Quantcast
PplWare Mobile

Japão: Internet a 10Gbps custa “apenas” 50 euros

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Paulo Pedroso says:

    “Para se ter uma ideia de comparação, em Portugal nem todas as Instituições do Ensino Superior têm uma ligação a esta velocidade. ” Mas em Portugal existe alguma intuição com 10GBps ?

  2. SANDOKAN 1513 says:

    Incrível,uma velocidade de 10 Gb/s em download !! Por aqui por Portugal nem daqui a 10 anos !! Nem daqui a 10 anos.Então se o máximo que as 3 principais operadoras de telecomunicações não passa do 1 Gb/s,daqui lá oferecerem estes 10 Gb/s ou até o router especial que já vem com o Wi-Fi 6.Daqui lá !! 😐

    • Spoky says:

      Para que queres 10Gbps? Só se for para empresas.

      Aqui em Portugal estamos muito bem servidos, excepto no preço. Tu não achas que 1Gbps estar disponível já não é bom? Existe paises que nem sequer têm metade disso, em Africa a internet é bem escassa, na Tailandia é outra em vários locais.

      O problema não é estar disponivel, mas sim o preço. Esta caro.
      Agora dizer que Portugal esta mal servido, é sem duvida uma asneira. Volta para os tempos de 2011, 2012 onde nem 500Mbps existia ainda disponivel, excepto uma vez que a ZON lançou e depois descontinuou.

      Mal servidos não estamos 😉 No preço sim, na tecnologia nem por isso!

    • Miguel Costa says:

      Para teres 10gbps de download, tens de ter muita capacidade de upload, além de muita capacidade de escrita. 99,99999999999999% dos discos actuais não suportam escrita de 1gbps, mesmo usando a cache avançada.

      • soldier says:

        Está a confundir gigabit por segundo com gigabytes por segundo,são duas unidades diferentes,sendo que 1 bit corresponde a 8 bytes,ou seja, 10 Gbps de download são 1250 Megabytes por segundo ,o meu SSD suporta velocidades de leitura e escrita até 3500 Megabytes por segundo,eu podia ter uma velocidade de dowload de 30 Gbps e iria usufruir nos downloads.

      • Pedro says:

        Um filme a 4K usa entre 15Mbps a 25Mbps. Por isso, mesmo com 1G seria mais do que suficiente para a maioria das utilizações. Para que se tenha uma noção, uma empresa usa uma média de 1M por cada empregado, ou seja, uma empresa com 100 empregados (com uso normal da rede e escritórios distribuidos) usaria 100M. Esta é uma regra para médias e não é aplicada a todos os casos.

    • Le juntiste de Fibre says:

      Ligações Empresariais em Fibra chega a 10Gbps

      Cheguei a instalar uns quantos na NOS

    • Gaspar Oliveira says:

      Oferecer é fácil, cumprir é outra coisa.
      Tenho contratado na NOS 200mbps, ao fim de semana não passa dos 10mbps.

      • JS says:

        Convém também entender o que tem contratado em vez de apenas mandar bitaites.

        • Miguel says:

          O contrato dele deve de dizer 200Mbps durante dias úteis e 10Mbps no fim de semana, ora essa! Pois no contrato estão sempre protegidos pois a velocidade é sempre até x Mbps …

          • mlopes says:

            pois mas esse “até” é uma matéria que devia ser regulada há muito e, infelizmente, não é.
            o “até” apenas devia permitir uma determinada flexibilidade e tudo devia estar muito bem definido por lei.
            como não está, as operadoras continuam a vender contratos totalmente irrealistas, “burlando” os clientes mas sempre protegidos pela falta de legislação específica

  3. Fabio says:

    Interessante essa oferta quando a maioria das placas de rede se aceitar 1 gbps já é muito bom…

    Isto cheira-me a publicidade tipo NOS 5G lol…

    • Miguel Costa says:

      Nem as placas nem os discos. Mas, deixa lá a miudagem ficar toda contente…
      É como terem 200mbs, fazerem festa e nunca usaram nada que chegassem aos 5mbs.

      • soldier says:

        O meu SSD WD Black SN750 de 1 TB, suporta velocidades de leitura e escrita até 3500 Megabytes por segundo, um Disco SSD 2.5″ suporta velocidades de leitura e escrita até 500 Megabytes por segundo,ou seja,uma ligação á internet de 4 Gbps,iria levar o SSD ao limite…e provavelmente a conta bancária.

        • IDroid says:

          O problema é a placa de rede ; a grande maioria das pessoas só tem placas que permitem 1gbps. As placas que têm ligações de 10gbps continuam muito caras…

          • Polo says:

            As placas de 10gigabits não estão assim tão caras, até o meu NAS já tem duas

          • soldier says:

            O preço desceu consideravelmente,mas numa rede doméstica,recomendo no máximo 1 Gbps, eu quando comprei há alguns anos atrás um switch Gigabit e cabo de rede para suportar redes de 1 Gbps,investi umas dezenas de euros,e até hoje tudo funciona,isto é daquelas coisas que só se compra uma vez se for de boa qualidade. Os portáteis mais antigos só têm placas de rede até 100 Mbps e wireless 802.11g.

