Quantcast
PplWare Mobile

Mais uma mudança radical! Volvo quer vender apenas carros elétricos no ano de 2030

                                    
                                

Fonte: Volvo

Autor: Pedro Simões


  1. Rui says:

    As marcas que nao investirem já seriamente nos eletricos vao ficar para tras tal como a nokia ficou

    • maroisergio says:

      quem se tem que adaptar mão são as marcas, são os fornecedores. São poucas as marcas que fabricam de facto carros. Maior parte ate nem desenha. Por isso é que a industria tem margens miseráveis e só ganham vendendo milhões de unidades. Dai a tesla apesar de vender poucas unidades esta em melhor posição para liderar o mercado. Basta fazer uma pesquisa qual a associação entre a tesla e a GM.

      • IonFan says:

        Mas, da última vez que vi, os fornecedores fornecem o que as marcas encomendam… Não quero acreditar que as marcas andem a montar carros limitados pelo que os fornecedores têm nas prateleiras.

      • Rui says:

        Tens razao em algumas coisas mas pelo que sei os fornecedores entregam o que as marcas pedem se pedirem uma sandes de presuntos eles entregam uma sandes de presunto portanto os fornecedores adaptam-se quando as marcas começarem a pedir

    • José Fonseca Amadeu says:

      Que falta de visão, achar que os carros electricos são o futuro foi a mesma coisa que nokia fez quando manteve o symbian.
      Só mesmo pessoas pouco informadas pensam isso.

      • IonFan says:

        Acho que alguém precisa de voltar à Wikipédia…
        Que eu saiba a Nokia era líder de mercado com uma tecnologia anterior e foi desrompida por uma tecnologia nova. Da última vez que verifiquei, o líder de mercado é-o com uma tecnologia anterior e os EVs são a tecnologia nova que está a desromper o mercado.

        • José Fonseca Amadeu says:

          O segmento automovel não anda à mesma velocidade que dos telemoveis.
          Neste momento os EVs estão a transformar-se na Nokia, pensam que são a ultima bolacha do pacote, estão seguros que vão dominar o mercado, a nova tecnologia que vai criar a disrupção já existe, mas como o segmento automovel é mais lento na sua adopção ainda não se deu essa disrupção. É esperar para ver, para mim EVs vão ser o futuro do futuro, antes de 2050 não vão vingar porque pura e simplesmente não existe viabilidade para vingarem e enquanto isso o mercado energetico mundial move-se todo num só sentido.
          Enquanto isso os EVs são o chamado “easy buck”, disrupção só mesmo para os menos atentos e pouco informados.

          • IonFan says:

            Então deixem ver se eu percebi. Apesar de estarem agora em crescimento e, ainda por cima, serem o “futuro do futuro”, os EVs são a Nokia, que foi lider de mercado e foi relegada para o quase esquecimento porque, ao contrário dos EV, apareceu algo que substituiu a tecnologia onde eram líderes? Isto tudo porque “pensam que são a última bolacha do pacote”, apesar de, como se pode constatar nestas secções de comentários, muitos ainda os desvalorizarem e, como é admitido no próprio comentário, a disrupção ainda não ter acontecido?
            Ok… Devo ser eu que não consigo alcançar o nível iluminação necessário para perceber esse raciocínio.

          • Milhais says:

            entao conta ai qual vai ser o futuro. Eu vejo todas as marcas a mudar para eletricos. Vejo marcas que apostaram no hidrogenio a afirmar que para carros, o futuro passara pelos eletricos. O que resta mesmo e talvez a gasolina sintetica, mas nao sei, temos de esperar mais um anos para ver precos.

