Quantcast
PplWare Mobile

É o fim de um marco! Microsoft anunciou a data para o fim do Internet Explorer 11

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Elektro says:

    Espero que todos tenham conseguido portar aquelas aplicações antigas que só funcionavam no IE

  2. Nuno says:

    Vai ser um problema correr o Java nas finanças ehheheh

    • Jose Martins says:

      Já há muito que não é necessário o IE para aceder ao site das Finanças. Trato de tudo com o Edge sem qualquer tipo de constrangimento.

      • Daniel Paiva says:

        Para tarefas normais corre tudo bem, mas tem lá umas ferramentas para contabilistas que ainda correm em Java!

      • Francisco says:

        Infelizmente nunca atualizaram o envio dos ficheiros SAF-T o que força os utilizadores a recorrer ao Internet Explorer com o plugin do Java NPAPI para executar o applet deles.

        Nem o plugin CheerpJ para o Chrome nos safa, isto porque por razões de segurança, o acesso aos ficheiros está bloqueado quando tentamos puxar o ficheiro SAF-T, e temos somente acesso a um diretório virtual.

      • Jorge Manuel Gonçalves Ribeiro says:

        Gostaria que informa se como faz para enviar os ficheiros saft para a AT com o Edge

      • Nick says:

        José Martins, tenta enviar um Saft-T (faturação ou contabilidade) por outros que não o IE, depois diz qq coisa.
        O problema nem é esse, é a AT que insiste em obrigar a usar as aplets.

      • k says:

        Todo o comércio em Portugal tem que enviar o ficheiro do saft todos os meses, sem excepção com pena de multa se não o fizer. Isso quer dizer que toda a gente que tem um negócio neste país precisa do internet explorer + java pelo menos uma vez por mês todos os meses, já à muitos anos.
        É uma p*** duma vergonha mas é o governo que tens.

    • Daniel Paiva says:

      Também me lembrei do mesmo…

    • Jonny says:

      Isso é peta dude

  3. Jose Monte says:

    Na verdade este browser já há muito tempo que morreu, só não foi enterrado.
    A dor de cabeça que era tornar os sites compatíveis com ele, os intermináveis testes, etc, etc.

    Ainda bem que, em tempo útil, surgiram browsers a sério e modernos, que obrigaram a Microsoft a mexer-se. Mas já era tarde demais, perdeu esse campeonato.

    • Pedro H. says:

      +1 – Especialmente condições para o ie9, ie6… E depois aqueles navigator testing…. Eu já nem falo nos ACID testings… Padrões no IE? What heresy is that? xD

  4. AJ says:

    Mas os portugueses vão continuar a precisar do IE até 2030 por causa do portal das finanças.

  5. H.G. says:

    Para mim já morreu em 2008. Paz à sua alma.

  6. RuiFM says:

    Para activar IE Mode:
    Definições; browser predefinido: activar a opção “permitir que os sites sejam carregados no IE mode”

  7. LA says:

    Para mim, neste momento o IE só serve para fazer o enrollment dos certificados de utilizador, emitidos através da autoridade de certificação do windows.

  8. PAULO SILVA says:

    a solução vai ser ter uma maquina virtual com o windows 7 e java…

  9. Ptuga says:

    Tudo o que necessito enviar no site nas finanças precisa ser no IE, tanto o saft como o imposto de alcool..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.