os meus passeios, vou as compras, claro que tenho os devidos cuidados. Alem do mais mais 2 mesinhos certamente tudo vai ser ainda mais agilizado.
    Eu acho engraçado que voces certamente é um cheguista, do gajo mais ditador se chegasse ao poder.

    • Zé Fonseca A. says:

      Isso dos cuidados intensivos a 100% é falsa propaganda.
      É preciso ter em conta que as enfermarias covid foram diminuídas em cerca de 80%, assim que for necessário reabrem as enfermarias, esta é uma altura do ano sem carga nenhuma nos hospitais, não é como em Dezembro e Janeiro que os hospitais são os fieis depositarios de todos aqueles que não querem aturar os velhotes nas férias de natal. E mesmo aí só atingimos o 100% em alguns hospitais por teimosia em não quererem aderir à mobilidade de doentes desde o inicio, de não quererem reabrir alas fechadas de hospitais e de não quererem ter o trabalho de gerir os hospitais de campanha. Nunca o país esteve em verdadeiro risco de ficar sem camas ou sem cuidados e com a nossa população, só se tivesses toda a gente infectada terias problemas como os que aconteceram lá fora.

    • pedro says:

      Só mentiras neste comentário … enfim …

  3. scp says:

    Portugal não estava a tentar produzir uma vacina do género? Até foi notícia aqui.

    • Hugo Paradela says:

      Sim, é verdade. Start-up Immunethep, em Cantanhede.
      https ://www.dn.pt/sociedade/vacina-portuguesa-contra-a-covid-19-pronta-para-ensaios-clinicos-13712789.html

    • Luis says:

      Portugal a produzir uma vacina? ahahah… Isso são noticias para encher jornais. Portugal tem o estado falido e empresários falidos, para se produzir uma vacina são precisos muitos milhões. Não acreditem em tudo o que leem.

      • Pedro says:

        September 2020

        Immunethep Addresses COVID-19

        https://www.immunethep.com/

        Exato, não acreditem em tudo o que lêem.

        • Luis says:

          Eu sei disso, mas produzir? Qualquer país tem know how para produzir uma vacina inalável, não é nada de outro mundo… já deve haver centenas de projetos como este. O problema é que precisas de muitos milhões para a produzir. Não passam de projetos que não vão passar do website bonito e de uns prémios recebidos.

          • António says:

            Se todos os portugueses fossem como tu, talvez ninguém produzi-se nada e toda a gente esperava subsidios. Mas não a produção em escala é o que se faz para qualquer produto bem sucessedido e não há nenhum entrave que não político para um vacina criada em território nacional. Aliás a propriedade intelectual é nacional, até pode depois ser produzida noutro país qualquer.

          • Luís says:

            @António Eu não estou a criticar quem inventa estas coisas… Até vou mais longe, apoio um governo que coloque à frente a ciência e deixe de gastar milhares de milhões em subsídios para a TAP, Bancos e outros. Sou até radical, em querer um governo altamente liberal com subsídios quase zero e com aposta total na produção nacional. Comigo, este projeto amanhã teria já todo o apoio do estado.

      • Imf says:

        Peoduzir vacinas em Portugal nao é o problema, nem nunca vai ser.
        Um problema é ter acesso as patentes/matérias primas.
        Outro é o lucro, custos de produção, porque vendar cada unidade a 4€ o custo de fabrico tem de ser inferior a 1€ ja com matérias primas, preparação, enchimento, inspecção, rótulo, a bula,e a embalagem.

        Da dinheiro, da, mas nao vais parar uma linha de produção que produz unidades a 100,200,500€ o frasco, para fazer de 1€.

        Sem contares com a formação que vajs ter de dar para um novo produto, que nao vale muito.
        Agora que tens capacidade de produção em Portugal tens, tens conhecimento e estruturas para tal. Falta é o resto

  4. Spoky says:

    Isso é perigoso… Se assim for toda a população pode levar a vacina sem querer..

    Devia ser proibido

  5. David Guerreiro says:

    Para quem não quiser essa inalável, é esperar um pouco, que os chineses estão a criar uma em forma de supositório

    • Luisão says:

      Já há alguém com a mão no ar! Eu tinha lido uma notícia que Pfizer (salvo erro), já estava a fazer testes para ser em comprimido. Supositório é ainda mais eficaz que o comprimido ou via nasal.

  6. Joaquim Sobreiro says:

    Passo a passo, a caminho de chegar o tempo em que farão o que quiserem de ti. Onde já nem será necessário utilizar motivo.
    Tu não reclamada, para isso te estão programando.

  7. Joaquim Sobreiro says:

    Passo a passo, a caminho de chegar o tempo em que farão o que quiserem de ti. Onde já nem será necessário utilizar motivo.
    Tu não reclamas, para isso te estão programando.

    • Chalupa pela verdade says:

      Isso já acontece, tu simplesmente pensas que ainda mandas alguma coisa mas na realidade já não mandas nada.. será que o livre arbítrio alguma vez existiu?

  8. Gugju says:

    Não era o spoky que dizia que não seria vacinado? Agora vai ser e nem pia. Obrigatorio

    • Luisão says:

      Não é obrigatório, agora quem não é vacinada fica “limitado” apenas isso. Não digam coisas que não são verdade, apenas digam aquilo que realmente é! Ninguém é multado, ninguém vai buscar alguém a casa, muito menos preso para ser vacinado, pelo menos em Portugal. Esta e qualquer outra vacina. Há países que estão a aderir, outros em que a própria população pede para ser vacinada (por exemplo, África do Sul) e outros que não querem ser vacinados, mas esses são mais os leitores da PPlware

      • Vítor M. says:

        Não acredites que os leitores do Pplware não querem ser vacinados. Os leitores do Pplware, a grande maioria, muito perto da sua totalidade, são pessoas equilibradas, são pessoas com pensamento crítico e que sabem perceber o que vale a vacina e as regras elementares que nos foram sendo mostradas. Não comem tudo o que “lhes colocam à frente”, por isso nós, deste lado, temos de ser muito criteriosos no que apresentamos, pois, nós próprios somos igualmente consumidores desta informação. Portanto, há meia dúzia de pessoas que não querem a vacina, uma outra meia dúzia que está na linha do negacionista… mas os leitores de cá pautam-se pela sensatez. Dos nossos milhões de leitores, mais de 60% são de visita direta, “povo da casa”. 😉

        • Luisão says:

          Certo, deveria ter escrito “alguns leitores do Pplware”. Há leitores do pplware que partlham links de sites de (des)informação com pouca base cientifica e esses deveriam de ser mais selectivos

  9. LimpTuga says:

    Tu não és um ElConquistador, és um ElConquistado! Barata subserviente e acéfala. Tu é que devias ter vergonha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.