Quantcast
PplWare Mobile

Depois de se posicionar contra os carros elétricos, o CEO da Bosch deixa o cargo

                                    
                                

Autor: Ana Sofia


  1. scp says:

    – És a favor dos carros elétricos?
    – Sim.
    – Estás contratado.

    (Em Alemão)

  2. Ric Fazeres says:

    Carro eléctrico ainda não é o futuro

    • ToFerreira says:

      Então? São o presente ou o passado?

    • krabyweb says:

      Tens que saber utilizar melhor as palavras … Há sempre alguém à espreita para mandar a baixo.
      Carro elécrico ainda não é o futuro próximo !!!
      Concordo que talvez daqui a 80 ou 100 anos …

      • Nick says:

        Repara bem no que disseste, VE ainda não é o futuro. O “ainda” diz que estás a pensar no presente. No futuro é outra coisa que ainda não conhecemos. Se hoje ainda não é solução pelo preço, lá chegaremos.

        • krabyweb says:

          Ok, lá está a aprendizagem do “portugalês”.
          Claro que está correcto. O “ainda emprega-se sempre a antecipar o futuro.
          Fico curioso para saber que notas a língua portuguesa conseguiram obter.
          Não está à espera que empregue as palavras pelo novo acordo ortográfico que nem os PALOP aceitaram.
          O mal das novas gerações é não quererem aceitar a sabedoria das gerações mais antigas, mas exigem que os antigos sejam condescendentes com os meninos das novas gerações que “sabem tudo” porque foram mal ensinados.
          Tenham dó … Se não querem aprender respeitem!

  3. João do Boné says:

    Mais uma vez, o que é verdade mas é politicamente incorrecto tem que ser silenciado.

    • Toni da Adega says:

      +1
      Bosch é o maior fornecedor de electronica automóvel e ganha mihoes com os carros electricos. Faz todo o sentido afirmar que esse mercado deverá ser evitado. Como CEO estava no bom caminho.

      • João do Boné says:

        A minha interpretação até foi no sentido de que este CEO até estava a ser prudente na sua gestão.
        Claramente estamos a assistir a um boom enorme dos EV, mas acredito que seja um frenesim em demasia.
        Ambas as tecnologias são aceitáveis neste momento, EV e CI, !as concordo que não devemos abandonar por completo os CI em detrimento dos EV. Acredito que estes últimos serão o futuro, mas não a utilizar as baterias de lítio.
        Depois há casos e casos.

        Acho que o que ele disse foi de senso comum, que largar tudo em prol dos carros eléctricos é um erro. Eu, em parte concordo com ele.
        Agora todos sabemos que a EU quer é carros eléctricos.

        • Toni da Adega says:

          Ele afirmar o que ele afirmou é como o CEO da Intel dizer em publico que ARM é o futuro e que o x86 está morto. Pode estar correcto, mas vai contra os valores/objectivos da empresa

  4. falcaobranco says:

    Aliar esta posição deste CEO de uma empresa de renome como a Bosch á entrevista do CEO da Toyota á uns tempos é de ficarmos a pensar se a electricidade, ou aliás, os carros electricos são mesmo o futuro PARA JÁ… sim, é o futuro, mas acho que estamos a meter a carroça á frente dos bois…

    • ACS says:

      quem paga são os consumidores e os contribuintes de muitos países. Esta mudança às pressas é completamente política pois ainda há partes da infraestrutura que não está preparada para a conversão total. quero ver como vai ser daqui a 5 anos quando começar a existir apagões.

      • falcaobranco says:

        Exactamente….apagões e outras situações bem mais graves… as pessoas não têm noção… precisamos da transação sim, mas com calma e não á pressa…

        • traveller says:

          quais apagões? o carro a carregar gasta o mesmo que um aquecedor elétrico em casa queres ver que no inverno ficamos todos em apagões dah.

  5. Robin says:

    A grande cruzada dos carros a pilhas

  6. Estefâneo Empregos says:

    Os carros elétricos ainda não têm mais vantagens do que os carros a combustão.

