Quantcast
PplWare Mobile

Xiaomi: vislumbra-se a queda de um império?

                                    
                                

Autor: Maria Inês Coelho


  1. May says:

    “Na verdade, a Xiaomi pouco inovou, lançando até vários equipamentos que mal se distinguem uns dos outros.”
    O problema deve ser mesmo esse… não pode parar, não pode imitar a Apple também nisso.

  2. o gajo says:

    Qual império?

  3. luislelis says:

    Um dos maiores problemas que vejo da xiaomi esta nos rápidos updates prometidos.(não tem palavra)
    Equipamentos a subirem de preço de lançamento para lançamento. (quem tudo quer tudo perde)
    Falta de investimento em designe e inovação.
    Dispersão. (Qualquer dia faz programas de culinária)

    • luislelis says:

      Quais são os critérios da PPLware em relação ao “O seu comentário aguarda moderação” caso dos meus comentarios.
      Para todos estarmos em igualdade e jogarmos o mesmo jogo.

    • Paulo says:

      Ya, updates que nunca mais aparecem, eu tenho um Mi3 de 2013 e ainda só fizeram o update para o Android 6.0.1 na MIUI 8.

    • Xiaomi Inc. says:

      Só para informar que há updates diários, semanais e mensais.

      Não sei porque queres sempre estar atualizado no máximo. O telemóvel trabalha na mesma.

      • luislelis says:

        A questão q se coloca é : não cumprirem a palavra.
        Exemplo. Foi prometido o miui para 16/8, depois 23/8 e agora já nem compromisso de data.
        Promessa de actualização para marshmallow a quando do lançamento de vários produtos. Redmi note 3 etc.
        No meu mundo de valores, a palavra é importante. Muitas das compras são baseadas nesses pressupostos.
        Quanto à querer estar actualizado, correção de problemas de segurança diz te algo?

      • Mourão says:

        Comprei um Xiaomi Mipad 1 em Janeiro do ano passado e até ao dia de hoje continua com a mesma versão do android (4.4.4), enquanto o Nvidia Shield, que tem o mesmo SOC, já vai no 6.0.1. Se ao menos tivessem lançado a source do kernel os devs podiam fazer alguma coisa. Lá de vez em quando há uma actualização do MIUI mas pouco ou nada muda. Em relação ao MIUI 8, andam eles no forum á procura de alpha testers…

        • luis says:

          Teoricamente um kernel genérico pode ser manipulado para funcionar com o telefone. Alguns modulos (drivers, etc) podem ter de ser adicionados de forma a compatibilizar. Ja experimentaste procurar versoes do cyanogenmod ou outras baseadas em AOSP para o teu telefone?

          • Mourão says:

            Não existem ROMs AOSP para este tablet e não tem suporte por parte da Cyanogen. Eu cheguei a usar uma versão baseada na CM11 (BDITA) mas entretanto voltei para uma versão baseada na MIUI 7 (MIUI SMOKE) que com alguns tweaks consegue ter melhor gestão de RAM do que a primeira. Houve um dev que chegou a compilar uma ROM baseada no lollipop (CM12.1) mas tinha problemas (não tinha câmara, lentidão nas animações e a abrir aplicações, etc) e, segundo me lembro, o dev tinha referido que sem a source do kernel e sem os drivers proprietários da xiaomi era muito complicado fazer melhor, entretanto deve ter desistido.

  4. Torres says:

    Tenho um xiaomi redmi note 2 desde 2015, ainda não troquei porque nos modelos seguintes pouco ou nada tem de novo
    Mas não poderia estar mais satisfeito com a marca e com o telemóvel

    Vamos ver se esse xiaomi MI note 2 me conquista

    • Alexandre M. says:

      Tenho um Xiaomi mi5 64GB Preto e nem quero saber de estatísticas nenhumas, incrivelmente rápido, ecrã brutal, bateria top, acabamentos premium, etc…
      Com o dinheiro que dei por ele comprava um charuto da Samsung ou tinha que pagar um iPhone aos boxechos…

      Agora a Xiaomi está a dar tiros nos pés ao lançar montes de telemóveis onde as specs são quase iguais e nada muda.

      Se eles se mantiverem na Qualcomm e reduzirem o número de telemóveis lançados arrasam a concorrência.

      • Mário S.M says:

        Estás contente, porque compraste um telemóvel em que não pagastes impostos, e a empresa que o vendeu não fez lucro nenhum, ou até teve prejuízo, sendo financiada por “tubarões” chineses, há dinheiro para tudo no início.

        Agora os tubarões querem o seu dinheiro, e com juros, a Xiaomi vai ter de aumentar os preços, diminuir os custos, e só está no começo.

