Quantcast
PplWare Mobile

Lubuntu 12.10 – Flavor do Ubuntu com LXDE

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Guerreiro says:

    Boa tarde,
    O pplware é um dos meus sites de eleição e sei que não é exclusivo ao linux mas existem mais distros para alem do ubuntu e derivados, gostava de ver por exemplo um tutorial para o arch ou o gentoo, umas reviews do sabayon, chakra, openSUSE etc…
    Fica a sugestão…
    Cumprimentos

  2. Linuxiano says:

    Cá está a interface LXDE que se concentra na funcionalidade, sem deslumbrar mas cumpre com eficácia. A sua simplicidade e leveza é ideal para máquinas com hardware ultrapassado ou até para quem não tem assim tanta memória disponível e quer fazer uso de uma máquina virtual com o Virtualbox. Embora simples, permite alguma personalização e é possível criar um desktop bonito e atraente.

    Apesar de tudo, uma pequena ferramenta de pesquisa no menu seria bem-vinda, uma vez que quando se começa a adicionar alguns programas, os submenus ficam lotados e perde-se muito tempo a navegar neles. Para compensar essa lacuna recomendo a instalação do Synapse.

    Relativamente à distribuição propriamente dita, é baseada no Ubuntu logo tem as vantagens inerentes a isso, suporte oficial e acesso ao centro de software Ubuntu, no entanto, até agora não estava isenta de alguns bugs e erros, sobretudo nos ícones do painel. Irei testar a ver se esses bugs já foram ultrapassados nesta nova versão.

    Uma outra distribuição, que penso já ter sido mencionada no pplware, que faz uso do LXDE é o WattOS, que eu tenho usado com frequência, é baseada no Ubuntu 12.04 e nesta a interface LXDE está bem mais optimizada, sem os tais bugs que mencionei em cima, pelo que recomendo para quem não se importa de instalar programas através do GDebi ou do Synaptic.

  3. anderson says:

    Estou muito satisfeito com meu Xubuntu 12.04 mas o Lubuntu seria minha mais imediata opção caso venham a fazer com o XFCE o que fizeram com o Gnome 2. LXDE e XFCE são a garantia de desktop com cara de desktop e vida-longa aos hardwares mais antigos(ainda mais o LXDE) e não com cara de “tablet”(Unity). Já usei LXDE e recomendo! =]

  4. João Gomes says:

    Boa tarde. É mais leve do que o xubuntu?

  5. jpng81 says:

    Ninguém tem problemas na cópia de ficheiros pela rede??? o meu fica sempre empancado a meio.

  6. Arlindo says:

    Estou a usar esta versão, muito leve e estável. Para mim, este gestor de ficheiros é do nível do Nautilus, ou superior. é simples e rápido, ainda ñ vi um único travamento ou erro dele.
    Quem migrar do windows para este lubuntu ñ vai encontrar dificuldade nenhuma… tem até árvore de directórios semelhante ao windows, usando a tecla direita do mouse no ambiente de trabalho, o menu que se abre tem opções semelhantes, até atalho se pode criar, coisa que xubuntu, kubuntu e ubuntu não possuem.
    Onde existe “travamento”, lentidão é no central de programas lubuntu, fica pensando…

    • Raclima23 says:

      + 1
      Por caso é minha distribuição de eleição no meu dell latitude d420 com 2gb de memória e o unico programa mais lento que deparo nessa destribuição é o central de programas lubuntu 🙂

  7. Arlindo says:

    Tem uma sena aqui no PcManFM estranha, quebrei a carola e ñ descobri para que serve…; na caixa de busca, há direita, tem uma seta apontada para baixo, que fica por baixo do boão fichar.
    Mas para que raio serve a seta. pfff

  8. JP says:

    Boas tardes,

    Tenho todo o gosto em poder ajudar e contribuir para o Pplware se tornar na maior comunidade de Linux PT, não vai ser fácil mas vamos a isso. 🙂

    Já viste o meu Blog? Não é nada de outro mundo mas…

  9. Alexandre Amaral says:

    Gostava que houvesse um ambiente gráfico tão bonito como o Unity mas mais leve e prático…infelizmente ainda não encontrei um ambiente que me satisfaça por completo no mundo linux.

