PplWare Mobile

Venezuela cria a “Petro”, uma criptomoeda para acabar com a crise


Vítor M.

Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

32 Respostas

  1. Luis Borges says:

    Portanto, este sr. poe o pais todo a minerar e ele fica com os lucros da especulacao? Sera? 🙂

  2. Hugo Gomes says:

    Mais um que devia se ser varrido da face da terra. Se com o Chávez era mau com es então ainda é pior. O povo passa fome mete se nestes esquemas para ganhar algum em seguida entram os grandes la se vao o ganha pao do povo. Uma vergonha tem petróleo diamantes ouro e no fim é so para o regime. A ganancia, o dinheiro e o poder é uma vergonha quando se trata de dar ao povo os bens de 1 necessidade

  3. AiOGajo says:

    Não esquecer que o Partido Socialista apoiou a implementação do Socialismo na Venezuela!!!

  4. Helder Pinto says:

    Desta vez vou comprar algumas destas moedas para não ser apanhado na curva como nos Bitcoins… podia ter investido em Bitcoins na altura do seu lançamento que estavam ao preço da chuva e agora estava rico!
    Na altura ninguém acreditava no seu futuro, então não investi… Desta vez com o “El Petro” vamos a ver a que preço são lançados para investir alguns euros…

    • Hugo says:

      A minha pergunta é: Quantas pessoas conheces que tenham ficado ricas com a bitcoin?
      É que ter muitas bitcoins é completamente diferente de estar rico. Sem dúvida que muita gente está a ganhar triliões às custas desta, mas não vai ser o “zé”, que investiu uns trocos que vai tirar o pé do lodo. O “zé”…alimenta a especulação…e a longo prazo acabará por ganhar pouco ou nada.

      • BC says:

        Só que o “zé” é mais esperto que o “zeca”. Enquanto o “zeca” fala mal e critica quem comprou e compra bitcoins para ganhar algum, o “zé” já investiu, já recuperou e já não sabe o que é o lodo. E enquanto o “zé” investe de forma inteligente e sabe o que faz, o “zeca” continua a criticar a gozar com o “zé”. E entretanto, o “zeca” fica a pensar: “então e se eu tivesse investido também…?” e o “zé” responde: “já vens tarde”.

        • Hugo says:

          Nada contra empreendedorismo. Quem não arrisca não petisca. Só disse, digo e direi: A galinha dos ovos de ouro não existe. Agora formas de ganhar dinheiro fácil existem mil e uma. Não está é ao alcance de qualquer “zé” 😀

  5. vascojafoste says:

    Este artigo da PPLWARE é duvidoso e moralista.

    1.º A bitcoin embora seja usada por criminosos valoriza e é usada em maior montante por gente honrada.
    2.º A bitcoin é uma moeda que não pode ser desvalorizada artificialmente por governos.
    3.º Não desvaloriza por politicas economicas socialistas.
    4º O petro não é uma criptomoeda pois está indexada a mercadorias.
    5.º A população venezuelana pode fazer mineração mas é sobretudo para guardar valor que é usada. A moeda nacional com a inflação que tem não segura valor.
    6º Para além de não ter fronteiras a aceitação da bitcoin

    A pplware está um pouco bloco_ eada

    • Vítor M. says:

      Vasco, resposta inline:

      1.º A bitcoin embora seja usada por criminosos valoriza e é usada em maior montante por gente honrada.

      E alguém disse o contrário? Se leres bem, sem complexos, o que está escrito, refere que o cybercrime foi quem popularizou e valorizou esta moeda e prova-me que não é verdade. Mas não diz que não existe gente honrada a usar, diz-me lá onde diz isso sff?

      2.º A bitcoin é uma moeda que não pode ser desvalorizada artificialmente por governos.

      Isso dizes tu, ela pode ser travada se a legislação assim o entender, não te esqueças que usa a Internet e esse mesmo canal pode ser manietado conforme os governos decidirem e até pode ser, como já foi nalguns países, tratada como um crime. Não digas oq ue não pode ser sem saberes oq ue é de verdade. No texto, contudo, diz algo que suporte a tua frase? Não me parece.

