PplWare Mobile

Dacia prepara-se para lançar veiculo elétrico com preço “escandalosamente baixo”


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. Nuno Fernandes says:

    160 km de autonomia? ahahah isso dá para 3 dias de uso se tanto lol!

    • Blackbit says:

      Autonomia demasiada baixa, para ser prática e comercial tem de ter no mínimo 250km reais, abaixo disso ninguem irá comprar.

    • nuno says:

      3 dias sao 3 noites em casa dormir sendo que o carro carrega perfeitamente numa noite 3 dias ate me parece demais claro que nao da para faze viagens mas para ir para o trabalho da perfeitamente e com sorte ainda podes carregar na garagem do trabalho muita gente faz isto um bicho de sete cabeças eu tenho um leaf dos antigos e demoro menos tempo a carregar do que a por gasolina no minimo a ir a uma bomba demoro 15/20 minutos a carregar o carro demoro cerca de 30 segundos por o carro na garagem e ligar um cabo no outro dia de manha tirar o cabo

      • Marco says:

        Como é que é a experiência de viver com um carro eléctrico? Já teve problemas? (bateria principalmente).
        É melhor perguntar a alguém em primeira mão do que olhar para estatísticas 😉

        • Nuno says:

          A minha mãe nha experiência é muito boa mas isto depende da vida de cada um se fazes menos de 100km por dia contanto com tudo trabalho supermercado pequenas voltinhas é o ideal tenho garagem e dantes todas noites punha a carregar para no outro dia estar no ponto agr já me deixei disso ponho a carregar de 2 ou 3 dias vou vendo a bateria em termos de problemas realmente tudo o que dizem é verdade não precisas de te preocupar com metade das coisas de um carro normal e só ires vendo as Pastilhas dos travões basicamente suspensões mas são coisas que notas com o andar do carro em termos da bateria nunca tive nenhum problema não sei se é do meu mas a minha bateria quase não perde autonomia é uma coisa que não consigo ver bem porque tudo depende do teu andamento mas se tivesse de dizer dizia 20 km em 6 anos mas atenção é quase só uso o carregamento de casa que é um carregamento normal mas para as horas que eu chego a casa é saiu no outro dia de manhã o carro carrega todo sem problemas se usares muitas vezes o carregamento rápido acredito que desgaste mais se mantiveres estes carregamentos de casa não vais ter problemas com isso. Para viagens longas por exemplo ir de férias para o Algarve prefiro levar um carro a gasolina carros elétricos tem de se ter muito planeamento a não ser que tenhas um tesla é base à mente isto estou satisfeito gasto metade do que gastava dantes queria ir a algum pensava logo que não me apetecia gastar gasolina agr uma pessoa vai sem preocupações não consigo dizer ao certo quanto é que gasto a mais em eletricidade por razões óbvias mas conta com mais 15 euros por mês em relação a tua conta de eletricidade

          • Marco says:

            Obrigado 😀
            Faço mais de 100Km, as vezes chega aos 200Km diários…tinha que testar a ver se era suficiente, mas por acaso gostava…

          • Nuno says:

            Pois nesse caso só mesmo testano vê o novo leaf já tem alguma autonomia provavelmente da para o que queres mas não te podes exceder muito para teres ainda bateria para algum imprevisto tirando isso se carregares todos os dias em casa durante a noite estás tranquilo com esses km por dia pagas o investimento num carro elétrico num instante

          • Boilhuda says:

            Marco, tens o Nissan Leaf que vaz 450km se nao me engano

      • GARFIELD says:

        E para quem vive em apartamento como faz?

        • Nuno says:

          Cada um sabe de si que vive em apartamentos sem garagem claro que é mais complicado é verem se teem perto do trabalho ou perto de casa mas vivendo num apartamento por agr não me metia nisso são fatores que já não podemos contralor se os carregadores tiverem ocupados ou avariados é mais complicado

        • Goncalo Goncalves says:

          Acho que a administração do condomínio tem de garantir a instalação do carregador. Claro que é ligado ao seu contador e os custos são seus.