  10. Arlindo says:

    Pedro, essa ideia é genial… o pplware já é a nossa comunidade linux!

  11. Beto says:

    Bem que poderiam falar do Zorin

  12. moonnn says:

    Boas tardes
    Tive a testar o lubuntu64 e quando decidi instalar não me reconheceu o meu ssd 🙁
    Alguém me pode ajudar nesse aspecto?

    Agradecido

  13. João Cena says:

    Já testaram o Mint 13 cinnamon?

  14. Sambas31 says:

    Bem estava a mexer com o Slackwake 14.0!Ups,não é pêra doce…

  15. Jorjão says:

    Pedro aconselho-te uma vista de olhos no Elementary OS Luna que tenho a correr em VirtualBox e que apesar de ainda não ser versão Beta deixa-nos uma ideia desta fabulosa versão Linux baseada em Ubuntu. Para mim Linux tem que ser baseado em Debian/Ubuntu pois acho que são as versões de mais fácil adaptação. Para bases em Debian há de tudo, já quanto as outras derivações já é mais complicado e dificulta muito a vida ao comum dos mortais.
    Aqui http://sourceforge.net/projects/eosbuilds/files/ podem encontrar as Daily Builds desta nova versão do Elementary OS Luna. Aqui estão os links para download das versões 64 bits e a indicação mais abaixo para download das versões de 32 bits que me parecem ser as ideais para correr em máquina virtual.
    Abraço a todos.

    • Glink says:

      Eu instalei por cima do ubuntu o pantheon e estou a gostar bastante, a pesar de a minha maquina não ser grande espingarda e ainda é viva graças ao linux, contudo não me dá rendimento nenhum em qualquer sistema que lhe ponha..

      quando for lançado o luna muito provavelmente eu vou usa-lo como OS principal…

  16. Manuel says:

    Por falar em comunidade Linux, queria dar vida a umas máquinas antigas cerca de 25 Celerons 1.8 com 256m, na minha instituição, estou a testar com o mint, pois é a distro que melhor conheço, no entanto verifiquei que ainda é muito pesado…

    Como requisitos, só preciso que funcione bem com instrumento de pesquisa,o mais rápido possível, ter o office 2010 durante este ano pelo menos, aqui também me deparei com um problema pois a parte de activação do mesmo não funciona…

    Alguma sugestão baseada em Devian? Xubuntu, lubuntu? Mint?
    Parecem-me todas tão pesadas…

    • Gonçalves says:

      Office 2010 em linux?? Só se for com o Wine… Mas isso é abrir as portas aos vírus e demais tralhas programadas para windows.

      Já testaste o OpenOffice ou o LibreOffice?

      • Pedro Pinto says:

        Amanha temos novidades no Pplware

      • Manuel says:

        Gonçalves, essa parte da instalação foi fácil, e claro que vai ficar com o OpenOffice ou o LibreOffice também. Mas por motivos de compabilidade com os demais, vai ter de ficar pelo menos um ano com o Office.

        Alguma distro baseada em Devian/Ubunto/Mint muito mais leve que possa instalar nestas máquinas?

        Obrigado

        • Nelson Zed says:

          Com 256Mb RAM, não é fácil correr Lubuntu 12.04, pois com varias aplicações abertas é lento. Outras opções a considerar e testar:
          SLITAZ (simples e eficaz, com boa comunidade), Puppy Linux Wary (completo e grande comunidade) e o meu preferido CONNOCHAET OS (baseado em arch, mas facil e muito rápido)

          O ideal seria colocar 512Mb RAM….

        • Nelson Zed says:

          Correr o OFFICE com o wine não é solução….se puder instale o WINDOWS XP em 5 maquinas por exemplo (pelo menos com 512 MB RAM) e o resto dos PC com Libreoffice (mas 256Mb é sempre pouco). O ABIWORD e o GNUMERIC são bons e suficientes para a maioria….problemas encontrados apenas no ABIWORD (ler e editar .doc e .docx altera as formatações).

