PplWare Mobile

Mini Cooper SE chega em breve. Será um concorrente sério para o Tesla Model 3?


Autor: Pedro Simões


  1. Marco says:

    Isto demonstra a “supremacia” das marcas europeias de automóveis nos eléctricos.

    Já agora
    https://www.theverge.com/2019/7/9/20687413/bmw-electric-mini-cooper-specs-release
    E a smart está no mesmo caminho…

    • IonFan says:

      “Supermacia”? O primeiro Tesla Model S tinha 340 kms EPA (mais exigente) com 60kWh, este tem 270 kms WLTP (menos exigente) com 50kWh… Era um Model S60 e estavamos em 2012. Foi há quase 8 anos!

      • Vitor Mesquita says:

        Apesar de ser caro e ainda não compensar a diferença de preço em relação a gasolina, eléctrico é Tesla.

        • IonFan says:

          Pense lá bem se não compensa. Se comparar carros do mesmo segmento são bastante competitivos, mesmo sem contar com as poupanças associadas. Se metermos a performance na equação até são bem mais baratos do que os ICE equivalentes.

          • Vitor Mesquita says:

            A diferença de preço no caso do 208 (gasolina – eléctrico) são cerca de 16.000€, com essa quantia faço cerca de 200.000kms. Compensa e falta fazer contas aos custos da electricidade e a vantagem de ter o carro always ready.

          • IonFan says:

            Certo Vitor. O problema é que não deve comparar carros de diferentes segmentos. Deve comparar um Tesla Model 3 com um BMW serie 3 ou um Mercedes classe C. Se comparar assim o preço é mais ou menos o mesmo. Se contar com a performance, não consegue encontrar nenhum serie 3 ou classe C com 350cv e tracção às 4 rodas por 60.000eur, como custa o Model 3.

          • Vitor Mesquita says:

            Esses não são para o meu bolso, comparo o mesmo carro neste caso o 208 na componente eléctrica e gasolina.

  2. David Cordeiro says:

    Não me parece uma boa comparação.
    Embora um seja um fã dos mini, os dois carros nada têm em comum a não ser terem 4 rodas no chão.
    Numero de portas, tamanho interior e espaço exterior, numero de lugares, autonomia, velocidade, “condução autónoma” etc…
    Parece que estamos a comparar um Smart com um BMW serie 3

  3. HB says:

    Mais um elétrico com autonomia ridícula.

  4. eu says:

    Mais um eletrico que quando a bateria acabar rapidamente, irá custar um carro e lá se vai a poupança.

    • Hugo says:

      Têm de abandonar essa ideia de que os carros eléctricos visam a “poupança” do consumidor.

      • Ricardo says:

        OS carros electricos sao como qualquer outro investimento. Ha cenarios em que compensam, noutros nao. No meu, contas feitas, penso que compensa, quanto mais nao seja porque me permite uma poupanca de 150e por mes em combustivel, carregando em casa. Electricidade e’ so’ mais um “produto” para alimentar um veiculo – a logica devera ser a mesma de gasolina vs gasoleo.

  5. Rui says:

    Respondendo à pergunta, sinceramente nunca vai ser concorrente, porque não vai ter 1/10 da publicidade que lhe dá a imprensa!!!!

  6. Rui says:

    Com esta autonomia o preço devia ser 10k

    • Rui says:

      E o Tesla devia custar 25.000€ também pelas suas contas, certo? Partindo do pressuposto que o Tesla de 25.000€ tem uma autonomia a rondar os 700km!!!!!

      • Paulo Santos says:

        Arre que deves ter um problema pessoal com a Tesla.
        150 Km/h de velocidade máxima contra 221.
        270 Km autonomia contra 409.

        O que queres mais?

  7. DC says:

    A pergunta do título não faz sentido.

    O mini é um citadino, segmento B. O Tesla é uma berlina familiar, segmento D.

    Faz tanto sentido como perguntar “Mini Cooper D: será um concorrente para o BMW 320d?”. Ambos usam a mesma tecnologia de propulsão mas as semelhanças acabam aí.

  8. eu says:

    Há e tal, tenho um eletrico, sou cool e só gasto x por cada 100 kms, mas:
    – Pagou à entrada muito mais pelo carro (só este diferencial poder ser o suficiente para compensar)
    – A autonomia é ainda reduzida
    – Falta de locais para abastecer
    – Vida das baterias bastante reduzida em relação à viatura e custa de substituição totalmente rídiculo (só este diferencial poderá por si só custar uma viatura)

    Já ouvi dizer quem comprou carro eléctrico e teve de ir a pé para o trabalho porque ficou sem “pilha”

    Há outra proposta alternativa à gasolina como o GPL mas devo imaginar que isso vem com complexos desatualizados atrás.

    • mlopes says:

      qualquer tomada schuco com 10 amperes disponíveis serve para carregar um veículo elétrico daí que não há exatamente falta de locais apra carregar e quem teve de ir a pé por falta de pilha é porque é desleixado.
      da mesma forma deixaria acabar a gasolina ou o gasóleo!