        O problema, é que há agora outras empresas a serem outra vez financiadas por esses tubarões que há 1-2 anos nem se falavam, e a história repete-se.

  5. João says:

    O facto de não vender tanto pode ser sinal de qualidade e satisfação dos clientes

  6. MiguelDias says:

    Acho que a marca está no bom caminho, o ppl com xiaomi não precisa sempre de trocar de equipamento, o meu redmi 1 com quase 3 anos ainda funciona bem e com updates iguais a um modelo de 2016.

    Não troco está marca por nada!

  7. Mário S.M says:

    Esses foram os gajos que disseram (podem procurar), que a Apple e a Samsung “já eram”, com o CEO vestido com a roupa à Steve Jobs…

    Daqui a uns 2 ou 3 anos vai ser giro fazer uma compilação…

  8. André Almeida says:

    É um assunto um bocado off topic mas o que acham do oukitel k6000 pro?

  9. Alvega says:

    “Xiaomi teve uma quebra nas vendas de smartphones de 38% no último trimestre”, pois eu julgo que sao 2 os factores para isto acontecer.

    1º mercado saturado, já todos tem smart…qualquer coisa.
    2º como os equipamentos sao muito fiaveis, levam aos clientes nao sentirem necessidade de trocar por outro quase igual em características,
    Soluçao ?
    Baixar a qualidade dos equipamentos, para uma mais rapida rotaçao (compra), o Henry Ford descobriu e fomentou isso mesmo há 100 anos nos automóveis, está perfeitamente documentado.
    Outra das hipóteses é inovar, mas ai meto duvidas pois os Chineses fazem exactamente a mesma coisa que antes fizeram os Japoneses, COPIAR e produzir a baixo preço baseado nos baixos salários, mas esses mesmo salários um dia vao ter de subir mercê do maior poder reivindicativo dos trabalhadores e ai….vira o disco e toca o mesmo, será a Índia, ou outro qualquer em África a produzir a baixo custo e adeus Xiaomi e outros que tais.

  10. Gonçalo Damas says:

    A culpa é de estarem sempre a lançar novos equipamentos sem terem nada que se distingue dos anteriores.
    Precisam de começar a inovar.

  11. JorgeM says:

    O mercado foi inundado com smartphones. Agora já que esperar, ou que comecem a dar o “berro”, ou que apresentem inovações que levem o utilizador a trocar, sem ter dúvidas.
    Concordo com a afirmação de “tlm quase iguais com 1 ou 2 meses de intervalo”, talvez não seja a melhor política de marketing.

  12. Rui Miguel says:

    Agora lançam o miFalência…

    É engraçado que eles falam muito e põem nos slides das apresentações o marketshare quando lhes interessa, agora a mesma empresa, e já discordam!

    Quando à Apple, não interessa, porque não existe só na China, os resultados oficias já são bem sabidos, o 6s vendeu mais que o 5s e menos que o 6… não vale a apena inventar!

  13. Str says:

    Não sei se será o caso da Xiaomi, mas quando a economia chinesa der o berro, e já faltou mais, muitas destas tecnológicas que agora surgem que nem cogumelos vão ser varridas do mapa e só as mais fort$s vão sobreviver. Infelizmente para o mercado.

  14. Manuel says:

    A Xiaomi para mim é dos melhores fabricantes de telemóveis no mundo ; tenho um tablet deles que 3 anos depois ainda recebe atualizações e funciona como novo apesar da idade e das múltiplas quedas que sofreu (o meu miúdo é terrível) . A Xiaomi teve um bom de vendas e como nada dura para sempre está finalmente a entrar numa fase de consolidação o que é perfeitamente normal ; já aconteceu com a Apple mocosoft e outras empresas no segmento. Na minha opinião a empresa deveria ter menos diversidade a nível de modelos no segmento móvel e apostar em mais inovação. E espero receber o meu mi max e redmi note pro da minha esposa esta semana hehehe 😉 obrigado Xiaomi por permitir que pobretanas como eu tenham acesso ao melhor que a tecnologia tem para oferecer

  15. Marcelo Claudio says:

    Tenho 1 Mi4i 32gb e bate tudo o que tenho visto.
    ecran fantastico
    a interface MIUI é excelente e torna completamente indiferente ter android 6 ou nao.
    actualizacoes, novas features semanais, a contrucao, ecran, enfim tudo é bom neste telefone…e sempre fui fa de grandes marcas…vim dos xperias e depois galaxy S3, S4, S5….

