Quantcast
PplWare Mobile

Windows 11: Afinal a Microsoft prepara a chegada de uma nova versão do Windows?

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Eu mesmo says:

    O Windows 10 está mesmo a precisar de dar um passo em frente… venha lá o 11…

  2. zé colmeia says:

    o quê ?!?!? está tudo doido 😛

  3. MacNTu says:

    Não acredito que seja mais uma versão dos Windows/windows 11.

    Acredito sim que a politica da Microsoft e a de que o mercado pede, é de deixar o Windows de ser um “produto” com vária versões ao longo do tempo (windows xp/ vista/ 7 / 8 / 8.1 /10), e passar a um serviço, isto é, passaria a ser só chamado “Windows / Windows OS”, em que tudo estava englobado ao longo do tempo, desde atualizações, mudanças de interface, sendo que o suporte seria sempre a longo termo.

    • Miguel A. says:

      Isso levanta problemas em hardware antigo. Além disso, o Windows está a ficar cheio de tralha com recursos antigos, coisa que a Apple já foi limpando. Se querem um SO eficiente, há que começar a limpar, logo esse conceito de continuidade coloca limitações do modo em que o SO evolui, restringindo o uso de tecnologia nova em prol de manter a antiga.

      • Manuel da Costa says:

        Essa é a grande vantagem da Microsoft… é que terem possibilidade de usar mais de 80000000 milhões de drivers, permite muito mais utilização do que os 2 milhões que a Apple permite. Equipamentos com mais de 8 anos, nunca irão funcionar em computadores Apple… no windows, há sempre formas de dar a volta.

    • Luther says:

      Estranho que sempre dizem ser o último lançamento mas é tudo fachada

  4. Sardinha Enlatada says:

    Dispenso 😀

  5. Blox says:

    Bom era se nesta versão já fosse possível correr aplicações x86 directamente em Linux sem recorrer a Wine. Isso sim, seria um update fantástico.

  6. André R. says:

    A Apple avançou para a versão 11, a Microsofre não podia manter-se no 10…

    • Eu mesmo says:

      A “Microsofre” como diz é um sistema criado para funcionar em milhares de configurações de hardware. O MacOS é um sistema criado para funcionar apenas em muito poucas configurações de hardware. É o mesmo que um fabricante de automóveis ter que criar um componente que fosse aplicável a milhares de marcas e modelos de viaturas. A Apple apenas cria software para as pouquíssimas variações de modelos. Torna-se mais fácil fazer as coisas funcionar sem (tantos) erros no MacOS

    • Blox says:

      A Apple faz um OS para as suas máquinas e mesmo assim não funciona, a MS faz para milhões de configurações diferentes e consegue ser superior.

    • Manuel da Costa says:

      Versão 11? MacOs já vai na 48 (não olhe só para Big Sur… já foram 4 versões, desde o lançamento de 2020, alterando toda a base do sistema operativo, mantendo o nome e criando uma nova versão suporte).

  7. Leoni says:

    Acredito na aproximação com o macOS: minimalismo.

  8. Fernando says:

    Esperemos que seja um update e não uma nova versão. Já se sabe que a Microsoft só acerta de 2 em 2 versões. 98, XP, Win7 e Win 10. Go away 11 Eheh

  9. Ivo Magalhes says:

    Será que vai ser com o Microsoft 365?

  10. Samuel MG says:

    Se for uma nova versão do Windows então a Mirasoft mentiu a todos os utilizadores deste OS. Mas isto é algo a que vocês utilizadores já devem estar habituados 🙁

    • Eu mesmo says:

      às vezes a “mirasoft” até nos faz lembrar a concorrente Apple… nunca teriam uma pen para trabalhar nos iPads… Mais do mesmo, seja de que lado for, da barricada.

    • João says:

      Ao longo destes anos de W10, já muita coisa mudou mantendo-se apenas no nome do SO.
      Acredito que apareça um novo SO, assim como acredito que seja dada a possibilidade de upgrade gratuito.

  11. Ceo says:

    Acho muito bem. Que venha o novíssimo Windows 11, para min é mesmo muito bem vindo.

    • SANDOKAN 1513 says:

      E para mim também.Desde que seja gratuito,venha ele. 🙂

      • Miguel A. says:

        Como é que uma empresa que vive da venda do SO mais usado do mundo, passa a dar o SO?

