Quantcast
PplWare Mobile

Steve Ballmer já se despediu dos funcionários da Microsoft

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. jpng81 says:

    Eu diria mais como “idiota em palco”.

  2. Homem pequeno says:

    Aquela emoção sentida por ele… deve ser única no mundo.
    Respect.

  3. Até um momento mais “emocional” este homem consegue transformar num circo. Se alguém que não conheça quem ele é, ao ver este vídeo fica na duvida, o homem esta triste ou contente? 30(1) anos a ajudar a rir.

  4. Shikai says:

    Para mim a Microsoft será sempre a Microsoft, provou e continua a provar que é uma grande empresa.

    No mundo da informática não tem empresa que ao dar um passo mexa com mais gente que a Microsoft, a prova são as vozes que se levantam quando altera o que tomamos como garantido.

    No entanto esta empresa tem um problema…. é MUITO LENTA.
    Já tinha percebido esse problema no que toca ao mercado mas
    alguém que anuncia que vai embora levar mais de 1 ano a ir embora, é muito tempo…

  5. Benchmark do iPhone 5 says:

    Assim, por alto, a questão põe-se assim:

    Ballmer dedicou um excesso de recursos à área “clientes individuais” (com destaque para o mobile) em detrimento dos clientes empresariais ?

    Há acionistas que dizem que sim, que investir tanto para chegar aos 3% do mercado de smartphones é pouco e que não valeu/vale a pena. Por exemplo, para quê perder tanto dinheiro no Surface RT (agora 2) que tem como principal incentivo o Office RT, quando podia licenciar o Office para Android e iOS e ganhar rios de dinheiro ?

    • Pedro Gaspar says:

      Pela mesma razão que a nintendo não licencia o Mario para outras consolas… perderia o mercado por completo, e não é esse o objectivo deles, eles querem-no conquistar.

    • Nelson says:

      Porque o objectivo de uma empresa como a Microsoft, Apple e Google, não é vender, é manter-se relevante para a próxima semana…

    • miguel says:

      lol, e há office para iOS. Para android nao deve haver (claro) mas pra iOS há. e oficial.

      • Benchmark do iPhone 5 says:

        Ó Miguelito, o que há é o “Office Mobile para subscritores do Office 365”, uma treta que a Microsoft inventou para ver se vendia mais Offices 365.

        Não tem semelhança com o Office RT. Este é que dava dinheiro às carradas se fosse licenciado para Android e iOS.

  6. Pedro says:

    +1 Benchmark do iPhone 5.
    É isso mesmo. Afinal de contas sempre há alguém no site do pplware que concorda comigo. O surface é ‘arrepiantemente’ um fail!

    • Mike says:

      O Surface RT sim. O Surface Pro é uma máquina decente.

      Para quem precisa de um bom híbrido, não há melhor.

      • Nelson says:

        O surface pro? Quem é que no seu perfeito juízo, não prefere um MacBook Air?

        • Mike says:

          Quem, como eu disse, quer um híbrido.

          Diz-me um tablet melhor que o Pro que corra desktop e possa ser usado como computador.

          • Nelson says:

            Air…

            Podes dizer que no air não tens ecrã multi touch, mas é no air que tens trackpad multitouch, que dá muito mais jeito, não cansa o braço de estar sempre a levantar para carregar no ecrã, que não fica lá muito bem seguro e não…

            Nem tens de estar sempre a raspar no minúsculo trackpad mais pequeno que sei lá o quê…

          • Mike says:

            USB, rato. Pum.

            Bluetooth, rato. Pum.

            Nem toda a gente trabalha de forma igual, e apesar de eu admitir sem problema que adoro o trackpad do meu Mac, há pessoas que preferem um rato à moda antiga.

          • Carlos says:

            @Nelson

            Obviamente nunca trabalhaste com um Surface.

            Primero: não custa nada tocar no ecrã, ele é pequeno e está pertinho das mãos quando tens as mão no teclado;

            Segundo: o touch/type cover são só opções. Pode-se usar qualquer teclado USB/Bluetooth que se quiser. E rato, idem. Eu no meu Surface RT posso ligar (e já o fiz várias vezes) o meu rato e funciona perfeitamente (dá jeito para coisas que precisam de mais precisão que os dedos).

            Terceiro: o kickstand é superestável. É praticamente impossível virar um Surface, a não ser que se lhe dê uma pancada com força (que também virava de pantanas qualquer notebook).

            E nota, eu estou a falar no Surface RT.

