Quantcast
PplWare Mobile

Não carregue a bateria do seu smartphone até 100%… vai estragar

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. rjSampaio says:

    Até parece que os fabricantes não sabem disso e já fazem essa limitação.
    Esta a aplicar 80% em cima dos já aplicados 80~90% do fabricante.

    Estes estudos existem a meia duzia de anos, por isso mesmo existem varias apps que server para avisar quando se atinge os ditos X% para se desligar do carregador, podiam mencionar alguns como o Accu​Battery.

  2. O novo do restelo says:

    Então na Apple é fantástico, não só a bateria perder capacidade rápido como passado um tempo o terminal fica mais lento… dupla razão para trocar.

    Então a pergunta é porque as marcas não põem a opção de 20 a 80%. Ora bem, a resposta já sabemos não é?

    • Henrique says:

      o Terminal fica lento? tenho um iphone 6 ainda.. e infelizmente a única coisa má é mesmo a “porcaria da bateria” de resto para o uso que dou para o telefone,

      • Joao Magalhaes says:

        Ficava e fica, ficava com a atualização para poupar a bateria e fica comparadamente com os ultimos Iphone. Uma coisa é certa, a Apple não é a melhor para dar coselhos sobre as baterias, andaram 2 anos a mentir aos seus clientes.

  3. Maverick says:

    Isso é treta, eu carrego até 100% e a bateria dura 7 dias e é um “simples” xiaomi redmi 5 plus.

  4. Alfie says:

    “Com o iOS 13 a bateria quer reduzir a deterioração da bateria”?!
    Talvez uma releitura e reescrita possam resolver paradoxo (a menos, claro, que a bateria seja inteligente)

  5. Olhos azuis says:

    Tretas, a minha anda sempre entre 70% e 100% de um telemóvel devido a trabalho e após 3 anos testei deixar ir a 15% e durou 2 dias tal como origem
    De noite deixo todos a 100% e ligados ao carregador, 0 problemas!
    Não convém é estar a baixo de 10%

    • rodrigo says:

      falta dizer que tipo de telemóvel tens.

      • Olhos azuis says:

        Honor 8 – telemóvel de trabalho, não desilude, está sempre a carregar, uso e abuso
        (usado especialmente para apenas chamadas, nas férias sem lhe tocar durou 2 dias e tal, com notificações ligadas, digo notificações de chamadas/sms)
        Huawei P10 pro – dura o normal
        O resto dos mais recentes especialmente o Huawei Mate 20 pro é bem abusado, sempre quente e até agora 0 problemas, vamos ver daqui a um ano ou dois.
        Deixei a Samsung, as baterias inchavam

        • rodrigo says:

          e com esse telemóvel consegues ver a capacidade actual da bateria tal como se faz com o iPhone? Estou curioso para saber a percentagem

          • Olhos azuis says:

            Com programas externos diz que tenho 91% de capacidade no honor

          • Fak says:

            Rodrigo, no Android já dá para ver a percentagem da bateria à anos, desde o Android 4.0 pelo menos já que tenho um g300 com Android 4 e faz isso, só que para ativar tive de ir ao modo programador.
            Pata ativar, no Android 9, vais as definições > bateria > percentagem de bateria e escolhes a opção que te convenha, notar que pode ser diferente, eu uso EMUI.

  6. Suricata feliz says:

    Eu tenho o hábito de carregar o meu Huawei até aos 100% antes de sair de casa.
    Se eu não utilizar a net no meu telemóvel durante todo o dia, chego a casa com uns 80%, caso contrário, chego com no mínimo uns 30%/20% de bateria…

  7. Tx2 says:

    Já li varias vezes no Xda e no reddit que nas novas versões do android ele só optimiza as aplicações quando a bateria esta a 100% em carga, se é verdade carregar o telemóvel até 80% ainda é mais prejudicial para a bateria pois as aplicações não estão optimizadas e vai desgastar ainda mais a bateria

  8. Íngreme says:

    Não sei se é problema do meu browser, mas o link fornecido conduz a um “404 Not found”. Deixo aqui o correcto: https://batteryuniversity.com/index.php/learn/article/how_to_prolong_lithium_based_batteries .
    Penso que este artigo também tem alguma utilidade: https://batteryuniversity.com/index.php/learn/article/do_and_dont_battery_table .

