PplWare Mobile

China continua a insistir na independência tecnológica com o seu próprio hardware e Linux


Autor: Vítor M.


  1. Joselito says:

    Mais uma vez o Linux ajudando genocida!

    • EDPRR says:

      E quando os EUA usam software Microsoft ou Apple é o quê ?

    • PGomess says:

      E então tantas empresas Americanas a usar Linux. Também são genocidas?
      Oracle, Microsoft, Google, IBM, Facebook, Amazon, Dell e muitas outras. E mesmo instituições governamentais e até mesmo as forças armadas dos EUA usam Linux.
      Lembraste-te de mandar uma posta de pescada a pensar que eras fino, mas realidade apenas mostraste que não sabes nada.

      • Joselito says:

        “E então tantas empresas Americanas a usar Linux. Também são genocidas?”

        Amigo me diz, com um raciocínio desses como é que vc ainda atua em IT? Nem lógica de programação vc aprendeu? Eu disse que quem usa Linux é genocida? Onde está escrito isso?

        Eu disse, e vou continuar dizendo, o modelo de negócios do Linux só beneficia genocidas, por que as outras companhias “Oracle, Microsoft, Google, IBM, Facebook, Amazon, Dell e muitas outras.” pagam os planos de saúde dos seus colaboradores e não entregam nada de graça para genocidas!

        Tenho dito!

    • Nuno V says:

      Tendo em conta que a China continua a utilizar maioritariamente Windows, também dizes “Microsoft ajudando genocida”? Ou é apenas idiotice de tua parte?

  2. Wagner Albuquerque Braga Filho says:

    A China não quer mais nada de hardware nem software Norte Americanos, porem o pessoal critica quando Trump não quer a Huawei em solo Americano.

    • Mestre em direito says:

      O “pessoal” (excerto uma percentagem pequena de pessoas, nas quais me incluo) quer barato e bom independentemente do que se tenha que fazer para consegui-lo. E se a China polui muito, há mão de obra infantil, dá cabo das fábricas na Europa, etc., isso não lhes interessa. Importante é o seu umbigo e barato e bom. Algum presidente se opõe a este monopólio chinês? Estas pessoas estão contra ele. Que queres que te diga? Pobres de cabeça…

      • Milhais says:

        Dá cabo das fabricas na Europa? Quê eles obrigaram as nossas fabricas a fechar? Ou a culpa é na Europa as pessoas preferem ir trabalhar com um fato para um call center do que usar um fato de macaco e aprender uma profissão técnica?
        olha o exemplo do têxtil que não tem pessoas para trabalhar, pois ninguém quer sujar a unha.
        Mas vamos continuar a pôr a culpa na China, eu não vejo alemães ou holandeses com falta de empresas de topo, nem com falta de trabalho.
        Só que vá os engenheiros trabalham de fato de macaco e sujam as mãos, o que não é bom para as fotos das redes sociais…

        • Cortano says:

          As empresas de produção estarem na China não tem a ver com “as pessoas preferem ir trabalhar com um fato para um call center do que usar um fato de macaco e aprender uma profissão técnica”!!!

          Custo de produção é o que faz com que as empresas metam as suas fábricas na China e outros países.

          • Milhais says:

            Então explica me o pq de engenheiros na China ganharem mais que em Portugal?
            Explica me o pq de países como a Alemanha continuam a ter tudo que é produção lá. Os nossos salários em Portugal são uma miséria, então pq não temos mais empresas, pq vão todas para a Alemanha, Holanda e Espanha?
            Explica me o pq de um país como a Polónia já tem quase uma média de salários mais alto que em Portugal (senão já passou Portugal), e continua o mercado de trabalho a crescer por lá? Pq não vêm para Portugal?

      • Toni da Adega says:

        Se as fábricas estão a fechar não é culpa dos chines é de quem permitiu que isso. Tudo que é empresa/fabrica que quis mudar a produção para a china, como é óbvio a China recebeu tudo e todos de bracos abertos. Qualquer país assim o faria.

