Quantcast
PplWare Mobile

CoronaCoin: A criptomoeda para apostar quantos morrem pelo vírus

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Imagem: CoronaToken

Fonte: Reuters

Autor: Marisa Pinto


  1. Miguel says:

    Acho que nao deveriam “promover” isto, mesmo que a intenção não seja promover.

  2. José Pedro Sousa says:

    Sinceramente, acho genial. É uma piada, mas acaba por alertar para montes de outras shitcoins, enquanto explica o conceito de moeda deflacionária e de proof-of-burn.

    Escusado será dizer que enquanto criptomoeda é muitíssimo fraca, uma vez que se baseia em dados centralizados e adulteráveis. Mas é engraçada. Não comprem.

  3. eu says:

    Boa, agora o pessoal já tem uma motivação para ajudar a disseminar o vírus. E quanto mais se investe maior é essa motivação. Lindo serviço qur fizeram.

  4. rui coeelho says:

    Nunca se chegará a saber porque os dados que chegam da China de certeza não correspondem a realidade

  5. George Orwell says:

    Em jeito de “update”, mais uma selecção pessoal de factos, análise, questões sem resposta e mais algumas previsões sobre o actual momento do COVID-19.

    POSITIVO
    – Se os números fornecidos pelo autocrático regime chinês estão correctos, os esforços de contenção terão produzido um desaceleramento do número de infectados na R.P. China, o que não significa que a progressão da doença se encontre definitivamente travada. Mas os notáveis esforços merecem, por si só, a nossa rendida admiração.

    – As autoridades helvéticas, revelando um oportuno pragmatismo, depois de terem limitado as encomendas postais e cartas provenientes da R.P China , limitaram também as aglomerações de pessoas que agora não podem exceder um máximo de 1000, incluindo as desportivas. A primeira “vítima” foi o mais importante certame automóvel do mundo, o Salão Automóvel de Genebra. Na verdade, urge menos verborreia e mais acção.

    NEGATIVO
    – O COVID-19 chegou em força a terras transalpinas mas, assim como a grande muralha da China não o travou, também não vão ser os Alpes que não travaram os elefantes de Aníbal que irão travá-lo. Mas o que é mais aterrador no contágio italiano é o facto de na pequena cidadela de Codogno não existir um portador vector inicial com uma qualquer “China connection” ou conexões indirectas, ou seja, trata-de de uma infecção sem “culprit”, sendo a Itália um dos poucos países que até já tinha conseguido o isolar o vírus em laboratório. Isolaram ?

    – Em dois casos, o Covid-19 voltou a reaparecer em pacientes que haviam sido dados como curados de acordo as mesmas análises que antes lhe tinham diagnosticado a doença. Esta é a pior notícia pois, a confirmar-se em futuros casos, poderá revelar uma natureza bifásica do COVID-19, uma peculiar característica idêntica ao ANTRAX, este um “must have” de todos os arsenais biológicos militares que, salvo algumas excepções, tem estado estoicamente aprisionado aguardando por uma ordem de soltura ou oportunidade de escape. Se combinarmos esta realidade com o misterioso surto italiano temos um intrigante caso capaz de expor a verdadeira origem da transmissão humana. Sherlock Holmes, Hercule Poirot, Miss Marple, por favor investiguem o caso nem que seja para provar a inocência da mão humana ! Com efeito, há mais vida para além da medicina ;

    – Em Hong-Kong, animais de estimação de pacientes infectados vão ser igualmente alvo de quarentena. Questiono, o que será se o COVID-19 atingir também o gado bovino, suíno, ovino e avícola ? Iremos ser todos “vegan” ? Irá ser criado um “soylent green” universalmente distribuído?
    ( “soylent green” = um soluto alimentar patenteado no romance “Make Room! Make Room!” de Harry Harrison, levado ao cinema em 1973 com o nome de “Soylent Green” que em Portugal teve o nome de “À Beira do Fim”, tendo por pano de fundo a superpopulação )