  9. Joaquim Martins says:

    Eu tenho telemóvel e comecei Nokia 5110 seguinte 3650, N73, Samsung i900 tive um Bylynd, Xiaomi mi 5s plus e agora Redmi note 7 todos com uso intensivo carregavam até 100% toda noite nunca troquei baterias perdem alguma autonomia que é normal. Tive mais um ou outro já usados e ainda todos trabalham já arranjei algumas baterias porque paradas avariam mesmo, mi5s plus caiu e partiu se.Esta é a minha história com baterias telemóvel.

  10. rodrigo says:

    O meu telemóvel quando chega entre os 40-50% carrego ate aos 80%. A minha esposa nao faz nada disso e a diferença esta no facto do meu ter ainda 90% da capacidade inicial enquanto o dela tem 80% e poucos.
    Convem dizer que o telemóvel dela ‘e mais novo do que meu.

    Coincidencias? Creio que nao.

  11. Rasta says:

    Mas que treta de notícia. Carrego o sempre carreguei os meus telemóveis ao longo dos anos, sempre até 100%. Nunca notei perda de capacidade. Ou estão à espera de poderem publicar depois o texto da praxe com o afinal do costume? Ridículo.

  12. Paulo Sá says:

    Que informação dramática!!!

  13. JOSE DE FATIMA DA SILVA PEREIRA says:

    Tenho moto G7 plus e mesmo novo dura um dia fazendo pouco uso,porcaria de telefone já fazem isso a ponto de vc comprar outro

  14. Samuel says:

    Se é prejudicial carregar o smartphone até aos 100% então também é prejudicial carregar os automóveis eléctricos até aos 100%. Certo?

  15. LEANDRO says:

    Eu uso o accubattery sempre q chega a 80 eu recebo aviso no relógio e desconecto. Meu note 9 tem 8 meses e eu carreguei a 100% umas 3 a 5 vezes.

  16. JJ_ says:

    O problema não esta em carregar até aos 100%, e deixar ir até aos 10% e depois carregar…
    Os carregamentos queimam ciclos de bateria.

    Uma bateria que tenha 1000 ciclos até começar a perder capacidade, se carregar-se sempre dos 10% aos 100%, queima-se esse ciclos em 1000 carregamentos (se isto acontecer todos os dias, em 1000 dias a bateria começa a perder capacidade).

    Agora se estiver nos 40% e carregar-se aos 90%, apenas se gastou 0.5 pontos de um ciclo. Ou seja, duplica a vida útil da bateria.

    Logicamente que isto não será assim tão linear, mas a ideia é um pouco esta. Quanto mais perto do zero se deixar ir a bateria e quanto mais perto dos 100% se carregar, mais depressa se gasta os ciclos de vida útil da bateria.

    • OS says:

      Seja qual for a %, um carregamento não é sempre um ciclo? Então gastar por gastar, um ciclo, não é preferível carregar o máximo possível para adiar um novo ciclo?

      • Íngreme says:

        Boas, segundo o que pesquisei e segundo também a informação inicial que aparece após instalação do Accubattery, um ciclo conta-se como sendo 100% da carga. Ou seja, carregar dos 0 aos 100% é um ciclo. Mas carregar dos 30% aos 80% já conta apenas como parte de um ciclo, que grosseiramente neste exemplo se poderá considerar meio ciclo. Portanto se carregar a bateria duas vezes dos 30% aos 80% “consome” apenas um ciclo.

  17. Orlando Santos says:

    Os aparelhos não são feitos para durar muito tempo. Pelo menos psicologicamente, porque da maneira como o pessoal gosta de trocar de telemóvel periodicamente, isto até serve de desculpa para dizer à esposa que precisa de um novo

  18. Antonio says:

    Este tema já chateia! A cada par de meses aparce um novo artigo a dizer o mesmo!

    • Vítor M. says:

      Boas António. Na verdade, nem deveria realmente ser necessário dizer tantas vezes, mas mesmo assim, a maioria das pessoas ainda faz este erro. Poucas são que têm o cuidado de carregar várias vezes e sempre sem atingir o ponto de stress das baterias. Muitas delas não podem, derivado à sua vida, mas muitas mais não sabem desta questão do ponto de stress. Por isso, vale sempre a pena tentar dar a conhecer.

      Bom domingo.

      • Olhos azuis says:

        Só tretas, usem e abusem, só não deixem a baixo de 10% e ao calor

        • Vítor M. says:

          Nao são tretas, está devidamente explicado. Agora, cada um de nós pode criar a sua própria utilização.