      3.º Não desvaloriza por politicas economicas socialistas.

      Nem socialistas nem capitalistas, alias, vamos ver se a sua valorização não é vapor e quando começar a cair não vem por aí abaixo, dada a velocidade com que tem crescido. Também não diz no texto que é a política quem a valoriza, logo, voltas a errar quando tentas passar um recado 😉

      4º O petro não é uma criptomoeda pois está indexada a mercadorias.

      Não, é uma moeda que o presidente venezuelano quer transformar em criptomoeda sim, estão incluídas as tecnologias como qualquer outra e o valor que está por trás, supostamente do petróleo ou gás natural serve para “credibilizar” face ao comércio externo, caso contrario era como as folhas de monopólio para quem vai lá vender os seus produtos. A valorização tem a mesma política de qualquer outra criptomoeda mas… é o Maduro quem manda 😉

      5.º A população venezuelana pode fazer mineração mas é sobretudo para guardar valor que é usada. A moeda nacional com a inflação que tem não segura valor.

      Não leste bem, há já quem esteja a minerar bitcoins há muito tempo atingindo valores muito altos para o países que é, isso até foi alvo de sanções, não sei se leste. Muitos já o fazem há alguns anos para subsistir, não é para guardar. Dou-te como exemplo a Argentina que, dadas as várias crises financeiras pelas quais já passou e a inflação historicamente elevada, tornaram Buenos Aires uma campeã latino-americana do mundo do pagamento com Bitcoins.

      6º Para além de não ter fronteiras a aceitação da bitcoin

      Tem sempre uma fronteira: internet. é importante perceber que tem de haver reguladores para que esta moeda seja considerada no dia a dia e não caia na ilegalidade. Muitos países estão hoje a deixar “andar” para sugar a tecnologia que está por trás. Mas quando for uma ameaça ao sistema financeiro e económico não tenhas dúvida que países como os Estados Unidos, China, Japão e “Europa” colocam um fim a isto tudo. Tem de haver uma aceitação por parte dos bancos centrais.

      A pplware está um pouco bloco_ eada

      Bem pelo contrario, seguimos a par e passo este assunto, temos um histórico que nos permite sentir a evolução de vários pontos de vista, desde as tecnologias envolvidas às próprias dinâmicas do mercado financeiro, passado até, como podes ir lá ler, ao mercado energético.

      Deixo-te aqui este artigo, que gostei particularmente de o fazer:

      http://bit.ly/2rgP6eg

      Assim, como podes ver, estamos alinhado com a realidade e não com o sonho 😉

      Abr.

  6. Antonio says:

    Deveria chamar-se: “El MaduroCoin”!

  7. VALDEMAR says:

    A próxima “medida” poderia ser de grande relevância para a população se ele se mata-se………………..

  8. donkeykid says:


    Na minha modesta opinião, parece-me que isto vai servir para a classe política da Venezuela e respectivos “parasitas” á sua volta, terem uma forma de desviar dinheiro dos recursos do pais para contas pessoais… algures em parte incerta…

    Desculpem a minha santa ignorância, mas, o que significa e como é feita a mineração de criptomoeda? Quais os reais resultados disso?

    Abraço.

  9. Batman says:

    Ele quer roubar dinheiro do mundo inteiro. Espera-se um bom volume e VAPO. Bye Bye dinheiro, vai tudo pro bolso desse paspalhão.

  10. Samuel says:

    Já fazem cambio da moeda nacional pesando as notas em balanças (trocam a quilo literalmente) de tão desvalorizada que está, como pretende resolver isso criando uma moeda virtual? O peso das notas já doem nas costas do povo e pretende colocar em pendrives por ser mais leve? A única explicação plausível..

  11. Paulo says:

    Ao que chega a loucura de um comunista depravado. Pobre povo Venezuelano. Um país dos mais ricos do mundo e que neste momento 95% da sua população vive na total miséria. Quem podem com algum sentido de humanidade apoiar aquele nível de estupidez?