          • José Fonseca Amadeu says:

            O futuro será sem dúvida o hidrogenio dito “verde”, todo o mercado financeiro, logistico e de investimento se está a deslocar nesse sentido.
            Já foi dado tempo suficiente para os EVs se ajustarem às necessidades para perceberem que neste momento não existe e não vai existir tão cedo evolução tecnologica para colmatar todas as lacunas dos EVs. As marcas inteligentes estão a apostar nas duas frentes as restantes estão a deixar-se levar pelo hype do momento.
            Ideologicamente adoro os EVs, mas não seja por ser um off-grid enthusiast, na pratica tenho 3 carros, 2 mais caros que um model 3 a gasoleo e 1 mais caro que um model S hidrido, em cidade não gasto combustivel com o hibrido, fora de cidade preferia cortar os pulsos a ter de ficar preso a um EV.

      • Rui says:

        sim foi exatamente a mesma coisa a nokia não acreditou numa tecnologia nova e não investiu nela, foi o suficiente para ser completamente ultrapassada

  2. Miguel Nóbrega says:

    Então não contem comigo… a não ser que as coisas mudem muito

  3. Tony says:

    Até terem uma autonomia de pelo menos 1000km e as baterias não levarem mais de 5min a carregar totalmente não contem comigo. De momento o carro elétrico não serve.

    • IonFan says:

      Fazes todos os dias esses kms todos e só paras 5 minutos a cada 1000km de viagem?

      • luis carreira says:

        tens de ter a noção que a maioria das pessoas não tem sítio onde carregar o carro… quem mora em prédios quase impossível na maior parte dos edificios. além disso nem sempre há postos perto de casa ou trabalho.

      • SergioFerreira says:

        Só uma questão…ele precisa de ter que fazer todos os dias esses kms?? … não pode precisar apenas 2 ou 3 vezes ao ano??!!! … não percebo essa lógica…

        Uma pessoa que seja apenas uma gamer ocasional, mas que quando joga é exigente na qualidade gráfica, não vai automaticamente querer comprar uma máquina que corra de acordo com as expectativas e exigências dessa dita pessoa??

        • IonFan says:

          Às vezes dava me jeito transportar a malta toda para as festas de verão (antes do confinamento). Se calhar é melhor vender o carro e comprar um autocarro…

          • SergioFerreira says:

            Cada um é responsável por si mesmo, no máximo, pela mulher e filhos…os problemas dos outros é problemas deles. Tu levas o teu carro e os teus amigos que levem os deles.

            A não ser que a tua malta sejam crianças, e sejas prof., nesse caso alugas sim um autocarro, mas aí já não te sai do bolso.

            Se eu quiser fazer 1000km, mesmo que seja apenas 2 ou 3 vezes ao ano, que no meu caso até são bem mais, isso é comigo e apenas comigo, ou seja, não tenho de estar a pensar se a “malta” também precisa ou não.

            Comparação muito desonesta, essa tua.

          • IonFan says:

            @SergioFerreira, não estás mesmo a perceber onde quero chegar?

            O que eu estou a tentar explicar é que as pessoas não compram carros a pensar nas necessidades pontuais. Se assim fosse, todos os carros vendidos eram um híbrido entre uma station, um autocarro, um 4×4, uma pickup e um furgão.

          • SergioFerreira says:

            @ caro amigo IonFan …eu até percebi, e concordo, parcialmente com o que dizes.. o que estou a tentar passar também é que as pessoas são diferentes, e têm exigências diferentes, também…ou seja, há quem valorize esses casos pontuais e prefira já estar prevenido, como em tantas outras coisas nas suas vidas.

            Uma pessoa pode não usar regularmente o NFC no tlm, mas sabe que, pontualmente, irá usar. Com isso em mente ele procura já de antemão um tlm com NFC…e quem diz NFC, diz qualquer outra característica que use menos, mas queira usar pontualmente.

            E quem diz tlm, diz qualquer outro aparelho, também. Alguém pode só jogar no PC uma ou duas vezes ao ano, mas quando ela joga, ela quer ter os melhores gráficos possíveis…se ela tem possibilidades, ela vai comprar um PC que specs muito acima daquilo que ela habitualmente precisa, mas que vai em todo o caso usar, mesmo em casos pontuais.