            Num Surface Pro, principalmente no Pro 2, há muitas coisas que se podem fazer que são impossíveis de fazer no Air sem hardware extra, e não é só porque tem um ecrã sensível ao toque, é porque tem um digitalizador sensível a pressão e porque tem o formato muito mais prático dum tablet.

            https://www.youtube.com/watch?v=2OqzxB-cSW8
            Tudo nesse vídeo pode ser feito com um Surface Pro 2, mas nem tudo pode ser feito com um Air. Não é por acaso que acaba com a frase “the one device for everything in you life”.

            Se a ti não te serve, não compres mas não digas que não serve para ninguém.

          • Nelson says:

            @Mike: informa-te, o Mac, como os outros PC’s, trabalha normalmente com ratos e teclados e etc’s USB e Bluetooth.

            Aliás, o Mac foi o primeiro computador com rato USB de série.

            Assim como é o único computador com rato e teclado, de série Bluetooth, e também tem trackpad multitouch Bluetooth…

            Tu ao menos já viste um Mac de qualquer espécie? Ou ganhas á comissão de não-venda-de-mac’s?

          • Mike says:

            Como eu disse mais acima mas deve ter passado ao lado, eu tenho um MacBook Pro, e gosto. Provavelmente não comprava um Surface porque não sou grande fã da MS e do WIn8.

            Mas pelo menos sei separar as coisas. Há que goste do Win8, há quem PRECISE do Win8, e quem ache que o Surface é a ferramenta ideal. E digam o que disserem, o Surface não se compara nem ao iPad nem a um MacBook Air, porque é ambos e nenhum deles ao mesmo tempo.

            É preciso é saber distinguir e deixar de ter palas nos olhos 😉

          • Nelson says:

            > Como eu disse mais acima mas deve ter passado ao lado, eu tenho um MacBook Pro, e gosto

            Ai sim?

            É que todos os Mac com portas USB são compatíveis com todos os ratos USB.

            Bluetooth, idem…

            Quanto ao Surface Pro?

            Demasiado caro para um tablet

            Demasiado pequeno para um PC

            Demasiado pesado para um tablet

            Muito dificil de teclar para um PC (com o “teclado” que vem)

            Pouca autonomia para um tablet

            Pouca diferença para um PC…

            Eu diria que mais valia a pena ficar pelo portátil “á antiga”, do que usar o surface pro, como quê? Nem tens grandes apps para tablet, e para usar aplicações de PC, precisas mais de um teclado com teclas a sério, precisas de um rato, porque o trackpad é pequeno para o normal que vês num macbook, ou mesmo num PC de 500€… já para não falar das capacidades de expensão, que são infeirores ao MBA, ok que não podes adicionar RAM, nem mudar o SSD, mas ao menos, tens Thunderbolt, para adicionares dispositivos externos de alta performance, como ligações de rede de fibra, sistemas NAS de alta performance, até há por aí projectosd e ligar placas gráficas, e etc’s…

            Mas no Surface Pro, tens uma porta USB, que é awesome, não é?

        • Alexandre Pinto says:

          Eu. Trabalho em ambiente windows. Que raio ia fazer com um MacBook Air??
          Além de que é mais barato é mais versátil.

          • Nelson says:

            Trabalhar em ambiente mac…

            É compatível com ficheiros e redes Windows e Microsoft office…

          • Alexandre Pinto says:

            Para que quero compatibilidades se tenho o original? Isso faz algum sentido?

          • Mike says:

            O Nelson é um bocadinho fanboy Apple. Só um bocadinho 😛

          • Nelson says:

            @Alexandre Pinto

            Tu tens o original? Depende do ponto de vista… então estás a dizer que usas Windows porque os outros usam? Eu prefiro standarts abertos e isso significa Mac e/ou Linux.

            Não vale a pena andar por palavras se tens medo de experimentar mac e gostar, e depois engolir sapos tecnológicos, isso é que costuma ser problema!

            Talvez um dia, ponhas a questão, ou melhor mesmo, experimentes um mac durante uma semana…

            Conheço muitos como tu, os tais que “até ao dia”… 😀

          • Alexandre Pinto says:

            Nelson, vou-te dar uma novidade: Existem pessoas que usam Windows, estão bem assim e não têm necessidade de mudar só porque tu dizes que o outro lado da montanha é mais verde.
            Além disso, profissionalmente necessito obrigatoriamente de Windows.
            Mac=Standards abertos? AHAHAHA
            A apple é tao aberta como a microsoft.

  7. Paulo Bastos says:

    Vi um pouco do video de despedida do Steve Ballmer e realmente achei uma verdadeira palhaçada (o habitual), espero que o sucessor seja melhor pois a Microsoft merece mais.

  8. João Luís says:

    Há pessoas que nascem de cu virado para a lua.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.