Quantcast
PplWare Mobile

T-90: Rússia perde tanque de guerra altamente sofisticado

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Luís Silva says:

    Gostava de saber porque é que não se lembram de bombardear a cerimónia do Dia da Vitória e acabarem com aquela escumalha e artilharia.

    • Berto says:

      Anti-aérias?

    • Pedro says:

      Isso sim era um belo serviço

    • jose silva says:

      o dia da vitoria serve para lembrar os cerca de 10 milhoes de russos que deram a sua vida para voce nao estar a comentar em alemao ou se fosse judeu nem estava aqui para dizer coisas parvas como este comentario

      • Tekman says:

        TRETAS.
        As comemorações do Dia da Vitória estão totalmente desvirtuadas e servem apenas para justificar um ditador e o seu regime. Escrever coisas parvas é não ter percebido isso.

      • João Pedro Domingues da Cruz Brandão says:

        Lol

      • Mauricio says:

        jose silva,
        É verdade que somos muito ingratos.Não valorizamos o esforço que eles fizeram..
        De lembrar que:
        Os Soviéticos perderam 27 milhões de pessoas
        Os Chineses 15 milhões.
        E os Judeus cerca de 2 milhões

        A nossa sociedade tem que estar atenta, porque o nazismo é uma coisa terrível, e devíamos lutar contra isso.

        • Pedro says:

          A realidade é:
          Se os USA não apoiassem a Rússia na 2ª Guerra Mundial os Russos não tinham hipóteses contra os Alemães, e também tiveram uma grande ajuda do inverno Russo.
          Ou não sabes das fabricas que os USA enviaram para a Rússia ?
          Vai lá ler a História da 2ª Guerra Mundial, mas não leias só as partes que te convém.

          Sempre podes imigrar para a Rússia …

          • Mauricio says:

            Eu aconselho-te a ler especialmente a verdade sobre a 2ª Guerra Mundial.
            Os EUA nunca enviaram “Fabricas..lol” para a União Soviética, o que eles fizeram foi oferecer material militar, enquanto os soviéticos mudavam as suas próprias fabricas para a sibéria.

            É o que dá quando só lês propaganda..

            Pedro, eu sei que posso imigrar para onde eu quiser, o que não percebo é a pequenez do teu raciocínio, em estares me a informar que “posso ir viver para a Rússia”.É ridículo..

        • Pedro says:

          Caro Maurício

          Sobre o apoio dos Estados Unidos à União Soviética na 2ª Guerra Mundial, foram feitas através dos Comboios do Ártico, o Corredor Persa e a Rota do Pacífico, no qual foram fornecidas 16.368.000 toneladas de material.

          Quando me refiro a “fábricas”, refiro-me a maquinaria enviada pelos Estados Unidos, com o qual os Soviéticos puderam fabricar tanques para fazer frente aos Alemães.
          A não ser que me convenças que a URSS era um portento de tecnologia industrial…

          Imagina que o Ditador Joseph Stalin, durante a Conferência de Teerão, em 1943, reconheceu publicamente a importância dos esforços americanos.

          Normalmente leio livros de História, e não de estórias.

          Mas se falas em propaganda, deves bem saber do que falas… camarada.

          • Mauricio says:

            A união Soviética era uma potencia no que toca a industria sim.
            O problema é que a guerra ameaçava essa mesma industria.
            Exactamente por isso, é que a industria da União Soviética foi relocada para a Sibéria, para não ser ameaçada pelos nazis europeus.

            Foi uma tarefa herculeana sim, os EUA ajudaram.
            Mas antes disso, os EUA ajudaram foi a Alemanha nazi,e os Franceses/Ingleses igual, mas disso você não fala!?

            De lembrar que enquanto o Sul da Europa lidava com 20 batalhões nazis, a União Soviética lidava com mais de 220 batalhões nazis..
            Mas isso também não refere!?

        • deepturtle says:

          e que tal aprender um pouco de história e perceberem que os russos são escumalha da grande e até um pacto “secreto” com o Hitler fizeram. Bem que tentam apagar isso da memória mas não conseguem. Eles são os novos nazis!

        • Louro says:

          @Mauricio,
          Está entao justificada esta “operacao especial”, esperemos é que o Putin nao se lembre que Portugal está cheio de Nazis…

      • pipapapigrafo says:

        @jose o Soviétismo bolchevique é IGUAL ao Nazismo. Se hoje não falamos em alemão NEM em russo, é graças aos Aliados.

        • Mauricio says:

          Não diga asneiras.
          Você primeiro eduque-se e descubra o que é o nazismo, depois volte-.se a educar e descubra o que é o Socialismo, e depois compare os dois, e vai ver a diarreia de asneiras que está a dizer.
          Os Aliados todos juntos tiveram um peso á volta de 10% no outcome da vitória na Europa, a União Soviética ainda teve que ir libertar a Ásia dos nazis japoneses que os EUA não se aguentavam com eles.

          • TRaveller says:

            @MAuricio “Nos Gulag, campos soviéticos de trabalho forçado, morreram mais de 10 milhões”

          • Mauricio says:

            TRaveller,
            Não tenho números de pessoas que morreram nas Gulags.
            Penso que milhões podem ter morrido lá, mas isso sou eu que penso, não sei números até porque qualquer numero que a gente lance, é sempre especulação.
            No entanto isso tem a ver com a Rigidez do Sistema Soviético, em particular os seus lideres como Staline, que nem sequer era Russo, ele era Georgiano.
            Se há povo que passou muito mal, na União Soviética, foram os Russos, comeram o pão que o diabo amassou, e sem culpa…sem culpa como quem diz..porque há muitos povos Russos que foram deportados precisamente porque cometeram grandes atrocidades, os Tártaros da Crimeia é um Grande exemplo disso, mas eles fizeram por isso.Eles não só lutaram do lado nazi, como exterminaram talvez milhões de Judeus na Crimeia durante a 2ª Guerra mundial.
            No entanto também, há políticos que foram deportados, especialmente aqueles que tentavam ganhar puder a força, eram tempos difíceis.
            Mas isso não aconteceu apenas na União Soviética, aconteceu um pouco por todo mundo.
            Tenta ler sobre o programa nazi Americano, apelidado de Eugenics e vais ver que era muito pior..até os orgãos reprodutores eram arrancados de determinadas raças, consideradas raças fracas…lê sobre o tema e aprofunda, é puro terror.