            Não tenho nada contra VEs, pelo contrário. Nos anos em que tive oportunidade de conduzir um gostei bastante da experiência, mas tento perceber que as pessoas são todas diferentes, com mindsets diferentes e respectivas exigências e experiências diferentes. Para umas pessoas um VE, actualmente, faz sentido e cobre praticamente todas as situações e necessidades, para outras talvez não…noutras pessoas se calhar, como referiste e bem, são casos pontuais, mas independente de tudo o resto, está no direito delas quererem um veículo que lhes satisfaça as mordomias e comodidades a que se habituaram. São escolhas e cada um tem as suas.

            Não tenho quaisquer dúvidas que, com a rápida evolução que os VEs estão a ter, daqui a mais 5/10 anos algumas, senão praticamente todas essas exigências, serão já cobertas e resolvidas. 🙂

            Seria ouro sobre azul, não concordas?! Um VE que tenha mais autonomia ou que, para compensar a ausência dessa autonomia, existam postos de carregamento em cada esquina e que o respectivo carregamento se faça em 5m (como certamente saberás que já se está a fazer progressos nessa vertente).

            Só acho que não faz sentido caírem em cima de pessoas, como foi o caso do Tony, que deu a sua opinião com base naquilo que ele considera ser importante para ele e que, logo a seguir, vêm outras pessoas julgar a decisão dele.

            Seria certamente muito mais produtivo que em vez de julgarem, que simplesmente dessem as suas opiniões diferentes e que as justificassem. Quiçá o Tony não mudaria a sua opinião, ou mesmo que não mudasse, no mínimo, todos se respeitam e estivemos todos envolvidos num argumento saudável.

            A vida já é tão cheia de problemas e stresses… não vejo porque deveríamos alimentar outros desnecessários. 🙂

            Abraço

          • IonFan says:

            @SergioFerreira, pois é, mas um telemóvel com NFC não custa 5x mais a carregar todos os dias, incluindo os dias que não precisas de NFC…

          • SergioFerreira says:

            @IonFan …mas só foste buscar esse exemplo porque era o único que conseguias ter argumentos?

            Agora pergunto eu… não estás mesmo a perceber onde quero chegar?

            E, basicamente, continuas a julgar as escolhas dos outros… é assim tão complicado respeitar que as pessoas são diferentes, têm gostos diferentes e estilos de vida diferentes, também?!

            Podem até ser pormenores ridículos…mas são ridículos para ti, não têm de ser para outros.

          • IonFan says:

            @SergioFerreira, fui buscar esse exemplo? Quem deu o exemplo do
            NFC foste tu…

        • Toni da Adega says:

          Eu já tive que alugar um carro com 7 lugares para transportar a familia. Será que deveria comprar um carro com 7 lugares?
          E se quiser ir de férias para o campo e precisar de um 4×4? Deverei comprar um todo o terreno?

          • SergioFerreira says:

            Sim, se precisas de levar a família, compra um veículo de 7 lugares…qual o stress??!!

            Da mesma forma que quem tem um desportivo de 2 lugares, entretanto casa e tem filhos, das duas uma, ou tem possibilidades monetárias e compra mais outro veículo que tenha lugares para a esposa e os filhos, ou troca o desportivo por um familiar.

            Onde está a dúvida?!

        • Gilberto says:

          95% da população compra um carro util para o dia a dia não compra para uma ocasiao por ano se não toda a gente tinha carros de 9 lugares. Uma viagem grande de 6 em 6 meses as pessoas podem prefeitamente adaptar-se, e vamos la ver uma coisa faz um raio de 600km à volta de lisboa e vê a percentagem do país a que chegas com essa autonomia, 1000 km nem faz sentido no mais em que vivemos

    • Luis says:

      fazes 1000 km por dia ? e não dormes ? é que se tiveres um dia a dia normal e dormires 5 horas é suficiente para estar carregado. Acho imensa graça a estes argumentos 90% das pessoas não fazem sequer 100km por dia e estão em casa mais de 10 horas mas o carros têm que carregar em 30 segundos e ter uma autonomia de 30 000 km

      • SergioFerreira says:

        Aí é?? Vai fazer uma viagem ao interior, mesmo que pares pars dormir, mas não tens onde carregar…e agora?!