  7. Rui says:

    É inacreditável a cegueira da UE. Mais um prego no caixão!
    Como é possível trocarmos uma dependência do petróleo por outra da energia eléctrica? Vamos voltar à energia nuclear?

    E já agora gostava de saber se vamos também acabar com os transportes marítimos (feitos com motores a diesel e/ou a gas), os transportes terrestres (liquidamos os camiões, autocarros e comboios e passam todos a eléctricos? Onde vão buscar a energia?) e também liquidamos os transportes aéreos?

    É bom que que os líderes expliquem as consequências que estas decisões idiotas implicam. É mais um disparate a ser tomado, depois de deslocalizarem a indústria para oriente, agora percebem que foi um disparate!!!!!

    • Paulito says:

      Sim, Portugal está carregado de Petróleo e tudo. Mais vale optarmos por um recurso que temos … no futuro terás carros a serem carregados com energia solar durante o dia e maybe à noite se o teu percurso no dia seguinte for só trabalho casa, ficam a alimentar a TV, frigorifico, fogão etc.
      Portugal só tem a ganhar com a energia elétrica. É pena sermos um povo com medo de coisas novas, até os Americanos lançarem a moda ahaha

      • Rui says:

        Explique-me lá como é que vai transportar as pessoas e mercadorias entre continentes.
        Sabe que os carros particulares existem para pequenas deslocações, certo? Conhece algum avião da Boing e Airbus eléctrico que vá ser lançado? E camiões eléctricos, são quantos? E navios eléctricos?

        Já agora, aprecie as energias renováveis tuga, porque são das mais caras no mundo!!!!! Já ouviu falar em rendas garantidas nas renováveis? https ://observador.pt/2019/03/13/rendas-nas-renovaveis-e-um-erro-achar-que-uma-tarifa-fixa-e-um-subsidio/

        • traveller says:

          “Explique-me lá como é que vai transportar as pessoas e mercadorias entre continentes.” simples de combói que é elétrico.

          • Rui says:

            Então é melhor começar a escavar o fundo do oceano, pode ser que daqui a uns 80 anos termine o túnel que liga a Europa a África + América! E tem também de descobrir o que fazer com as saídas de emergência a……. 5 a 10km de baixo de terra!!!!!

            Olhe? Já agora, sabe que Portugal tem o problema da bitola ibérica para resolver, antes de ligar ao resto da Europa, não sabe?

      • Honda says:

        Quando não houver sol carregas com chuva
        Hahahah

        • Nuno says:

          Felizmente somos um pais de muito sol, mas este comentario bate o recorde da estupides então quando não houver sol não carregas?? amigo ate podes fazer eletricidadese rodares uma manivela agr se não houver petroleo vai lá fazer um buraquinho no chao para ver se o encontras ahah que falta de inteligencia

        • Nuno says:

          Eu gastava 120€ em gasolina agr gasto 16 em eletrcidade mas claramente eu tenho o triplo dos teus neuronios

          • Krabyweb says:

            Os neurónios estão é todos queimados para não saber escrever electricidade e ser o único a favor de carros elétricos!

          • Nuno says:

            Unico? ahah não deves andar na rua para ver a quantidade de eletricos que já há.
            Os meus estão queimados? mas tu vais me corrigir e mesmo assim consegues fazer asneira ahah é eletricidade

          • krabyweb says:

            Não tenho a sua idade e muito menos nunca terá uma formação digna de vocabulário português porque não lhe foi ensinado como tal e à 50 anos escrevia-se ELECTRICIDADE e não tenho que andar ao sabor das modernices, que até os PALOP não aderiram ao acordo ortográfico quer das aberrações dos carros eléctricos.
            Vá ler os textos do Presidente da República e corrija-o …
            Doutra forma o “meu patrão” foi corrido do maior cargo da Bosch por VER BEM que os carros eléctricos não são sustentáveis para a empresa e haver internamente determinados “afilhados” mandatados pelo governo da senhora Merkl.
            Amigo, quando se quiser afirmar em determinado assunto, primeiro estude e depois manifeste a sua tese assente em dados concretos.
            Carros eléctricos da forma como estão a ser fabricados, daqui por 20 anos causaram maior impacto no clima que os de combustão.
            É para quem sabe …

          • traveller says:

            Krabyweb “não lhe foi ensinado como tal e à 50 anos escrevia-se ELECTRICIDADE” mas olhe que há 50 anos foi ensinado que se escreve com h 🙂 mas pronto é o pináculo da sabedoria, quantos estudos quer de fontes independentes que indicam o contrário do que diz.