          • says:

            lol
            10% de que ?

          • Técnico Meo says:

            Cara , que homem culto você é! Tem toda razão cara, eu hoje banquei um sonho onde a virgem santa me passou um recado, pra dar a você, eu sabia de antevisão no horóscopo que um homem de grande sabedoria iria mudar toda a visão do homem europeu e grande conspiração mundial cara! Depois a mensagem vinha acompanhada de uma musiquinha de fundo, fiquei procurando esta manhã e encontrei! Escuta aí só : https://youtu.be/Ppcg17zTYvM

      • Luís Costa says:

        Claro que sim.. devem te ensinar boas baboseiras para esse lado do Atlântico, nem foi o muro de Berlim quando caiu que nos deu total liberdade aos malucos dos soviéticos nem nada.. A URSS era tão boa tão boa que os países que pertenciam a cortina de ferro quiseram se ver livres da própria URSS o mais rápido possível.

      • Tiago says:

        Quem diz que a Russia combateu os Nazis e salvou o mundo, nao entende nada de historia. Passo a relembrar que tinham um pacto de amizade e nao agressao com o Hitler. Aproveitaram isso para atacar a Finlandia, parte da Noruega. Pretendia o controlo da zona norte da Europa. So quando Hitler os atacou ignorando o pacto, e que combateram o mesmo. Se nao fosse os EUA, a Russia por si so nao fazia nada. A Alemanha manteve uma guerra contra a franca, Russia, Reino Unido e Holanda durante muito tempo.

        • Vítor M. says:

          Deviam ouvir os polacos, eles sabem porque razão os soviéticos atacaram os Nazis, eles dizem mesmo que só o fizeram depois dos Nazis os terem invadido, porque inicialmente estavam ao lado dos nazis. Vão dar um passeio à Polónia e estudem um pouco da sua hsitória.

      • Pintor says:

        Quando não se tem conhecimento è mais inteligente ficar calado.

      • Augusto Gomes says:

        E pelos vistos o Putin aprendeu com o Hitler , serão da familia , e está a cometer as mesmas barbaridades.

      • Pedro says:

        O que os Russos gostam é de ditaduras.
        A Rússia nunca teve um regime Democrático desde a sua fundação.

        Se não fosse os USA e a Inglaterra pós 2ª Guerra Mundial, a Europa era uma Ditadura nas mãos da Russia, como se viu na Guerra Fria com o muro de Berlim.

      • Vítor Pereira says:

        Caro irmão José Silva,
        Eu, como judeu de crença, não necessito dos russos para nada. Espero que ainda tenha idade para aprender alguma coisa como por exemplo o que o seu staline fez com os judeus espoliando-os das suas terras e perseguindo muitos deles. O saber é muito bonito mas deixo-lhe um concelho, não aprenda por cassete, pesquise, estude que o saber não tem preço nem tão pouco ocupa espaço. Isto não é uma critica antes bem pelo contrário mas pesquise em bibliotecas e não no Google ok? A propósito sabem quem o filho da Putin apoia? O irão, síria, Líbia palestina. Todos eles democratas onde você pode dizer o que diz e com as liberdades e garantias que lhe permitem ter o que tem. Bem haja mui irmão e que o senhor(s) do mundo tem paciência consigo. Forte abraço.

        • Mauricio says:

          O que Israel está a fazer na Palestina, é genocídio!
          você devia ter vergonha.
          A Ucrânia esta a fazer o mesmo, com o donbass.
          E depois a gente vê o óbvio, quer Israel quer a Ucrânia teem um presidente Judeu.
          Consegue ver onde está o problema?

      • ruben says:

        Os mesmos russos que antes de serem invadidos pela alemanha nazi, tinham um acordo com os nazis para ocupação de toda a zona de leste?
        A Russia apenas entrou na guerra porque os nazis não gostaram do aproveitamento da russia e posteriormente invadiram território russo, senão os Russos nunca tinham sequer entrado na guerra!
        A russia não ajudou a europa a livrar-se dos nazis, ajudou-se a si própria!

        • Mauricio says:

          Toda a gente tinha acordos com os Alemães.
          A União Soviética foram os últimos a criarem um pacto de não agressão com a Alemanha nazi.

          • says:

            Toda a gente tinha acordos com os Alemães, isso é que defender os Russos com todos os dentes.
            Os Russos são tão bonzinhos que até construiram o Muro de Berlim.

            Não interessa se foram os primeiros ou os últimos.

            Foi o Pacto Molotov-Ribbentrop assinado em Moscovo em 23 de agosto de 1939.

          • Mauricio says:

            interessa pois, eles foram os últimos a assinar pactos de não agressão com os nazis alemães.

      • TT says:

        Vai estudar! A União soviética inicialmente uniu-se à Alemanha Nazi! Não houve um único russo a contribuir para o nosso estilo de vida. O Hitler é que os traiu e invadiu a URSS! Tem vergonha!

    • Mauricio says:

      O teu comentário só demonstra, que nós como população…temos que continuar a lutar contra o nazismo, porque ele esta presente na nossa sociedade, o teu comentário é um exemplo disso.