      • EDPRR says:

        Pois é … tem toda a razão … imagino que tenha escrito a sua mensagem num telemovel Apple, Samsung, Huawei, Xiaomi, ou outro fabricado na China ou com componentes chineses. Desafio-o a ir pela sua casa e atirar janela fora tudo o que for feito na China pois de certeza que não quer dar o seu apoio indirecto a uma industria poluidora, utilizadora de mão de obra infantil e que dá cabo das fábricas da Europa. Já está ? Atirou tudo pela janela fora ? A casa ficou bastante mais vazia, certo ? Presumo que já não esteja a ler porque até o telemovel ou pc foram fora …

  3. eu says:

    Primeiro envia um vírus para o mundo, depois começa a vender tudo o que tem para “ajudar” e por fim uso hardaware e software próprio.
    Qualquer dia é obrigatório ter mandarim na 1ª classe.
    Queres fazer a diferença => Não frequentes mais restaurantes chinosas nem compres m* vindas da china.

    • EDPRR says:

      Está a ser irónico, certo ? Existe mesmo alguém tão ingénuo que acha que a China ia matar dezenas de milhares de cidadãos para depois exportar a doença ? E qual o problema de ter mandarim na 1º classe ? já há crianças a aprender inglês e ninguém vê nisso algum tipo de colonialismo americano.

    • RPG says:

      Podes começar por dar o exemplo.. e .. boa sorte nessa aventura de vida estilo hippie sem qualquer tipo de produto que contenha algo made in China.
      Países a enviar vírus para o mundo, já foram vários para além da China.. No espaço de 20 anos, tens casos vindos da América e África também por exemplo. China tem enviado toneladas de equipamento para a Europa, nomeadamente Itália e Espanha, sem qualquer custo associado. Não quero com isto defender o sistema político do país, mas a tua análise carece muito de racionalidade e bom senso. Na pandemia do H1N1 proveniente da Améria em 2009, na qual o 1º caso foi detetado nos EUA, não vimos esse mesmo país a dar suporte a outros que sofriam as consequências por exemplo.

    • Kabindas says:

      E já não é a primeira vez que a china envia um virus para o mundo. Mas pelos vistos estão a aperfeicoar o método …

      • RPG says:

        Verdade.. É também verdade que, se tens um grupo populacional que corresponde a sensivelmente 20% da população mundial, as probabilidade de algo surgir desse grupo é bastante superior a vir por exemplo dos EUA, no qual a população corresponde a 4% da população mundial… Para além disso, na China ainda existem muitas pessoas que lidam com animais selvagens de forma frequente, e infelizmente os consomem por diversos motivos irracionais, mas sim, venham mais teorias da conspiração que a malta gosta de uma boa gargalhada.

  4. De Quarentena says:

    Pelo vídeo, gostei imenso do aspeto do SO.

  5. José says:

    Ora tomem lá os dirigentes e empresários ocidentais, que numa ganância desenfreada deslocaram fábricas e tecnologia para a China! Iam em busca do “enorme” mercado chinês e saiu-lhes o tiro pela culatra! Que culpa temos nós cidadãos ocidentais termos nascido num tempo em que temos os piores gestores da História? Por dinheiro até vendiam a mãe. Agora queremos produtos nossos, locais, e não os vemos em lado algum, até parafuso tem de vir da China! Eu que nasci num tempo em que não precisava da China para nada nem alimentava regimes comunistas, custa-me muito aceitar isto.

  6. iFernando says:

    Um dia os Europeus têm de pensar na Europa.

  7. Joaquim Catarino says:

    Já era tempo da Europa ficar também independe da constante chantagem Americana.

    • José says:

      Qual chantagem? Pode concretizar? Uma coisa é ser espiado por razões comerciais – todos fazem isso sem excepção – outra bem diferente, é ver um país que usa os seus serviços militares para obter todo o tipo de informações como o faz a China, que está obcecada com o domínio e a primazia mundial. Isso não é segredo para ninguém, nem já o esconde. A Europa e os EUA deveriam aprofundar a sua aliança e confiar mais uns nos outros e não andar a espatar facas pelas costas, pois se um for atacado ou ficar em situação de debilidade, não tenhamos dúvidas que o outro também seguirá o mesmo rumo, e com iso o nosso modo de vida, a democracia e a liberdade que levaram tantas gerações a conseguir

