PplWare Mobile

MX Linux: A distribuição que o vai fazer esquecer o Windows 10 (7)


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Spoky says:

    Vai começar o hate ao Linux por parte do Windows não tarda.

    Gostaria de aproveitar e dizer que sou utilizador DO Windows mas não descarto a possibilidade de usar Linux.

    Qual é o problema? Porque é que ficam tão raivosos com estes artigos? É uma alternativa, não vejo qual é o problema.

    Só pessoas imaturas é que perdem o tempo vir cá distilar o ódio contra uma alternativa (que não obriga nada nem ninguém a fazer-lo ou a seguir as dicas ou conselhos)

    Por tanto, tal como disse existe espaço para todos. Por mais argumentos que tenham por mais ódio que tenham, aprendam cada um usa aquilo que quer e bem entender no seu computador.

    Vantagens? Todos têm, desvantagens? Também, como por exemplo? Vírus.

    Existe mais vírus para Windows que para Linux isso é certo, mas não é impossível existir para Linux.

    Em servidores o rei é praticamente Linux, Linux é espetacular para montar webservers, firewall e muito mais. Quem se recusa a aceitar isto praticamente no mundo da redes informáticas vai entrar.

    Podem sempre utooIsr Windows, mas qualquer pessoa sabe que o Linux é mais overpowered para configurações específicas como regras de firewall, nginx etc etc.

    O que mais me espanta é admira é que a maioria que critica é distila o ódio são menores na maioria dos casos, mas se houver algum adulto aí por detras que destila o ódio num tópico de alternativas, ler bem. Então é um adulto com uma mente de uma criança lool.

    Haja paciência e volto a repetir uso Windows, mas em pcs fracos opto por Linux e daí?

    • jaugusto says:

      Não é só o linux – é tudo o que seja diferente ou tente ser alternativa vem logo uma raiva de estimação basta ver os artigos sobre o libreoffice o tesla etc …

    • F Paz says:

      Não posso abandonar o Windows enquanto o Office ainda estiver preso ao Windows.
      Sou adepto do Office, pois tenho trabalhado anos nessa plataforma mundial, e ao enviar e receber documentos formatados, percebi que ao abrir em diversos aplicativos equivalentes para o Linux, perdia detalhes da formação, o que me prejudica no meu trabalho de pesquisa.

      Quando o Linux estiver com um versão para contemplar o MS Office, migro imediatamente.

      • Julio Braga says:

        Já tentou utilizar o WPS Office? Tem para Linux e é muito compatível.

        • F Paz says:

          Já, inclusive outros softwares que já perdi a conta. O maior problema não é meu uso em escrever, mas receber diversos formatos de acordo com os editores desde 2003.
          Isso dificulta muito, pois tenho que receber as diversas versões do Office sem perder as características de formação.

          Se fosse apenas para produção minha, poderia utilizar qualquer software open souce para o Linux.

          Mas a intercambialidade das versões mais antigas com as atuais somente no MS Office mesmo.

          Infelizmente não vislumbrei essa possibilidade da Microsoft.

      • Samuel says:

        LibreOffice é uma alternativa viável mas não tem cloud (acho eu).

      • Daniel says:

        Você perde a formatação por dois motivos:

        – Fontes diferentes
        – Usar formatos proprietários

        Ninguém tem culpa de você ser sido abocanhado pela MS.

      • Lancelot Radmann says:

        Olá F Paz, já testou o aos office?

      • Marciano says:

        Pesquise sobre o Office 365. Você pode usar todo o Office online.

      • Jean says:

        Nativamente acho que isso vá acontecer, o que se pode realizar é rodar o Office via Wine.

      • N'uno says:

        Independentemente de utiliza outras aplicações mais ou menos compatíveis, a melhor coisa é usar o Office dentro de uma VM windows. Eu uso a virtualbox com uma imagem de um win7 para esse fim. Usando o modo seamless, as janelas do windows misturam-se no desktop do linux, dando a ilusão de pertencerem ao mesmo sistema. Funciona muito bem e é bastante prático.

      • Carlos says:

        Experimente o FreeOffice!

