Quantcast
PplWare Mobile

Tesla despediu várias centenas dos seus funcionários

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Simões


  1. Hefesto,o Grande says:

    Inflizmente este tipo de despedimentos não são de estranhar.Em todas as empresas do mundo há despedimentos.Todas passam pelo mesmo.São as chamadas “reestruturações”,que se pode fazer,enfim… Mas vejam bem,despede o pessoal dos departamentos administrativos e de vendas,e,por outro lado,recompensa os trabalhadores com melhores prestações na empresa,dando-lhes gratificações.Tira de um lado e dá do outro.Equilibra a balança,a bem dizer.No entanto,um despedimento de centenas de pessoas é sempre visto como um mau sinal.Tenho pena é dessas pessoas que vão para o desemprego. 🙁

    • Hefesto,o Grande says:

      Ah,já me ia esquecendo,há pouquinho tornei a votar no Pplware para o prémio de melhor Blog do ano,na categoria “Inovação e Tecnologia”.Até hoje não falhei nem um dia !! 🙂

    • Felix says:

      Mas Repara que se tiveres uma empresa queres bons funcionários, eu nao tenho uma mas se tivesse ia ficar passado se a malta que tem menos produtividade fica-se a “contaminar” os mais produtivos,
      E sei do que falo na fabrica onde trabalho e assim. os menos produtivos estragao a moral dos mais produtivos. e depois entra em ciclo….

    • jorge santos says:

      Não te preocupes, outras centenas dispostas a um desempenho melhor serão contratadas para substituir estes “funcionários públicos” que foram agora dispensados.

      • Rui Afonso says:

        Como as pessoas podem ser tão iludidas… Há “trabalhadores” e trabalhadores. Há quem muito provavelmente mereça ser despedido, e até há uns tansos que pagariam para lá trabalhar… é o seu caso?

        • Luis feliciano says:

          Eu onde trabalho faço mais peças em 2 horas que alguns colegas em 8, e estou a falar a serio, não e um exagero nem nada, eu fiz o possível para sairmos do buraco, estávamos num limbo entre falência e nao, felizmente hoje estamos melhores mas sem esses parasitas tinha sido mais fácil. Por isso digo que é um mal necessário. e mau ter de mandar malta embora? Sim é! e pessoa trazia alguma mais valia para a empresa? Nao! Ok entao tens de ir resolver a tua vida em outro sitio.

          Atenção a pessoa pode simplesmente não ser a indicada para o trabalho, ou não se adaptar para, mas isso já dava um comentário gigante e não e isso que se pretende aqui.

          • Rui Afonso says:

            Concordo plenamente consigo Luís. Existem muitos parasitas desses em todo o sítio, e os que mias me chateiam são o que habitualmente chamo de “cera dinâmica”, aqueles que se mexem desalmadamente e nada fazem. E o pior é que recebem um ordenado igual ou maior que o seu.
            O que está aqui em causa é a verdadeira razão pela qual a Tesla despediu, veja os meus outros comentários aqui postados e perceberá. Cumprimentos.

      • Pai de Burro says:

        “despediu entre 400 e 700 funcionários”, “departamentos administrativos e de vendas”, alguem me sabe dizer quantos funcionarios tem a Tesla, na fabrica (produçao) propriamente dito ?
        Ou o rácio entre produtivos e nao produtivos ?

        Pela noticia, parece uma fabrica em Portugal ou de um pais do sul da Europa, nao uma nos EUA, supostamente melhor administradas e com “super” trabalhadores, tal qual o seu CEO, que nunca pára e duvido que faça sexo, para nao gastar energias desnecessarias (no seu ponto de vista).

      • Paulo Baptista says:

        Essa ideia socrática de que os funcionários públicos não trabalham e os do setor privado é que são bons, é uma ideia ao estilo McDonalds, onde se vai para se engordar mais um bocadinho porque não houve tempo nem vontade de fazer comida em casa. Mas cada um come e engole o que quiser. Há gente rasca em todo o lado. E bons empregados, quer no público, quer no privado. E esses é que deviam ser recompensados. Mas a recompensa não faz parte do léxico de um certo tipo de empresário português, para quem o trabalhador é um mal necessário e um potencial mandrião. Infelizmente.