      • Pedro says:

        Não é contra o Nazismo, é contra todas as formas que controle, seja nazis, comunistas ou outros, resumindo, Ditaduras.

      • Luís Costa says:

        Que criatura mais ridícula que tu és, não tens nada contra o comunismo mas vens aqui falar no nazismo quando as duas ideologias são as mais sanguinárias que se conhece.. os próprios comunistas fizeram acordos com os nazis e tu ridiculamente dizes que até nem tens nada contra os comunistas.. és só uma criatura ridícula

        • Mauricio says:

          Não seja hipócrita, todos os Países tinham tratados de não agressão com a Alemanha nazi.
          Mais a Inglaterra/França/EUA apoiaram monetariamente, e em produção de bens, o regime nazi.
          Portanto não percebo o seu comentário.

    • Manuel says:

      Eu também lembrei,
      Mas a retaliação era o fim da humanidade.

    • RUY ACQUAVIVA says:

      Bombardear uma comemoração da vitória contra o nazismo é coisa de nazista. Vai lá ver se você consegue, ou se terá o mesmo destino das tropa de Hitler.

  2. Wilson says:

    Falta pouco tempo para Ucrânia conseguir invadir a Rússia.

    • jose silva says:

      a ukrania nao consegue salvar as suas tropas especiais em mariopol todos os dias perde terreno em donbas , e voce acha que a ukrania esta pronta a invadir a russia , comentou sem pensar?

      • Mauricio says:

        parece que foi mesmo isso 🙂

      • Yur-pt says:

        Mais um pro Putin.

      • Joao Santos says:

        É verdade que o comentário é um exagero.
        Mas o seu também não é um espelho da realidade. Mariopol está geográficamente numa localização que impede a Ucrania de ir lá salvar os soldados. O território perdido diáriamente no Dombas (todos os 10 km perdidos) tem sido diáriamente inferior ao recuperado pelos Ucranianos em Kharkiv e em Kherson. Portanto neste momento os russos não estão a ganhar terreno, e todos os dias perdem dezenas de tanques, blindados, artilharia, etc… sem capacidade para produzir mais e a recorrer cada vez mais a equipamento mais antigo. Isto num exercito que não tem militares de carreira onde a maioria dos militares são jovens contratados a prazo e recrutas.
        A Ucrânia vai em sentido contrário. Todos os dias tem mais malta internacional a lutar lá, todos os dias chega mais e melhor armamento, todos os dias capturam munições e tanques aos russos. Está a acontecer no Donbas o que aconteceu em Kiev. Primeiro um push inicial de volume por parte dos russos e dia apôs dia, os ucranianos vão limpando as linhas de suporte e eliminando posições russas até eles serem forçados a ir embora, ou a ir buscar mais putos de 20 anos para morrerem sem equipamento adequado.

    • RUY ACQUAVIVA says:

      HAHAHAHA!!! Boa piada, conta outra…

    • Wilson says:

      A primeira coisa que morre na guerra é a verdade. Tomemos nota de tudo que foi dito nesta guerra, para encontrar os mentirosos e não acreditar em suas falácias. Essa guerra tem alguma serventia que os poderosos irão torna-las ocultas do grande publico.

      • traveller says:

        O único fato indesmentível é que a Rússia invadi-o a Ucrânia e que tem tropas num pais independente. e com eleições democraticamente.

        • Mauricio says:

          isso das eleições democráticas, e conversa.
          As ultimas eleições 100% democráticas foram em 2012 yanukovych, era o presidente e em 2014 fizeram um sangrento golpe de estado.
          Quem é que apoiou essa confusão toda?pois é a EU e os EUA.

  3. Camane says:

    Estou de acordo ouve-se cada disparate, pelo que os jornais dizem temos a vitória garantida, pede-se sejam sérios.

  4. Antonio Santos says:

    Oh no!!… Anyway….

  5. Sam says:

    Quem Veja as series documentarias sobre a história DOS tanques podes facilmente concluir que o tanque é a maquina das guerras contemporâneas que mais influência tem na escolha politico-militar de muitos países. O tanque permitiu a Vitoria na Grande Guerra 1914-1918, garantiu a reviravolta na maior batalha de tanques da história entre Alemanha e URSS em 1944; provocou a queda da URSS com as perdas de tanques sovieticos na 1a Guerra do o Iraque em 1990. E depois em 2003 na 2a Guerra do Iraque. E Nas guerras da Russia chechénia, geórgia. Ou seja, quem ganhar as batalhas DOS tanques não só poderá ganhar a Guerra, Como aumenta a influência politico-militar.
    Se os T-90 tiverem sucesso, nao só a Russia poderá vencer, Como a sua influência politico-militar aumentará. Ou seja, a invasao da ucrania pode Ter sido um teste ao armamento e aos tanques, Como se de publicidade gratuity se tratasse

    • Mauricio says:

      Por aquilo que ouço dizer, a invasão aconteceu para evitar o ataque massivo que a Ucrânia estava a preparar contra donbass.
      E já vi prisioneiros de guerra varias vezes dizerem na TV que o ataque ia ser realizado em março 2022.
      A Rússia antecipou-se e atacou a 24 de Fevereiro.