    • Luis says:

      Haha, até pode dar para 12h ou 1 mês. Que comentário infantil. A maioria das pessoas não faz mais de 80km diários.

    • Luis says:

      Haha, até pode dar para 12h ou 1 mês. Que comentário infantil. A maioria das pessoas não faz mais de 80km diários

    • Joao says:

      Para mim dá para uma semana.

    • Joao says:

      Para mim dá para uma semana.

  2. vid says:

    para 90% da populacao 160km de autonomia e mais do suficiente, agora e esperar pelo preco

    • Blackbit says:

      Nao creio, ha o efeito psicológico da falta de autonomia que ira condicionar a venda do carro.
      Os 160km anunciados traduzem-as em 100km reais, ou seja o carro so consegue deslocar-se num raio de 50 km de casa… o que é muito pouco…

      • nuno says:

        a quantos km moras do teu trabalho ?

        • Mateus Pinto says:

          1) muita gente trabalha a mais de 50 km de casa

          2) muita gente sai e vai levar os filhos à escola, vão e voltam do trabalho e ainda passam pelo supermercado antes de ir buscar os filhos

          100-120km reais, com a bateria a 100%, é muitíssimo curto e mais importante, é que vão chegar rápido aos ciclos de carregamento limite da bateria… (500 × 120km = 60.000km até começar a apresentar desgaste).

          Menos de 350 km (reais) para mim não é autonomia.

          • rui says:

            falta aí multiplicar os ciclos de carga por 10, desde 2012 que a 2a geração de baterias passou a ter cerca de 5000 ciclos até degradar até 80% que dará 600000km
            https://pushevs.com/2015/11/04/gs-yuasas-improved-cells-lev50-vs-lev50n/

            tenho um carro que faz 100km reais e faz 13000km por ano (faço 50km por dia)
            Mas sim é curto para algumas coisas, a carrinha a combustão ainda faz 8000km ano or causa disso, com mais aotonomia (os 350km reais +/- 60 a 75kwh) 5000 desses passavam passavam para os 2000

          • Mf3rRo says:

            É verdade que a autonomia devia ser um pouco mais, pelos menos 250km. Contudo, se realmente o preço for mais baixo que o normal esta é uma grande opção para algumas pessoas (o que é bom). Para vocês, até lá, terão de esperar até novas autonomias ou dar 50.000€/60.000€ por um tesla… não sei o que há mais aqui para discutir… 🙂

      • Luis says:

        É a autonomia do 1° Nissan leaf, e já os vejo a andar por aqui à muito tempo.

    • Hugo Nabais says:

      Mesmo que isso fosse verdade, que não é, podes consultar as estáticas dos censos e verás que a maioria da população não tem garagem para carregar os carros. Tornando o facto de ter que ir carregar o carro a um posto de carregamento quase diariamente inviável para a maioria da população!

      • Joao says:

        Isso de não ter onde carregar tambem já nao é problema do fabricante do carro. Quem não tem jardim também não poe arvores.

        • Hugo Nabais says:

          Jardins? árvores?:
          Eu explico melhor, a realidade é que a maioria da população não tem pontos de carga em casa, logo o fabricante dos carros tem que ter em atenção que lançar carros com autonomia real de pouco mais de 100km não dá para a maioria das pessoas.

          • Joao says:

            O fabricante nao tem de ter em atenção nada, só compra quem quer. Este não é só para si nem são “discos pedidos”, vá para outra marca é fácil.
            É como tudo na vida, nem todas as pessoas têm a mesma possibilidade logo existe mais ofertas de mercado, este é apenas 1 carro no meio de tantas outras.

          • JJ_ says:

            E eles que andam a anos a fabricar carros e equipas para estudar o mercado que querem “atingir”, não sabem isso?
            Eles sabem… mas também sabem para que publico querem vender este carro. Claramente não será para ti.

