Quantcast
PplWare Mobile

Windows a correr nos Mac com SoC M1? Apple avisa que só depende da Microsoft

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Juliano says:

    Claro que depende da Microsoft. Mas não dessa maneira.. O Windows em arm vai ser 100 vezes melhor que o macos..
    Vai depender é de quanto é que Microsoft está disposta A pagar a Apple para poder lá ter o Windows. A Apple só quer é pasta.. Mas também não vai poder pedir muito, porque se não adeus office. É apple sem office e como um Linux.. Serve para brincar no terminal e para alguns desenvolvedores.. Mas para a maioria dos utilizadores não serve para nada..
    Ofiice é o melhor produto da Microsoft..

    • Crow- says:

      lol
      Não disseste nada de jeito.
      “O Windows em arm vai ser 100 vezes melhor” > Vai ser melhor em quê? A Microsoft andou anos a tentar lançar Windows 10 em arm e o seu lançamento saiui ao lado de toda a gente. A Apple de um momento para o outro lançou o seu SoC arm, com um OS compativel e estável e com suporte dos grande software makers. Para além disso facilitou o processo de transição para todos os developers nativos, estabeleceu parcerias com os grandes vendors (Adobe, a própria Microsoft, etc) e como se não bastasse tem um emulador (Rosetta 2) que permite entretanto correr qualquer aplicação x86 em arm.
      De resto nem percebi o comentário do Office… Sabes que macOS tem Microsoft Office, certo? Sabes que a Microsoft é um dos parceiros de lançamento da Apple e que já está a desenvolver uma versão do Office nativa para M1?

  2. Nuno T. says:

    Resta saber se a Microsoft estaria interessada em ver a versão ARM do Windows a correr melhor num Mac do que num Surface X… Por outro lado o Mac não iria ter suporte para correr aplicações de 32bits no Windows, de modo que teria desvantagens para muitas pessoas.

    • José says:

      Desvantagens? 32 bit ja não interessa, actualizem se.

    • Emanuel Barros says:

      Não sei qual o problema. A MS não vive da venda de Surfaces. O que queres dizer é x86 e x64. O Surface com ARM quando saiu tb não as corria. Nem sei se já saiu o emulador para x64.

      • Nuno T. says:

        Correcto, não vive da venda de Surfaces mas investiu bastante em ter um processador ARM exclusivo para os seus Surface Pro X, e esse modelo não tem sido muito competitivo comparado com outros computadores. Também nunca permitiu a venda da versão ARM do Windows ao público em geral quando existem milhões de outros computadores ARM sem windows, de modo que parece que o seu foco não é tanto em ganhar dinheiro a vender Windows.

        O que quis dizer foi o que disse! Pelo o que me lembro o M1 não tem suporte para correr aplicações de 32bits sem modificações. A Apple há alguns anos terá removido dos seus processadores as extensões de compatibilidade para a ISA ARM de 32bits. Assumi que isso também pode ter impacto a correr aplicações de 32bits no Windows ARM… não consigo saber se a implementação do Windows para emular o x86 é afectada por isso ou não, mas há aplicações ARM no Windows a 32bits!

        O Surface Pro X (não estou a falar dos primeiros Surface) quando saiu já permitia emulação do x86. Segundo a Microsoft a emulação do x64 estará quase pronta, já está a ser testada.

        • Toni da Adega says:

          Que modelos de computadores Desktop ou Laptop Arm existem à venda?

          Qualquer fabricante pode vender computadores ARM com Windows, existem vários.

          • Nuno T. says:

            Chromebooks!
            O que disse não tinha a ver com existir ou não outros fabricantes mas sobre a Microsoft não vender o Windows ao público quando existem máquinas ARM sem Windows. De modo que não está focada em ganhar o máximo de dinheiro a vender o Windows em ARM, eles têm outra estratégia definida.

  3. António says:

    Acho que seria uma boa jogada, até, disponibilizar o windows 10 arm nos mac. Isto iria permitir à Microsoft dar um maior boost, visibilidade e impulso no uso do windows 10 arm. A tecnologia arm é o futuro.