      Não me parece que a Rússia esteja interessada em atacar de uma forma descarada outros países, mesmo na Ucrânia eles não estão a atacar o país todo, eles nem declararam Guerra á Ucrânia…ainda.
      Agora pode vir defacto a haver uma guerra maior, uma terceira guerra mundial, o risco é mais alto que nunca, porque á diversos países a interferir…no fundo está a acontecer a mesma coisa que aconteceu na segunda guerra mundial.
      Quando a França e a Inglaterra decidiram tornar o conflito um conflito europeu.
      Na situação actual, é os EUA/Inglaterra/Polónia/Alemanha, os países que mais tentam desestabilizar, apesar de outros países também estarem a alinhar com a Ucrânia.
      Pode ser que estejam a planear uma terceira Guerra mundial, outra vez contra os Russos.
      A Polónia de certeza que quer parte da Ucrânia( a Ucrânia ocupa parte do território da Polónia, e também da Hungria.. )
      Os EUA precisam de uma terceira guerra mundial, por causa do débito que eles teem… é um buraco sem fundo, e desta vez os chineses não lhes vão dar a mão..
      Está uma coisa complicada, mas desta vez a Rússia tem o maior arsenal atómico do planeta, ha uma probabilidade muito grande, de alguns Países deixarem de existir, e com isso os que restarem serão sujeitos a um enorme inverno nuclear onde só vai haver gelo, devido á quantidade de radiação na atmosfera..

      • abilio silva says:

        O Dombass é uma região Ucraniana. Os Ucranianos iam invadir o seu próprio território?

        • Mauricio says:

          O povo de dombass rejeitou o golpe de estado, e a implementação de restrições ao uso da linguagem daquela população, e o nazismo em geral, e declararam-se regiões autónomas.
          Os Ucranianos de oeste, lançaram uma ofensiva militar contra donbass em 2014, que ainda dura até aos dias de hoje.
          Mas a Ucrânia nos últimos 8 anos tem vindo a criar um vasto exercito, onde grande parte do mesmo são forças nazis, com o objectivo de exterminar o povo de donbass.O que eles teem feito nos últimos 8 anos chama-se genocídio.
          Eles tinham planeado um ataque massivo contra donbass em março de 2022, mas os Russos intervieram.

          Eu não sei onde tens estado nos últimos 8 anos, porque isto é publico.Até foram criados os acordos de Minsk em 2015, por causa deste problema.
          Portanto sim, os Ucrânianos estão a matar o próprio povo há mais de 8 anos!

          • Técnico Meo says:

            Ligue o forno a 180ºC.
            Separe as gemas das claras e bata as claras em castelo com um pitada de sal.
            Bata as gemas com o açúcar até obter uma massa homogénea e de seguida verta a calda do ananás.
            Peneire a farinha e o fermento e junte ao preparado das gemas.
            Por fim envolva as claras em castelo com gentileza.
            Unte uma forma de chaminé com o caramelo e forre-a com as rodelas de ananás.
            Se lhe sobrar ananás, corte aos pedacinhos e adicione à massa.
            Leve o bolo ao forno por cerca de 35 a 50 minutos, vá verificando com o palito, não deixe cozer demais para não ficar seco.
            Desenforme quente.

          • abilio silva says:

            Se bem entendi há numas regiões a leste e sul da Ucránia que usam a língua russa no seu dia a dia e então essas populações por obra e graça do espírito santo resolveram fazer um referendo e tornarem-se independentes e logo de seguida juntaram-se à federação russa. Há outros povos noutras latitudes que vão seguir este exemplo. Segundo as últimas notícias é uma terra chamada Champigni sur Marne. Quem percorre esta terra só ouve falar a língua de Camões. Então os responsáveis da autarquia (ainda se chama Mairie) resolveram fazer um referendo e tornarem-se independentes. O nosso Presidente já têm conhecimento e já planeou uma “operação especial” para defender os Portugas habitantes de Champigni. Para esse fim vai utilizar os blindados chaimite que vamos enviar para a Ucránia, que na passagem por Paris vão fazer um biscate e evitar a invasão do Macron. As chaimites depois continuam para a Ucránia. O Zelenski quando vir aquela sucata vai ficar todo irritado, mas depois têm uma grande ideia. Usa-los como engodos. Então os russos julgam que estão a bombardear tanques Ingleses ou americanos. Depois aparece aquele loirinho na TV russa a anunciar: os nossos mísseis de grande precisão destruíram 50 tanques fornecidos pela Nato. Só havia lá dez chaimites. Também já chegou ao meu conhecimento que na próxima Pascoa durante a qual a Figueira da Foz é invadida por milhares de espanhóis e então estes vão fazer um referendo….O Santana Lopes até ficou feliz pois os Portugueses nunca lhe deram valor. Só mais uma coisa. Quanto lhe paga o embaixador russo por cada comentário. Ou recebe da soeiro pereira gomes? Desde que começou esta guerra fui à estante buscar um livro que tenho tenho aqui permanentemente à minha frente para nunca me esquecer que espécie de gente é este Putin: (Terror Na Rússia) de Alexander Litvinenko. Este Snr não chegou a receber nada pela venda do livro porque foi assassinado em Londres por FSB´s enviados pelo Putin.

          • Mauricio says:

            Abílio Silva,
            Eu perdi o meu tempo a explicar-lhe um problema que você mostrou não conhecer.
            E o que é que o Abilio faz?…resolve entrar numa de gozo.
            Sabe já estou arrependido em ter perdido o meu tempo consigo.

          • João says:

            Andas a papar muita propaganda Russa rapaz. Morreram mais de 14000 pessoas no Donbass de acordo com a ONU, desses cerca de 3500 são civis, onde está o genocídio? Em muito menos tempo a Rússia já quase lá chegou em civis ucranianos! Quem começou e provocou a guerra em Donbass foram os Russos, dito pelo Igor Girkin( pesquisa quem é), https://www.youtube.com/watch?v=EgjH_voWIG0, tens aqui o link das declarações! E tens aqui https://twitter.com/kamilkazani/status/1522626542240735239 como ele explica como o povo de Donbass vivia pior sobre o controlo Russo e de assassinatos que eram incutidos aos ucranianos! Larga a propaganda russa que te anda a queimar neurónios!

          • Mauricio says:

            João,
            Os 14000 são civis, e esse numero já vai em cerca de 15000.