          • Hugo Nabais says:

            Eu não falo apenas por mim!
            Eu analiso a questão do ponto de vista da maioria das pessoas.
            Nem digo que não se vendam algumas mas iremos ver quantos Dacias daqui a 2 ou 3 anos, com autonomia de 160km (no papel) se vão vender…
            Essa questão de “terem equipas” que fizeram o estudo de mercado não significa nada.
            Quantos carros já foram lançados para o mercado estudados por equipas de grandes marcas e não foram depois grandes falhanços?

          • Joao says:

            Queres mesmo saber quantos vais ver? o preço se for inferior aos 20 mil vais ver muitos.

          • Joao says:

            Até eu troco para eletrico.

          • Hugo Nabais says:

            Joao, o que me disseste também se aplica a ti, até podes comprar e mais algumas pessoas também, não duvido, mas não venderá muito.
            Mas quando sair, saberemos.
            Só por curiosidade e para saberes o quanto a equipa da Dacia “anda à anos a fabricar carros e equipas para estudar o mercado”, no top 15 de modelos mais vendidos em Portugal não aparece nenhum modelo da Dacia, aparecem renaults clio e megane, ford, até Mercedes e Fiats!!! Mas nenhum modelo da Dacia.

          • Joao says:

            A Dacia vai ser tipo Kia, no inicio eram feios ninguem queria, só quem queria gastar pouco num carro, agora olha a Kia. A Dacia vai ser igual, estes dois ultimos o Duster e o sandero tenho visto muitos mesmo.

        • Nuno Anjos Testes says:

          É sim visto que é a razão principal porque não estão a vender muitos mais carros, esse é segredo do sucesso da tesla, fornece carros e energia.
          O modelo funciona, mais tarde ou mais cedo vamos ver a edp comprada por um fabricante de carros!

          • RIP Apple says:

            @joao eu comprei o Sandero de 2018 com motor 1.0 SCE e estou super satisfeito com ele .

            Motor de 3 cilindros tem um desempenho fabuloso, principalmente a partir dos 15 000 km… O carro , para o que custa ( 8000€ , já com bastantes extras ) está sensacional .

            Neste motor consigo um consumo médio de 5.2 em cidade , o que considero muito muito bom.

            Estou bastante satisfeito mesmo.

          • Joao says:

            Qual é esse segredo de fornecer energia da Tesla que eu nao conheço?

  3. censo says:

    Dacia ? Dacia ? Preço baixo à custa de quê ? Devia ser proibido vender “coisas” destas !

  4. MarioM says:

    Deixa ver 1000 €

  5. Nuno Fernandes says:

    carregar o carro no trabalho? essa é nova lol o título devia mudar para preço escandalosamente baixo para autonomia escandalosamente baixa ahahaah

    • Toni da Adega says:

      Carregar no trabalho não é para todos mas há quem o faça

    • Nuno says:

      Secalhar a tua empresa não tem mas já há muitas empresas com carregadores no parque de estacionamento

      • Mateus Pinto says:

        Já há muitas?! Nem 0.01% delas …

        • Nuno says:

          Praticamente todas as empresas com estacionamento subterrâneo têm um carregador ou dois os parques públicos a mêsma coisa centros comerciais igual claramente é uma minoria mas cada um sabe no sítio onde trabalha

          • Joao says:

            Quem está mesmo interssado em comprar eletrico arranja sempre forma de o carregar, ou então começa por um hibrido. Depois depende e onde vive, se forem muitos porque nao sugerir ao condomino para colocar uma estação de carrgamento, o pagamento da eletrecidade é atravez de uma conta MOBI não é preciso andar cá a dividir faturas, só paga quem consome.

      • Hugo Nabais says:

        Só disparates… empresas com carregadores para funcionários são uma minoria no número total de empresas, uma gota de água num copo.

        • Joao says:

          Uma empresa com 3 ou 4 funcionariso certamente nao vai por um carregador se nenhum deles tem carro eletrico.