  16. Ricardo M. says:

    A Apple teve uma queda de 20%. A maior que já teve, e nem um parágrafo teve direito.

    • Vítor M. says:

      Tens razão, não teve direito a UM PARÁGRAFO, teve direito a um artigo completo: http://bit.ly/2aoONFn 😉 mas há olhos que mesmo a olhar, não conseguem ver, porque os olhos são um periférico que sem o “processador” nada consegue fazer.

      • Rui C. says:

        Ele não foi arrogante, mas sim directo na resposta.
        E ainda pôs smile a piscar o olho.
        🙂

      • Dc says:

        Ele não é de ferro. Principalmente neste meio empestado de Fanboy’s…

      • Ricardo M. says:

        Vítor, estás desatualizado. Vens com uma notícia de julho?
        Olha esta, http://www.macrumors.com/2016/08/17/sales-of-apple-products-down-20-at-target/
        Tanto queres falar, que falas errado.
        O que eu falei não tem nada a ver com aquilo que mostraste. Mas isto acontece a toda a gente que gosta da apple?

        • Vítor M. says:

          Não, tu é que estás a misturar assuntos. Uma coisa são as receitas dos trimestres e outra coisa são as vendas em termos individuais (que não é o caso que falas). Tanto queres dizer mal que misturas alhos com bugalhos… tu disseste “A Apple teve uma queda de 20%” (mais vago não poderias ser, até porque não enquadraste)… mas isso foi referido na apresentação de resultados. Se leres esse artigo que colocaste verás que fala nos resultados do segundo trimestre, tal como o link que te coloquei.

          Aqui não se trata de quem gosta ou desgosta da Apple, é desonesto estares a dizer asneiras e atiras areia para os olhos 😉 só por que sim 😉

          Vá, se queres de facto criticar, faz com conteúdo, factos.

          Abraço.

      • Vítor M. says:

        Filipe, qual arrogância? 😀 Só porque se responde é ser arrogante? 😀

        Estás mal habituado, aqui, como se respeita os visitantes, nós temos a boa prática de conversar com eles, afinal são pessoas, e não números ou bonecos.

        Paciente sou… mas não desprezo os nossos visitantes.

  17. Bob says:

    É impossível estarem sempre em crescimento 🙂
    A Apple também teve queda nas vendas…
    Ninguém vai mudar de smartphone 3 vezes por ano.
    Agora com a entrada no segmento dos portáteis, vamos ver novo crescimento, certamente 🙂

  18. CS says:

    Já vi várias notícias do género para a Samsung, LG, Apple, HTC entre outras.
    As notícias da Nokia só começaram a vir já a empresa não tinha volta a dar grandes analistas.
    A apple quanto menos inova mais vendas tem.
    As únicas empresas que ainda não vi notícias do género foi a Huwaei e a Asus (a nível de telemóveis) e mesmo essas deixem vender menos 10 unidades que no ano anterior que começa logo.

    Em resumo a “queda do império” que se fala em exagero pode ainda diminuir mais e voltar depois ao topo, a Nokia pode ter aprendido a lição e fazerem telemóveis decentes outra vez tanto uma empresa como outra têm 2 vantagens a Nokia tem nome, a Xiaomi tem um mercado global inteiro para onde se pode virar (têm que trabalhar as Miui Global mas ainda assim se quiserem investir no mercado global passam a Huwaei na boa).
    Mercado global fazia com que os reviewers dos canais populares da youtube focassem atenção nos Xiaomi’s = publicidade praticamente grátis para já existe apenas um canal que faz reviews de Xiaomis (Android Authority) e há a Pplware que só português conhece.

  19. Rui says:

    Eu tenho a solução !!
    Basta só mudar o nome da impressa de Xiaomi para ixiaomi
    sucesso garantido

  20. André Fonseca says:

    Como utilizador da marca (powebank + mi5 64gb) só tenho coisas boas a dizer deles e se forem aos fóruns tudo fala do quão excelente é. A única “insatisfação” que vejo é da empresa não gostar muito de dar o código fonte para poderem por outras rom’s.
    Quebras de vendas são normais não é possível estar sempre no topo especialmente quando se fabricam telemóveis que duram e duram (porque é um facto). Agora com os portáteis a coisa anima de novo 😉

  21. Mikhail Miguel says:

    Sou mais um utilizador super satisfeito da Xiaomi, só tenho elogios ao”good ol” Redmi2 Pro com atualizações miui.eu 8.0; smart shoes Li-ning+Xiaomi; Mi band 1s,…

    Mesmo que as vendas de smartfones tenham caído, acho improvável que eles estejam declínio.