        • Raul says:

          Eu devo ter mesmo AZAR, sempre que me dirijo a um dptº publico é sempre a mesma incompetência a ALTO NÍVEL.
          E os pouco funcionários competentes (que os há) são ostracizados pelos incompetentes (a maioria).
          Devia-se fazer a experiência, quem está no publico ir para o privado e os do privado ir para o publico. Era giro de ver .

    • Paulo Baptista says:

      Penas têm as aves e neste caso, como em todos os outros, de nada adianta ter pena. Se as pessoas estão a contrato e se o contrato expira ou a avaliação do desempenho não corresponde ao acordado, esses trabalhadores devem procurar outro trabalho. Mas devem ter proteção financeira e requalificação gratuita para retomarem o mercado de trabalho o mais rápido possível. Nenhuma sociedade avança com gente em idade ativa, no desemprego. Grave mesmo é quando as empresas usam e deitam fora e ainda beneficiam de subsídios do Estado para o primeiro emprego. Não deve ser o caso da Tesla mas não tenho a certeza.

    • Goncalo says:

      Este tipo de situações é cada vez mais comum, temos de nos habituar, nós em Portugal ainda temos a mentalidade um pouco agarrada ao passado, temos a mania de querer um trabalhinho à porta de casa e que seja para toda a vida, isso já está em vias de extinção. No Reino Unido e na Irlanda, e especialmente em áreas especializadas isso não acontece mesmo, estou na Irlanda, já trabalhei para várias empresas e sempre da mesma maneira, sou contratado para um projecto, termino o projecto, e se a mesma empresa não tiver outro para eu desenvolver, vou para um outro projecto numa outra empresa, ganha a empresa, e quem ganha mais ainda sou eu, conheço novas caras, novos locais, novos contactos, novos produtos, novas maneiras de trabalhar, novas tecnologias, saio com um belo “bolo” de algumas delas, tenho uns mesitos de ferias entre projectos se assim o entender, e não quero outra coisa, trabalhinhos monótonos, sempre no mesmo local, sempre a ver as mesmas caras, durante muito tempo? Não obrigado, isso é viver em pausa à espera da morte, agarrado a nada.

  2. Rui Afonso says:

    A Tesla não despede por reestruturação, despede por os 400 a 700 trabalhadores não atingirem os objetivos… E só nesta semana. Curioso como o Jornal Económico dá a mesma noticia mas não refere que foram recompensados os trabalhadores com melhores prestações… Num futuro próximo, logo ficaremos a saber se foi da avaliação de prestações anual ou se é uma daquelas expressões pomposas (parvas…) tipo “crescimento negativo”…

    • Filipe Lemos says:

      bom bom será quando houver só robots nas empresas , assim podes incrementar sempre os objectivos que o robot deixa.

      • Rui Afonso says:

        Oi Filipe, eu estava a ser irónico. É que muita gente não sabe ler as noticias, a Pplware tem o cuidado de escrever que “os trabalhadores que agora foram dispensados não são das fábricas da Tesla, mas sim dos departamentos administrativos e de vendas”. Se estivéssemos perante uma avaliação de desempenho, ela seria em todos os sectores e seria uma percentagem dispensada. Mas, pelos vistos, tiveram necessidade de fazer uma redução dos custos com a mão de obra, e atribuem-na há incapacidade dos trabalhadores!
        Se Musk é um génio tão bom, e exige aos outros a mesma entrega horária, o melhor que tem a fazer é uns clones dele próprio e pô-los a render… O pior é que ainda acaba despedido por falta de desempenho…

      • Pérolas says:

        Pois, mas basta uma ou duas maçãs podres para lixarem um local de trabalho e se a empresa for pequena estão bem lixados porque não têm recursos para se defenderem destes “pirómanos” laborais protegidos por leis surrealistas. E mais, se por causa disso as empresas fecharem e os colegas forem para a rua é um problema que não é deles. A proteção exagerada do trabalho vai levar à robotização generalizada. Niguem no seu juizo perfeito despede bons trabalhadores! Deveria existir um equilibrio entre protecção e flexibilidade. Neste momento só existe proteção e como tal as empresas são obrigadas a defenderem-se de forma estupida porque simplesmente não podem despedir as maçãs podres e todos pagamos por isso.