        Há que pensar que nem todos estão nas mesmas características que tu!!

        • IonFan says:

          No interior não há electricidade? Essa para mim é nova…

          • Vítor M. says:

            De facto esta não percebi também!

          • SergioFerreira says:

            Deves ser quadrado…

            E tens em todo o lado onde carregar? Estás a dormir num apartamento, onde carregas o veículo?…fazes uma puxada dum poste de iluminação?? …ou tens de ter um cabo de 50m para chegar ao carro e ligar?!

            Tu vais ao interior, sequer, para perceberes onde estou a tentar chegar?!

            Se puseres essa ironia arrogante de lado, perceberias que as perguntas são genuínas e com interesse de saber?!

          • SergioFerreira says:

            …btw…a minha pergunta tem uma lógica!

            Em 2015, andava com veículo de trabalho eléctrico, um i3, e precisei de ir ao baixo Alentejo e passar lá a noite. A única coisa que me salvaguardou a viagem de volta foi que o BMW era o modelo REX e pude abastecer com gasolina, senão o carro ficava parado, pois o hotel onde estive não tinha forma de carregar o carro, no estacionamento deles.

          • IonFan says:

            @SergioFerreira, um apartamento… coisa que abunda no interior esquecido. E, ainda assim, há muitos alojamentos já permitem carregar os carros, nem que seja numa tomada normal. Já fiz dois anos de férias sem qualquer limitação a carregar numa tomada normal fornecida pelo alojamento que, por coincidencia, eram apartamentos. Os alojamentos que não o fazem já, vão passar a fazer quando começarem a ver os clientes a escolher os outros.

            Hmmm, 2015, aquele ano de pico no que toca à mobilidade eléctrica. Boas memorias desse ano. Pena que os carregadores sejam cada vez menos agora… ou então não.

            É só passar pela página da UVE e ver que todos os dias abrem carregadores novos, muitos no interior. O Lidl, por exemplo, está a instalar em prácticamente em todas as lojas. O Continente vai pelo mesmo caminho. Os outros vão ter que ir atrás se não quiserem perder a fatia cada vez maior de clientes com EV.

            Mas volto à questão inicial. Onde é que ele diz que a ausencia de carregadores é o problema? Se ele dissesse algo como “Até terem uma autonomia de pelo menos 1000km e as baterias não levarem mais de 5min a carregar totalmente OU EXISTAM CARREGADORES EM TODAS AS RUAS não contem comigo”, até dava o beneficio da dúvida. Assim é só falta de noção.

        • Seal says:

          Talvez o Sérgio se esteja a referir a PCRs…
          Segundo o mapa da UVE em Trás os Montes ( Distritos de Bragança e Vila Real, cerca de 340000 habitantes), apenas existem 2 instalados e só em Vila Real e + 3 planeados sem data.
          Existem outros (poucos), mas são AC.
          Mas nem por isso se deixam de vender EVs.

          • SergioFerreira says:

            Sim… efectivamente. Quem comenta que em todo o lado do interior existem formas de carregar, então não conhece o verdadeiro sentido de “interior”!

            Nem todos, no interior, vivem em vivendas com garagem. Nem todos no interior têm postos em frente às suas casas ou perto, nem todos podem estacionar a 5m dos seus apartamentos para ligar um cabo de casa ao carro…mais ainda…eu vivo em Lisboa e no bairro inteiro,onde vivo, não temos garagens e não existe um único posto de carregamento no mesmo. Estaciono o meu EV fora do bairro e ando a pé para casa???