          Se precisar de ajuda terei todo o gosto em ajudar….

          • Manuel says:

            Obrigado Nelson Zed, acho que vou seguir o conselho, vou deixar 4 ou 5 em Xp e o resto Mint 13, pois dou-me melhor com devian…e vou desinstalar o que não interessa até ficar levezinho o suficiente para os 256m.

        • Nelzon Zed says:

          Linux Mint 13 XFCE…ou então Lubuntu e instalar lubuntu-restricted-extras e browser Midori…ficou rápido no meu Magalhães 1….

      • Glink says:

        isso pode acontecer é verdade mas não acontece assim como no windows, aconselho-te a ires às playlists do Spatrylinux um youtuber norte americano que exlica isso muito bem…

        portanto ele poderia por o wine sem ter o mesmo tipo de preocupações que tem com windows…

  17. Anonfag says:

    Não costumo ser picuinhas nestas coisas pois errar é humano e todos nós cometemos erros a escrever ao computador. Mas calculo que “flavor” (ver título do artigo) tenha sido uma tentativa de misturar as palavras ‘sabor’ e ‘flavour’? É que se não foi das duas uma: ou foi feito recurso a um anglicismo perfeitamente desnecessário (ainda por cima num título); ou foi escrita a versão do inglês americano de ‘flavour’. Espero sinceramente que se tenha tratado de um infeliz trocadilho e não destas duas últimas…

    De resto, de uma forma geral aprecio o vosso esforço em noticiar vários tópicos interessantes e também os vossos tutoriais. Tanto quanto sei fazem-no no vosso tempo livre e só por isso merecem todo o reconhecimento.

    Lamento se o tom da minha crítica foi um pouco pesado, mas custa-me ver este tipo de ‘pontapés’ dado por pessoas diferenciadas; e porque também quero gosto que sejam o melhor possível.

    Um grande bem haja a toda a equipa do pplware.

    • Pedro Pinto says:

      Anonfag tens todo o direito em dar a tua opinião e ainda por cima acho que nao faltaste ao respeito a ninguem…nesse sentido a minha opinião:
      “Lubuntu is a flavor of Ubuntu based on the Lightweight X11 Desktop Environment (LXDE)”…apenas segui o que dizia no site…penso que ficava mal algo do tipo Lubuntu 12.10 – SABOR do Ubuntu com LXDE 🙂

      • Glink says:

        por acaso acho que não deviam ter usado flavor ou mesmo sabor, era preferível usar por exemplo “Lubuntu 12.10 – variante do Ubuntu com LXDE”, mas isso sou eu e como tal nem disse nada, so disse agora porque vi isto 😛

        ja agora contem comigo para fazer a maior comunidade de linux em pt 😉

    • PauloJCP says:

      http://www.thefreedictionary.com/flavor

      fla·vor (flvr)
      n.
      1. Distinctive taste; savor: a flavor of smoke in bacon. See Synonyms at taste.
      2. A distinctive yet intangible quality felt to be characteristic of a given thing: “What matters in literature . . . is surely the idiosyncratic, the individual, the flavor or color of a particular human suffering” (Harold Bloom).
      3. A flavoring: contains no artificial flavors.
      4. Physics Any of six classifications of quark varieties (up, down, strange, charm, top, and bottom), distinguished by mass and electric charge.
      5. Archaic Aroma; fragrance.
      tr.v. fla·vored, fla·vor·ing, fla·vors
      To give flavor to.

    • PauloJCP says:

      fla·vour (flvr)
      n. & v. Chiefly British
      Variant of flavor.

  18. luiz says:

    oi,lubuntu nao tem avidemux

  19. Rafael Luz says:

    Sempre fui usuário Windows, mudei para Linux (Lubuntu) em out/2012 quando li esse artigo. Voltei para agradecer o bom conselho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.