    • Paulo Santos says:

      eu, outra vez o mesmo comentário? Onde está a originalidade?

  9. Dani Silva says:

    “Concorrente sério do Tesla Model 3”?? Não brinquem com coisas sérias…

  10. Diego Fonseca says:

    Um carro inglês, montando por alemães mais barato para norte americanos do que para europeus. essa conta não fecha.

  11. Cortano says:

    Esta mania de fazer este tipo de títulos para artigos já está no campo do ridículo.

    Acabem lá com a treta do “será A um concorrente/alternativa a B?”
    Ainda por cima, neste caso, estão a questionar se uma cebola é concorrente a uma batata.

  12. Ricardo says:

    Acho que esta noticia nao faz sentido. Sao segmentos de preco e de carro diferentes. As baterias do Mini SE sao de 30kwh, semelhantes as que eram utilizadas na versao de 94ah do i3. O i3 novo tem baterias de 120ah ou 40kwh.
    @Pedro Simoes, acho que vale a pena passar pelos sites das marcas antes de publicar este tipo de noticias. Este erro era desnecessario.

    In Mini.pt: “O MINI Electric é um ícone original, agora reenergizado para as estradas do futuro. É alimentado por uma bateria de alta tensão, de 96 células, com uma potência de 32,6 kWh (capacidade bruta) montada sob o piso, entre os bancos dianteiros e sob os bancos traseiros.”

  13. LA says:

    O desenho das jantes é que não está com nada.

  14. mlopes says:

    quantos mini cabem dentro de um model 3? 😉

  15. Rui says:

    Os carros em si são, como já foi dito, para consumidores diferentes. O 3 é para supostas famílias (4 portas e espaço para tralha) enquanto que o Mini é para para outro tipo de consumidor mais individual. Em termos de qualidade automóvel o interior do Mini está muito acima do tablet minimalista e totalmente “desergonómico” do 3. Portanto, coisas diferentes. Para mim o Mini/BMW seria sempre a escolha preferencial. Não reconheço à Tesla grande competência na indústria automóvel. O facto de serem EV só por si não significa nada. No meu caso pessoal que faço por dia uns 90km em LX e arredores o Mini estava muitíssimo bem :-). Carregava na garagem de 2 em 2 dias. PS: As jantes horríveis da foto são opcionais e podemos até optar por umas jantes decentes.

    • Rui Machado says:

      Presumo que a autonomia muito mais reduzida nao seria problema, e ja agora a velocidade maxima de 150 contra 221?

      O mini é para concorrer com o Zoe, o Tesla está muitos patamares acima

      • Rui says:

        Na realidade ja tive a minha cota de excessos de velocidade e a 120 Euros cada, menos os pontos é coisa que nao tem relevo para mim. Como ja disse para mim Tesla nem pensar. Sao gostos… Mas tecnicamente parecem ser muito pobres. Interior fraquinho, sem uma rede capaz de concessionários… Se tivesse que comprar um EV nunca seria Tesla.

        • Paulo Santos says:

          Interior fraquinho. A sério?

        • Paulo Santos says:

          Tecnicamente muito pobres?
          Com as melhores autonomias e motores?
          A sério?

        • Rui says:

          Nada percebes de tecnologia.

          Que me digas que pesssoalmente Tesla não é para ti, respeito, cada um gosta do que bem entende.

          Agora não mistures as coisas, infelizmente para nós consumidores em eléctricos todas as marcas estão anos atrás da Tesla, anos essses que parecem décadas.

          A Tesla e a única marca que tem carros com autonomias da ordem dos 400 500 km desde a vários anos, os outros começam agora a ter carros com autonomias similares mas a Tesla já quase duplicou essa autonomia.
          Já o autopilot da Tesla e uma realidade a vários anos e só agora sistemas similares chegam aos outros carros (embora ainda com funcionalidades bem diferentes)

          Quanto a estética também continuo a preferir Bmw eporsche, volvo e outros mas isso são gostos pessoais.

          A Tesla não andou a dormir e agora que os outros se aproximam tecnicamente vamos ver a resposta que eles vão dar.

          Mostra qual o carro da concorrência com autonomia perto dos 700 km?
          Olha tenho vários carros em casa a diesel e gasolina, acho que só um tem essa autonomia.