          • Hugo Nabais says:

            É isso mesmo, portanto não é por aqui a solução (achar que a maioria das pessoas vão carregar os carros na empresa onde trabalham)

          • Joao says:

            Hugo, não percebi o que querias dizer

          • Hugo Nabais says:

            João, eu não percebi o que não percebeste, mas vou tentar explicar tudo!
            O Nuno acha que há muitas empresas com carregadores no parque de estacionamento e essa seria a solução para a pouca autonomia dos eléctricos.
            Eu expliquei que empresas com carregadores para os funcionários no seu parque são uma gota de água num copo de água.
            Tu disseste e bem que empresas pequenas (que são a maioria em Portugal) não vão instalar carregadores eléctricos se os funcionários não têm carros eléctricos (e mesmo que tivessem, não também não instalariam)
            E eu só reforcei essa ideia!
            Na minha profissão vou a muitas empresas e a esmagadora maioria das empresas:
            – Em Portugal a esmagadora maioria das empresas são PMEs
            – A maioria nem parque de estacionamento tem
            – Os patrões fazem o mínimo de esforço em prol dos seus empregados, quer isto dizer que se instalassem carregadores eléctricos seria só para os seus carros e dos administradores.
            – As empresas médias que já tivessem um parque de estacionamento com por exemplo 50 lugares, mesmo que instalassem 10 pontos de carga (já requer muita energia), se 30 funcionários comprassem carros eléctricos não havia possibilidade para carregar todos.

            Não digo que não há nem vão surgir algumas empresas, principalmente fora das zonas urbanas com parques de estacionamentos com alguns pontos de carga, mas serão uma minoria e não será certamente isto que resolverá os problemas da maioria!

          • Joao says:

            Sim, por acaso na empresa anterior e a que estou atualmente têm diversos postos de carregamentos.
            Mas uma PME claro que não vai colocar um carregador, pelo menos para já. É uma questão de aguadar os encentivos do estado.

  6. Jorge Gomes says:

    Abaixo dos 1000 km nao compensa carro eletrico.

    • Marco says:

      Também é preciso ser realista, existem carros a gasolina que não o conseguem com um tanque e andam por aí…alguém os comprou e achou suficiente!

    • Nuno says:

      Provavelmente nem por mês fazes 1000 km quanto mais por dia e podes carregar o carro todas as noites portanto 1000 km e um exagero apesar de ir sair um tesla com essa autonomia

    • JV says:

      ahahaahahahah porra! tomara eu ter 1000km no carro a gasóleo quando meto gasóleo. não é só preciso ter tanque para isso, é preciso ter carteira para meter gasóleo/gasolina para lá aparecerem os 1000km

  7. albino negro says:

    Quanto ao preço o peopleware parece estar a pegar na moda das FAKE NEWS.
    Ppreço “escandalosamente baixo” sem referir o preço ou qualquer comparativo é Fake News e publicidade enganosa para criar a ilusão de preço baixo.
    “Escandalosamente” não é nenhuma medida de medição meus caros. Mesmo que nao sejam jornalistas tentem pelo menos ser imparciais

    • EC says:

      Não querendo ser advogado do diabo, acho que a expressão “escandalosamente baixo” não é da pplware, mas do fabricante e foi citada neste artigo pela pplware, por isso que foi escrito entre aspas. Não sei donde foste buscar essa teoria da fake news

      • Mateus Pinto says:

        Ele tem razão, não é uma notícia mas sim publicidade. Sem dados concretos são suposições… Ou melhor, publicidade.

        • Vítor M. says:

          Vocês quando não sabem dizer nada sobre o assunto, inventam. Se não é do título, é porque é publicidade, ou então é porque gostamos da marca.

          Deixem essas idiotices. O título está de acordo com o tipo de apresentação que a marca gosta de fazer, e neste caso voltou a comunicar dessa forma, é a informação sobre a marca, é tão genuína como se fosse a um Tesla ou qualquer outra marca.

          • Joao says:

            Deixa lá, como não têm nada para dizer inventam idiotices.

          • Hugo Nabais says:

            É isso mesmo, há pessoas que seja o que for dito só sabem criticar!

          • albino negro says:

            Vocês quando nao tem resposta eliminam post para que não seja demonstrado o que se pretende dizer com fake News.