          • jota says:

            Mauricio, o unico relatório que fala em 14000 civis mortos pelos Ucranianos é o da propaganda da Russia. o Relatório da ONU fala em 14000 mortos, dos quais 3500 civis, e em lado nehum menciona que foram mortos pelos Ucranianos, num conflito armado qualquer uma das partes pode causar baixas civis.

          • Mauricio says:

            jota,
            Eu não sei o que a ONU diz, muito provavelmente a ONU alinha na propaganda americana.
            De relembrar que até a OSCE, acabou por ser expulsa do Donbass porque eles mesmos passavam informação de forma secreta aos nazis de Kiev, a dizer onde estavam as melicias de Donbass para depois os nazis os atacarem.
            Portanto deixei de seguir toda essa corja.
            O numero de civis mortos é de certeza bem superior a 15000, 15000 é um valor dos que puderam ser contabilizados, e é o numero de civis..
            Mais recentemente li que em 2020, os nazis, entregavam notas falsas a crianças da Região de Lugank, e muitas dessas notas estão agora a ser analisadas e já se descobriu que contem uma variante extremamente resistente da tuberculose.
            Portanto o numero real de mortos ninguém sabe, só se conhecem cerca de 15000, e muito provavelmente só foram contabilizados mortos por armas de fogo, e não por armas biológicas.

          • jota says:

            “nazis de Kiev”, a sério, fica bem…

      • Hugo says:

        És comunista? Pareces-me claramente pro-russo.

        De onde vem estas afirmações? São baseadas em factos ou são nada mais do que especulações retiradas de discussões das redes sociais?

        Muita coisa do que afirmaste, não tem qualquer sentido, pelo menos, para mim.

        Diz-me onde houve uma invasão em que eles foram a Todas as cidades do país invadido. É claro que é bem complicado colocar tropas em todo lado e conseguir um resultado bom.
        Porque razão a Polónia iria querer território da Ucrânia?
        A Rússia não pretende atacar outros países porque senão quem desaparece do mapa é a Rússia, o exercito russo é uma anedota!!! Assim que eles ataquem alguém da nato e a nato responda com um ataque. É o fim da Rússia. Eles não têm competência militar para fazerem frente nem à Alemanha, nem aos USA

        • Mauricio says:

          Hugo, não sou comunista, mas podia ser, não tenho nada contra os comunistas.

          As minhas afirmações são baseadas no desenvolver desta guerra, e nas suas ramificações, obviamente que ha uma parte de especulação, porque me é impossível determinar com exatidão actos futuros..

          Eu percebo que não tenha sentido para ti, porque as coisas para fazerem sentido tens que estar dentro do tema.

          A Ucrânia como esta configurada correntemente, tem território da Polónia, da Hungria, e salve erro pelo menos da Áustria.
          O país que tem sido mais vocal, tem sido a Polónia, que queriam enviar tropas, precisamente para a parte da Ucrânia que lhes pertence a eles 🙂

          A Rússia não está interessada em guerras estúpidas, mas a Europa está.
          A Rússia não tinha nada a ganhar em invadir a Europa central, mas a Europa tinha e muito a ganhar caso conseguisse dominar a Rússia, devido a panóplia de recursos que a Rússia possui.
          Os Alemães também achavam que eram a raça suprema, e levaram uma coça, os Franceses de napoleão achavam também que era especiais, e levaram uma coça.. não julgues o poder de um País pelas suas aparências.
          E para mais que a Rússia é a maior potência nuclear do mundo, de longe.Portanto se uma coisa dessas acontecer é muito, mas muito provável que venham a desaparecer Países do mapa.
          De lembrar que as bombas atómicas que a Rússia possui são termo-nucleares, ou seja cerca de 1000x mais potentes que as bombas atómicas convencionais..

          • Pedro says:

            Vou tentar explicar….
            A Rússia é uma potencia regional.
            USA é uma potencia mundial, económica e militarmente.

            “A Rússia não está interessada em guerras estúpidas, mas a Europa está.”

            wtf….

            Mas como estas numa democracia tipo ocidental, nada te impede de imigrar para a Rússia.
            Não percas tempo.

        • abilio silva says:

          Ele começou o comentário – pelo que ouvi dizer…

      • Luís Costa says:

        Oi? Que? O que é que acabei de ler? Mesmo a sério que ainda há pessoal como este que vem aqui escrever? Então a Rússia não está a atacar o território inteiro da Ucrânia? Mas acordaste agora? Depois, a Ucrânia o que? Sabes que Donbass é na Ucrânia certo? Ucrânia só quer reaver o que é seu

        • Mauricio says:

          Luís, não é preciso seres indelicado com os outros, só porque não percebes o que os outros escrevem..
          A Rússia está focada no donbass, e não a Rússia ainda não declarou Guerra a Ucrânia.
          Pode vir a declarar no futuro, tudo vai depender de como a Ucrânia reagir.
          No meu entender, se a Ucrânia não aceitar os processos de negociação de paz, é muito possível que isso venha a acontecer.

          • Pedro says:

            O teu problema está na interpretação (distorção) dos factos.
            A Rússia invadiu (também) a Ucrânia pela Bielorrússia, portanto o objetivo era Kiev, a tomada de toda a Ucrânia, isso só não aconteceu por causa da resistência feroz que teve.
            Agora dedicaram-se ao Donbass pois requer menos meios e o objetivo é tornar a Ucrânia um pais sem acesso ao mar.
            O futuro é a Ucrânia correr com a Rússia do seu território, impor as suas regras e depois negociar.
            Neste momento a Rússia não tem a mínima hipótese de impor regras a Ucrânia, só se utilizar armas nucleares, mas ai entra a NATO, e a Rússia já foi avisada.