        • B@rão Vermelho says:

          O Windows Profissional é sempre pago, é esse o mercado alvo da Microsoft, só no meu local de trabalho temos actualmente mais de 3000.

          • iDroid says:

            Resposta correcta.

            A Microsoft utilizou a estratégia de não se importar que os utilizadores caseiros usassem (e usem) versões piratas. Isso fez com que, durante várias décadas, as pessoas se habituassem ao Windows e não quisessem usar outro sistema operativo. Estratégia brilhante, no meu ponto de vista.

            O grosso do lucro está nas empresas, e é aí que se encontra a mina de ouro.

          • Miguel A. says:

            Mas a partir do momento que existe licenças Windows Pro a pouco mais de 5 euros é os pcs trazerem já versões home edition incluídas, o acto de piratear um. Windows já é ridículo…

      • Tiago Ferreira says:

        Para mim que venha ele, gratuito ou pago, para mim será bem vindo

  12. Luis Henrique Silva says:

    Para mim acho que é uma nova actqlização mas com versão 11, tem que haver sempre melhorias, não é o unico sistema operativo a acobtecer isso.
    E em principio será gratuito pois acho que é um grande update do Windows 10.

  13. Discovery says:

    Mais lixo, utilidades inúteis e paneleirices para tornar mais lento o PC….como já não bastassem a porcaria que fazem em cada update…
    Saudosos tempos do minimalismo do XP….

    • Miguel A. says:

      E da instabilidade do XP…. Saudosistas que sonham com o que era mau…
      A única coisa boa que tive com o XP, foi o facto de me fazer descobrir o Linux e MacOsX. Só voltei para o Windows na versão 7.

    • joaobarroso says:

      Quam fala assim do XP realmente deve ter tido pouco contacto com o mesmo. Nem o XP foi minimalista, nem isento de bugs ou instabilidade. De relembrar que o XP necessitou anos e vários service packs até se tornar mais estável.

      • Miguel A. says:

        Ele confundiu minimalista com limitado…

      • Manuel da Costa says:

        Por alguma razão, as principais máquinas online ainda hoje usam a versão XP1664. Curiosamente, uma das poucas que não é possível hackear de forma externa e exige acesso físico ás máquinas/equipamentos. Desde as 387 empresas de ATM mundiais, até a 19 dos maiores bancos/corretoras, continuam a usar o XP nos pontos mais importantes. O que se passa nos computadores dos funcionários (uns com Linux, outros com Windows, outros com MacOs) não chega ao serviço base. 99% das situações de falhas, tem acontecido durante os updates, porque as empresas querem jovens programadores… que não se entendem com o suporte de linguagem do XP. Cá em Portugal tivemos esse problema no BancoCTT, em que os programadores, franceses e brasileiros, bloquearam o acesso a máquinas… que não usassem uma versão de software antes de Janeiro de 2020. Toda a rede multibanco e o próprio suporte foi bloqueado, demorando 7 horas a restaurar o sistema.

    • Alisson Seraggioto says:

      Ninguém está te impedindo de usar o XP.

  14. Paulo Jaime says:

    Uso Linux Mint 20.04 Cinnamon…..tenho todas as interfaces gráficas de todos os Windows ( W1 até ao Windows 10 ) caso me canse do mesmo visual. Posso incluir interface Mac/OSX, todas as versões se preferir Muito mais seguro, não preciso instalar anti-virus, nem softwares de manutenção e limpeza ou optimização. Altamente configurável e personalizável e ….de borla. É usar e esquecer, sempre fiável! A única vertente a favor do Windows são os jogos mas isso também já começa a mudar. A nível global, empresas e organismos estatais, bancos, serviços de defesa, aviação, comboios, bases mísseis, NASA etc etc etc são geridos por Unix/Linux. Só terminais de escritórios e domésticos usam o Windows por não aprenderem outra coiwsa….até os Smartphones que têm nas unhas são derivados do Linux…para que quero eu o Windows?

    • Miguel A. says:

      Que bom para ti. Ainda bem que estás feliz. Mas um sistema operativo não é só interface gráfica.

    • Samuel MG says:

      Mete o Wine e passas a poder jogar esse jogos!!