          • Rasta says:

            Errado. Eu carrego sempre o telemóvel a 100%. E não são poucas as vezes que deixo ir até
            menos de 10%. Nunca tive problema nenhum. Isto com telemóveis da Samsung. Os outros não sei. Por isso são tretas sim.

          • Vítor M. says:

            Claro… continua a fazer como fazes então. Poderias era ir ter com essas entidades e explicar essa certeza, assim eles poupavam uns salários aos investigadores e engenheiros. Nabos estão a gastar dinheiro e tu aqui à mão de semear.

            Vá, bom domingo.

        • LEANDRO says:

          kkkkkkkkkkkkkkkkkk . Tb uso samsung desde o galaxy S1, a bateria dos samsungs não são especiais, vai perdendo tempo de vida útil, a cada ciclo. Em 1 ano se vc carrega sempre a 100% e deixa descarregar até os 5% ou menos, como muitos fazem (eu fazia), era notório q a bateria em 1 ano perdia amperagem, só usar algum app, como o accubattery, irá ter todos os dados, claros q dados “estimados”, no notebook, use o aida ou o BatteryBar (aqui os dados são mais precisos): irá ver o desgaste da bateria, aqui uso sempre a opção do notebook de carregar a 60% ou 80%, pois o uso sempre na tomada, qdo vou precisar, deixo carregar a 100%. Cuida da bateria quem quer, não quer? Use a como quiser, seja feliz com seu gadget. Os smartphones poderiam vir com essas opçãos de pausar a carga como nos notebooks, não é não Vitor M.?

          • Íngreme says:

            Alguns computadores portáteis permitem a instalação de software específico da respectiva marca para limitar a carga a 80% e pará-la automaticamente ao ser atingido esse valor. Seria interessante os telemóveis, pelo menos os de gama média e alta, terem uma funcionalidade equivalente. O pior é que tal não só não é prático pois o utilizador pretende o máximo de autonomia possível, como também não interessa comercialmente. Mesmo que a pessoa não pertença ao grupo dos que trocam de telemóvel de cada vez que sai um modelo novo será obrigada a substituir o equipamento por algum motivo, estando a bateria incluída nesse motivo.
            Programas como o Accubattery apenas notificam (e vão repetindo a notificação até o utilizador desligar o carregador), não parando a carga automaticamente.

          • rodrigo says:

            por acaso com o iOS 13 ha uma nova opção na bateria chamada ‘Optimized Battery Charging’.
            Com isto o iPhone aprende a gerir melhor a bateria.

            ‘Your iPhone uses on-device machine learning to understand your daily charging routine so that it can wait until you need to use your iPhone to finish charging past 80 percent’

          • Vítor M. says:

            E acabarão por vir, já há alguns que têm uma gestão mais afinada para a bateria demorar um pouco mais a chegar aos 100%, por forma a aquecer menos e a sofrer menos de stress. Isso eu felizes é notório também nos smartphones, com o passar dos meses, por vezes nem são anos, a bateria já não carrega de facto até aos 100%, e vai perdendo sempre um pouco mais. Mas como dizes e bem, cada um cuida como quer 😉 mas os dados técnicos e estruturais das baterias não deixam dúvidas.

    • Rodrigo says:

      Verdade e mesmo assim há pessoas que não querem acreditar que deveremos cuidar das nossas baterias e acham estas notícias ‘treta’.

    • Rodrigo says:

      Verdade e mesmo assim há pessoas que não querem acreditar que deveremos cuidar das nossas baterias e acham estas notícias ‘treta’.

  19. Lopes says:

    A notícia é verdadeira para todo o tipo de baterias, até o meu velhinho Prius faz essa gerência automaticamente 20%-80 %, mas o meu honor 8 sempre a funcionar na máxima força e com carregamentos todos os dias a 100 %, já está nas lonas, tb já passou mais de 2 anos 🙂

  20. N1ldo says:

    Sempre carreguei a 100% a noite, não importa se está com 10, 40, ou 60% de carga, vou deitar meto no tomada e só tiro de manhã quando me levanto, sempre foi assim e sempre será, num a tiver problemas com isso.
    Como diz no terceiro parágrafo, mitos são muitos, eu fico com a prática mesmo, que no meu caso, nunca troquei de bateria num telemóvel.

  21. António says:

    Tenho vários tl, agora para o meu dia a dia comprei um dos mais baratos(75€) da Xiaomi. Em termos de duração da bateria é um espectáculo. Dura dura dura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.