          • Mauricio says:

            Não tenho conhecimento da invasão nenhuma feita pela Bielorussia.
            Só foi aberta uma frente em direção a Kiev.
            E para ser franco ainda nem percebi o objectivo da mesma.
            Porque se a Rússia tinha como interesse a tomada de Kiev, para isso tinha que ter aberto 2 frentes, pelo menos.
            Mas eles abriram apenas uma, e abriu outra em direcção a kharkov.

            Essa manobra ainda vou ter que tentar perceber, ou encontrar algum local onde possa ler sobre o porquê.
            De lembrar que a Rússia quando a Ucrânia disse que aceitava os termos dos acordos de paz na Turquia, a Rússia pura e simplesmente retirou essa frente, pelo que li, os Russos disseram que era num gesto de boa fé.
            Ou seja fico sem entender exactamente o porque dessa frente e porquê apenas uma.
            Se tivessem sido 2 frentes ou mais, ai até concordava contigo, mas só com uma frente, não me parece que a Rússia estivesse interessada em ocupar Kiev.

            A única situação para a qual me inclino, no momento, e que eles abriram essa frente apenas para criar pressão em Kiev.
            Tu podes estar certo, mas se esse for o caso, parece-me uma decisão errada do ponto de vista estratégico das forças Russas..porque tu nunca tentas tomar uma capital apenas com uma frente de batalha.

          • Luís Costa says:

            Mas tu pensas ao menos antes de dizer baboseiras? A Rússia está metida na Ucrânia desde 2014 ou muito antes até, fez um acordo com a Bielorrússia e abriu uma frente desde a Bielorrússia até kiev mas enganaram-se e voltaram aos esforços em Donbass, antes disso praticamente atacou a Ucrânia inteira, até chegou bem perto da Polónia, o objetivo claro da Rússia neste momento é cortar o acesso total da Ucrânia ao mar para os enfraquecer a fome (que coincidência, parece os tempos do Stalin).. Mais quais acordos de paz rapaz? Tu ao menos viste o que a Rússia exigia da Ucrânia? Achas mesmo que a Ucrânia no seu perfeito juízo ia aceitar algum daqueles pontos? Andas a ver muito RT parece-me

          • Mauricio says:

            Luís Costa,
            Isso é mentira!
            A Rússia entrou no problema em 24 Fevereiro de 2022.
            Não a Rússia não abriu frente nenhuma da Bielorrússia, a frente que abriu em direção a Kiev foi aberta de território Russo.

            A Ucrãnia estava preparada para aceitar, mas a Inglaterra foi la avisar que se aceitasse acabavam-se as armas.
            Sim a Ucrânia sofreu bulling da Inglaterra.
            A Guerra na Ucrânia é uma proxy war entre os EUA e a Rússia, quem comanda os Ucranianos é os EUA que tem interesse na guerra.
            O Zelisnky no inicio da guerra ainda tinha alguma iniciativa, mas desde que os Ingleses foram a Ucrânia meter medo, a iniciativa acabou.

            Não quero com isto desculpar o Zelinsky, ele tem culpa em muita coisa, no meu ponto de vista ele já devia estar preso pelos crimes de guerra cometidos em Donbass, mas é melhor um País completamente destruído com um presidente, do que um País completamente destruído sem presidente nenhum..

      • Pedro says:

        Compreendo….
        A Rússia invade a Ucrânia, os países Democráticos dão apoio á Ucrânia, contra o expansionismo Russo, e são os países Democráticos que querem destabilizar.
        Está bem…

        “Pode ser que estejam a planear uma terceira Guerra mundial, outra vez contra os Russos.”
        Não estudastes História pois não ?
        Lê o Pacto Molotov-Ribbentrop assinado entre a Alemanha e a Rússia e o que dizia nesse pacto, são uns coitadinhos os Russos.

        “Não me parece que a Rússia esteja interessada em atacar de uma forma descarada outros países”
        Só não ataca outros países derivado a NATO e porque não têm exercito nem meios para o fazerem, e já compreenderam que se enfrentarem a NATO são completamente dizimados.

        “…mas desta vez a Rússia tem o maior arsenal atómico do planeta”
        Nem sei que diga… se juntares USA, França e Inglaterra, quem tem mais armas nucleares ? Alem de que as armas nucleares não são para ser usadas, é apenas um meio de intimidar, e caso exista uma guerra nuclear, NINGUÉM GANHA.

        Já dizia Albert Einstein:
        Duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas, em relação ao universo, ainda não tenho certeza absoluta.

        Calado eras um poeta.

      • Pedro says:

        Vai ler o Memorando de Budapeste de 1994.

        O que diz ?

        Garante a inviolabilidade das fronteiras da Ucrânia, Bielorrússia e Cazaquistão perante os países signatários. Além dos Estados Unidos e do Reino Unido, a Rússia reconheceu aí as fronteiras ucranianas. Em troca, Kiev entregou as armas nucleares herdadas da União Soviética ou, em parte, as destruiu.

        Sabes o que significa inviolabilidade ?

        • Mauricio says:

          Pedro,
          Eu percebo isso.
          Mas também percebo que em pleno século 21, não é aceitável andar a cometer genocídio contra civis, e isso dura há mais de 8 anos.

          Achas que a Rússia ia ficar de braços cruzados, a ver a população de donbass a ser exterminada e não fazer nada?
          Ainda por cima o Zelinsky teve a lata de ir dizer para a Alemanha que estava a pensar em voltar a ter Armas Nucleares, é que isso violava só por si o Memorando de Budapeste.

          • says:

            O Memorando de Budapeste não tem a haver com armas nucleares.

            Nessa mesma altura a Ucrânia uma vez que a sua integridade territorial estava plasmada no memorando, aderiu ao Tratado de Não-Proliferação de Armas Nucleares.

