Quantcast
PplWare Mobile

Imposto ISV: Carrinhas comerciais perdem isenção! Saiba porquê…

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Xico says:

    Estes vigaristas já não sabem o que inventar para ir aos bolsos do povo. Carrega Costa que o povo gosta

    • Manuel Santos says:

      E disse há dias o ministro das finanças que não iria haver aumento de impostos b(??). Se isto não o é, então o que é na verdade?
      Quando os veículos forem electricos eles inventam qualquer imposto novo, mas não precisam de inventar porque já tributam (e não é pouco) os electricos com uma fórmula milagrosa que pelas contas deles corresponde sempre a cilindradas altas de motores a combustão.

  2. B@rão Vermelho says:

    Eu quero ver quando a maioria dos carros a circular em Portugal for ecléctico, qual vai ser a regra ambiental que vão infringir para levarem com a talhada.
    Vai haver alguma coisa que vais fazer disparar um imposto qualquer

  3. David Guerreiro says:

    Como se houvessem alternativa para quem usa veículos comerciais com motor de combustão…

  4. Urtencio says:

    Como se o dinheiro “roubado” fosse para lidar com questões ambientais!
    Saúdem o nosso grande BY&%$a!
    Pouco a pouco vão replicando o estrangulamento a “La Venezuela”..

  5. Gondzilla says:

    Uma maneira de “não aumentar impostos” (João Leão, 31/03/2021: https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/joao-leao-afasta-aumento-de-impostos-apos-a-pandemia-721044) é precisamente acabar com as isenções. Assim mantêm a “não-austeridade” tão propagandeada por este Primeiro-Ministro desde que está no poder…

  6. TT says:

    Benefício fiscal são os atribuídos aos porsches, jaguares, teslas que por serem eléctricos pagam zero de impostos! E o zé povinho que compra estas carrinhas para trabalho paga mais impostos, em Portugal compensa ser rico quem paga é o pobre… Sempre!

  7. Miguel says:

    Então o ministro não disse a meia dúzia de dias que não ia aumentar impostos?
    Mentirosos a força toda!

  8. Miguel says:

    Reclamam reclamam, mas o Marcelo ganha as eleições com 60.7% e vamos ver se o PS não ganha as próximas…
    Ainda não vi ninguém fazer o reparo que com o dinheiro da Bazuca europeia dava para dar 1M a cada Portugues e sobrava muito dinheiro…

  9. Rui says:

    Os socialistas não têem mesmo vergonha na cara, inventam desculpas para aumentar impostos, mas fizeram-se esquecidos quando a EDP vendeu 6 barragens por 2,2 mil milhões de euros!!!!!!

    Algum de nós que venda um imóvel, não se livra de pagar impostos, a EDP consegue não pagar nada!!!!!

    Votem em xuxas que vamos longe!!!!!

  10. Cláudio Andrade says:

    Socialismos… meus caros..
    o coelho era o mau da fita mas nao tinha-mos tantos impostos a pagar como agora, pensem nisso, e foi obrigado a governar com as ordens de fora e depois de um socrates no governo.-.

  11. Sergio says:

    A verdade é que se calhar metade das pessoas que conheço no seu dia a dia pessoal usam estes veiculos para fins pessoais.
    Por isso é carregar neles, grande Costa, a promover a igualdade entre os cidadãos e a trazer à tona uns chicos espertos que vão ao stand comprar um veiculo destes para andar isento.

    • B@rão Vermelho says:

      Então que se aplique o imposto aos carros que não estão registados em nome de empresa, eu pessoalmente tenho um carro de dois lugares porque não preciso de mais, apenas eu e a minha esposa, andar com um carro de 5 lugares é que é um crime ambiental quando apenas preciso de 2 lugares.
      E claro em Portugal ter património é crime, somos perseguidos de todas as formas e feitios

    • Rui says:

      Sérgio? Estamos a falar de viaturas ligeiras de mercadorias com um máximo de 3 lugares, não são os carros de luxo das empresas, que esses podem ser tributados a mais de 50%!!!!!!!

      A partir de agora, qualquer ligeiro de mercadorias: carrinhas de caixa aberta, carros ligeiros de 2 lugares, carrinhas de 2 ou 3 lugares de mercadorias, desde as Kangoo às Sprinter, vão todas pagar ISV a peso de ouro, porque estamos a falar de viaturas com muita cilindrada!!!! Pelas minhas contas e se a fórmula for igual aos particulares, facilmente aumentam 10 ou 20 000€ no preço!!!!!

      Brilhantes xuxas, toca a sacar mais dinheiro às empresas que estão com os cofres cheios!!!!!!!!

    • Starnaute says:

      Deviam era carregar em ti. Com a carga fiscal a bater recordes, vem mais estes impostos. O que deveria ser feito é remover completamente o imposto não aumentar. há outras formas de financiar a manutenção das estradas e o impacto ambiental.