      • Gaspar Oliveira says:

        Não podes ter um local com n maquinas e 10gbps ser para essas n maquinas.
        Agora essa tua arrogância de superioridade “deixa lá a miudagem ficar toda contente…” na tua linha de raciocínio penso que sejas um pobre coitado que vem para aqui tentar ser o maior da aldeia e deves ser um pobre coitado coitado… Pelo menos tenta ganhar alguma coisa com essa sabedoria toda.

    • Mestre em direito says:

      Fábio, há router e placas de rede de 10 Gbit mas aqui é mesmo o que dizes:
      – a maioria das pessoas usa Wifi e o ax da apenas uma fração disso, então quantos mais conectados estiverem…
      – os servidores fora do Japão não conseguem dar a um único cliente essa largura de banda logo tens um “Ferrari” a andar nunca estrada de terra…
      – 10 Gbit num contexto doméstico não faz sentido. Seria preciso terem 3 consolas de jogos ao mesmo tempo, 3 PC e ainda dois ou 3 aparelhos em streaming vídeo a 8K HDR

      Eu atualmente tenho 100 mega reais e consigo ter 2 aparelhos em streaming 4K e 2 PC em atualizações, 2 telemóveis conectados sem lentidão na net. Portanto…

      • paulo rodrigues says:

        100Mbps chegam bem… eu tenho, acabado de medir, 95Mbps de download e 96Mbps de upload. Consigo upload de vídeo (streaming) em HD e 4K sem problemas. Tenho dois dispositivos com placa de rede Gigabyte, o portátil também tem, e o que interessa mesmo é que a velocidade seja estável. Penso que para uso doméstico serve perfeitamente.

  4. Luis says:

    Na Polónia a INEA tem 10gbps a 35 euros por mês. 1gbps custa 22 euros

  5. Faisca says:

    O Japão daqui a 2/3 anos já testa o 6G!

  6. Peferreira98 says:

    Esqueceram-se do streaming que é o futuro próximo dos videojogos. Só isso já dá utilidade aos 10gbps todos.
    Isso de downloads é mais coisa menos coisa estamos num patamar que o benefício dado pela maior velocidade, não compensa o tempo e o dinheiro gasto.

    • Jorge says:

      Esquece jovem. Burridades. Nem 500 mb consegues saturar com um comum consumidor.

    • Necro says:

      Para o streaming de jogos também não precisas de 10gb, o mais importante e difícil de melhorar é a latência…
      E em Portugal estamos realmente muito bem servidos, o preço é que é elevado para os ordenados, mas isso não é só na Internet que acontece…
      Aliás as nossas boxes de TV metem inveja a muitos países, tal como os nossos multibancos ou via-Verde por ex.
      E nos EUA nunca na vida a maioria dos utilizadores tem 1gbps, chega quase aos 100mbps!!

  7. Gaspar Oliveira says:

    Eu ja ficava feliz que a minha internet “200mbps” ao fim de semana chega-se aos 50mbps, por norma anda abaixo de 10mbps. A NOS é uma vergonha, ainda dizem que serão factores externos que afectam o wifi, mas coinncidencia é sempre ao fim de semana, o resto dos dias pelo menos chega aos tais 50mbps. Tem os pts saturados e ainda andam a oferecer 1gbps.

  8. Woot! says:

    As vezes demoro 1 minuto a carregar uma página de texto num browser com a porcaria da internet da NOS de supostos 500mb e o Japão anda com Gbs 😀 Será que os clientes só recebem metade ou 1/4 daquilo que subscrevem e pagam como acontece por cá?

    • mlopes says:

      num país onde o atraso médio anual dos comboios é de 0,9 minutos, dúvido que tenham os problemas que referes com os contratos de internet 😉

      • António says:

        Sim, como quando a empresa de comboios emitiu um pedido público de desculpas por um comboio (-bala, creio eu) ter partido com 45 segundos de atraso. Eles levam a exactidão muito a sério.

  9. andy says:

    O custo para produzir equipamentos com 10Gbits é ainda elevado. Não estou a ver as nossas operadoras investirem agora em routers com 10GB para uso doméstico.
    Além disso são poucos os laptops ou motherboards com placa de rede 10Gbits ou wifi6, pelo que temos que recorrer a placas externas e que tem um custo de +- 100 Euros.
    Para mim o factor de ser 10Gbits é para poder ser partilhada entre múltiplos equipamentos e utilizar a totalidade da largura de banda disponível – (ex: placas gigabit ou ligação wifi6)

  10. Marquete says:

    Aqui no Brasil 1gb seria sonho. Tenho 35mb de velocidade em sites de testes de velocidade mas na real faz se down a 4mb e up a 1,5. Triste.

  11. Socky says:

    Na Suiça já há internet a 10Gbps desde 2018, por 40 francos mensais (37 euros). Não sei porquê este espanto com o Japão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.