        • Rui Afonso says:

          Desculpe Pérolas, compreendo o que quer dizer, e tem razão no geral, mas aqui estamos a falar da Tesla. O que quero dizer é se o despedimento na Tesla fosse SÓ por questões de avaliação de desempenho, então estou certo que nas linhas de produção da Tesla também existem maus desempenhos, e não apenas nos sectores administrativo e de vendas… Percebem a subtileza da mensagem?

      • Tiago S. says:

        Para os que gostam de criticar estas metodologias, aconselho as obras sobre Jack Welch, ex-CEO da General Electric e votado CEO do Século.
        Entre muitas das suas iniciativas estratégicas, a gestãode pessoal era baseada num modelo 20-70-10, isto é, após a avaliação de performance promover os 20% melhores e despedir os 10% piores. Os restantes 70% ficaravam incentivados a trabalhar para subir ao grupo dos 20, se nao quisessem ficar nos próximos 10 a ir para a rua.

  3. censo says:

    Tesla, a história da maior fraude de todos os tempos. Cá estaremos para ver. Ideias megalómanas, projetos incríveis, falta provar a sua execução… Entretanto estouram-se milhões até que a torneira um dia fecha, e depois começa a cobrança, e aí…aí é que vão ser elas.

  4. MarioM says:

    O que querem é que empregado “case com fabrica”
    Nestes caso a melhor solução é dar um pontapé no cu de quem pretende isso

    • Pérolas says:

      Desculpa lá mas a tua namorada ou mulher não irá achar muita graça se estiveres disposto a aplicar esse principio na relação matrimonial/ laboral…

  5. Rui says:

    A Tesla é um embuste, é muita parra e pouca uva.

    • Pai de Burro says:

      Eu concordo, e acrescento, que o Elon é o melhor VENDEDOR que eu conheço, já quanto ás suas ideias “avançadas”, eu ia jurar que umas linhas de coca contribuem para elas, mas posso estar enganado, ele pode ser mesmo um “idiota”.

  6. jaugsuto says:

    Desde do Jack Welch da GE que é normal 10% dos mais “fracos” irem de vela, isto não é a fpública com promoções automáticas ou como na PT com gajos ao alto sem funções…

    • Rui Afonso says:

      Como as pessoas podem ser tão iludidas… Há “trabalhadores” e trabalhadores, tal como há “empreendedores” e empreendedores…. Há quem muito provavelmente mereça ser despedido, há empresas que tendo trabalho não o dão ao trabalhador para puderem correr com ele (caso da PT), e no entanto têm uma enormidade de “baratuchos” que nada fazem a não ser m—a e nada resolvem. Até haverá alguns que pagariam para trabalhar na Tesla… é o seu caso? Lembre-se que cheio de “indispensáveis” está o cemitério…

      • Pérolas says:

        A PT como muitas empresas grandes são um coio de maus vicios e deviam poder ser purgadas para o bem de todo o universo de funcionários e fornecedores. Com as leis que temos se quiserem resolver um problema de formar cirúrgica são estupidamente forçados a usar uma marreta e este método resolve o problema dos maus elementos mas leva atrás muitos bons, pois, de outra forma os maus alegam que estão a ser descriminados… E os coitados dos bons que têm de pagar pelos maus só porque a empresa não pode aleviar carga e por isso tem de fazer despedimento colectivo???

