Comandos Linux para Totós – Tutorial nº14


Destaques PPLWARE

17 Respostas

  1. santiago says:

    muito bom pplware o pplware e pior que chocolate….viciante

  2. André Neves says:

    alias e=’sudo halt now’

  3. mana says:

    é possivel criar um alias com password de root ?

    • zener says:

      penso que sim por exemplo: alias mys =mysql -uroot -ppasswd ‘

    • André Silva says:

      Referes-te a evitar estar sempre a escrever a password para alguns comandos? Se sim, podes personalizar isso com o comando visudo. Nele, basta acrescentar uma linha, consoante o que queiras fazer. Por exemplo, assumindo que querias correr o apt-get sem password de root. Nesse ficheiro, assumindo que o teu username é mana, colocas o seguinte:

      mana ALL=NOPASSWD: /usr/bin/apt-get

      E verás que apenas precisas de fazer sudo apt-get install … sem necessidade da password de root.

      Agora, era giro combinar isto num alias. Também é possível! Por exemplo, criar um alias chamado instalar que vai correr o apt-get. No ficheiro .bashrc ou equivalente:

      alias instalar='sudo apt-get install'

      E agora apenas precisas de fazer

      instalar vim

      e iria instalar o editor de texto Vim, sem pedir password.

  4. Valquiria says:

    alias e=’sudo shutdown -h 00’

  5. Marcos says:

    Fantástico esses totós, simples e contundentes.
    Espero que continuem a postar…rs
    Valeu

  6. Duarte Nogueira says:

    E se eu ‘pretendesse’ apenas escrever ‘e’ para desligar o sistema?

  7. CCF says:

    E ainda,
    alias e=’init 0′
    ou
    alias e=’poweroff’

  8. André Silva says:

    Sobre os aliases (e até já foi dito aqui no Pplware) tanto podem ser bons, como perigosos.

    Por exemplo, um dos meus favoritos, e que já vem por omissão nalgumas distribuições, é o ll (ls -l). É bom, porque depois de algumas dezenas de listagens de diretórios, já poupei algum tempo considerável.

    Agora, perigosos porquê? Por exemplo, redefinir o “rm” para “rm -i” dá bastante jeito, para não perdermos algum ficheiro mais valioso no meio de lixo. Mas como nalguns casos uma pessoa se habitua a essa salvaguarda no seu sistema, perde-se um bocado a preocupação de saber em concreto o que se quer eliminar (no caso dos “rm *” (eliminar tudo)). Como tal, ao trocar para outro sistema que não tenha esse alias, as coisas podem ficar perigosas se não houver um backup à mão.

    É por isso que sou um bocado “anti-alias” e apenas o tenho definido para algumas sequências de comandos que uso com mais frequência e para algumas brincadeiras. Mas não nego que são bastante úteis em termos de produtividade.

    Outra dica, e que algumas distribuições também já fazem, é separar os aliases noutro ficheiro, por exemplo “.bash_aliases” e depois incluí-lo no .bashrc original assim:

    if [ -f ~/.bash_aliases ]; then
        . ~/.bash_aliases
    fi
    

    Dessa forma, podem partilhar esse ficheiro e sincronizá-lo entre máquinas, por exemplo.

  9. Swimmer says:

    Alguém usa Debian Mint?

    É que não consigo achar esse ficheiro.

    Já agora, que tal ensinar maneira de ter o nosso bash numa pasta do dropbox e ele lá ir buscar (assim tinhamos o mesmo bash em qualquer maquina).

    • Guilherme de Sousa says:

      Se não tem, cria.

      cumps

    • Pedro Carvalho says:

      x2
      O meu Mint Debian não possui o alias nem consigo instalar através do “sudo apt-get install alias”:

      E: Não foi possível encontrar o pacote alias
      ————————-//——————————–

      O comando “vi -bashrc” vai para um ficheiro que não tem nada haver.
      Também gosto da ideia da pasta do DropBox.

      Ajuda, pff

  10. Pedro Pinto says:

    Já agora, para quem quiser carregar de imediato o conteúdo do ficheiro .bashrc sem ter de reiniciar o PC/sessão, pode usar o comando source ~/.bashrc

  11. Leonardo Coutinho says:

    Muito bom

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.