Quantcast
PplWare Mobile

Análise AirPods Max: Os auscultadores de luxo da Apple

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Crow- says:

    Falta no Contra o preço sem qualquer dúvida. Não se justifica pagar quase o dobro que os XM4 da Sony que são provavelmente uma das melhores referências do mercado, ou até mesmo os 200 e pouco dos XM3.
    Este é dos poucos produtos da Apple que não tenho qualquer interesse em comprar.

    • Vítor M. says:

      Não, o preço não pode ser um contra. Aliás, no método explicamos isso. Sobre o interesse, é como referi, não é para todos, até porque as pessoas têm utilizações diferentes, necessidades diferentes e os Sony, os Bose (entre outras marcas) oferecem muito bons produtos a preços mais baratos (não é para todos porque não fazem falta, perceba-se). Quem gosta de uma peça com bons materiais… é uma questão de ponderar.

      • Crow- says:

        É um produto de status um pouco como os Beats já o foram. Vai ser mais um para os jogadores da NBA e da bola desfilarem. Não será um produto de massas como os AirPods. Como fã de muitos dos produtos da Apple continuo a dizer que este é um produto que não vale o dinheiro, demasiado caro. Não o único a achá-lo, basta ver outras reviews por aí incluindo de outros fãs habituais da maçã.

        • Vítor M. says:

          Não, estás totalmente enganado. Nestes a qualidade do som e de outras particularidades, como o ANC batem a concorrência (dentro do mesmo segmento de preços). Depois, se adicionares a qualidade dos materiais, tens um produto que para conseguires um conjunto melhor, tens de ir para os 800 euros. Mas o ANC é efetivamente muito bom. OS Beat era um estilo, venderam milhões, mas não tinham este nível de fabrico ou de tecnologias.

          Vais ver que este ano a Apple vai vender muitos, porque com o facto das pessoas ganharem mobilidade, este é um produto para usares na rua, nos momentos de lazer, nas viagens, e terás sempre um produto de qualidade que interage com o ecossistema. Deixa lembrar-te que esse teu discurso foi o mesmo quando saíram primeiro os AirPods e mais tarde os AirPods Pro. Repara que tu agora até já dizes “Não será um produto de massas como os AirPods”… aaa pois, mas no início não era isto que apontavam 😉

          Sabes que atualmente muitas pessoas têm poder de compra, basta ver o número de iPhones 12, 12 Pro e Pro Max e outros topos de gama da Samsung, Huawei, etc…que se vendem no mundo. O mercado dos produtos de gama média alta e gama alta cada vez tem mais adeptos.

          As reviews são todas elas transversais à qualidade do som, à qualidade do ANC e à qualidade dos materiais. Não há como fugir disto, se a pessoa que está a analisar tiver o produto nas mãos e o usar algum tempo para perceber o que tem em mãos. Depois as vendas irão dar o toque final na classificação do produto no mercado. Mas o desconfinamento, a mobilidade das pessoas vai ser um salto importante neste mercado dos auscultadores 😉

          Vamos ver o que os próximos 6 meses nos irão mostrar.

          • Crow- says:

            Ninguém põe em causa a qualidade de som. Mas no fim, essa diferença vale mais 300€ comparado com os Sony MX4, sendo que estes são bem mais leves (logo mais confortáveis também), têm melhor autonomia e também uma excelente qualidade de som e isolamento?

          • Vítor M. says:

            Mais confortável não acho. As almofadas da Apple são mais confortáveis, o tecido permite um ajuste/uso mais cómodo. Mas sim, os Sony custam 300 euros, são de plástico, mas têm bom som e bom ANC. A bateria é o ponto mais positivo, que são cerca de 30 horas. Mas quem diz os Sony, poderá por exemplo dizer os Bose, ou os Bowers e Wilkins, ou uns Jabra, uns Sennheiser… todos estes na casa dos 300 euros, têm boas opções, só não têm é a qualidade de materiais dos Apple, ou dos B&O… nem de uns loucos HiFiMan 😉

          • José Fonseca Amadeu says:

            Crow-, não se trata de 300€ valerem a qualidade do som, logico que não vale, nem 20€ vale, a questão aqui são os materiais.
            Tenho uns XM3, XM4 e já tive QC35i, QC35ii e 700 e em comparação parecem uns phones baratuchos de plastico.
            Também não compraria os Airpods Max, mais depressa me meto nuns H95, só abrirem as viagens para EUA e compro uns por 670€.

  2. Nuno+Palma says:

    Este é daqueles equipamentos que tenho curiosidade em saber quem comprará. Tenho equipamento Apple e não discuto a qualidade. Agora, comprar uns auscultadores da Apple seria como comprar um telemóvel da Sennheiser… só para falar de uma marca conhecida. É que earphones, dou de barato. Agora auscultadores Hi-Fi da Apple… já não consigo.

