Quantcast
PplWare Mobile

Código do iOS 16 inclui várias referências “always-on display” e iPhone 14 Pro

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. V.T. says:

    Essa do Always on Display é tão 2017… escrito dum iPhone X…

      • Pedro says:

        Vítor M
        Até parece mentira o que o V.T disse.

        • Vítor M. says:

          E é mentira, ele queria um iPhone X 😉 mas não sabe usar, muito complexo para ele.

          Quando ao Always-on, é de facto algo que a Apple já usa no Apple Watch há vários anos. E não é nada com que se sonhe, a utilidade é alguma, mas nada que seja um sonho, tendo em conta como hoje a malta usa os smartphones, isto é, com eles sempre na mão. Fora isso, é muito mais interessante as novidades no como a Atividades em direto, que permite no ecrã inicial teres informação sempre atualizada sem teres de abrir certas apps, principalmente quando são apps de eventos que estão a acontecer em tenpo real. Isso é útil.

          As Notificações, era importante a Apple as compilar de forma diferente. Nestes dias de uso do iOS 16 parece-me que estão melhores. Na app Fotogafia, é importante este novo “Formas inteligentes de partilhar”, ajuda a gerir uma biblioteca que é gigante em praticamente todos os utilizadores.

          Então nas Mensa­gens, é uma fantástica remodelação. Muito bom. Com o SharePlay por Mensa­gens permite usar esta app com muitos mais cenários de partilha e comunicação.

          Outro ponto muito melhorado foi o Mail, com uma pesquisa melhor e opções de agendamento de email muito úteis. O ter a opção de Adicionar hiperligações complexas ajuda substancialmente nalguns casos. Mas a gestão com o Acompanhar é muito bom.

          Para quem não gosta de palavras-passe, a Apple dá um salto neste capítulo com o Safari e chaves de acesso. Muito bom, isto é algo que vem dar um salto futurista a um sistema operativo.

          Nos Mapas, a Apple vai buscar uma funcionalidade que já havia no iOS pela mão da Google, mas agora é nativo. E aproxima severamente o Apple Mapas aos Google Mapas. Com melhor aspeto, até porque o mapas da Apple está mais interessante graficamente (isto porque ainda não tem aquele conteúdo comercial que dá cabo do aspeto simples que um dia o Google Mapas já teve, ganhou utilidade, mas perdeu ali aparência sóbria).

          A parte de podermos no Mac definir o trajeto e enviar em tempo real para o iPhone (CarPlay é TOP). Por falar em Car Play 😉 mais uma vez a Apple deu um salto nesta área. Muito bom, bem conseguido e com mais possibilidades. De novo um salto futurista nesta ferramenta que cada vez ganha mais espaço no software dos veículos.

          Apple Pay e Carteira, bom o fracionar os pagamentos (pestações) não será já para cá, haverá de chegar, mas é mais interessante na app carteira mais dia menos dia termos a opção de ter a chave do carro, da porta de casa, do quarto de hotel, além de podermos ter já o bilhete do aviçao, os cartões de pagamentos e outros cartões que a aplicação já comporta. É o acabar com os cartões e em breve com as chaves físicas.

          No que toca ao Homekit, está com a sua app Casa muito mais organizada e ao comportar mais tecnologias e marcas, até através do bluetooth, a coisa pode dar um salto incrível. As casas inteligentes são cada vez mais uma realidade e ter uma app que faça a gestão de tudo, apesar do protocolo, pode ser muito importante. A app caminha para essa gestão, colocando tudo lá dentro, com a Apple TV ou o iPad (ou Homepod no meu caso) como o centro de gestão remoto de tudo. Estou curioso para conhecer a Compati­bilidade Matter.

          A app Encontrar e a sua Rede Encontrar devem também receber mais upgrades, o que a torna única e mais distanciada de qualquer produto que a concorrência tenha.

          Saúde e Fitness, aqui a Apple voltou a dar um pequeno grande salto nas atividades e depois na compilação de dados de saúde recolhidos. Isto é único no segmento mobile. Muito muito bom.

          No capítulo da Verificação de segurança, mais uma boa novidade. As pessoas em situações de violência doméstica ou relacionamentos abusivos podem rever e redefinir o acesso concedido a outras pessoas. Esta funcionalidade repõe as permissões de privacidade do sistema para apps e restringe as Mensa­gens e chamadas FaceTime num determinado dispositivo.

          Na gestão do Apple Watch com o iPhone, isso é único e cada vez o Apple Watch mais se distancia dos restantes.

          A nova app Forma livre vem permitir ao utilizador ter nativamente uma app de produtividade para desenvolver ideias e colaborar. A Apple diz que é ideal para tirar notas, partilhar ficheiros e inserir documentos, vídeo, áudio e ligações para páginas web. Vamos ver quando cá chegar.

          PORTANTO, como vês é isso que o VT não tem acesso, não conhece, é isso que ele sabe que está privado. Por escolha? Pode ser, mas eu acho que é por não saber lidar com isto e fica-se pelo básico. Fora isso 😉 há muitas outras coisas que estão ainda por mostrar e que vão aparecer com o aparecimento das novas versões beta, rumo à apresentação da versão final daqui a três meses 😉

    • Food Eat says:

      2016, essa funcionalidade saiu no galaxy s7

      • LarilasOS says:

        Eu tive Always on Display num Nokia Lumia 920..com o Windows Phone…esse sistema dava 10 a zero a qualquer Android ou iOS da época…já tinha Always on Display, já tinha Dark Mode nativo, tá tinha Carregamento Wireless…e já tinha USB-C…e estavamos em 2015…

  2. LarilasOS says:

    e por acaso tem alguma parte do código que refira USB-C ? Isso é que era…a UE aprovou ontém a porta usb-c como porta padrão, agora podiam era fazer pressão sobre a Apple para que o iPhone 14 Pro e 14 Pro Max já traga USB-C…one cable to rule them all

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.