PplWare Mobile

Teste Burn-in mostra ecrã OLED do iPhone X a aguentar-se bem


Vítor M.

Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

27 Respostas

  1. Jairo says:

    Post interessante , seria interessante fazer um post comparativo com os diversos tipos de telas no aspecto burn in.

  2. José says:

    Em casa de ferreiro, espeto de pau

  3. Balearic Soul says:

    Um ecrã da Samsung só poderia acrescentar muita qualidade ao iPhone. Penso eu de que…

    • Vítor M. says:

      Sem dúvida, a Samsung não é por acaso a maior fabricante deste componente. Também não é por acaso que a Apple a escolheu. Além da sua grande capacidade de fabrico a empresa tem muita qualidade. Depois, tendo em conta o que se passou com o Pixel 2 com os ecrãs LG, a Apple parece ter apostado no parceiro certo. Vamos ver.

  4. Jimmy says:

    Gosto muito desta parte
    “havendo diferença sim mas no toque de adaptação que os ecrãs do iPhone X receberam quando chegaram à Foxconn para serem “assemblados” com tecnologia Apple.”

    • Vítor M. says:

      Exactamente. Na apresentação deste iPhone a Apple referiu que introduziu alguns ajustes de hardware ao “tradicional” OLED existente no mercado, conseguindo alguns resultados diferentes (já explicados no artigo). O processo, contudo, foi um dos que atrasou o início da entrega dos iphone X e trouxe alguma complicações na “assemblagem” como se devem lembrar.

  5. Joel Reis says:

    Noticia seria o contrário num telemóvel deste preço.

  6. Hugo Gomes says:

    Bem bom 510 horas sempre ali no queimas nao ta mau nenhum queimou mesmo. Trabalharam todos mesmo ja marados, mas trabalharam

  7. Mário says:

    Iphone a ser melhor que os outros..quem n tem iphone hj em dia nem o cumprimento

  8. Pedro says:

    Note 8 foi uma surpresa pela negativa

    • Belmiro says:

      Sem dúvida, mas gostava de ter visto o S8+ aí já que dizem que era o ecrã mais evoluído da Samsung.

      Eu tive um Note 4 e o ecrã após 2 anos apresentava algum burn in se bem que só em testes era visível.

      Teste de ecrãs Samsung:

      Ir á aplicação de telefone, no teclado virtual

      *# 0*#

      Agora entra o Service menu e tem acesso às cores RGB, ao pressionar cada uma da para ver se há alterações nos ecrã OLED ou poderia queimados. Não sei se funciona em todos os terminais…

  9. B@rão Vermelho says:

    510 horas sempre na mesma imagem, só estou a ver o Bruno de Carvalho a olhar para a sua própria foto ; )

  10. Belmiro says:

    Todos continuam a apresentar um desgaste impressionantemente mau (mais obsolescência) para aparelhos que deveriam durar anos e com muito uso. Um ecrã de cristais líquidos com luz led dura mais de uma década sempre ligado.

    A Samsung apresentou um ecrã de microLED, esta será a próxima tecnologia e deverá ter os benefícios dos OLED e cristais líquidos/LED sem as desvantagens de cada um.

  11. Filipe F. says:

    Ou seja o resumo da noticia é simples: O iPhone X foi o primeiro dos 3 a ter efeitos de burn-in segundo qualquer site e depois no resultado final o Note 8 foi o que ficou ”pior”.

    Isto deve-se a algo muito simples, o note 8 com brilho ao máximo faz uns incriveis 1000nit contra 600nit do iPhone X ou seja o iPhone X na prática e por limitação do seu ecra fez o teste com 40% menos de brilho ou intensidade de brilho que o Note 8 e mesmo assim foi dos 3 o primeiro a apresentar sinais.

    Por ultimo, a primeira imagem dos 3 ligados mostra bem a qualidade, onde em 2 se nota claramente o ”verde” e num fica um amarelado mostrando como em angulos laterais o iPhone X está muito menos afinado.

    Mas grandes telemóveis e é pena o iPhone X não fazer 1000nit e por isso ser desses 3 o que tem pior brilho quando usado no exterior e não permite HDR no youtube por não ter brilho suficiente como o Note 8 e S8 o que é uma pena a Apple não explorar o potencial do OLED. Mas verdade seja dita a primeira queixa do iPhone X que se viu aqui nas noticias foi mesmo ecras a queimar pixeis portanto a Apple duvido que puxe o brilho para os niveis que permitam HDR em video e dar outra experiencia de imagem ainda melhor.

    • Vítor M. says:

      Não é bem assim como dizes… tens de dizer tudo meu caro:

      The iPhone X has a record high Full Screen Brightness for OLED Smartphones of 634 nits, which improves screen visibility in high Ambient Light. The Samsung Galaxy Note8 can produce up to 1,240 nits, but only for small portions of the screen area (Low Average Picture Levels) – for Full Screen Brightness the Note8 can produce up to 423 nits with Manual Brightness and 560 nits with Automatic Brightness only in High Ambient Light. For small portions of the screen area the iPhone X can produce up to 809 nits (Low Average Picture Levels). On its Home Screen the iPhone X produces an impressively bright 726 nits. See the Screen Brightness section for the measurements and details.

    • DóiDói says:

      Ehhh Filipe, onde é que inventaste isso tudo?

  12. says:

    OLED da Samsung…

  13. V.T. says:

    E o Galaxy S7 continua a dar cartas!

    • Vítor M. says:

      Normal, bom preço, boa qualidade. Isso faz lembrar o iPhone 7 que foi campeão de vendas neste natal. Outro grande exemplo foi o Huawei P10, com óptima relação qualidade preço 😉 entre vários outros exemplos.

  14. A. Fernandes says:

    Testes que não têm a ver com o mundo real. Ninguém usa um equipamento tantos dias com a mesma imagem. Eu tenho um samsung note 4 comprado na data do lançamento e o ecrã, que uso sempre com o brilho no máximo, continua impecável. Alguns testes fazem lembrar os políticos: só vêem o que interessa quando dá jeito.

  15. B@rão Vermelho says:

    Qual é o motivo para o Note 8 ficar assim tão mau?
    Sendo todos feitos pela mesma fabrica talvez com pequenas diferenças entre eles o resultado é muito diferente.

  16. Torres says:

    O Iphone mesmo assim está a anos de luz de algumas marcas, e finalmente perceberam que o negócio dos ecrâns partidos foi um erro

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.