    • Vítor M. says:

      Apesar da Apple não ter tradição no campo do som, não podemos esquecer que comprou tecnologia e patentes neste área há uns anos. Mas nem é por aí que a empresa poderá ter algum ascendente.

      Claro, não tem a escola Bose, Sennheiser ou B&O, apesar disso, estas marcas estão cada vez mais a entrar na área de som computacional, onde aí sim a Apple tem competências e pode ombrear com qualquer uma destas marcas. É uma questão de se perceber para onde caminha a tecnologia áudio.

      Apesar disso, o mercado diz que a Apple irá vender 1 milhão de AirPods Max em 2021.

    • Lagosta says:

      Sao os melhores do mercado batem os sony xm4 e os bose mas sao muito caros. Mas em qualidade de som e anc nunca experimentei nada igual, incriveis mesmo.

      • José Carlos da Silva says:

        A minha dúvida prende-se pela justificação do valor (atenção que não questiono de todo a qualidade dos auscultadores), face aos XM4, por exemplo. Tenho uns XM3 e uns QC35 que uso como termo de comparação (da Apple, só uns AirPods Pro). Já experimentei uns AP Max e são como dizes, especialmente no ANC. No entanto, justifica mesmo o valor? Pergunto comparativamente, aos XM4, ou mesmo ais XM3 que já se apanham a preços excelentes, e em termos de qualidade de som e ANC.

        • Vítor M. says:

          O valor, como referi, é sempre aquele ponto que tem de ser muito bem ponderado. Se a ideia for comprar uns auscultadores bons, com ANC decente e do tipo “pegar, andar e siga se riscar riscou, com bateria para 30 horas”… não comprem os AirPods Max. Estes são mais para teres um certo cuidado, usares para ligar ao iPhone, ao Mac ou à Apple TV e ter aquilo tão oleado que passa de uma para o outro sem stress. O som é bom, mas grande parte das pessoas não presta muito atenção nisso. E o streaming também não é o que vai dar o cunho audiófilo à coisa. São 629 euros contra uns Sony ou Bose de 300 euros (ou menos).

          Para quem é utilizador Apple, e quer uns auscultadores gama média alta, estes são uma hipótese.

          PS: o cancelamento de ruído é melhor que os Sony, mas não é o dobro “de melhor”.

          • Lagosta says:

            O anc dos pro max é um pouco melhor mas o microfone e o modo transparencia sao 10x melhor que os do sony, a qualidade de construcao de metal vs plastico ja nem falo do conforto dos pro max que é sublime. Sao caros mas sao o melhor deste mercado. Ja nem falo do spacial audio que pessoalmente adoro

          • Vítor M. says:

            Como referi na análise, o modo Transparência é um pouco “plastificado”, prefiro usar com e sem ANC.

          • José Carlos da Silva says:

            Concordo com tudo isso. E o ecossistema vai ganhar sempre, isso não há hipótese!

            Obrigado pela review e pela resposta.

  3. Patriarc says:

    Excelente artigo, muito detalhado e aprofundado!
    Quanto aos auscultadores, não dava 629 balas por eles. Por 100 já deve dar para comprar uns jeitosos, mas os que tenho neste momento custaram 15 balas e cumprem bem apesar de não se exigir muito….

    • Lagosta says:

      Por 100 não arranjas nada de jeito, os sony 1000xm3 sao 220 e sao bem inferiores aos pro max. No minimo compras uns bose qc35 que ja se arranjam por 180 mas ainda usam micro usb e ficam muito atras destes. Por 100 euros nem os tws de jeito arranjas quanto mais isto

      • Vítor M. says:

        Sim sim, nesta altura os preços de uns Sony 1000XM3 podem ser muito aliciantes.

        • José Fonseca Amadeu says:

          Comprei os meus nos EUA por 270 USD no mês que foram lançados numa promo do Best Buy.
          Tipicamente não compro electronica de consumo na Europa porque se esticam em impostos e conversões USD->EUR.
          Fiz umas milhas valentes com eles até saírem os XM4, valem cada centimo.

      • jlxpmme says:

        Por pouco mais de 100 euros costumam aparecer uns Sony WH-CH700N/WH-CH710N. Tenho os vistos regularmente em desconto e desde que o 710N saiu o 700N está a bom preço tamém. Bom ANC, bom som e muito boa bateria.

