Quantcast
PplWare Mobile

Apple já tem o chip ‘M2’ da próxima geração para MacBooks em produção

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Motor says:

    O M1X nunca foi especulado como a evolução do M1. O M1X seria o processador, da mesma geração de núcleo do M1, para outra categoria de produtos com mais performance.
    Mas dado que a Nikkei não tem a certeza sobre nome M2, fica-se sem saber que tipo de processador é que realmente está em causa.

    • Vítor M. says:

      Porque não? Aliás, é um comportamento natural da Apple apresentar o “X” como sendo uma evolução do processador anterior. Por exemplo, o A10X “The A10X is a variant of the A10 and Apple claims that it has 30 percent faster CPU performance and 40 percent faster GPU performance than its predecessor, the A9X.

      Nada de estranho seria, portanto. E como tal, sempre na esfera da análise de mercado, porque a Apple só apresenta estas designações em modo oficial, o M1X poderia perfeitamente ser a natural evolução do M1.

      • Motor says:

        O A10 não é o chip anterior ao A10X. O A9X é que é o chip anterior ao A10X, tal como é afirmado no próprio texto que copiaste. O A10X é uma variante do A10, ou seja é da mesma geração do A10; mesmas tecnologias usadas, apenas com mais núcleos, para tipos de produtos diferentes. O A11 é que foi a evolução do A10.
        Podemos até recordar que o A9X foi apresentado ao mesmo tempo que o A9 (primeiro iPad Pro apresentado ao lado do iPhone 6s), ou que o A12X foi lançado poucas semanas depois do A12.

        • Vítor M. says:

          Não concordo, a variação neste caso é uma evolução do anterior, até para servir outros segmentos, por exemplo, o A10 equipa o iPhone, o A10X o iPad. Assim como no M1, o M1X poderia ser preparado para servir outros segmentos, que até agora não foram apresentados. Mas atenção, não é condição sine qua non, dado que a Apple já usou o mesmo processador no iPhone e no iPad.

          • PGomes says:

            O A10 e A10X usa a mesma arquitectura para os CPUs, apenas muda a quantidade. Ou seja, são da mesma geração.

            Ou seja, o real antecessor dos A10X, são os A9X e o A9.

          • Vítor M. says:

            Se for por aí, a arquitetura a partir do A7 é 64bits, é a mesma até hoje. Não é por aí, até porque os SoCs partilham grande parte da estrutura do modelo anterior, têm depois evoluções/melhoramentos. A litografia, por exemplo, tem sido uma dessas evoluções, mas neste caso estamos a falar na mesma de 5 nanómetros. Portanto, nem isso.

          • PGomes says:

            A largura de endereçamento de um CPU, não é a mesma coisa que arquitectura. Litografia não é o mesmo que arquitectura.

            O A10 e A10X usam a mesma arquitectura de CPUs e os A9 e A9X usam uma geração anterior. Logo a família A9 antecede a família A10. Por isso é que a Apple usa o mesmo nome, apenas mete um X ä frente para mostrar que é um chip maior e tem mais desempeno.

          • Motor says:

            É irrelevante se dizes que concordas ou não!
            Se são usados para segmentos diferentes de produtos, muitas vezes desenvolvidos exactamente ao mesmo tempo, não se fala em evolução, fala-se na mesma geração; até porque não há qualquer mudança entre eles derivada da iteração ao longo do tempo (é apenas o uso da mesma tecnologia)

            Quanto à arquitectura, ser 64bits não significa que é exatamente a mesma. O A7 da Apple usou o ARMv8.0-A, o A14 já usa o ARMv8.5-A. A arquitectura não é estática, tem havido muitas mudanças, e o design dos núcleos da Apple, que vão além da ISA, também tem sofrido muitas mudanças. O que não muda é o núcleo no A14 ser o mesmo do M1, por exemplo… sem mudança ninguém fala em evolução!

          • Vítor M. says:

            Não é de todo irrelevante, bem pelo contrário, estamos a falar numa evolução de um SoC, e de facto do A10 para o A10X houve uma evolução, logo, é senso comum.

            Como também referi, a Apple por várias vezes usou o mesmo processador no iPhone e iPad, por exemplo, o atual A14, que serve o iPhone 12 e o iPad Air, por exemplo.

            Como tal e voltando ao início, especulou-se que o M1X seria uma evolução/otimização do M1. Chamas-lhe variante, mas é uma evolução, porque é melhor, é mais evoluído. Logo, variante não será, não é o M1 verde e outro o M1 Azul, isso sim são variantes.

          • PGomes says:

            De um A** para um A**X não é uma evolução. É o mesmo SoC, mas com mais unidades no CPU e GPU.

            Isso seria o mesmo que dizer que uma RTX 2080 Ti é uma evolução de uma 2080. Mas na realidade são a mesma arquitectura, a mesma geração, Turing.
            Apenas com mais shaders, TMUs, ROPs, etc.
            A verdadeira evolução serão as gráficas da arquitectura Ampere.

          • Motor says:

            PGomes, não vale a pena!

  2. José Fonseca Amadeu says:

    Se vier um iMac 27″ com M2 e 8K pondero uma boa prenda de natal 🙂

    • Vítor M. says:

      Espero que possa mesma ser um pouco mais ambicioso 😉 mas sim, era nesse sentido.

    • iDroid says:

      8K num ecrã de 27 polegadas? Wat? 326 pontos por polegada?

      É verdade que teria a mesma densidade de pixeis que muitos iPhones (feliz coincidência), mas estes usam-se bastante mais perto da cara que um monitor…

      Se um monitor de 27” tiver uma resolução de 4K, este terá 164ppi, o que o torna “retina” a uma distância de 53cm, distância esta que está dentro dos parâmetros ideais de visualização de um monitor: https://www.designcompaniesranked.com/resources/is-this-retina/

      • Motor says:

        pois!
        A Apple já tem uma densidade de pixeis bem estabelecida para os seus ecrãs de desktops, cerca de 220 ppi, sendo que já existe um iMac de 27 polegadas que permite verificar a resolução que usa. De modo que não vamos ver um iMac de 27 nem com 4K nem com 8K.
        Contudo os rumores falam que o novo iMac deve ter um ecrã maior, talvez 30 polegadas, deve por isso ser algo perto das 5.5K

    • ElConquistador says:

      Pela lógica o de 21″ passou para 24″ certamente que o de 27″ vai ser 30″

  3. Xerif says:

    Novo processador M2 em produção.

    Alguém aconselha comprar um mac mini ou macbook pro M1 agora ou esperar pelos M2 ? Um bocado parvo a Apple meter novos IMacs para venda em finais de Abril quando anunciam novos chips M2 em produção.

    Obrigado

    • Vítor M. says:

      O MacBook Pro M1 é grande máquina, seguramente que durante muitos anos vais ter ali computador para dar e vender. Os novos equipamentos com M2 (ou a próxima evolução dos M1) provavelmente só para meados dos segundo semestre, eventualmente mais para final do ano, mas isto com a Apple… nunca se sabe. Seja como for, os M1 ainda estão aí para as curvas por muitos anos.

    • Motor says:

      Se podes esperar não há razão para ir a correr e comprar agora!
      Mas também não há qualquer garantia de que este processador que aparecerá em Julho vai ser usado no Mac mini ou para substituir o MacBook Pro M1. Pode ser para outros Mac mais caros.

  4. SANDOKAN 1513 says:

    Em 3 meses já estarão produzidos estes novos processadores.Isto é que é trabalhar.A Apple não brinca em serviço. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.