    • Manuel da Costa says:

      ROTTGLLLLLLLLLLLLLL MENTIROSO!!!
      Se queres saber, a NASA e o sistema NORAD usam uma versão “própria” do Windows 98SE e a estrutura de acesso é com base no MS-DOS 8.35. Por isso é que qualquer militar que passe para esses níveis, precisa de 4200 horas de formação para poder usar os computadores. Além de que as ligações ainda são a 56kbps para impedirem ataques informáticos. Até os submarinos nucleares americanos, alemães e ingleses, usam uma versão idêntica, a correr numa sandbox onde só 3 tripulantes podem aceder…

  15. SANDOKAN 1513 says:

    Coincidência ou não na minha perspectiva vai ser mesmo o lançamento do Windows 11.Vamos a ver.Era bom. 🙂

  16. António Martins says:

    Prontos já começou a especulação que vai ser o Windows 11, acham que com os problemas todos que a Microsoft têm atualmente com as atualizações descontroladas, vai lançar um Windows 11, instável, com atualizações ainda mais instáveis, para o mundo inteiro, porque isto não é uma atualização só para os computadores novos, vai ser uma atualização para o mundo inteiro, por isso, eu digo que vamos continuar com o Windows 10, mas vamos levar com um redesign profundo do mesmo. Porque a Microsoft agora está se a focar a 100% em serviços e manutenção e controlo da sua infraestrutura Windows, não em gastar dinheiro em criar mais um Windows.

    • Miguel A. says:

      Não estaria completamente certo disso. Gastaram dinheiro a desenvolver o Windows 10X, e depois fecharam o programa, porque supostamente o vão colocar no Core, tem feito desenvolvimentos ao nível da arquitetura ARM, com a sua emulação X86 e X64, pelo que faz todo sentido apresentarem um produto que seja a integração de todos esses desenvolvimentos.

    • iDroid says:

      Dinheiro não falta à Microsoft, disso podes ter a certeza.

      • Miguel A. says:

        A questão não é o dinheiro que gastaram, mas sim a utilidade que poderão dar aos desenvolvimentos feitos. Não me admirava que todos esses desenvolvimentos servissem como base para um possível Windows 11.

  17. PeFerreira98 says:

    Windows 10 lite baseado unicamente na nova Core API e deixando o legacy code de lado e o bloatware.
    A man can dream.

    • iDroid says:

      Como o Blender está a fazer: tudo o que é código antigo e obsoleto é muitas vezes deixado de lado e reescrito para ser mais eficiente. Claro que o Blender ainda não é software standard, portanto pode dar-se a estes “luxos”.

  18. Eu mesmo says:

    Bom seria incentivarem, ainda mais, os programadores a desenvolver software para a arquitectura ARM64

  19. eu2 says:

    Quando disseram que era a última, era a última versão à data. Daqui a uns tempos a última já é outra.

  20. Luiz says:

    Que pena que agora uso o Linux Mint 20.1, sei que parece uma interface antiga mas não tem de ser igual, basta personalizar e isso é possível a 200%. Com tanta telemetria e tantos recursos usados sem ser nas tarefas do utilizador, migrei para Linux para ser mais modesto no uso da memória do pc, porque ter um i5 de 4a geração é muito fraco para edição de video se somar aos recursos utilizados pelo SO.

  21. Manoel do Brasil says:

    Quando teremos um Windows que seja 100% de 64 bits? esta compatibilidade entre 32 e 64 bits é uma das causas de instabilidades no Windows.

  22. contacto says:

    Isso é para comprar mais um windows ? Daqui a uns tempos dizer que o windows 10 está obsoleto e é-se obrigado a passar para o windows 11! Eu vou ficar parado no windows 10

  23. Filipe Fernandes says:

    Com o recente divórcio do Bill Gates, pensei que a nova versão seria o “Windows EX”…

  24. Donadel says:

    E vai ser lançado no dia 11-11-2021…

  25. Draco says:

    Me preocupo sobre hardware nesse novo W11…
    Meu notebook é de 2016 e roda muito bem o W10, mas não sei se vai perder desempenho no W11 que estará por vir.
    Aqui no Brasil, as coisas não estão fáceis em questões de $ e preço de hardwares e cia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.