  4. Joao says:

    Eu tenho os WH-CH700 da Sony, custaram 120€ e até agora não tenho nada a apontar… a bateria é excelente (até 35 horas), demoram é 7 horas a carregar.. qualidade de som muito boa, só o cancelamento de ruído é que podia ser um pouco melhor, mas pelo preço não se pode pedir muito mais.. Acho que são uma excelente compra até este preço…

    • Lagosta says:

      Sao fracos, o anc não vale nada, o plastico e muito chinoca e a qualidade de som demasiado focada no bass. Mais vale irem logo para sony xm3 que sao os mais baratos dentro dos decentes.

  5. Cicrano says:

    Existe melhor e mais barato no mercado.

    • Vítor M. says:

      Não existem nada, se tu nunca usaste estes, como sabes que há outros melhores? Não sabes, estás a falar pelos cotovelos 😉 como sempre…

      Há outros bons, que são diferentes alternativas, mas isso eu referi.

  6. José Fonseca Amadeu says:

    Gostei de ver testes feitos no Tidal HiFi, só falta saber se eram masters MQA.
    Já não ouço música noutro serviço de streaming, ainda tenho spotify porque em sountracks de filmes tem quase tudo e o Tidal é mais pobre em playlists, mas estou a pensar converter as playlists que quero e largar a subscrição do spotify.

  7. AlexX says:

    Excelente análise. Tive oportunidade de ouvir um pouco com eles. E de facto não tenho a menor dúvida que são a melhor opção para quem usa um ambiente Apple. E para quem pretende usufruir de todas as funcionalidades extra e secundárias que oferecem além do som, não deve existir no mercado uma solução tão completa e onde tudo funciona como promete. O cabo lightning deve ser essencial.
    Para quem quer apenas o essencial, som, existem várias soluções rondando os 250e com som semelhante, podem é depois falhar nas questões secundárias, construção, ANC, controlos vários, app, som espacial, falhas de conectividade etc.

  8. art says:

    Pois, eu tenho uns sony wh-h900n há já um par de anos e gosto , estou a pensar experimentar uns xm4 …será que se justifica comprar os da Apple , só para poder dormir no avião ou no comboio ( é para isso que os uso ) ? eu acho que não …depois outra coisa …os da Apple podem ser muito bons , mas sem uma boa fonte de som , e sem uma gravação de alta definição , não há auscultadores que façam milagres…..

  9. Francisco Neves Braga says:

    E a refrigeração a água, sempre é funcional? Já vi muita gente a reclamar com a condensação que aparece nas colunas devido ao material utilizado.
    Qual é o conforto deles em andamento? Esse peso todo não deve ser horrível em andamento, por isso é que as verdadeiras marcas de som ultilizam materiais leves.
    O ANC não faz um feedback estranho quando se aproxima de uma fonte de ruído, especificamente quando em andamento? Prefiro a consistência das outras marcas, mesmo que tenham um cancelamento de som ligeiramente menos apurado.
    A pressão que esses headphones fazem nos lados da cabeça não é desconfortável? A Apple teve de pôr pressão adicional por causa do peso, senão o topo da cabeça levava com tudo.
    O “sutiã” não só é uma verdadeira anedota como foi mal concebido pois nem protege os headphones, nem sequer alinham bem com o buraco de carregamento dos mesmos.
    Enfim, esses headphones só ganham (e bem) no modo de transparência na minha opinião, em tudo o resto são simplesmente ridículos.

    • Vítor M. says:

      Vamos lá esclarecer:

      “E a refrigeração a água, sempre é funcional? Já vi muita gente a reclamar com a condensação que aparece nas colunas devido ao material utilizado.”

      Não, por vezes pode aparecer alguma humidade sim, mas aparecem em todos só que neste podes tirar as almofadas. Aliás, o facto das almofadas serem em tecido e não numa pele sintética, permite haver até menos humidade que noutros, como nos Sony, por exemplo, ou nos Bose.

      “Qual é o conforto deles em andamento? Esse peso todo não deve ser horrível em andamento, por isso é que as verdadeiras marcas de som ultilizam materiais leves.”

      Horrível? Não, nem por sombras. São apenas 100 gramas mais pesados que os Sony, por exemplo, e a distribuição de peso, com a ergonomia do aro de cabeça, permite um conforto até a correr. Depois, o facto de teres uma concha bastante abrangente, a orelha fica muito bem posicionada e não esmagada, como noutros.

      “O ANC não faz um feedback estranho quando se aproxima de uma fonte de ruído, especificamente quando em andamento? Prefiro a consistência das outras marcas, mesmo que tenham um cancelamento de som ligeiramente menos apurado.”

      Não não faz. É o melhor do mercado e nenhuma outra tem mais consistência que os AirPods Max, podes ter a certeza.

      “A pressão que esses headphones fazem nos lados da cabeça não é desconfortável? A Apple teve de pôr pressão adicional por causa do peso, senão o topo da cabeça levava com tudo.”

