Quantcast
PplWare Mobile

Primeiro dobrável da Apple poderá ser um iPhone Flip

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. Pirata das cabernas says:

    Se a Apple lançar uma dobrável ( ainda me custa acreditar) para muitos vai ser uma novidade que nunca viram num smartphone.

  2. J.R. says:

    Oh Fulano,estes que existem que dobram não se chamam dobráveis…a marca da maçã com dentada vai ser pioneira lolllll
    Até não vai copiar o FLIP da samsung nem nada…inteligências raras!

  3. ZOA says:

    Por falar ou neste caso escrever sobre boatos de telefones… Já algum tempo que se suspeita que esses telefones não acrescentam em nada de útil face ao que existe…

  4. SANDOKAN 1513 says:

    Os consumidores vão ficar é “flipados” com este flop de smartphone,como são todos os smartphones dobráveis.Completamente inúteis e super caros.

  5. Miguel A. says:

    Sinceramente, acho que o flip phone é escusado. Não faz sentido para mim. Do ponto de vista de produtividade (não nos devemos esquecer que um telemovel acima dos 1000€ é para quem trabalha com ele, se for para brincar, comprem uma Playstation, fica mais barato), faz mais sentido um rollable phone como o protótipo da Oppo, não vinca o ecrã, tira partido dos dois mundos (tamanho de ecrã vs tamanha para colocar no bolso), evitando uma mecânica demasiado complexa.
    A história dos telemóveis na década de 2000 veio mostrar que os slides, flip’s e telemoveis com sistemas mecânicos duravam menos e tinham mais problemas de garantia, a demanda dos Smartpones acabaram com esses problemas.
    Hoje em dia é raro mandar um telemovel para a garantia apenas por avaria interna, se os flip phones voltarem, vai ser outra vez a mesma coisa.

    • Nuno T. says:

      Eu diria que a mecânica dum rollable será mais complexa, significativamente mais até: tens a estrutura que tem que ser extensiva (basta fazer um paralelismo com as gavetas para perceber alguns dos problemas que podem surgir), o ecrã terá que “correr” nessa estrutura também, e tens o processo de enrolar o filme do ecrã, provavelmente à volta dum cilindro (o processo de enrolamento também tem os seus problemas)… e tudo isto tem que funcionar em conjunto de forma perfeita.
      Mas concordo que tenha algumas vantagens sobre as outras soluções em termos de apresentação.

      • Miguel A. says:

        Mas o maior problema dos flip-smartphones é a dobra do ecrã, o vinco que fica e o consequente colapso na zona da dobra. Se a Apple tivesse um smartphone de esticar, facilmente tinha um dispositivo que transitava entre um iPhone Pro e um iPad Pro, seria genial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.