  12. Tiago says:

    Minerar? Desde quando o pplware é um blog brasileiro?

      • Tiago says:

        Não estava a dizer que está mal, estava a dizer que era um termo brasileiro, há uma diferença. Assim como galera não é errado, é um termo brasileiro. Mas sim senhor estes mods do Pplware andam com umas mensagens passivo-agressivas mais ou menos. Não era suposto vocês reterem o maior número de utilizadores e não lhes chamar burros? E sim, Minerar é um termo brasileiro, não ouves falar nos Mineradores de Aljustrel, ouves falar sim nos antigos mineiros das minas de Aljustrel. Espero que tenha esclarecido.

        • Vítor M. says:

          Qual agressivo? 😀 apenas usei da mesma imaginação que o Tiago ora essa. Então se a palavra está correcta, porque acusou o pplware de ser um blog brasileiro? E não, não é burrice, isso é apenas desconhecimento e por isso é que era mais simples ir pesquisar nas ferramentas disponíveis, não é Tiago? 😉

          Aquele abraço e já agora, minerar é verbo transitivo que significa extrair minérios de uma mina.

          Abraço.

  13. Hugo says:

    Uma cripto-moeda requer uma blockchain com ledgers distribuídos. Se para criarem a infraestrutura recorrerem a uma empresa que já as disponibiliza comercialmente (ex. IBM) vão ter que prescindir da abominação aos EUA.
    Se criarem uma infraestrutura in-country não estou a ver o significado de lhe chamar cripto moeda, pois falta o principio básico da independência e da aceitação consensual das transacções pelos vários ledgers, ou seja, o controlo de fraude.
    Ou então não percebem nada do que estão a falar..

  14. Luan says:

    Esse Maduro Tá é poddre.

  15. George Orwell says:

    Este Maduro é o mesmo cuja política económica reduziu a moeda local a um valor tal que as pessoas levam o dinheiro no carro de mão e trazem as compras ( se as houverem ) no bolso. É também o mesmo que afiançava que o seu falecido antecessor Chavez lhe falava através duma “paloma” (supostamente quando esta arrulhava cu-cu-rru-cu-cu) e que o cancro que vitimou este lhe teria sido inoculado por tecnologia secreta americana.

    Como um ditador no seu labirinto, eternizado no poder graças ao golpismo constitucional que levou a Procuradora-Geral a fugir para o estrangeiro e à coexistência de dois parlamentos concorrentes, um deles, o a si afecto , com poderes constituintes para mudar “à la carte” a constituição , só acredita em si e nas suas verdades absolutas, conduzindo deste modo a Venezuela ao desastre e ao caos. Estou convencido que nem Chavez se atreveria a tanto e deve estar dar voltas na tumba por ter cooptado esta criatura.

    E todo este descalabro económico se dá num país com incontáveis recursos naturais que, mesmo contando com o apoio económico da R.P China e F. Russa, nem sequer consegue refinar o seu próprio petróleo.

    O economista e prémio Nobel Joseph Stiglitz que pretender banir a Bitcoin, apesar de tão adverso às “bases ideológicas” das decisões económicas, bem pode agradecer ao actual líder da revolução bolivariana ( o que quer que isto seja, leia-se por todos, o enciclopédico artigo de Karl Marx sobre Simón Bolívar onde este é reduzido a escombros ).

    Muito má notícia para a Bitcoin, um presente envenenado que esta não contava. Aproxima-se o rebentar da bolha.
    A menos que o valor da nova moeda digital seja indexado ao par com a critpo-imbecilidade de Maduro que atingiu a máxima das maturidades. O nome Petro, esse já está ao par com o cerebelo petrificado dum ditador insensível ao sofrimento do seu povo.

  16. dunkel says:

    Esta gente de esquerda não tem nada nos cabeça

  17. bucks says:

    boa idéia do maduro vou comprar esta moeda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.