Quantcast
PplWare Mobile

Ficheiros salvos no Cyberpunk 2077 podem ficar danificados ao ultrapassar os 8 MB

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. eu says:

    Hehehe. Solução, não use o produto na plenitude.
    Contratam júniores para áreas críticas e sem supervisão.
    Não testam o produto devidamente antes do lançamento (se não, tinham detetado este bug gravíssimo).
    Quiseram à força lançar antes do Natal.
    Não tenho pena nenhuma.

    • Miguel Gomes says:

      Abandonavam as versões das consolas antigas, focavam-se nas 3 versões principais, e talvez a coisa tinha corrido melhor…

      Agora levam com refunds e uma brutal descredibilização… Não souberam lidar com o crescimento, tomaram todas as piores decisões a nível de gestão, mentiram ( a dizer que o jogo estava perfeitamente “playable” no inicio de ano LOOL). Um jogo com todo o potencial para entrar na lista como um dos grandes RPG’s, e deu nisto…

      Acho que nem a EA conseguir fazer algo pior que isto.

      É caso para dizer, quem tudo quer tudo perde.

  2. PGomes says:

    Eu tinha comprado este jogo no GoG no ano passado. Mas com os constantes atrasos, decidi cancelar a pre-compra. Safei-me de boa.
    Eventualmente irei voltar a comprar, mas apenas quando corrigirem a maioria dos bugs do jogo.
    Daqui a uns bons meses o jogo já vai ter muitas patches em cima, já devem ter desenvolvido algumas mecânicas que agora ainda estou verdes e provavelmente, com um preço mais barato.

  3. iv black flag says:

    essa empresa devia ser processada judicialmente deu um golpe perfeito com o markenting que fizeram e as pre vendas e depois as vendas ficaram todos podres de ricos essa e que a mais pura das verdades

    • Woot! says:

      O cyberpunk é o pináculo do que se passa no mundo de gaming e tecnologia hoje em dia. Não há um único jogo que seja lançado sem bugs, é bugs a torto e a direito, sem testes, mão de obra barata para maximizar os lucros e tempos o mais apertados possíveis.

      Diretores que da poda não percebem nada e que definem datas de entrega com base naquilo que acordaram com terceiros. Quando quem percebe diz que demora mais, passam os projetos para quem diz que demora menos, mesmo que isso signifique más entregas. O que interessa é a data de entrega.

      • Miguel Gomes says:

        É impossível lançar um jogo sem bugs, e com o aumento da complexidade dos mesmos, mais difícil se torna. O objetivo deverá sempre passar por apresentar algo perfeitamente jogável, sem bugs que estrague a experiencia do jogo.

        A bethesda, por exemplo, os seus jogos são conhecidos pelos bugs, mas ao contrário do que aconteceu com o cyberpunk, os bugs não estragam a experiencia de jogo, alguns são até hilariantes. Os jogadores vivem perfeitamente com esse tipo de bugs, não precisam de parar e esperar pelas correções para completar o jogo.

        • Woot! says:

          A complexidade não é desculpa. Há muitos sistemas complexos que têm poucos bugs, dispositivos médicos, espaciais ou monetários. Já viste o que era desaparecer 200€ da tua conta cada vez que levantas 10€? Esses pequenos bugs são resultado de testes e TEMPO para desenvolver as coisas como deve ser. Desenvolver um jogo não é uma gotinha de complexidade comparado a uma infraestrutura bancária por exemplo.

          Obviamente que pequenos bugs existem sempre, mesmo com muitos testes há coisas que nunca são apanhadas, mas estamos a falar de erros graves que deveriam ter sido apanhados numa fase de testes.

          É POSSIVEL lançar um jogo sem bugs de maior que impedem a experiencia de jogo. Tens muitos exemplos disso em jogos dos anos 90. Haviam bugs mas nada que te impedisse de jogar ou tornasse o jogo num desastre.

          Ultimamente todos os jogos saem com bugs, todos os sistemas saem com bugs e tem de esperar uns meses até terem corrigido os bugs. Estão a usar o público que PAGA para jogar/usar determinado sistema para ser a equipa de testes!

  4. RM says:

    E o que dá a ganancia de ganhar dinheiro com o Natal, aconteceu o mesmo com a PS5. Só barracadas, ainda bem que não sou consumidor destes produtos se não tb estava puto da vida com eles.

  5. Ricardo Ferreira says:

    “(…) Cuberpunk 2077.” Foi sem querer ou há aqui alguma coisa? ahah

  6. Telmo Barros says:

    Estavam com pressa e criticas e mais criticas pela demora em o jogo ser lançado…aqui está o resultado!

  7. Reis says:

    Desde que a Sony deixou quase se exclusivo e virarem-se para os PC’s que os jogos andam constantemente a serem esmagados e nem interesse em fazer um jogo decente ao público. Antigamente ninguém queria saber dos jogos para PC para nada e continuam a ser os melhores jogos antigos do século.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.