  12. Starnaute says:

    hahaha, carrega costa. Já estou a imaginar quem votou nestes gajos… devem estar a tentar encolher as grandes orelhas

    • Sergio says:

      Votei PSD, eu nao vejo os partidos como clube de futebol.. vejo o que cada um apresenta e pretende na sua legislatura. Como é obvio a maior parte nao cumpre o que tem no programa.
      Contudo se vejo o meu actual governo, seja ele esquerda ou direita, numa situação que não gosto de observar no dia a dia, tenho que aplaudir.

  13. Seal says:

    Nada de novo neste novo Reino semi comunista…
    Já outros :

    https ://observador.pt/2021/04/22/grecia-baixa-impostos-as-empresas-para-as-ajudar-na-retoma/

    • Pedro says:

      E a Grecia é um país tradicionalmente de estrema esquerda, os gregos em 2019 já não acreditaram na esquerda e elegeram um governo direita conservadora que fez os tais maus afamados cortes da crise.

  14. Pedro says:

    Votaram 2x neles agora aguentem. O pessoal que vive a conta do estado. Os que trabalharam ganham estes prémios.

    • PedroLeal says:

      o problema é que da primeira vez não se votou neles
      Eles é que montaram a tão famosa “geringonça” e aqui estamos 🙂

      • aquele says:

        Vais ver as sondagens e o PS continua com 40%, que tristes… povo burro que só reclama e quando tem oportunidade de votar, ou não vota ou vota nos mesmos…

        • Sujeito says:

          Quem não vota, está a votar companheiro. Talvez tenha de ir ler ou reler realmente quais os tipos de voto existentes e a que se destinam. E é por esse motivo que a chamada abstenção, que não é considerada nem contabilizada como tal (apenas promovida nos media) foi demonizada e sobem o tecto necessário para ter o impacto previsto, legamlemente, a cada ano que passa.

          • aquele says:

            Podes dizer que não votar é deixar que os outros votem por ti, porém isso não tem qualquer valor prático do dever cívico, se poderá ter no futuro é outra historia. Toda a gente sabe que quem não vota ou não quer saber, ou já desistiu do pais ou outra desculpa qualquer.

  15. João says:

    Por um lado é mais um beneficio que é cortado aos Portugueses, e nos ultimos 10 anos têm sido imensos (não sei onde isto vai parar), por outro lado porque carga de água é que são isentos. Porque é que um carro que transporta uma pessoa para o trabalho que fica a 40 kms de casa e é o unico meio de transporte para essa cidade, e por estradas sinuosas (porque existem pessoas que não moram em Lisboa e Porto) paga ISV e este veiculos comerciais não pagam ? Um dos principios devia ser a igualdade entre cidadãos

    • Rui says:

      Porque estamos a falar de viaturas de trabalho (no máximo com 3 lugares). Como estas viaturas até têem muita cilindrada (carrinhas de caixa aberta e carrinhas de carga facilmente têem 2 500ccm), estamos a falar no mínimo de 10 000€ em cada viatura.

  16. Xico Zé says:

    Se fossem buscar o dinheiro que Sócrates e outros roubaram não fazia falta estes e outros impostos .
    E o mais ridículo é ser neste momento em que as pessoas perderam empregos

  17. Pedro Pinto says:

    Até agora motociclos com IUC até 10€ eram isentas, agora paga tudo.
    Acho bem tudo que transita pagar, até eléctricos deviam pagar.

  18. jaugusto says:

    Então e o ambiente da minha carteira!? Até parece que existem neste momento alternativas viáveis para quem presta serviços e precisa destas carripanas, aposto que se os funcionários públicos andassem com elas havia logo um subsídio ou um apoio socialzito para a coisa!!

  19. Paulop Baptista says:

    “têm-se revelado permeáveis a utilizações abusivas”. Mas parece que toda a gente assobia para o lado, em relação às utilizações abusivas. Infelizmente, como em tudo, paga o justo pelo pecado mas a realidade é que esses veículos acabam por ser usados fora da atividade económica para a qual foram adquiridos. O chico espertismo tuga, sempre tão elogiado pelos que acham que as leis só se aplicam aos papalvos.

  20. andre says:

    Este imposto, encapotado de algo benéfico para o ambiente, faz precisamente o contrario.

    Prejudica a aquisição de novas viatura, menos poluentes, e promove o uso até à exaustão de viaturas velhas e poluentes.

    o que deveria ser feito sim, era promover a troca do parque automóvel por veículos menos poluentes, e reciclar todas as latas velhas que andam por ai a poluir.

    • aquele says:

      Tal como o Imposto Único de Circulação… promove o uso de carros velhos muito mais poluentes. Pior, em vez de ser progressivo com a idade do veiculo, é taxado deforma abrupta a partir de 2007. Ridículo, só mesmo neste pais socialista.

  21. joao manuel pereira mascarenhas says:

    Ainda acreditam no que os ministros dizem?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.