    – O COVID-19 fez também a sua aparição no Médio Oriente, designadamente no Iraque e no Irão, ambos ainda mal refeitos da eliminação do general Suleimani por drone americano que fez o povo sair às ruas em manifestações muito hostis ao ocidente. Conhecida que é a modesta condição do Irão para travar a doença, é legítimo supor que o vírus assole também a vizinha Turquia que já anunciou que não vai travar mais os refugiados que têm a UE por destino, alem de poder assolar também África, todos conhecidos pelas modesta condições para combater uma epidemia. Mas convém não esquecer as outras conexões do Irão aos países vizinhos, designadamente ao Hamas na faixa de Gaza, ao Hezbollah no Líbano e aos alauítas na Síria, não sendo descabido admitir que o vírus viaje também para aquelas paragens e que, dolosamente ou não, entre também por essa via no vizinho Israel. A verificar-se este mais que provável cenário, bastará um qualquer rumorejo reivindicativo de atentado bioterrorista por parte de radicais islâmicos para incendiar pela enésima vez aquela região de acirrados e ancestrais ódios de dimensões bíblicas. Porém, inédito na História, a transmissão viral pode cruzar-se com disputas territoriais e com o poder nuclear, químico e biológico dos contendores, poder químico que até já teve a sua entrada no conflito sírio, casos em que envolverá também as duas grandes potências militares globais em comandita com os “proxies” locais. Na verdade, não faltam exemplos em que as calamidades foram o gatilho ou espoleta de conflitos. Um mal geralmente nunca vem só !

    PREVISÕES
    – Para mal de todos nós, o COVID-19 tem em Março a sua estreia em Portugal ;
    – Uma celebridade vai ser acometida pelo COVID-19, repetindo o efeito Rock Hudson em relação ao HIV da SIDA ao gerar uma compreensível e adicional onda de comoção e consternação ;
    – O teletrabalho, a tele-escola, a telemedicina e redes sociais vão ter um forte incremento em reforço das comunicações digitais. Também espectáculos nomeadamente os desportivos, celebrações públicas e religiosas, quando não cancelados tenderão a decorrer à porta fechada e exibidos pela via digital, a incógnita é se a produção de bens alimentares e a cadeia de distribuição destes vai acompanhar este incremento da economia digital.

    Mais uma vez, desejo que tudo isto não passe de um alucinado delírio, tudo falso até prova em contrário.

    • Spoky says:

      Muito bom camara, gostei. Principalmente, só um louco e vesgo dos olhos é que não vê, a cara podre que o Vírus tem mão humana… Sejamos realistas, os chinocas sempre comeram porcaria seja animais domésticos como ratos, não é de hoje.

      Se fosse um morcego ou outro animal que tanto proclamam, o coronavirus ja tinha sido transmitido desde o inicio que os chineses começaram a comer esse tipo de comida.

      Mais, o CoronaVirus esta a venda online para laboratórios proveniente de Macacos etc.

      Só quem pensa que isto não tem mão humana, é que anda cego. Não há nada melhor nem um crime perfeito, que aniquilar a população mundial mediante um virus.

      Porquê? Barato, fácil, provas inexistentes ou praticamente impossíveis de obter, rápido, com um spread altamente eficaz. Diria que o ano novo na China foi uma boa estrategia, uma vez que é ai que a maioria dos chineses convivem mais, e viajam! E sim sei que foi detectado antes do ano novo, porem se o fizessem na data, a probabilidade de propagação seria menor.

      Gostava de contactar contigo, sem duvida alguma um brilhante comentário e fico feliz por ver que existe quem tenha os olhos abertos.

  6. ToFerreira says:

    Primeiros casos já confirmados em Portugal! O pplware pode noticiar em primeiro e ganhar a corrida 😉
    Um caso no Porto e dois em Lisboa (estes necessitam de segunda confirmação).

    • Vítor M. says:

      O nosso interesse não é saber se Portugal vai ou não para o ranking de países com pessoas infetadas. O nosso interesse é perceber como a tecnologia e a ciência estão e vão resolver o problema. Isso sim é que nos interessa.

  7. Flavio Ferreira says:

    Relativamente a este assunto que percorre o mundo todo, e que muitos iluminados andam aí a dizer que países como EUA é que começaram com este horror e não sei o que, por causa das guerras comerciais e bla bla bla, aconselho a verem o artigo do link abaixo.
    Deixo já aqui uma prévia para os que tanto idolatram a famosa China, um pais que vive de um regime autoritário, este post aí fala de um grupo de cientistas que em 2 de Março de 2019, já afirmavam que futuramente que na cidade de Wuhan seria afectada por um vírus da família Coronavirus.
    E mais não digo, só sei que nada foi feito e “eles” foram avisados, mas nada fizeram, será que os outros países é que são os maus da fita.
    https://www.mdpi.com/1999-4915/11/3/210

    Desculpem se encontrarem algum erro no meu texto.

  8. Salvador. P says:

    Só por si Criptomoedas são uma Bosta desnecessária. Esta então, chegou ao top no dia da idealização.

  9. David F. says:

    Finalmente uma criptomoeda com lógica! (ironia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.