Quantcast
PplWare Mobile

Reconhecimento facial do Mercadona termina com multa de 2,5 milhões de euros

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Mf3rRo says:

    Se fosse em portugal, todos assobiavam para o lado num faz de conta que ninguem queria saber… 🙂

    • Daniel Costa says:

      É exatamente ao contrário. Em Portugal, quando interessa, a lei é logo aplicada e não deixam avançar outras leis. Vou dar o exemplo de existir um banco de dados de “caloteiros” nos arrendamentos imobiliários, de modo a prevenir que hajam arrendamentos a “artistas”, mas a lei de proteção de daos impede que se crie essa base de dados.

      • Louro says:

        Nao precisas de base de dados absolutamente nenhuma, basta que os senhorios passem a pedir referencias de eventuais senhorios anteriores e já tem o problema resolvido sem ter uma base de dados que nao servirá para muito mais que uma ferramenta para achincalhar os outros.

        • Zé Fonseca A. says:

          Eu peço tudo aos meus arrendatários, mas o mais importante é mesmo a declaração de IRS, recibos de vencimento e report do banco de portugal.
          A cena dos senhorios anteriores no caso de jovens casais a arrendar casa pela primeira vez não te safas, e já tive casos de passarem contactos de senhorios ficticios.
          Mesmo com tudo em dia já tive de levar arrendatários a tribunal 2 vezes por danos/dividas e já tive que solicitar despejo uma vez. Podes apanhar pessoal muito certinho, basta apanhares um casal que se divorcia enquanto vive numa casa arrendada e que não seja a bem é logo um 31.

    • jorge santos says:

      Eu apoio este tipo de iniciativas de controlo do crime.
      Estas câmaras deveriam estar em todas as ruas.

      • theman says:

        Só é chato é se depois um governo comunista/facho se encontrar na posse das câmaras. Ou um polícia/técnico corrupto, mal de amores ou stalker.
        A vigilância é muito gira num mundo perfeito, onde os vigilantes não precisam de ser vigiados. Mas na vida real é melhor não.

  2. kodiakshadows says:

    Tal como em Portugal, a lei gosta mais dos ladrões. Eu vivo numa cidade onde a cada esquina que cruzo existe uma câmera, eu trabalho numa área a cada passo que dou tenho uma câmera e nunca me senti incomodado.

    • Mf3rRo says:

      Mas achas que este reconhecimento era para ajudar a prender ladrões? ou para que a loja fizesse uma base de dados dos clientes do que compram ou não por exemplo… uma coisa são as câmaras da rua para nossa segurança outra é o reconhecimento facial numa loja privada… acorda… zzzz

      • zézinho says:

        Muitas dessas lojas usam cartões cliente no qual está associado o que compram.

      • Tx2 says:

        Estas filmes a mais, se eles quisessem fazer alguma base de dados do que compras iam ou pelo numero do cartão que utilizaste para fazer o pagamento ou pelo numero de contribuinte em vez de utilizar tecnologia de reconhecimento facial.

      • Luis says:

        Acorda tu!! Os dados do pessoal que está nos cartões está associado às compras que fazem, nem precisam de câmaras para nada até porque seria mais difícil, é só ver pelo cartão e começar a encher o pessoal de publicidade específica

      • Goncalo says:

        amigo isso são os cartoes que já toda a gente usa e sabem exatamente o que vais comprar a seguir o reconhecimento fácial pode ter outras utilidades mas de certeza que essa não é uma delas.
        Secalhar uma utilidade seria identificar alguem que já roubou naquela loja mas claro isto o mundo está é feito para os ladroes

        • theman says:

          Acho que analisar a cara de milhares de pessoas para apanhar um punhado de ladrões não se justifica.
          Especialmente quando há a chance de estarem a registar os passos todos dos empregados, para contarem as vezes que foram à casa de banho ou fumar.
          Ou detectar quando uma criança se separou dos pais para tentar vender uma bugiganga.
          Ou alertar o segurança quando entra alguém mais diferente para o seguirem.
          Parece-me ótimo para a Mercadona, não vejo é o que o consumidor ganha com isso.