          • Rui says:

            Eu não percebo de tecnologia? Mas tu percebes? Não me parece que sejas grande especialista. A questão é que um automóvel não é só feito de números… Quando tentam vender o Tesla a conversa é sempre a mesma… Faz 0-100km em x segundos, tem x autonomia, etc. Mas se o Tesla usasse um motor a combustão, a atenção seria dirigida para outros pontos como, qualidade de construção, ergonomia, etc. Não vejo nenhum defensor da marca referir esses pontos. E sim o tablet no 3 foi uma forma “barata” de fazer um painel de instrumentos. E depois há muita desinformação… O Nissan LEAF por exemplo iniciou a sua comercialização em 2010. A Tesla em 2012. No entanto, lendo os media até parece que nunca houve EV antes da Tesla. O que a Tesla fez foi colocar 540Kg (!) de baterias dentro do carro. O grande “milagre” da autonomia que implica que o carro exceda largamente as duas toneladas de peso sem pessoas lá dentro. Sabes qual é o efeito desse peso no comportamento em curva, desgate de pneus, etc.? Quanto a teres vários carros em casa não vejo o que acrescenta à discussão. Se percebesses alguma coisita de tecnologia perceberias que a maioria dos diesel de hoje faz com um depósito cerca de 750km em cidade. E se souberes fazer contas poderás chegar à conclusão que um diesel tradicional (sem serem híbridos) tipo TDI ou JTD que faça 6l aos 100km consegue em estrada fazer mais de 1000km com um depósito de 65l.

          • Rui Machado says:

            Este outro Rui é mesmo tontinho.

            Vou-te explicar no Tesla fala-se de autonomia e binário bem como velocidade maxima mas tambem se fala em qualidade.

            Se o Tesla usasse motor de combustão dizes que se discutiria apenas a qualidade de construção? Nunca andaste num Ferrari pois não? Péssima qualidade de construção mas ninguem fala disso porque o importante nesse carro são outras coisas que obrigam a perdoar esse pecado…

            Achas que o tablet do serie 3 é mais barato de produzir do que o tablet que qualquer mercedes ou BMW usa? Sim claro porque quanto maior o ecra e mais qualidade mais barato deve ficar nas tuas contas.
            Ou talvez aches os carros que nem ecra possuem mais caros de construir porque o plastico reles que usam é mais caro….
            Sim claro o nissan Leaf esse maravilhoso carro que já em 2010 tinha 100 km de autonomia e uma velocidade maxima de 150 quando já desde 2008 (2 anos antes) a tesla produzia o roadster com mais de 320km de autonomia e velocidade maxima de 201km/h porque estava limitada electronicamente.

            O Leaf da epoca era tão avançado que quem mudou o paradigma dos carros a combustao para electricos foi a Tesla com o seu roadster e posteriormente com os model S.

            Ainda nenhum construtor até hoje se aproximou da performance, autonomia e velocidade maxima desses carros.
            Apareceu apenas agora a porsche com o Taycan que ainda não foi lançado mas parece prometer guerra, no entanto pelo que se sabe a Tesla prepara a resposta e nao vai ficar atrás.

            Compara o Leaf actual com o Model 3 e vês a tareia que leva em tudo, autonomia, velocidade, equipamento (autopilot, ja viste algum num leaf), qualidade de construção e metodos inovadores de construção….

            A inovacao da Tesla não passou por por 540kg de baterias passou por motores electricos superiores e baterias superiores bem como uma gestao apurada da electronica.
            A mercedes e os outros apesar da Tesla abrir as patentes continuam atrás….
            Os teus numeros falham por falta de experiencia o ultimo carro que tive que fazia perto de 1.000km com um deposito era um golf tdi.
            Tenho uma bmw de 2015 eficient dynamics (versao que gasta menos) e mesmo essa nao chega aos 800km, tenho uma vito de 2016 que quando atesto megarante quase 900km fruto de deposito maior mas nunca passa muito dos 700 a andar devagar.

            Faco 600km por dia e ja conduzi de tudo desde fiat a ferrari passando por porsche e so posso dizer que de carros so sabem que têm 4 rodas.

  16. TugAzeiteiro says:

    Comparar um carro do segmento B (mini) com outro carro do segmento D (Model 3)… boa comparação! LOL
    E que tal se comparar o mini com o novo e-208 ou o iD3? Ahh espera… o nome Tesla chama mais…

  17. informado says:

    Está caro. Prefiro o que eu tenho 🙂 mais barato 😉

  18. Silencio says:

    O que eu noto nos comentarios destes artigos sobre electricos é que toda a gente faz viagens diarias de Lisboa a Madrid 😀
    300 kms de autonomia chega e sobra para a rotina diaria de uma pessoa.

      • Ricardo says:

        Volto a chamar a atencao para o erro na noticia em termos de capacidade de bateria.

        Quanto aos 300km, depende. Eu tenciono fazer 110km por dia com o meu i3s, mas sempre em AE e em AE, os 300km que a BMW anuncia nao andam perto.

        O mesmo se aplica a Tesla. As autonomias sao sempre em ciclos que consideram que se consegue diminuir o consumo atraves da travegem regenerativa. Se assim nao for, as autonomias estao longe do anunciado.

        A 120km/h, estimo que os 300km do meu i3s sejam cerca de 200 ou 180km.

        Em cidade os 270km sao reais.

  19. Emanuel Barros says:

    Tudo o que tem 4 rodas agora é concorrente do Model 3…. Tenho ali um Nikko Panther a pilhas recarregáveis tb deve ser concorrente do Tesla.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.