            Os signatários do tal Memorando foram: Federação Russa, os Estados Unidos e o Reino Unido. China e França, que concediam integridade territorial á Ucrânia, Bielorrússia e Cazaquistão.

            Se a integridade territorial da Ucrânia foi violada, lógico que pode querer ter armas nucleares e renunciar ao Tratado de Não-Proliferação de Armas Nucleares, uma vez que quem a devia defender a invadiu.

            Os Russos são peritos nisso, chegam a uma região, removem a população de lá e metem Russos nessa região para uns anos depois dizerem que vão salvar a população Russa que eles meteram lá.

            Chama-se a isso Expansionismo Russo.

      • deepturtle says:

        ganda propaganda enfardada que aí vai. não te esqueças de arrotar por causa da digestão

    • Sam says:

      Continuo a considerar a Guerra da ucrania Como um teste ao armamento contemporâneo. E a Prova está no facto dos EUA enviarem os melhores avioes o F-35 e F-22 para Taiwan. E na ucrania os avioes um pouco menos bons.

      • Mauricio says:

        A Guerra da Ucrânia é um teste que os EUA estão a fazer os Russos.
        É uma proxy war.

        • says:

          Proxy war ? Vamos embalar na tua teoria…

          Ok… então pela tua teoria só se pode extrair que:

          1 – O Putin é um agente da CIA, que atacou a Ucrânia, e assim fazer uma guerra por procuração (proxy war) em favor dos Estados Unidos.

          Sim, pois quem invadiu a Ucrânia, que se saiba foi a Rússia, ou temos duvidas acerca disso ?

          Ou queres convencer o MUNDO que foi a Ucrânia que invadiu a Rússia ?

          Bem, em ultimo caso sempre poderemos dizer que os Ucranianos se atacaram a si próprios para culpar a Rússia…

          Isto é que é surfar á grande na maionese.

          Valha-me a santa…

          • abilio silva says:

            Não percam tempo com este mauricio ou mauricia ou seja lá o que for o nome dele. É um personagem ao serviço do embaixador russo e comenta aquilo que o russo diz para comentar. Só não sei se recebe por cada comentário ou por cada palavra. Mas sei que já anda a ser investigado pelas autoridades incluindo pelas Finanças pois não declara ao Irs o que recebe da embaixada russa.

          • Mauricio says:

            Abilio Silva,
            Propaganda é o seu comentário.

  6. AlexS says:

    T-90 são tanques banais desenvolvidos do T-72 series. Nada especial.
    Se fosse o Armada aí o título poderia ser justificado.

  7. Secadegas says:

    1 tanque… Estão quase a ganhar. Propaganda da boa. Quando os EUA perderam dezenas de Abraham (supostamente o mais sofisticado do mundo) nunca foi notícia.
    Os dias vão passando e a Rússia com sucata dos anos 60 vai progressivamente avançando no terreno. As baixas do lado da Ucrânia sobem a um ritmo gritante e nem vou falar dos que simplesmente se rendem… Hoje começa a fase 3 da operação especial.

    • Vítor M. says:

      Mas os EUA meteram algum M1 na Ucrânia? Não estarás a misturar tudo?

    • Alexandre says:

      Quando falas em dezenas de Abrams destruídos estas a falar dos cerca de 30 que eles perderam nas duas guerras do Iraque? Em que apenas 9 foram completamente destruídos. O T90M é uma versão especial do T90 que data de 2016 em que os Russos não tem mais de 100 e é o melhor tanque em combate dos Russos, os americanos tem milhares de Abrams grande parte deles modernizados a versão mais recente.

      Mas estamos a falar de realidades completamente diferentes, primeiro os americanos lutavam com o tanque mais moderno do mundo contra exércitos com armamento desatualizado antigo e com poucas armas anti tanque modernas, na Ucrânia já ouvi falar de 20 Javelins por cada tanque Russo em combate na Ucrânia se os Iraquianos tivessem esta quantidade de armamento e vontade de lutar provavelmente os Abram abatidos eram as centenas também.

    • Luís Costa says:

      Vai avançando? Ahahahah é isso mesmo.. com a vantagem que tem em armamento mesmo assim estão a apanhar poucas na boca, então o barco que perderam ui ui ficaram logo irritaditos..

  8. Luis says:

    Agora é reconstruir a fábrica de Azovstal e pegar nessa sucata e outras mais espalhadas pelo país, derreter e construir ferro para reconstruir a Ucrânia.

  9. PorcoDoPunjab says:

    Quero acrescentar a todas estas tragédias, o facto do meu SLB ter sido roubado, mais uma vez.

    Atenciosamente, PorcoDoPunjab

  10. jorgeg says:

    Informacoes recebidas do Ghost of Kiev and CNN+

  11. abilio silva says:

    Ontem estava eu muito atento a ver a procissão da ´sucata´ a decorrer em Moscovo e não vi aviões nenhuns. Serão todos hipersónicos e nem os conseguimos ver? Ou seria falta de gasolina? Algum putinista ou assalariado do embaixador russo me consegue explicar?

    • Mauricio says:

      Você anda a ver é muitos filmes americanos de agentes secretos..

      • TRaveller says:

        Maurício pela estupidez que já andou a escrever aqui e a responder a todos, só digo que “Portugal devia voltar a entrar militarmente no Brasil para acabar com esse Stalinismo, já não falarem o português de Portugal e visto o Brasil ser nosso e fomos nós que vos tiramos das arvores e cortamos o rabo”. O absurdo que escrevi anteriormente é igual ao absurdo de Putin disse mas assim pode ser que compreendas.

