Quantcast
PplWare Mobile

Apple Watch: Deteção de queda salva a vida de um ciclista

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Nocode says:

    E cá em Portugal isso funciona assim?liga realmente para o 112 e envia os dados?

    • Vítor M. says:

      Sim funciona da mesma forma.

      • Nocode says:

        Obrigado Vitor

      • IKAROS says:

        A dúvida pergunta é: A Siri fala com o operador (dita as coordenadas, etc.)? E se for necessário ficar em espera, ela percebe?
        O nosso 112 recebe SMS? (penso que não)

        Acho que a melhor feature de todas é avisar os contactos de emergência por SMS, pois duvido que a chamada para o nosso 112 funcione.

        • Vítor M. says:

          Vou-te dizer o que me disseram:

          – O Apple Watch faz ligação até ser atendido
          – Transmite uma gravação que informa que o utilizador está inconsciente
          – Repete a localização várias vezes
          – Se o utilizador tiver o contacto de emergência preenchido, a pessoa recebe igualmente uma chamada e no seu telefone o mapa com o alerta e a localização.

          Eu nunca testei a questão da chamada para o SOS, apenas liguei sem querer e o serviço atendeu em menos de 3 segundos.

          Mas se algum técnico do INEM estiver a ler, agradecia que corrigisse e desse uma informação mais precisa sff.

          • IKAROS says:

            Bem, nada mau. Obrigado!
            Pena que qualquer um de nós poderia fazer a experiência, se não fosse ilegal ligar para o 112 sem ser em caso de emergência real.

  2. Luis says:

    Os meus dispositivos Garmin (Edge 530 e Fénix 6 Pro) fazem Livetrack, Grouptrack e têm deteção de acidentes!

    • Vítor M. says:

      O Apple Watch também permite Livetrack, tens várias opções para essa funcionalidade. Apesar que a Apple não o faz da mesma forma que tens no teu Garmin. O resultado é o mesmo, contudo, mas a Garmin tem isso nativo com mais foco.

  3. André R. says:

    Eu já enviei e-mail para a Ride With GPS para que insiram essa funcionalidade na aplicação deles para iOS, porque dá muito jeito, e nem todos os ciclistas têm um Apple Watch, como é o meu caso.
    Responderam que é uma sugestão interessante e que vão avaliar…

    • IKAROS says:

      Não é bem a mesma coisa: A Apple afinou o acelerómetro com base em quedas reais, e é muito difícil conseguires ativar o sistema de emergência, até fingindo quedas!

      Implementar isto num telemóvel pode não fazer sentido: Cada vez que o telemóvel cair, ou fizeres um movimento brusco (por exemplo ao se aterrar num salto de BTT), será feita uma chamada de emergência, que provavelmente é falsa, e que te vai passar despercebida (porque o telemóvel pode até estar num CamelBak).

      • Vítor M. says:

        Exato, no iPhone seria muito mais complicado, porque nem sempre, de facto, vai junto com o ciclista, eu, por exemplo, levo-o no suporte de guiador.

        • André R. says:

          Eu também o levo no guiador, que aparentemente recebe as mesmas movimentações/oscilações que o Apple Watch, uma vez que ambos estão anexados ao mesmo plano, aproximadamente. Num salto teoricamente não percorres os 3 eixos, a não ser numa queda…
          Ok eu caí e a bike ficou a 20m de mim, e se tivesse o AW era mais fácil de o activar/desativar, mas há casos em que talvez te consigas deslocar para dar ou parar o alarme.

  4. disparates says:

    Mas só o modelo com e-sim, certo? O modelo normal, so se levar tb o iphone, para conseguir efetuar a chamada, ou ha aqui algo mais ? Em desporto, cada vez se é mais independente do telefone. Numa situaçao corrente, sim, entao pessoas mais “experientes” na vida!

  5. Rute Matos says:

    O meu Garmin faz exatamente o mesmo (já testado com um acidente real).

  6. Karlos says:

    Também existe no android ou ainda não acordaram?

    • Vítor M. says:

      No Android? Há sistemas parecidos, mas porque o sistema operativo não é lá muito bem desenvolvido, por vezes o próprio utilizador não tira o devido proveito. Por exemplo, tenho um Fitbit Sense, que tem um hardware TOP, mas o sistema operativo é “fraquito”. Ainda um pouco menos intuitivo e preenchido é o Wear OS, apesar de estar a melhorar substancialmente (ligeiramente pior está o Tizen, entre outros).

      E são estas lacunas que podem tirar o qualidade na experiência de utilização. Mas há grandes máquina, sem dúvida, do lado do Android.

  7. V.T. says:

    A Garmin faz isso há anos, mas é mais uma iFeature da super-inovadora mega valorizada Apple… Mais do mesmo!

    • IKAROS says:

      A Garmin não sabe fazer publicidade às suas feature. Azar dela. Melhor para a Apple!

      Não estou a ver velhotes andarem com Garmins no pulso para o caso de darem quedas e não terem ninguém por perto, mas acredita que nos EUA há muitos velhotes com Apple Watches (até as seguradoras os oferecem!), e há muitas famílias um pouco mais descansadas quando eles os usam (pois são avisadas).

    • Vítor M. says:

      Nop. Não faz a mesma coisa. Quando a Garmin lançou a funcionalidade deteção e assistência de incidente, em maio de 2019, já a Apple tinha este sistema no Apple Watch Series 4, que como sabes (porque tu sabes tudo sobre a Apple) foi lançado em 2015.

      Voltando à Garmin, e como diz na página deles, a deteção e assistência de incidente são recursos complementares, e não devem ser considerados o método principal de obtenção de assistência de emergência. A aplicação Garmin Connect™ não entra em contacto com os serviços de emergência no nome do utilizador. https://www.garmin.com/pt-PT/legal/idtermsofuse/

      Portanto, não funciona como o Apple Watch, ainda está longe disso. Mas já tem um sistema, assim como outros 8 ou 9 dispositivos.

    • Keyboardcat says:

      Quantos milhões de pessoas usam o smartwatch da Garmin comparado com AW?

  8. falcaobranco says:

    Vítor M. … lá em cima indicas que cá em portugal é a mesma situação…será mesmo?

    Até porque os serviços de emergencia são diferentes aqui e nos estados unidos… lá se deixares uma chamada em espera, eles vao a tua casa, aqui será que é mesmo assim?

    Acho por de uma maneira ou outra, muitos paises na uniao europeia não o deviam ter por defeito, a Comissao Europeia obrigou as marcas automoveis a meterem o E-Call para que os paises se actualizassem para essas situações…

    Em relação a um relogio com GPS? Não digo que não, mas tambem dizer que sim a 100%…era de perguntar ás entidades!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.