    • Nuno T. says:

      Penso que o problema é fazer isso neste momento, quando o hardware da Apple tem uma grande vantagem sobre as alternativas ARM para Windows. Daria mais visibilidade à polivalência do hardware da Apple, com a capacidade para correr aplicações Windows x86 ao lado do macOS, do que incentivar o uso do Windows 10 arm.

  4. carlos says:

    Tanto o Paralels como o VMWare fusion vão suportar em breve VMs com Windows.

  5. carlos says:

    Talvez a Microsoft liberte o Windows para ARM no dia em que a Apple faça o mesmo com o macOS

  6. Valter Pinho says:

    Mas espera lá…correr o Windows RT (Windows feito para Arm) no mac? Para quê? Que aplicações de terceiros existem para esse sistema? Eu tive um colega que comprou o Surface RT quando saiu….ficou tão desapontado….tipo aquilo não corria nada mas mesmo nada…só Windows e Office…de resto… Photoshop esquece Premiere pro esquece, After Effects esquece…nada corre naquilo…nem jogos…caso pra dizer…dinheiro mandado ao lixo! E pra ele vender aquilo? Foi o carga de trabalhos…quem quer um portátil que só serve pra Windows e Office e aquelas universal apps…?

    • Windows RT? Deixa-o lá estar morto e enterrado! Isso já não existe há muito anos. Falamos do Windows 10, criado e preparado para correr em ARM. Tens o Surface X que é a montra da Microsoft para essa vertente. É desse que falamos.

      • Valter Pinho says:

        Então e o “Windows 10 ARM Edition” tem “Microsoft Rosetta 2” ? Ou…queres correr o Premiere Pro nesse Windows ARM…esquece lá isso porque dá erro…? É que o “Apple Rosetta 2” dá na boa…eu não sou fanboy da Apple..mas temos de admitir uma coisa…a Apple quando faz as coisas…simplesmente funciona…pah, o After Effects corre na boa nos M1….o Blender, Maya, Cinema 4D…etc…programas desenhados para x86! Já no caso da Microsoft…só aps feitas em Universal Apps…que entretanto foram desaparecendo…como o caso da app “Facebook”

        • Nuno T. says:

          O Windows 10 ARM permite correr aplicações feitas para processadores Intel, embora não sejam todas.
          O problema é que há um grande impacto em termos de performance e os processadores ARM disponíveis para os outros fabricantes ainda são relativamente lentos.

        • Filipe says:

          Quando faz coisa simplesmente funciona ??? Porra, lançaram o Big Sur e veio carregadinho de bugs…
          Tenho muito mais problemas no meu macbook pro que no portátil com windows.
          A única coisa que safa é ser “unix like”…

          • Crow says:

            Quais bugs?
            Sempre que sai uma nova versão de um SO o pessoal diz sempre que está cheio de bugs, mas nunca especifica, já parece padrão. Eu estou a usar desde o primeiro dia sem problemas, e tenho um MBP de 2015.

          • ITzanas says:

            Crow, um bug grande que encontrei agora foi nos AirPods, a integração destes com os Macs e iPhone esta uma “cagada” liga e desliga-se so porque sim, confunde-se constantemente nas ligações de dispositivos, entre outros. Por exemplo, tens o AirPods contados ao Mac e atendes uma chamada por la e os AirPods vão ligar ao iPhone, ou seja, a chamada passa para as colunas ou passa para o iPhone (depende do dia) e repara, eu utilizo no MacBook Pro, iMac e iPhone, imagina o stresse.

          • Crow- says:

            ITzanas, mas isso é um issue do Big Sur ou já tinhas esse issue no Catalina?

          • ITzanas says:

            Epa, so agora é que vi a desgraça do meu português no comentário anterior :O Crow foi desde o Big Sur, no Catalina ainda não existia a conectividade automática entre dispositivos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.