            Deixem essas idiotices. Se a noticia é assim tao verdadeira mostrem a apresentação da marca e não bloqueiem comentários .

          • Joao says:

            Acabo por dar razão ao albino no aspeto de que não custava nada adicionar a referencia/via no fim da noticia, visto que já é normal colocarem, assim que quizer desabafar ia chatear para lá e não aqui.

    • Toni da Adega says:

      Nao sou de defender o pplware (bem pelo contrario), mas visto que em muitos paises Dacia tem é quem vende os carros mais baratos.
      No UK um Dacia (£7000) custa praticamente metade de um Renault Clio (£13000).

      Um Renault Clio, Opel Corsa e carros do mesmo segmento em comparacao com um Dacia, sao extremamente caros.

      • RIP Apple says:

        No meu caso , paguei 8000€ por um Dacia Sandero 1.0 SCE de 2018 ( na Suiça ) ,já com AC , versão Confort , espelhos( aquecidos ) e vidros elétricos, embraiagem assistida , apoio de braço , luzes diurnas LED , sistema de som e navegação média NAV com GPS para toda a Europa e rádio DAB+ .

        Corri as outras marcas todas … Nenhuma se aproximava a nível de preco / oferta da Dacia .

        Garantia de 3 anos e de 12 na corrosão da pintura .

  8. Luis says:

    Haha, até pode dar para 12h ou 1 mês. Que comentário infantil. A maioria das pessoas não faz mais de 80km diários.

  9. ervilhoid says:

    Resta saber o que é escandalosamente baixo, se forem uns 25mil embora mais baixo que muitos continua a ser muito

  10. Hugo Nobre says:

    Pouca autonomia.

  11. eu says:

    Dá para fazer uma viagem do centro do país ao Norte ou ao Algarve com uma carga completa => Não.
    Há, mas fazemos como os outros carros, abastecemos na autoestrada => Ops, não existem postos de abastecimento (quanto mais rápidos).

    Um carro para andar apenas na cidade, o Smart muitooo mais barato e já cá anda há uns anos, chega, sobra e estaciona-se mais facilmente.

    Os electricos podem ser o futuro mas de longe que não são o presente mas é certo que tem de se começar por algum lado.
    Entretanto exitem opções mais viáveis e prontas a ser utilizadas há anos no entanto o preconceito bloqueia o seu uso massivo, o que é bom para alguns que assim pagam menos para se deslocar.

  12. DragTeam says:

    Esqueceram-se de mencionar o aluguer das baterias 50€ por mês…

  13. Hupavigo says:

    Os carros eletricos só vão arrancar quando se puder carregar por dentro através de um powerbank previamente carregado. A grande maioria da população vive em apartamentos sem possibilidade de carregamento.

  14. AbílioP says:

    Coloquem de lado a questão ambiental porque atualmente ainda existem muitas duvidas se no fim é mais prejudicial as baterias ou os gazes da combustão e façam contas comparem um Zoe que custa na volta dos 27M €, o aluguer de bateria são 89 € por mês ( até 12500 km ano) + Eletrecidade e um Clio a Gasolina que custa na volta do 15M € só a diferenca no preço são 12M € que dá para gasolina para 100.000 km são 8 anos a fazer 12500 km por ano.

    • Joao says:

      Abílio, o ‘M’ maiusculo nas unidades SI significa milhões. (apenas um reparo)
      Como disseste bem “coloquem de lado a questão ambiental”, desvalorizas esta questão. Depois “duvidas se no fim é mais prejudicial as baterias ou os gazes da combustão” GOD, não há duvida nenhuma, a poluição causada pela produção das baterias é ultrapassada rápidamente pela queima de combustivel do Diesel, para além de as baterias são recicladas para baterias domesticas de carregamentos de pequenso postos ou para aplicação em paineis fotovoltaicos. Depois pegaste no exemplo do Zoe, ora bem, não quer aluguer de bateria? não alugue, a marca dá a possibilidade de comprar a bateria dando 8 anos de garantia e garantindo até 66% da sua “utilidade” inicial. No entanto o aluguer inclui assitencia para todo o sistema eletrico durante 24h/dia 7dias/semana. Não sei como está o preço do carro em si mas no inicio o o preço que indicas era com a bateria já incluida. Sem bateria eram menos 8000 euros. (mas nao tenho a certeza de este aspeto)

