Quantcast
PplWare Mobile

Integração entre WhatsApp, Instagram e Messenger já começou? Tudo aponta para isso

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. adbu says:

    deveria haver uma api comum que permitisse o chat com aplicações de outras empresas, como o telegram por exemplo.

    • Tuaregue says:

      chama-se xmpp. A goggle no gtalk precursor do Hangouts, utilizava xmpp, em que te permitia utilizares qualquer aplicação para comunicares com o gtalk. So n havia outros serviços de IM a falarem com o gtalk pq queriam, pq o xmpp permite isso. Qd a Apple lançou o imessage disse que ia abrir a api ao mundo, mas ate agora nada(e percebe-se pq), na altura falava-se que usavam xmpp.

  2. ProT says:

    Tudo um monte de coisas que não utilizo, nem pretendo fazê-lo. Se os nossos avós e ascendentes viveram bem sem isso, eu também consigo, ainda para mais hoje não faltam inutilidades. Mas claro, cada um sabe de si.

    • Tuaregue says:

      os nossos avós tb viveram bem sem internet e sem computadores, por isso tu tb consegues.
      ” ainda para mais hoje não faltam inutilidades.”

      • ProT says:

        Claro que consigo e sem qualquer problema. Não tenho nem uso rádio, nem TV, nem jornais, nem transportes públicos e tantas outras coisas que dispenso. O dia que não existir net não me aquece nem arrefece. Para ir ao centro da próxima cidade são mais de 40 km, vou a pé ou de bicicleta ou numa mula, basta-me. vê se arranjas melhor argumento, chego a estar sem net muitos meses e não me fico a coçar. Já tu Tuaregue fazes jus ao nome e apenas necessitas de camelos, areia qb, ar e pouco mais ou vives viciado como praticamente todos os citadinos?

    • Woot! says:

      Também consegues viver sem água canalizada e sem esgotos, é melhor começares a tentar.

    • ElectroescadaS says:

      Não deixa de ser curioso mas para alguém que renega a tecnologia e vem mandar postas de pescada em meios tecnológicos até parece obra do Diabo…

  3. Fiu says:

    Se não sabem se começou vão saber antes de publicar coisas.

  4. Zequinha says:

    … . — / -.-. — — . -. – .- .-. .. — …

    PS: https://www.invertexto.com/codigo-morse

  5. Carlos says:

    Já tive Facebook, Messenger, Instagram, Twitter e mais recentemente Tik Tok. Desativei e apaguei tudo, Twitter é uma rede social tóxica onde só falam de política, Instagram só tem quase nudez e imagens sexualmente explícitas, para além da mentira da vida perfeita que toda a gente “demonstra”. Tik tok era muito viciante e estava a tirar me tempo, então apaguei. Facebook nem preciso citar

    O único que uso atualmente é o WhatsApp para me comunicar com familiares e amigos, mas se as coisas tomarem este rumo vou ter de obrigar toda a gente a ir para o Telegram

    Obs: Vocês não fazem ideia do quão livre e “pura” a minha mente ficou depois que abandonei todas essas redes sociais. Elas só fazem mal à saúde mental, principalmente de adolescentes e jovens adultos

  6. Nunes says:

    Eu penso que é uma ilegalidade grave o Facebook ter comprado o Instagram e o Watsapp. É posição de monopólio das redes sociais eliminando a pouca concorrência existente e não permitindo o surgimento de novas empresas no mercado . Que os EUA se estão a borrifar para a regulação do mercado a mim não me afecta mas acho muito mal terem permitido isso na UE. É grave terem permitido que interesse capitalistas dos EUA se sobreponham aos interesses dos consumidores (muitos menores) da UE.

    • Weber says:

      Os EUA só se preocupam com quem consegue fazer frente a eles. Porque se isto acontecesse com empresas chinesas, lá vinha o Trampas e os seu cordeirinhos a dizer que era espionagem, blabla blabla…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.