    • Pedro says:

      Meu caro Spoky. Sou usuário do Linux há mais de 10 anos. Tenho vários webservers Linux e estou muito satisfeito. Mas acho ridículas todas as tentativas de se fazer um Linux desktop. É amadorismo demais. Todas as distros são toscas. Operações que são simples no Windows, android, ios, osx viram um pesadelo no linux desktop. Instalar um conjunto de programas para um.ambiente mínimo de programação com phpstorm, mysqlworkbench, filezilla vira uma tortura. Tentei montar esse ambiente recentemente no Mint é acabei desistindo.
      Ou faltam dependências, ou completa a instalação é vc vai procurar os atalhos é não foram instalados … É frustrante.
      Já pra não falar do ambiente gráfico que é horrível. As fontes são estranhas, os tamanhos de ícones grandes demais (sei que pode ajustar em alguns casos) as janelas não se adaptam ao conteúdo, a resolução do desktop não se adapta ao hardware do monitor, etc.
      Acredito que a única empresa que pode salvar o Linux desktop é a Microsoft se resolver fazer o seu ambiente gráfico para Linux.
      Se houvesse uma distro decente de linux desktop, com certeza o Market share do Linux seria bem maior.

      • Head Brother says:

        Fato !

      • admotors says:

        Quer nos explicar quais foram os seus procedimentos para instalar o phpstorm, mysqlworkbench, filezilla e quais os seus problemas?

        Tambem uso Mint e sinto algumas dificuldades nessa materia.

      • Wagner says:

        Na boa, não conseguir usar Linux no desktop é uma incompetência da sua parte. Uso Linux no desktop desde 1998 e naquela época sim você podia dizer isso, mas de 2004 pra cá é uma argumentação de incompetente. Ubuntu, Fedora e OpenSUSE tem uma usabilidade às vezes melhor que Windows e macOS.

        • Pedro says:

          Como eu referi no meu post, eu sou usuário linux em servidores. Tenho vários webservers na amazon, alguns até com configurações bastante complexas. Mas se o assunto é desktop a coisa muda. A maior parte das distros linux parece que está mais para brigar com windows 3.11 ou 95 do que com os modernos SOs windows 10 ou Mac OS. Não sou tão inexperiente assim. Acho que já instalei todas as distros linux que foram lançadas. Desde os Mandrake, Conectiva, Mandriva, Suse, Fedora, Ubuntu, Mint e muitos mais. Até hoje não vi nenhum que tivesse uma interface gráfica minimamente decente.
          E provavelmente não sou só eu que tenho essa opinião. Os 2% de market share do linux desktop devem ter algum significado.
          O linux é uma colcha de retalhos. Tem dezenas de distros diferentes. Tem dezenas de interfaces gráficas diferentes. Isso não é sinal de versatilidade, mas sim de uma enorme confusão.
          Quase nenhuma empresa desenvolve software para linux e nenhuma empresa desenvolve jogos para linux.
          A experiência de usuário é traumatizante.
          Se vc usa linux desktop, parabéns, mas tente colocar linux desktop numa empresa ou para usuários domésticos e veja o resultado.
          Já tiveram grandes projetos para colocar linux em todos os serviços publicos de cidades modernas como foi o caso de Munique na Alemanha. Se vc acompanhou essa época, sabe que não durou muito e acabaram substituindo pelo windows.
          Alguns dias atrás acho que li em algum lugar que uma cidade na Itália estava tentando fazer isso também. O resultado vai ser o mesmo. Quando os utilizadores quiserem instalar o básico … whatsapp, skype, processador de texto, um programa de edição gráfico tipo photoshop (e não me venha com esse troço estranho chamado gimp) um app de postit, etc. vão ver a maravilhosa experiência de usuário que o linux proporciona.

          • N'uno says:

            Munique vem sempre à baila, e nunca pelas razões correctas. É um exemplo, sim, da pressão política e/ou de marketing que a máquina da M$ consegue exercer. De resto, podes acrescentar algum desconforto com mudanças, que pouco terá tido a ver com imaturidade dos sistemas linux e seus desktops.

            Gimp é mais do que suficiente para grande parte das necessidades existentes.

