Quantcast
PplWare Mobile

China tem um plano para defender a Terra de um “Armageddon”

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. PTO says:

    “Apesar de haver milhões de astroides…” – Escapou um “e” na palavra asteróides.

  2. Tony says:

    A última vez que a China tentou defender a terra apareceu o covid.

  3. José says:

    Gostava de saber o que diferencia um asteróide activo de um inactivo.

    • Vítor M. says:

      Ok. Vou-te dar o exemplo deste. Então, Bennu é um asteroide ativo porque emite esporadicamente jatos de partículas e pedras até 10 cm. Portanto, existem fenómenos, como as fracturas térmicas, que levam a que haja atividade constante nesta rocha (além da sua composição).

      Aqui explica resumidamente está diferença: https://arxiv.org/abs/1112.5220

  4. Joao Ptt says:

    Sinceramente, não são capazes de proteger as culturas da destruição e os animais, e ainda têm a ousadia de pensar que podem salvar o planeta.
    Pelo menos falar não custa.
    Por outro lado ainda pensam que os asteróides, cometas e por aí em diante andam por aí ao acaso.

    • Francisco Wicked says:

      Não são capazes de proteger ou não querem? Há uma diferença gigante entre um e outro

      • Joao Ptt says:

        Não são capazes. Ainda não há muito tempo existiu uma praga de gafanhotos e não foram capazes de proteger as culturas nas zonas onde os gafanhotos quiseram ir.
        Os suínos morreram aos milhões com uma doença qualquer.
        A poluição do ar continua a ser um problema sério, de tal forma sério que uma parte dos próprios políticos critica abertamente a situação, sendo das poucas coisas que ainda são apontadas de forma crítica na imprensa por conta com apoio político que é pequeno o suficiente para não se fazer nada mas grande demais para que seja somente escondido.
        E fora o resto que possa estar a acontecer e que não passa cá para fora.

        E também existe uma diferença entre dizer que se consegue fazer determinada coisa e depois fazer e ter o resultado pretendido.

        Eles também tentaram parar a vaga de gafanhotos com 100 mil patos… os gafanhotos não deixaram de devastar tudo para onde quiseram ir na boa. Na teoria tinha uma solução, mas depois na execução prática não deu no resultado previsto que seria as culturas não serem destruídas… daí dizer que da teoria à prática vai uma grande diferença.

        Sem falar que muito antes desse pseudo perigo para a Terra, vem muito pior que nenhuma arma ou técnica pode desviar e provocará um armageddon bem jeitoso.

  5. SANDOKAN 1513 says:

    Passará entre 2175 e 2199 ?? Daqui a 154 anos,no mínimo ?? Ui,até lá até os bisnetos destes cientistas já estão todos mortos.Isto vê-se cada uma. 😐

  6. ToFerreira says:

    Como não conseguiu dizimar tudo com o SARS-CoV-2, agora vai orientar o trajeto do asteróide para dizimar de uma vez.

  7. Rafilda says:

    Vamos ter todos muito medo e ao mesmo tempo muita esperança porque o cancro da sociedade m quer. Copy paste fraquinho.

  8. Miguel says:

    A china não sei como vai fazer, mas se fosse a europa a ter um “plano” já se saberia qual era.
    Seria criado um imposto sobre as “emissões armageddon”

  9. jorgeg says:

    se for contra o “Armageddon” comunista-socialista na boa! que o lance ja!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.