Quantcast
PplWare Mobile

Tags: superterra

NASA descobre Superterra perto de uma das estrelas mais antigas da Via Láctea

Cada vez há mais tecnologia a palmilhar o Universo, com o intuito de descobrir onde poderemos encontrar um planeta “à nossa medida. Assim, numa nova incursão pela imensidão do Espaço, foi descoberto pelo TESS da NASA, um novo velho planeta. Esta superterra, que é cerca de 50% maior que o nosso planeta, foi observada perto de uma das estrelas mais antigas da Via Láctea.

Segundo um estudo publicado agora, o astro, batizado de TOI-561b, requer cerca de 12 horas para orbitar a sua estrela. Numa dessas passagens, o planeta bloqueou uma fração da luz estelar e foi detetada pelos terráqueos.

Imagem superterra descoberta pela NASA


Há um planeta na nossa vizinhança que pode ter a capacidade de abrigar vida

Astrónomos europeus e americanos descobriram que a estrela GJ 273, uma das mais próximas da Terra, também conhecida como Luyten, tem um sistema planetário com dois planetas confirmados. Um dos planetas está na chamada zona habitável e os outros dois estão numa zona altamente improvável para abrigar vida.

A Estrela de Luyten é uma estrela anã vermelha na constelação de Cão Menor. Conforme as medições de paralaxe, esta está localizada a uma distância de aproximadamente 12,40 anos-luz (3,80 parsecs), sendo uma das estrelas mais próximas da Terra. Será que existe vida num planeta da nossa vizinhança?

Ilustração planeta GJ 273b na orbita da estrela Luyten


Cientistas descobrem duas Superterras que poderão hospedar vida extraterrestre

As tecnologias disponíveis estão a permitir encontrar muitos exoplanetas e superterras que anteriormente estavam longe do nosso conhecimento. Nesse sentido, investigadores do Carnegie Institution for Science descobriram dois planetas que orbitam as estrelas GJ180 e GJ229A.

De facto estas duas estrelas são as mais próximas do nosso próprio sol. É referido ainda que estes planetas têm condições para albergar vida extraterrestre, sendo “potencialmente habitáveis”.

Ilustração de superterras à volta de das suas estrelas com condições para albergar vida extraterrestre


Afinal, o Planeta X está mais próximo da Terra do que se pensava

Astrónomos norte-americanos descobriram em 2016 dados importante que levam cada vez mais a acreditar que existe um planeta errante gigantesco, o Planeta X. Este astro teria um campo magnético extremamente forte e andaria pela nossa “vizinhança” galáctica. Contudo, a ideia que os cientistas tinham em relação à sua distância era bem maior do que atualmente se julga ser.

Assim, o misterioso nono planeta do Sistema Solar está localizado a cerca de 1,5 vezes mais próximo de nós. Além disso, este é agora caracterizado como uma “superterra” e não um gigante gasoso, escreveram os descobridores do planeta.

Afinal o Planeta X está mais próximo da Terra do que se pensava