            No meu micro-negócio só existe linux, e não sinto limitações relevantes. Produzo os meus designs gráficos, mantenho várias BDs, imprimo talões, corro software certificado para facturação, desenvolvo web full stack tranquilamente e até assino os meus documentos digitalmente. Sá a AT me obriga a usar uma VM windows 7 para enviar o SAFT no velhinho IE, mas isso tem os dias contados. Nessa VM acabo por usar o Excel para os casos mais complexos, mas como a virtualbox permite o modo seamless, é tudo fluido e transparente.

            Não aceito argumentos tão depreciativos relativamente ao desktop linux, mas compreendo que haja muita resistência para mudar o paradigma M$ que reina por aí. Mas também acho que cada um usa o que quer, por isso não critico. A minha experiência nada tem de traumatizante, antes pelo contrário.

          • Joao Henrique says:

            Ninguém consegue gostar de uma coisa que não quer gostar. Sua cisma é com a interface. Mas ela não representa a realidade. É de pessoa pra pessoa.

            Essa história de photoshop também já deu. Conheço vários designers que conseguem fazer o mesmo trabalho do photoshop em outros softwares. E isso se dá por conta de saberem o conceito em se tratar uma imagem, e não uma receita de bolo feita para um softwate (photoshop no caso) pra chegarem naquele reaultado X. Sem contar quem usa photoshop com 200 pulgins que fazem tudo, ai quando se vêem sem determinada ferramenta, pronto, não fazem nada.

            A questao de usabilidade do Linux também é muito relativa. Instalei Ubuntu no notebook da minha esposa a mais de 4 anos porque ja estava cansado dela dar pau no windows por virus ou por aquivo de inicialização corrompido, a unica coisa que disse para ela foi “quando aparecer atualização, instale”. Até hoje nao precisei dar nenhuma manutenção no SO, está la rodando certinho pro que ela precisa. Foi a mesma história no PC da minha mãe, quando instalei mint minha sobrinha me disse uma semana depois “agora tá uma maravilha, tudo que vc clica abre na hora”.

            Mas como disse, é muito relativo. Pra minha cunhada nao funcionou da msm maneira, ela nao se adaptou e pediu pra voltar pro windows 10. Agora o notebook dela ta aqui comigo porque ela tambem nao gostou do windows 10 e quer o windows 7.

          • Wagner says:

            O caso da Alemanha foi pura política, não foi por ineficiência do Linux. O Metrô do Rio de Janeiro usa Linux desktop na empresa inteira.
            Algumas prefeituras no Brasil também adotaram Linux desktop com LibreOffice, depois de provarem que 99% dos usuários usam só o básico do Excel (operações básicas e o auto-filtro), coisa que o LibreOffice faz até melhor.
            Sobre diversidade, isso não é confusão, isso é opção de escolha, coisa que acho que você não entendeu. Essa é a beleza do opensource. Você tem vários sabores pra experimentar e não precisa ficar limitado a X ou Y.

            Outro detalhe, o Linux já tem Skype, jogos (pelo visto você nunca escutou falar da Steam, que tem os mesmos jogos de renome pra Windows e Linux) e WhatsApp (tem até mais, só ver o Franz, por exemplo, que reune tudo num único software).

      • Samuel says:

        Eu não sinto dificuldades em nada. Tenta encontrar no Synaptic ou na app store que está no Linux. Em último caso se o linux tiver como base o Debian tenta encontrar o programa com extensão .deb. No MX linux encontras o Filezilla no MX-instalador de pacotes.

      • Joao Henrique says:

        Uso o Mint com SO principal pra desenvolvimento. Tenho MySqlWorkbench, vscode, filezilla e não vi tortura nenhuma. Foi bem fácil até. Sem erros de dependência nem nada. Estou rodando ele num SSD e minha maquina liga em menos de 15s, isso pq tenho que digitar a senha pra logar.

        Uso Windows 10 tbm pra softwares específicos que não existem pro Linux. Mas ainda prefiro o Mint pq quando um sistema trava o SO inteiro nao para, vou la e mato o processo e ele termina na hora. Atualizações nao ficam me obrigando a instala-las como no windows que leva toda minha internet quando ligo ele e tem atualização.