        • Mauricio says:

          Por acaso não percebo mesmo.
          Não tem nem ponta por onde se pegue.Depois essa ideia nazi, de maltratar o povo brasileiro devia ser altamente penalizada.
          Por causa dessas ideias nazis e outras é que o mundo está como está.
          Sou português, mas tenho vergonha de grande parte da nossa historia, exatamente porque andamos a caçar negros e mulatos a maior parte do tempo, como se fossem cães..uma vergonha.
          E agora andamos a apontar o dedo aos outros, como se fossemos muito puros.
          Somos é uma cambada de hipócritas sem valores nenhuns é o que somos.

          • says:

            Maurício o teu problema é não estudares.

            Nem te dás conta das barbaridades que dizes sem suporte factual ou Histórico.

            Caso não saibas (é normal, não estudas) a escravidão não tem a haver com a cor da pele (a tal esquerda a querer deturpar a História).

            Também não deves saber que quando os Portugueses chegaram a África a escravidão já era praticada nomeadamente pelos Muçulmanos, e olha que era bem mais atroz (não que isso sirva de justificação).

            Sugiro que te informes sobre a origem da escravidão, que possivelmente terá a haver com guerras entre tribos ou povos (penso eu de que…).

            Normalmente a Esquerda é que quer ou gostaria de reescrever a História, o problema é que o Passado NÃO se MUDA.

            Só o Futuro se pode mudar, estudando a História o passado.

            Todos nós que vivemos nos dias de hoje somos o reflexo da nossa História como povo, e gosto de pensar que evoluímos.

            Mas não vejo a tua revolta contra o Sudão (Islamismo) o qual pratica a escravatura legal nos dias de hoje em 2022.

            É praticada de modo ilegal em países como:
            Índia, China, Paquistão, Nigéria, Etiópia, Rússia, Arábia Saudita, Tailândia, República Democrática do Congo, Mianmar, Bangladesh, Mauritânia, Haiti, Coreia do Norte, Eritreia, Burúndi, República Centro Africana, Afeganistão, Camboja, Irão e Nepal.

            Resta aqui saber quem pratica a hipocrisia.

          • Mauricio says:

            Tó,
            Que eu saiba a Rússia nunca teve escravatura, ao passo que Portugal tem mais de 400 anos da mesma.

            Não é difícil perceber quem é que é hipócrita.

          • jota says:

            Por questões de propaganda, a escravatura na Russia tinha um nome mais fofinho, “servidão”, mas no final era a mesma coisa…

          • TRaveller says:

            “A Russia nunca teve escravatura” essa é a piada do seculo não só teve como ainda pratica aos dias de hoje.

            “Perto de 36 milhões de pessoas são vítimas de escravatura no mundo e mais de metade é submetida a esta prática em cinco países – Índia, China, Paquistão, Uzbequistão e Rússia -, revelou hoje uma organização de direitos humanos. “

  12. Sam says:

    A escravatura foi abolida em Portugal no seculo XIX. Mas no seculo XVIII houve tentativa de a abolir no Brasil pelos Jesuítas, que foram depois expulsos quer de Portugal, quer de Espanha. E parece terem ido para países como Rússia.
    Podem até Ter influenciado o manifesto comunista e a igualdade entre os homens no Inicio do seculo XX.
    Mas, em 1991, o comunismo colapsou na Rússia. E um sistema de oligarquias e despotismo entrou em vigor logo com Estaline. E apesar de haver nos anos 60s e 70s boas iniciativas soviéticas (habitação e qualidade de Vida), o sistema soviético sempre utilizou formas subversivas e parciais de Fazer o sistema funcionar atraves de exploração laboral. E Tal continua e continua. Seja na Russia, seja no UK, Alemanha, EUA, China.
    Tentar encontrar Uma soluçao justa para a exploração laboral de classes inferiores é entrar nos pensamentos de esquerda, tipicamente Marxistas e NUM ideal socialista Puro que será Uma revolução social e um cenário perfeito. Contudo, todos sabemos que queremos pagar o mínimo que podermos pela LISTA da mercearia. Tal Como os patroes aos empregados. Tal Como multinacionais às explorações Agricolas do Brasil, África do Sul, China, Ucrania, Russia, etc.
    As ciencias políticas Sao o caminho para entender as dinamicas sociais. Mas, cabe a cada trabalhador lutar por si próprio para si próprio para Fazer o seu esforço mais compensado.
    Contudo a macroeconomia, os poucos que detêm 90% da riqueza mundial, esses é que mostram se desentenderem.
    A Russia sai dos G8, porque denota a impotência das economias industrializadas ocidentais face à oferta baratissima da China, Índia, Coreia do Sul, e outras industrias emergentes. Industrias que deixaram de ser tão baratas. Mas que mesmo assim Sao exploradas.
    Daí, em 2009, a BRICS – a Uniao politico-militar entre Brasil, Russia, India, China e áfrica do Sul que representa mais de 50% da populacao mundial. Uma resposta de países desfavorecidos economicamente pelo Ocidente ( NATO). Uma resposta à hegemonia de sistemas colonialistas, feudalistas, herdeiros das ditaduras, fascismos e nazismos. A resposta a séculos de enriquecimento à custa de outros povos pela Europa. A resposta à intimidacao da deterrência Americana. A resposta do mundo contemporâneo que Vive nas partes escuras das fotos da NASA do planeta Terra à noite. Aquelas partes sem electricidade.
    E portanto teremos o resultado de 13 anos de BRICS.
    2022 Ucrania; 2023/2024 Taiwan; e talvez o Brasil tenha interesse em aceder ao Pacífico? Ou anexar Uruguai? Atacar Venezuela? Quem sabe? E a África do Sul? Reclamar a Namibia? Entrar em conflito com Angola por causa do ouro e diamantes? Quem sabe? E a Índia e cashmira a eterna Guerra contra o Paquistao.
    Ha novamente dois blocos serios que não se querem confrontar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.