            A única coisa que acho que se passa é que as pessoas têm muita tendência para só verem as suas circunstâncias, e pensam que todos os restantes também vivem nessas circunstâncias e nas mesmas condições…a realidade não podia estar mais longe disso.
            Cumps

          • Paulo Santos says:

            A informação está desatualizada.

          • Seal says:

            Qual é a informação actualizada ?

    • Manuel says:

      cá esta, mais um que faz 1200 km por dia e só para 5 minutos, há pessoas trabalhadoras em portugal

    • Fabio Antunes says:

      Carros a hodrogenio possivelmente vai ser bem melhor que os electricos…ou a junção dos 2

  4. robin says:

    Na Alemanha passou a ser proibido estacionar em parques subterrâneos para veículos elétricos e híbridos.

    • Gonçalo says:

      não sei onde vives na alemanha mas de certeza que não é no mesmo sitio que eu, aqui um parque ao pe de mim até tem carregadores gratuitos

    • IonFan says:

      Isso foi em duas cidades e, correndo o risco de parecer uma anedota, “A decisão foi tomada depois de um velho Golf a gasolina arder.”:
      https: //observador.pt/2021/03/01/duas-cidades-alemas-baniram-electricos-de-garagens-devido-a-risco-de-incendio/

      • carlos Matos says:

        Vocês não sabem o que é o lítio a arder pois não ?
        Se soubessem não estavam fans de carros a pilhas.

        • Rui says:

          Sabes o que é gasolina a arder ? ahah que eu saiba os incendiarios usam gasolina não é pilhas ahahahahahah

        • IonFan says:

          Fala a pessoa que não se importa de conduzir um carro a combustível, que, como o nome indica, usa uma matéria altamente inflamável…

        • Toni da Adega says:

          Gostei deste promenor:

          Decisão de proibir o estacionamento de veículos elétricos em parques subterrâneos, numa cidade alemã, surge na sequência de um incêndio de grandes proporções provocado por um automóvel com motor de combustão.

          Isto é como proibir os avioes porque um barco afundou

          • IonFan says:

            Se eu fosse morador lá do sítio já tinha ido à Câmara Municipal perguntar se era para os apanhados…

    • Eu says:

      Na Alemanha??? De certeza?
      Segundo a referida notícia, começa assim:
      «Na cidade alemã de Kulmbach»

      Generalismos deste tipo são perigosos, constituem uma certa dose de “fake news”…

    • Paulo Santos says:

      “decisão de proibir o estacionamento de veículos elétricos em parques subterrâneos, numa cidade alemã, surge na sequência de um incêndio de grandes proporções provocado por um automóvel com motor de combustão…”

  5. Gualter Louro says:

    Se as pessoas soubessem realmente fazer contas os carros a Diesel nao seriam os mais vendidos neste país .

    Para quem sabe fazer contas é simples e quem nao sabe nao vale a pena continuar a ler o que escrevi abaixo :

    1 ) Enquanto houver os incentivos do estado, os electricos (para algumas empresas) podem ser um bom negocio

    2 ) Para a maioria dos particulares NAO COMPENSA . A diferenca de preço para uma versao a gasolina é abismal .

    3 ) Quem faz 20 ou 30 km por dia e compra um carro electrico é uma verdadeiro cromo que deveria de ter parado de ler o meu comentário a partir da segunda linha conforme expliquei

    • Nuno says:

      olha eu faço 50 e em 8 anos ja paguei a diferença portanto aocncelho-te a fazer melhor as contas antes de mandares para o ar coisas sem sentido

      • Gualter Louro says:

        Eu disse 20 ou 30 km por dia . Nao disse 50 Km .

        A comparação que fiz foi com veiculo NOVOS . Por Exemplo Electrico VS Gasolina .

        As contas já fiz eu varias vezes porque sou responsável de frota . ( Aquele gajo que decide que carros é que uma empresa compra)

        • Mastermind says:

          Há uma página na internet que te faz esses cálculos. Google is your friend. Compara gasóleo, gasolina, e elétrico da mesma classe e até da mesma versão. A mim dá-me sempre gasolina…sem surpresas.

