Quantcast
PplWare Mobile

Novas matrículas dos carros podem perder referência a mês e ano

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Quim says:

    Excelente. Não faz falta nenhuma. É só para o vizinho saber de que mes é o carro.

  2. João Sousa says:

    Ora uma boa noticia para os carros importados…agora sim vão passar despercebidos.
    Para os mais atentos que nos usados usavam essa informação a seu favor vão ficar a arder…

  3. poiou says:

    Uma vez que em Lisboa há zonas proibidas a carros a partir de uma certa idade, e as matrículas irão perder a data, então a polícia municipal já tem acesso à base de dados das matriculas? Ou estamos em Portugal e vão aparecer as matrículas sem data, e só daqui a uns anos é que é dado acesso à base de dados?

  4. Tiago Eusébio says:

    Eu cá acho piada saber através do mês/ano em que série as matrículas vão e se os carros são importados ou não.
    Apenas por motivos de curiosidade. Até porque não é porque a matrícula do vizinho deixa de ter o mês/ano que vou deixar de saber que o carro é novo…… como se isso me interessasse.

  5. Guedesnet1969@ says:

    Portugal é o único país da Europa onde as matrículas têm o ano e mês!

  6. rodrigo says:

    sempre achei estranho a matricula ter o ano e o mes! Nao ha outro pais europeu com essa informação na matricula!

  7. radamel says:

    Então e a retroatividade? O meu carro já chumbou na inspeção por o amarelo estar “bastante” descolorado.

  8. Philippe Marques says:

    E depois de ZZ-ZZ-ZZ o que vai acontecer ?
    Começar de novo por 00-00-01 ?
    O bug do ano 2000 : 1999 –> 2000 ie 99 –> 00
    Alguem faz algo de intelligente, chega outro, nao compreende e assim fica.
    Congrats guys you’re so smart.

  9. pedro says:

    Não faz sentido ano/mes na matricula, é pleonástico, e aproveitavam era para acrescentar uma serie de 4 letras em vez de 2 … tínhamos sistema para mais de 50 anos …. mas esta gente só pensa no curto/médio prazo !!

  10. Pirata das cabernas says:

    Mas é só para novos? Ou depois posso fazer no meu matrículas sem ano e mês? Eu odeio ver aquele amarelo

  11. Louro says:

    É agora que o pessoal pode comprar importar um carro com uns anos e andar a dizer aos vizinhos que comprou um carro novo.

  12. Marco says:

    Até 1994 não tinham ano e mês, depois passou a ter, agora vão tirar de novo?
    Alguém anda aborrecido por não ter nada para fazer!!!

  13. Caetano says:

    Não se preocupem, antes de acabar a sequência actual chegam as matrículas digitais. No entanto eu tinha uma solução a preto e branco ainda, bastava um QR Code. Acho que o pessoal iria gostar.

  14. Guedesnet1969@ says:

    Olhem pra Holanda, a nemeraçao é ugual à nossa!

  15. Theboice says:

    Para quando as matrículas das motos com a simbologia do país para evitar ser multado por exemplo em espanha…

  16. não importa o quê says:

    As matriculas deveriam ser identificadas por zona geográfica, vai um tipo do Porto para Lisboa, não conhece vai a apalpar terreno, leva umas buzinadelas valentes, se estivesse na matricula a zona penso que o pessoal iria ser mais brando e compreender! No que toca a barra amarela, ainda bem que desaparece…

  17. JB says:

    E se tivessem localidade?

  18. Carlos Silva says:

    Assim os donos de carros importados deixam de ter vergonha.

    Mas e as matrículas das notas? Vão passar a estar legais para andar fora de Portugal? É que não têm a banda azul e o pessoal tem de colar aquele dístico branco que em certos modelos é impossível.

  19. Sérgio says:

    Quando dava jeito marcar bem a distinção entre que podia e quem não podia colocou-se o mês é o ano. Tempo das vacas gordas e feira das vaidades. Agora que o parque está a ficar todo velho há que esconder a miséria. Pobre país de aparências bacocas.