  7. Jose Almeida says:

    Autómatos é o q querem q sejamos todos. Já no Japão é assim há muitos anos. Até as criancas se suicidam por não terem notas escolares optimais. Mundo cão

  8. Pai de Burro says:

    O estado de graça do Elon, está se a acabar, nao há publicidade que lhe valha.
    Quer este tipo ir a Marte e mais uma série de baboseiras, se nem uns simples e modestos objectivos de produçao de um modelo automovel, consegue alcançar, e nao estou a falar de VENDAS, foi o departamento administrativo e vendas que foi “saneado” segundo a noticia, estou mesmo a falar de produçao, e como querem “impigir” algo que simplesmente nao conseguem produzir ?
    As contas começam-lhe a ser pedidas pelos investidores, e pasme-se as culpas sao sempre dos outros…
    Este blog, alinhado, costuma fazer uns inqueritos, deixo uma ideia para mais um : “qual acha que vai ser a marca automovel, tradicional, a tomar “take-over”, a Tesla ?
    Outra ideia ainda para uma sondagem: “Acha que seguindo o exemplo da Huber o seu CEO, Elon Musk, vai ser Corrido do concelho de administraçao e substituido em todos os seus actuais cargos e funçoes ?”

    • Rui Afonso says:

      É que as pessoas esquecem que Musk começou com um banco online (X.com) e depois para o Paypal, tudo diretamente ligado ao setor financeiro. Ou seja, aquela “coisa” verde que gera ganancia. Eu diria que Musk pretenderá, e está a conseguir com estas “ideias geniais” (Marte, túneis e hyperlop) o que Bernie Madoff conseguiu com os seus “juros”. As ideias “loucas” seriam para obter financiamento para tapar outros buracos. Por exemplo, os governantes corruptos mandam sempre fazer obras megalómanas e de enormes valores, porque uma pequena percentagem metida ao bolso representa um enorme valor para eles, e supostamente não se nota…

  9. Rui Afonso says:

    Noticias mais recentes podem explicar a suposta avaliação de desempenho: ” Tesla ordena recolha de 11 mil carros Model X”. E passo a transcrever: “O motivo prende-se com um defeito nos assentos dos veículos, nomeadamente com cabos mal ajustados que não terão o comportamento pretendido durante um acidente.”.
    Resumindo: despedem no sector administrativo e vendas, quando o sector responsável foi o de produção, onde pelos vistos não terá havido despedimento… Lógico? Não.

  10. Vitolas says:

    “avaliação da sua performance…”
    Se por la fizerem como normalmente fazem por cá,quem tem a melhor performance é por norma quem engraxa mais,podem até nem valer nada mas se forem bons nessa parte são os melhores e ainda são recompensados.
    Depois basta não se ser convivente com determinadas coisas e,que por vezes as pessoas estão no seu directo de fazer tal coisa que até se pode ser o melhor na sua função mas já não se presta.Alias,esta frase até pode dizer muito..
    “Elon Musk é conhecido por ser um patrão extremamente exigente com os seus funcionários e por trabalhar muitas horas, nos vários cargos que ocupa. Por essa razão esta ação da Tesla acaba por não ser estranha, uma vez que exige um compromisso idêntico.”

  11. Kn0xx says:

    A todos os que dizem que Elon Musk é um tosto, idiota, etc, etc … são pessoas que realmente andam alheias ao resto do mundo. Se não fosse Elon Musk, e os seus “desvaneios”, hoje não irias ver os grandes construtores de automoveis com medo da geração que Elon Musk criou…o carro elétrico!….
    Muitos tentaram antes, muitos foram pagos para desistir… a Tesla não desistiu!
    Por mais vendedor que Elon Musk seja… iniciou uma mudança!

    Um pouco como Steve Jobs, era um perfeito cretino… mas iniciou uma mudança!

  12. shuka says:

    A Tesla disse em comunicado que realiza regularmente análises anuais de desempenho que geralmente resultam em promoções ou bônus, além de demissões.

    “Como em qualquer empresa, especialmente em um dos mais de 33.000 funcionários, as análises de desempenho também ocasionalmente resultam em demissões”, “mynordstrom afirmou a empresa. “A Tesla continua a crescer e contratar novos funcionários em todo o mundo.”

    Embora a Tesla tenha confirmado as demissões, ela não revelou o número exato de funcionários que foram demitidos após as revisões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.