      Novamente, o peso está bem distribuído, não tens um ponto de pressão que incomode.

      “O “sutiã” não só é uma verdadeira anedota como foi mal concebido pois nem protege os headphones, nem sequer alinham bem com o buraco de carregamento dos mesmos.”

      Sim, a Apple não esteve à altura, a bolsa é fraca sim.

      “Enfim, esses headphones só ganham (e bem) no modo de transparência na minha opinião, em tudo o resto são simplesmente ridículos.”

      Bem pelo contrário, o modo de transparência nem é grande trunfo. Funciona e tal, com um toque meio “plástico” e não é coisa que realce a qualidade da tecnologia, mas em nenhum é, convenhamos. O ANC e a qualidade do som, que são de facto do melhor que o mercado tem neste segmento de preço, são realmente o verdadeiro ganho.

      E não tem nada de ridículo, se um dia tivesses oportunidade de usar, verias que são de uma qualidade muito boa. Até o próprio segmento que abre e fecha o aperto na cabeça é de excelente qualidade, muito preciso. 😉

  10. Reviews says:

    Reviews serão sempre uma opinião de um individual sobre um artigo. Felizmente e para o bem de todos, há várias no mundo virtual.

    Tenho visto mais tendência geral para os Sony levarem a vantagem, como por ex:

    -> Mais leves para sessões de audição mais prolongadas
    -> Equalizer manual para os da Sony, creio que inexistente nos Apple
    -> Cabo Audio Jack incluído
    -> Mais autonomia
    -> Carregam mais rápido
    -> Melhor qualidade Bluetooth para os Sony (LDAC vs AAC)
    -> Ligeiramente menor latência, para quem se importa com um joguinho on the go
    -> 360 Reality Sound (o spatial da apple só com iPhone, não dá para android, TV’s ou Pc)
    -> Incluí mais assistentes como Amazon Alexa e Google
    -> Muito melhor bolsa de transporte
    -> Sony permite diferentes niveis de ANC para ouvir enquanto se passeia na rua

    Não vou mentir, vou até ser honesto, a minha opinião é parcial para os Sony mas os pontos acima são puramente factuais. Pois na minha análise coloco muitos outros pontos a favor dos Sony. Mas aí contra mim falo e remeto para a primeira frase com que comecei a escrever este reply.

    Abraço

    • Vítor M. says:

      Há sempre pontos a favor e contra. Depois depende como se quer argumentar para fazer a compra. Os pontos que referes de facto são pontos que referi serem ou favoráveis à Sony, ou à BOSE, por exemplo, como desfavoráveis aos Apple. Depois é ver outro lado da moeda:

      -> melhor qualidade de som
      -> melhor cancelamento ativo de ruído
      -> melhores materiais de construção
      —> melhor emparelhamento com dispositivos Apple
      -> som espacial
      -> melhor aspeto, não tem o aspeto plástico dos Sony
      -> Melhores materiais de conforto à orelha

      É tudo uma questão de pesarmos onde queremos gastar o dinheiro. Os SONY e os BOSE têm muitas vantagens, os AirPods Max têm a vantagem da qualidade no soma eu entrega e nos materiais que oferece… pelo preço o dobro dos SONY. Será o dobro de melhor?

  11. Pedro Oliveira says:

    Obrigado pela análise, algum comentário relativamente ao desempenho em chamada?
    Gostaria de saber se isola o som durante a chamada ou se capta os sons a volta?
    Obrigado

  12. PTO says:

    Desculpem lá mas alta‑fidelidade e headphones Bluetooth são dois termos que não funcionam em conjunto.

    Isto para não falar que o teste foi feito através de um telemóvel e via streaming, Tidal HiFi, sim senhor, mas mesmo assim bem longe de se poder considerar alta-fidelidade em termos sonoros.

    E por esse preço… tantos headphones wired de verdadeira qualidade HiFi se podem comprar.

    • Vítor M. says:

      Estamos a falar no âmbito do wireless. Claro que se fores comparar com equipamento puro audiófilo, então estamos noutro patamar. Mas o mercado vai noutra direção. Dentro do wireless (com possibilidade do wire) estes são muito bons.

      LDAC… mesmo sem perda… não chega …

  13. AS says:

    https://www.youtube.com/watch?v=vpO92jYiJ8U
    e mais não digo. Alargar sempre os horizontes no que concerne a análises. E sim não justificam o preço e sim há quem compre não por não serem muito bons mas pelo status.

    • Vítor M. says:

      Esquece lá isso, que análise fraquinha, devia o tipo até ter vergonha. Se ainda os comparasse com os que realmente fazem sentido no que toca ao ANC. Eu tinha vergonha de fazer uma análise dessas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.