  8. Alberto says:

    A chantagem norte-americana é bem conhecida, recorrente, e não descrimina entre adversários e aliados: chama-se sanções! Basta mencionar dois casos recentes na Europa; o primeiro, em relação ao Reino Unido e à possível autorização da tecnologia da Huawei na rede 5G britânica. Os EUA ameaçaram o governo britânico de que se tal autorização viesse a ser concedida isso teria implicações graves na partilha de informações secretas e comprometeria o futuro acordo comercial entre ambos os países. A maioria dos membros do governo britânico consideraram, e bem, que o Reino Unido ainda não é uma colónia norte-americana e, numa solução de compromisso, atribuíram à Huawei um tecto de 37% de participação na rede 5G. O segundo, a aplicação de sanções às empresas que participem na implementação do projecto Nordstream2, o que levou o governo alemão a declarar que a política energética europeia só diz respeito à Europa, mas não obstante um dos consórcios europeus envolvidos no projecto já o abandonou por receio das tais sanções.
    Finalmente, não foi a China que iniciou a globalização, mas as grandes empresas ocidentais, nomeadamente as multinacionais norte-americanas. O capital não tem pátria nem ideologia, desloca-se em função do lucro. Se a China soube aproveitar a dinâmica económica dos novos tempos, isso só prova a competência dos seus governantes e o valor do trabalho do povo chinês. Portanto, aqueles que hoje vêem na China uma ameaça, se fossem minimamente coerentes, deveriam ser anti-capitalistas e lutar pela socialização dos meios de produção, porque a China de hoje é precisamente a expressão máxima do capitalismo global.

    • Joselito says:

      ” isso só prova a competência dos seus governantes”… cara mas que nojo… defendendo governantes genocidas, isso nunca foi capitalismo nem nunca será, isso é comunismo, os pobres chineses trabalham como escravos, igual a antiga URSS, e todo o lucro do trabalho vai para os governantes psciopatas, vai estudar um pouco ao menos:

      https://qz.com/62806/this-capitalist-chinese-island-is-more-equal-than-the-communist-chinese-mainland/

      E ao incauto comunista, primeiro descubra como a Huawei roubou, eu digo roubou a Cisco, fato, isso é violação de propriedade privada e intelectual, a China nunca criou nada e nunca vai criar, o empreendedorismo só funciona em um país capitalista, só países capitalistas desenvolvem tecnologia, os outros copiam ou fazem fork de bibliotecas, pq desenvolvedores não têm liberdade para pensar nem empreender. Foram os americanos que desenvolveram o transistor, foram os americanos que desenvolveram a internet, no mais não existe nada novo, o resto é pura cópia! comunismo, nazismo, socialismo e fascismo são sociedades que mataram milhões com o mesmo propósito, destruir a sociedade!

      agora dizer que a “China é a expressão máxima do capitalismo” mas que piada, comunista é muito sem vergonha mesmo, cara, mas que piada, tá me dizendo que o governo de um partido só, que tratou com amor e benevolência os cidadãos de hong kong, é a plenitude do capitalismo, mas que piada, quer ver amor e benevolência:

      e antes de falar asneiras sobre globalização,

      • RPG says:

        Foi a china que criou a pólvora e ainda o capitalismo não existia 😀
        Sem pólvora os EUA nem existiam, isto é, muito certamente não tinha provocado o genocídio que provacaram nos indíos, sim genocídio, e ainda o Linux não existia para criar genocidas lolol 😀

  9. Sardinha enlatada says:

    Nao basta criticar a China. Se os paises querem ser independentes de tudo o que venha ou seja fabricado na China, tem de criar condicoes para mudar esse paradigma. E afinal de contas que vantagem isso trara ? Se formos a ver bem, as fabricas continuam a poluir neh ? Entao mais vale ficar tudo na mesma eu acho. A nao ser que alguns paises como o nosso Portugal a beira mal plantado queira comecar a poluir ainda mais o ambiente. Essa poluicao e inerente ao que se fabrica.

  10. Rafael says:

    Olha lá o Linux mostrando a que veio. kkkkk
    O pessoal que defende tanto o código aberto bla bla bla.

    Já era. se vendeu
    kkkkk

  11. jorge says:

    Quem fechou as fabricas na europa foram os europeus que as deslocaram para a china, por causa da mao de obra barata, agora era os governos nao ajudarem essas marcas que deslocalizaram por causa da mao de obra barata, a china tem produtos de quilidade, mas porque sao exigidos pelas marcas, agora a maioria dos produtos chineses valem merda, quanto a comida nos restaurantes chineses isso nunca, mesmo em restauranres de lisboa tambem nao, porque vendiam cao por cabrito, nao é preciso ir a china, a minha patroa faz anos no finl do mês e ela e a filha queriam ir a restaurante chines logo disse que eu nao ia, eu marcas chinesas nao compro, tenho alternativas.

  12. zé pinto says:

    Acho bem….Deviam tambem ter virus que não se replicassem no exterior….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.