      • Rafilda says:

        Claro, num futuro bem distante com outro tipo de economia e “liberdade”. Até lá é sermos roubados por genocidas profissionais.

      • Miguel says:

        As pessoas dos grandes centros urbanos não necessitam de carro electrico para o trabalho, necessitam de andar de transportes públicos.

        É pena sermos um povo comodista que quer fazer mudança sem sacrificio da sua vidinha de luxo.

        • Rui says:

          O que é pena é termos idiotas a governar-nos e outros fazerem crer-nos que temos uma vidinha de luxos, quando bastava olhar para aqui e vermos que Portugal caminha a passos largos para ser o país mais pobre da UE!!!!!

          https://poligrafo.sapo.pt/fact-check/portugal-esta-a-ser-ultrapassado-no-pib-per-capita-pelos-10-paises-que-aderiram-a-ue-em-2004

          Continuem a gastar rios de dinheiro, que não temos, para subsidiar as tecnologias verdes!!!! E depois essas tecnologias verdes…… têem preços dos mais altos da Europa! Isso sim é progresso!!!!!

          Eu estou lixado por ver países muito mais pobres que nós em 2004, que entraram na UE e só nessa altura passaram a receber subsídios e são neste momento mais ricos que nós!!!!!

          Mas espera lá, não se pode falar em rico, que isso é pecado para a esquerda!!!! Não interessa estarmos a empobrecer, o que interessa é distribuír o que existe por todos!!!!!!

          Mais xuxialismo para a mesa do canto se fax favore!!!!!

    • Honda says:

      +1
      Tudo dito

    • Nuno says:

      Sim realmente é um disparate trocar coisas que usam um recurso que não temos por outra que usam um recurso que temos ahah que cerebro tão pequenino e sim o objectivo é troar tudo para eletrico que é o que faz sentido podes fazer energia eletrica em casa mas não podes fazer petroleo é esta a grande diferença

  8. António says:

    Electricos?…
    Optarei quando forem autossuficientes e sem necessidade do recurso a uma ficha que esteja dependente e ligada a uma central de produção de energia, que permite a uma companhia de electricidade ter ganhos exorbitantes.
    Quando a estrutura do eléctrico contemplar painéis solares para captação de raios solares, aerogeradores accionados pela deslocação de ar ou correias de transmissão ligadas ao alternador e movidas pelo próprio movimento do veículo e todos estes componentes visando carregar a bateria, aí valerá a pena adquirir um veículo eléctrico.

    • traveller says:

      entretanto tens carro que faz poluição a andar e esta ligado a uma bomba de combustível que foi alimentada por um camião por sua vez foi alimentado numa refinaria que foi alimentada por um navio que foi alimentado por uma extração de petróleo.
      Mas gosto tantos utilizadores de veículos a combustão preocupados agora com o ambiente.

      • krabyweb says:

        Só para que conste, em 1970 “farmácia” já não se escrevia com “H” quanto mais eletricidade …
        O ensino dessa época era muito mais rigoroso, os professores bem mais qualificados e as pessoas bem mais instruídas.
        Há que respeitar a sabedoria e entender que a evolução das palavras só veio tornar o país mais analfabeto.

        • traveller says:

          krabyweb o Dr. que se acha mais inteligente e vem corrigir o que outros escrevem mas no seu comentário escreveu “à 50 anos” quando se escreve há 50 anos, bem haja.

  9. Krabyweb says:

    Os neurónios estão é todos queimados para não saber escrever electricidade e ser o único a favor de carros elétricos!

  10. José Abreu says:

    Uma mono solução é sempre má para o ambiente.

  11. Estefâneo Empregos says:

    Tenho algumas dúvidas que essa tenha sido a razão da sua saída até porque os carros a combustão ainda vão andar cá bastante tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.