          • Seal says:

            Deve ser este.

            https://mobzero.pt/simulador/#resultados

            Alguém pode confirmar os custos de manutenção do Model 3 LR ?
            Média de 540 € ! ano parece exagero… Mais do que o EQC 400.

          • IonFan says:

            @Seal, o meu vai fazer 2 anos e rodou os pneus e levou filtros do habitáculo (50eur mais IVA com Ranger a vir a casa fazer o serviço).
            Este ano deve levar novamente os filtros do habitáculo e já tenho ali umas escovas da Bosh (vinte e tal euros na Amazon) para por entretanto.
            É importante referir que é tudo opcional e não perde a garantia se nunca for à “revisão” nos próximos 6 anos.

          • Seal says:

            Certo @ion, obrigado.
            De facto, os valores apresentados neste site são bem diferentes… e pelos vistos totalmente incorretos.
            Já tinha lido sobre valores deste tipo para o Model X/S, mas também devem estar “inflacionados”…

  6. Fernando says:

    A Tesla sempre fabricou carros elétricos. 2030 é uma miragem

  7. Rebenta anilhas says:

    Quero é carros a Hidrogénio… Esses sim, serão o futuro!

    • Ricardo Gonçalves says:

      era o melhor mas esquece pelo menos nos próximos anos

    • Gilberto says:

      muito dificilmente será o futuro a infraestrtra é enorme das duas uma ou produzes hidrogenio em cada bomba de gasolina que fica caro ou fazes numa central e transportas para cada bomba e transportar um gas como o hidrogenio é muito dificil e caro enquanto a eletrecidade já esta praticamente toda feita é so criar os postos

      • José Fonseca Amadeu says:

        A infraestrutura para electricos globalmente é muito mais megalomana e utopica.

        • IonFan says:

          O quê!? Então usar algo que existe em praticamente todo o lado é mais megalómano que montar produção, distribuição e postos de abastecimento totalmente novos? Tem noção do que escreveu? Sabe quanto é que custa um posto de abastecimento de H2? Eu digo. São cerca de 3.000.000€ para 1500kg/dia de capacidade. Para por em perspectiva, 1kg de H2 dá para uns 100km.

    • Milhais says:

      Baseado na opiniao da hyundai, umas das empresas que mais apostou no Hidrogenio, diz que o hidrogenio sera o futuro sim mas para a industria ( camioes, maquinas, barcos). Para os carros ligeiros nao consegue competir, pois tu tens de usar energia eletrica para converter agua em hidrogenio, armazenar e transportar, a eficiencia vem logo por ai abaixo. Enquanto num carro eletrico, a eficiencia roda os 60%-80%.

      • Gilberto says:

        concordo a 200% o eletrcico nunca vai ser uma opçao para avioes ou navio aí sim o hidrogeneo faz todo o sentido, camioes acho que é o unico segmento onde vai ser 50/50, carros ligeiros acho que o hidrogeneo nao tem futuro

        • IonFan says:

          A aviação também é onde tenho mais dúvidas, excepto para os voos curtos. Mas também é preciso não esquecer que a tecnologia vai continuar a evoluir. Por exemplo, o primeiro avião da história voou 260m (sim, metros) no seu voo mais longo…

          • Gilberto says:

            Sim é certo mas a tecnologia das baterias duvido que evolua a um ponto que compense para o aviao o peso é grande fator na aviação, sim pode ter futuro em avionetas mas para a vaiação comercial vejo muito mais o hidrogeneo do que o eletrico no entanto vai demorar decadas é muito dificil mudar a aviação os aviões funcionam bem assim mudar pode trazer mais problemas de segurança do que resolve-los

          • IonFan says:

            @Gilberto, um sistema a hidrogénio também não é leve, além de que tem que ter baterias para buffer. Depois há a densidade do hidrogénio que obriga a armazenar em altas pressões e grandes volumes. Não é por acaso que os FCEV têm autonomias em linha com os BEEV.