        • N'uno says:

          Eu uso Ubuntu e Manjaro. Desenvolvimento web full stack nos dois sem qualquer problema e mais funcional do que em windows. E tudo corre… git, npm, node, js, mongodb, mysql, react, vs code, mysqlworkbench, filezilla, etc! Para desenvolvimento, linux é a plataforma preferida de muitos.
          Também uso windows, mas noutras funções, e é porque tem que ser…

  2. Francisco says:

    Hoje a melhor distro Linux é o Mint não tenham dúvidas disso.

    • Theneus says:

      O Manjaro ambiente XFCE também esta bem fluido… da uma testada… gosto das duas distros Mint e Manjaro.
      Linux hoje esta bem evoluido em comparação a algumas coisas do Windows….

  3. kan says:

    Risos, esses titulos, mereciam um premio literario, desde 1999 eu escuto que LInuXO vai substituir o windows, e desde 2012 eu leio aqui A MELHOR VERSAO DO LInuXO que vai te fazer esquecer do windows.

    E pergunta se eu esqueci rs….se meus clientes usam, se empresas br estao usando isso. LInuXO a unica coisa boa que surgiu dele foi fazer a MS melhorar e muito, e o android que tb nao é la essas coisas mas é e esta melhor a cada versao, mesmo a equipe do google inventando frescuras nada util.

    Passo….fico no windows 10 🙂 e LInuXO só para ler e ver q nao adianta essas ‘MELHORES VERSOES’ que ‘FARAO VC ESQUECER O WINDOWS’ mas so se vc tiver amnesia rs

  4. Head Brother says:

    Essa distro deveria se chamar aminesia !

  5. Caralbol11 says:

    Tenho esta distro em dual boot com W7 num portatil Toshiba Satelite A210. Acontece que, enquanto o W7 encerra ou reinicia como deve ser, o linux começa a encerrar e bloqueia num determinado ponto, o que me obriga a usar o botão da energia. Antes, tinha o Q4OS, também em dual boot e acontecia a mesma coisa. Já pesquisei várias vezes na internet mas as soluções apontadas não resultaram. Primeiro instalei o W7 e depois o linux. Alguém sabe como resolver?

  6. Cassio Luis Riboli says:

    Prefiro o Linux mint shinamom

  7. Cassio Luis Riboli says:

    Prefiro o Linux mint shinamom 19

  8. Nelson Carvalho de Jesus says:

    Boa noite @PedroPinto porque ração é que, sendo o MX Linux tão leve, num MacBook 2008, com 2gb de RAM e SSD (dualboot controlado pelo reFind) se comporta de forma lenta (a instalação foi de um passo a passo aqui do Pplware). Obrigado

  9. Essa féra ai says:

    Microsoft deu uma versão pirata pra cada pessoa nos anos 90/2000 como se fossem uma amostra grátis de uma pedra de crack, hj estamos todos aqui, tentando sair do vício e falhando miseravelmente a cada tentativa kkkk triste realidade

  10. Sinho says:

    Não consigo, tudo que faço no Windows não dá pra fazer no Linux. Então prefiro ficar no Windows mesmo. Acho muito estranho o Linux

  11. João Oliveira says:

    Como fazer para alterar o brilho no ecrã?

  12. João Oliveira says:

    Que software usar para ver vídeos?

  13. João Oliveira says:

    mais 1 🙂 – como instalar um editor de videos?

  14. F Paz says:

    As discussões sobre o Linux x Microsoft sempre vão existir. Talvez acabe um dia quando um absorver o outro, provavelmente a Microsoft já tenha planos para se mostrar mais aprimorada com cara de Linux. O que estamos observando é um tentando ser tão bom quanto o rival. O W10 incorporou alguns recursos so vistos nas distros Linux, e o Linux também com aspectos graficos cada vez próximos do rival Microsoft.
    O que podemos fazer é escolher aquele que atende plenamente as necessidades, se bem que para algumas aplicações, o Linux é ou melhor está insuperável, de igual modo o Sistema Operacional da Microsoft,. também tem suas vantagens.
    A tendência é que ambos estão se aproximando cada vez mais em semelhanças e desempenho, tornando-se uma tarefa cada vez mais difícil escolher aquele que se propõe a satisfazer plenamente cada aplicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.