Quantcast
PplWare Mobile

Tags: El Salvador

El Salvador perde metade do investimento em Bitcoin com a queda das criptomoedas

Quem segue de perto as notícias acerca das criptomoedas, certamente que conhece ou já ouviu falar sobre a história de El Salvador. O país começou no ano passado a usar vulcões para minerar Bitcoins e depois quis criar uma cidade inteira baseada na popular criptomoeda.

No entanto, com a recente queda na valorização das moedas digitais, as informações indicam que El Salvador perdeu agora metade do seu investimento em Bitcoins.


El Salvador quer criar uma cidade inteira baseada em Bitcoins

Tal como já aqui falámos, El Salvador é atualmente o único país do mundo onde o Bitcoin já pode ser usado como moeda normal a circular de forma legal, tal como o dólar americano.

Mas o país da América Central vai mais longe e agora pretende mesmo criar uma cidade inteira baseada na tão desejada criptomoeda e que terá o formato de uma moeda.


El Salvador começou a usar vulcões para minerar bitcoin

El Salvador é, agora, o único país onde a bitcoin pode ser usada como uma moeda de curso legal, a par do dólar americano. Sendo que a mineração de criptomoedas representa um consumo de energia excessivo, o país estava a ponderar recorrer à energia promovida pelos vulcões.

Agora, essa ideia saiu do papel e El Salvador vai realmente iniciar a mineração de bitcoin através da energia dos vulcões.

Vulcão em El Salvador


Bitcoin: Habitantes de El Salvador protestam legalização da criptomoeda

Em junho, o governo de El Salvador aprovou uma lei que prevê a aceitação de bitcoin enquanto moeda legal, assim como acontece com o dólar americano. Apesar da vontade governamental, alguns cidadãos estão descontentes e alegam desconhecer a criptomoeda.

Recorde-se que, na mesma altura, o Banco Mundial reprovou a bitcoin e recusou ajudar El Salvador no plano de implementação.

Cidadãos de El Salvador a protestar a legalização da bitcoin


El Salvador quer distribuir até 117 milhões de dólares em bitcoin aos seus cidadãos

El Salvador é por estes dias um país em contra ciclo ao que algumas organizações mundiais aprovam face ao uso de criptomoedas. Conforme foi notícia há uns dias, El Salvador legalizou as criptomoedas como “dinheiro corrente”. No entanto, o Banco Mundial reprova o bitcoin e recusa-se a ajudar no plano.

Apesar dos entraves, o presidente Nayib Bukele quer mesmo levar a sua ideia avante e prometeu distribuir 30 dólares em bitcoin (BTC) para qualquer um dos seus cidadãos maiores de idade que descarregarem uma aplicação específica.

Ilustração Bitcoin em El Salvador com app Chibo