      • AbílioP says:

        João tens razão devia ser K e não M, comparo um Zoe com um Clio a Gasolina e não a Diesel, se comprares a bateria o Zoe fica 35.000 € se a bateria custar os 8.000 € o que eu duvido as indicações que tenho está acima dos 12.000 €

        • Joao says:

          Sim, eu percebi, falei do Diesel só pela afirmação : “duvidas se no fim é mais prejudicial as baterias ou os gazes da combustão”.
          Sim, a bateria custa 8K, em relação ao preço total do carro sem a bateria não sei, vi agora que começa nos 34K com a bateria. Se fores a ver é um carro que faz 300Km de autonomia. Para mim já dava 2 semanas sem carregar, o aluguer de baterias no meu caso não faz qualquer sentido a nivel economico visto eu percorrer em médias 150-170 Km por semana, logo gasto cerca de 50 euros por mês em gasolina. Ok, que também tem mais desgaste, mas 35 mil dá para comprar um ‘bom’ carro, com tamanho, conforto, tecnologia em tudo melhor.

    • Nuno Anjos Testes says:

      Sugiro informar-se melhor na realidade a grande maioria dos carros electricos atinge o ponto neutro de emissoes ao fim de 2 ou 3 anos, ou seja o que poluiram para ser feitos versus o que não poluem depois ao fim de 3 anos de uso atinge-se um valor sustentável, a partir desse momento estamos a contribuir para a pegada zero do proximo carro!

  15. Vox says:

    Outra opção é quem tem carro bom mas já com 16 anos, como eu, em que a retoma é muito baixa, compensa ter um segundo carro eléctrico destes, mesmo com pouca autonomia e o outro fica para as viagens longas ocasionais.

    • Joao says:

      Sim, é uma solução, tens de ver é se o carro depois de estar parado uma ou duas semanas vais estar em condições de ir para a estrada, as baterias tem esse problema. Mas tambem é fácil de resolver.

  16. João says:

    O que mais me impressiona é o número e a qualidade dos comentários. Mostra que é cada vez mais uma opção.

  17. João says:

    O que mais me impressiona é a quantidade e a qualidade dos comentários. Demonstram que é cada vez mais uma opção viável.

  18. Hupavigo says:

    Enquanto não inventarem um powerbank pequeno e leve mas com capacidade alta de forma a carregar o carro por dentro durante a noite , as vendas vao ser uma minoria.
    Vocês tem noção da quantidade de pessoas que vivem em apartamentos !?!

    • Joao says:

      Tens a noção da dificuldade dessa PowerBank? A Xiaomi vai lançar agora uma de 48W se não me engano é essa a potência, imagina tu, nesta altura do campionato é que se desenvolve uma bateria capaz de carregar um portátil, esperemos mais 10 anos para uma powerbank automóvel?. O idel seria como tem ou vai ter em alguns paises da Europa, partilha de baterias.

  19. Paulino says:

    As velhas garagens tipo condomínio podem ser adaptadas se se criarem contadores portáteis que facilitem a conexão individual em qualquer lugar. Isto daria um bom contributo à aquisição de EV’s mas também obrigaria a reforçar enormemente a potência contratada…

  20. John Doe says:

    Eu moro num 1º andar, posso carregar o carro estacionando em baixo, por isso estou muito interessado 😀

  21. Joao says:

    160 km de autonomia é muito pouco passa a vida em carregamentos sendo, assim ,a vida útil da bateria é curta prefiro motor combustão.

    • Joao says:

      Já lestes os restantes comentários? já foi discutido esse assunto, nem toda a gente faz 50 ou 100 Km por dia. para mim dava para uma semana por exemplo. Baixa potencia nao é diretamente proporcional a baixo rendimento das baterias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.