            Quando me refiro à tecnologia é a de baterias mas não necessariamente de iões de lítio. As densidades energéticas de uma bateria actual pareciam ficção cientifica antes da invenção das baterias de iões de lítio. Ou estamos a partir do pressuposto que está tudo inventado?

            O facto de existir uma massificação da produção de baterias, vai significar um investimento exponencial em R&D, porque essa parte vai ser um dos factores diferenciadores dos productos.

    • Eu says:

      Meus caros,
      Um carro a Hidrogénio é um carro eléctrico!

      Apenas a fonte da energia eléctrica difere relativamente a um EV a bateria.
      E, tendo como fonte exclusiva o hidrogénio torna-se totalmente dependente de empresas fornecedoras de combustíveis equivalentes às actuais gasolineiras.
      Ou seja, em termos de paradigma económico e energético, comparando com o diesel e gasolina, apenas se altera o tipo de combustível!

      • Eu says:

        Para além disso, os ditos carros a hidrogénio (FCEV – Fuel Cell Electric Vehicles) usam células de combustível que são caras de produzir, e o transporte e armazenamento de hidrogénio é também mais dispendioso e acarreta maiores cuidados de segurança.

      • IonFan says:

        Exacto. Parece que o pessoal tem um estranho desejo secreto de encher os bolsos sempre aos mesmos…

        • José Fonseca Amadeu says:

          Eu não me importo de encher os bolsos a ninguém desde que isso seja compativel com a comodidade que pretendo, hoje em dia um carro a combustao dá-me isso e um carro electrico não.
          Em minha casa já só falta cortar a EDP (que podia fazer se tivesse onde entregar o excedente de energia) e água para ficar 100% off-grid, nada me agradaria mais que dar uso aos meus paineis para carregar um EV, problema está em fazer viagens, preciso sempre de um carro de combustao.

          • IonFan says:

            Há muitos exemplos de gente que carrega o carro com solar e não deixa de ir a lado nenhum. Há pessoal que faz viagens pela Europa com carros eléctricos e que neste momento se está a rir desse argumento. Mas, se se identificou com o “pessoal tem um estranho desejo secreto de encher os bolsos” a alguém, acho que o melhor é mesmo continuar a comprar combustível 😉 É preciso é ser feliz!

          • José Fonseca Amadeu says:

            Sim, até há pessoas que fazem jantar a mais para dar para levar para o trabalho no dia seguinte, pessoas que programam férias com largos meses de antecedencia, pessoas que têm a sua vida toda programada ao pormenor e ficam presos àquela rotina, àquela vidinha.
            Eu sou um free spirit, quantas vezes não acordo a um sábado de decido só porque sim ir ao algarve passar uns dias ou ir até madrid ou sevilha, preferia cortar os pulsos bem devagar que ter de planear todos os passos que dou e ter de planear viagens com tempos de pausa, paro para abastecer, compro um gelado e sigo viagem, não perco tempo a “esticar pernas” ou fazer tempo em estações de serviço, quando paro para comer faço-o em restaurantes, raramente encontro carregadores.
            Dou muito valor à minha liberdade, e sou mais livre a pagar combustivel e estar dependente do mercado do petroleo do que não pagar 1 centimo para me deslocar e ter de levar o itenerario todo comigo. Se eu quiser viagir com itenerario marco uma excursão e vou em fila indiana 😀

          • IonFan says:

            @José Fonseca Amadeu, é como eu disse: é preciso é ser feliz.

          • Eu says:

            Vê-se mesmo que nunca viu um EV a sério, nem nunca andou num para dizer o que diz!
            Vá lá, perca um bocadinho de tempo a estudar melhor o assunto e não diga tantos disparates.
            E, já que aderiu aos painéis solares, nada melhor para complementar o seu devido uso energético do que ter um EV, certo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.