    “Xiaomi” sempre fica entre as primeiras cinco palavras mais procuradas de todos os portais de compra chineses e, por mais que tenham diversificado muito, todos os produtos têm um algo a mais que os tornam objeto de desejo. Até vaso de plantas eles vendem, mas com sensores de umidade. Sempre têm um “algo a mais” acrescentado a muita qualidade.

  22. Luis says:

    Bem aqui vai ,só tenho pena que a xiaomi não lançe 1 ou 2 terminais com WM10 de RAIZ .
    Vá lá ,podem malhar á vontade .

    • Xinuo says:

      A Xiao-mi (escrevo assim para induzir a pronúncia correta) não já lançou equipamentos com a opção de atualizar para o falho Windows Phone?!?!? Como tudo no Windows Phone, deve ter muito pouca gente interessada, daí o projeto nem se estendeu para o resto do mundo.

      A Microsoft desistiu, por enquanto, de dar murro em ponta de faca. Agora ela, mais que nunca, está focando no seu S.O. principal, para desktops e notebooks, para depois tentar novamente no mercado de telemóveis, com esse WM10. Espero que falhe novamente.

      Se é para ter monopólio, melhor é tê-los espalhados em várias áreas, do que ficar na dependência completa de uma empresa só, como era na época do Win95 e XP.

      Hoje têm-se Facebook/WhatsApp, Google, Oracle, dominando setores diversos.

      • Luis says:

        Veja lá o post acima do seu .
        Deve haver malta que foi enrrabada pelo Bill gates ,tal é a raiva que têm á MS.

      • Luis says:

        Sr xinuo, a xiaomi tem uma rom com WM10 ,não teve um telemovel feito de raiz para WM10 ,é diferente .Eu se fosse de raiz comprava ,agora instalar rom´s é que nem pensar,e como eu deve haver muito mais gente . Só é pena é que muita gente não compreenda que o WM10 é o único SO concorrente do android ,para equipamentos abaixo dos 500 euros .A apple é um mundo á parte .Se o WM10 morrer ,como muitos desejam ,o sr se quiser um aparelho abaixo dos 300 euros por ex,ou compra android ou compra android ,caso não goste de android (o meu caso,atenção não estou a dizer que o android não presta ) compra um dumb -phone de 10 euros .
        Está a ver o filme Sr Xinuo

    • Nitroglycérine says:

      Não. Porquê malhar?! Até tinha o seu quê, pois era mais um player a utilizar um outro SO. Mais escolha, mais diversidade, pois o consumidaor não tem nem deve ficar limitado a apenas uma escolha possível. Por isso é sempre uma vantagem que haja máquinas com IOS, android e W10M, de forma a que cada um possa escolher dentro das suas preferências e capacidades financeiras. A concurrência e a diversidade é saudável para todos nós. Negar isso não faz sentido e só mostra falta de visão.

  23. BTN says:

    Não admira muito, estes só vendem para a India e China, esperem só chegarem a todo o mundo que ninguém os apanha!!! Só me admira foi a treta da Huawei estar à frente, mas também temos de entender que vendem para todo o mundo…a OPPO sóe stá à frente devido ao OnePlus que é deles, porque senão fosse, não estavam sequer nessa lista!

  24. Liberal da Cerca says:

    O mercado segue o líder (Apple), o problema são as curvas…

  25. AlexX says:

    Continuam a lançar updates para o Mi2 que saiu há quase 4 anos e para todos os outros modelos desde que o hardware suporte. Coisa que salvo erro mais nenhuma marca faz com android. Se fizerem como todos os outros android e limitarem (e mal) a 2 anos os updates, talvez os chineses se vejam obrigados a trocar de equipamentos com mais frequência, apesar do pouco poder económico e serem as gamas low-end as que mais vendem.
    Venderem menos 5 ou 6 milhões de smartphones não significa menos lucros, há um ano não havia drone, não havia Yi Cam 4K nem TV 4K nem uma série de outros produtos que foram entretanto lançados e estão vendendo.
    Mas por vezes quanto maior o voo maior a queda e podem não estar isentos de colapsar a qualquer momento por motivos…

  26. Rui Meira says:

    O defeito da Xiaomi fora da china é mesmo o Nome!
    “Que telemovel tens? Tenho um Xiaomi
    :-() que é xi o que?”

  27. Antonio Martins says:

    Um dos problemas da Xiaomi é ter dezenas e dezenas de modelos idênticos entre si, este tem mais um megapixel, mas este tem um processador melhor mas já perde na camera, e outro tem uma bateria melhor.
    O cliente pega e olha para outras marcas que tem menos oferta, mas fica menos confuso ao escolher.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.