  20. Auto says:

    Realmente só num pais de caramelos é que existia uma matricula com o ano e o mês, está no documento único, as autoridades que vejam, é o mesmo estigma das palas que piroso.!!.. O que os outros países fazem ou têm é problema deles o nosso é que interessa, p português mete sempre os países à baila…..

    • Miguel says:

      “os outros países fazem ou têm é problema deles”
      logo depois de teres chamado os outros países à baila
      “só num pais é que existia”

      ahahahahah ahahahahah ahahahahah

    • Louro says:

      Inicias o teu comentário a falar dos outros países depois dizes que o que os outros países tem é problema deles.

      Mais um que quer dizer aos vizinhos que tem um carro mais novo que aquilo que na verdade tem.

    • tony says:

      basta ler alguns comentarios aqui, falam tanto nos carros importados mal sabem que so temos a autoeuropa e psa citroen em mangualde entre outras o resto e tudo importado ehehe das fabricas ou pensam que e fabrico portugues eheheeh

  21. Vasco Pereira says:

    Como é óbvio, o ano e o mês da matrícula estimula o consumo. Para um país pobre que importa muito mais do que exporta (vai-nos valendo o turismo para tentar remediar) tudo deveria ser feito para travar as importações

  22. LA says:

    Pelo menos o ano faz todo o sentido. No caso de 2020, seria 20 em cima e vinte por baixo.

  23. Tuga says:

    Para dizer a verdade acho as matriculas portuguesas das mais “farsolas” que existem em termos de estéticos. Então com a zona amarela ainda pior. Não serve para nada.
    Vou vos contar, tive um carro em que o mês estava errado (comprei novo foi o stand que colocou a matricula e levantei o carro no mês 12) o carro era de 11 e na matricula estava 12, já o carro tinha 10 ou 12 anos quando na inspecção periódica viram e fizeram-me fazer novas matriculas, ou seja fui parado em operações de fiscalização pela policia, fui várias vezes à inspecção e só depois um reparou, eu já tinha reparado à muito, mas tb não foi no imediato. Em relação a ser importado a informação está no DU, não necessita estar na matricula.

  24. Vítor says:

    Por mim até podia ficar ano e mês desde que tirassem o amarelo. De qq das formas acho completamente desnecessário ter essa info nas chapas. Tbm sou contra a colocar a zona ou localidade do veículo, pois a dimensão do país não exige. Já existiu em Espanha e terminou pois dava azo a vandalismos estúpidos principalmente por causa do futebol.
    Keep it simple.

  25. Nobre Luso says:

    Incrível a imaginação de alguns “especialistas”…
    Como é que uma conjugação de 2 letras + 2 algarismos + 2 letras (AA-01-AA) pode fazer um palavrão?…
    Expliquem com um exemplo!
    Nem um vernáculo se consegue escrever!
    Nem vale a pena perder tempo a experimentar…

  26. Mario rui says:

    È uma vergonha a matricula ter o mes e o ano sò mesmo em portugal os portugueses mandar uma carta ao partido do Dr andrè ventura e dizer chega de andare com o ovo estrelado

  27. ORLANDO SANTOS says:

    Boa Nobre Luso, até que enfim alguém reparou nesse pormenor. Eu lembrei-me de uma: co-11-na. Será? Ou a nossa mente é que é perversa? Então e por que é que incluiram palavras obsenas e calão no dicionário atual?

  28. ORLANDO SANTOS says:

    Já agora: PU-21-TA +
    PI-53-LA + XO-69-TA + MA-87-MA

  29. Vítor says:

    Está confirmado. As matriculas vão perder a indicação de ano e mês. Vão ser proibidas obscenidades. Saiu ontem em Diário da República.

  30. tony says:

    lol todos os carros sao importados acho piada essa tara acham que os carros sao todos produzidos em portugal ou seja sao importados das fabricas no estrangeiro da marca 😀 ahaha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.