          • Gonçalo says:

            Ganha mais segurança, e até porque agr eles nao andam sempre a ver os empregados em camaras e etc etc ia ser mesmo uma analise de cara à entrada que ia fazer isso

      • kodiakshadows says:

        Ah,ahahahaah!!! Deixa de ser Xico esperto, nem imaginas os roubos que existem em supermercados. Diz-me lá como eles vão saber que o Xico esperto vive na cidade X , no prédio A , e no andar B.
        Quem tem que acordar és tu e informar melhor as coisas. Só para te dar uma ideia as lojas Lidl, perdem diariamente centenas de Euros por loja só em roubos, agora imagina uma mercadona ou Pingo Doce, ou Continente. As leis são boas é para te comer nos impostos e pagares mais pelo combustível. Se fosses dono dessas lojas não falavas assim deixa de ser hipócrita, a não ser que te convenha.

        • Dedo do Meio says:

          Amigo, lei é uma diretiva comunitária.
          Gostas, gostas, não gostas, deixa à beira do prato.
          É só opinadeiros, como se referia Umberto Eco.

          • kodiakshadows says:

            Claro, que a lei é uma diretiva comunitária.
            Pois, também há quem goste de viver na ditadura de esquerda que UE está implementar em toda a Europa, e isso sei que pela tua resposta gostas e muito.
            Mas isso está no ADN dos Tugas não interessa se ela vem de direita ou de esquerda, gostam muito.

  3. Soldier says:

    “…ajudar as autoridades.”. Acredito que esse sistema de reconhecimento facial é para impedir o acesso a pessoas que furtem no estabelecimento, ou será que um supermercado tem acesso à base de dados da policia?

    • Goncalo says:

      por enquanto até podia nao ter mas no futuro bastava a policia carregar um foto para a base de dados do mercadona e se essa pessoa entrasse em algum desses estabelecimentos a policia era imediatamente chamada é util mas isto como sabemos o mundo está feito é para os vigaristas

      • Paulo Martins says:

        Grande problema e acho eu que seja um dos motivos da multa seria os falsos positivos. Já viste o que é ser confrontado como ladrão só porque és parecido com alguém?

  4. LA says:

    Os meninos do Mercadora têm mania que são espertos. Agora aguentem com a multa.

    • Goncalo says:

      o sistema era feito para identificar ladroes e pessoas procuradas pela policia mas mais uma vez os ladroes ficaram ca fora contentes e quem tentou fazer um sistema util para uma sociedade mais segura é quem fica com a multa se um gajo fosse apanhado a roubar na loja ia passar 1 hora à esquadra nao pagava nada e vinha ca para fora outra vez, portanto as lojas têm de aceitar ser roubadas e nao podem fazer nada para o impedir porque o mundo é feito para os ladroes

  5. B@rão Vermelho says:

    Ainda entra algum dos políticos lá da zona e dispara o alarme.

  6. Miguel says:

    Pelo que está na notícia, para a base de dados a “empresa baseou-se nas suas próprias ações judiciais contra quem furtou”. Dizem mais que apagam os dados em 3s. Perguntou-me a quem é que a lei deve proteger??? Proteção de dados está muito na moda, por bons motivos, mas não se deve perder o foco!

  7. Rui Fernandes says:

    Pelos comentários que aqui leio, percebo o estado a que a nossa sociedade chegou.
    Empatia, Zero! Compaixão, Zero! Crença na condição humana, menos do que Zero!
    Pelo que se percebe, ladrão uma vez, para sempre ladrão. Roubaste uma tablete de chocolate aos 18 anos? Vais viver com esse estigma para sempre!
    Qual reinserção social? Qual evolução comportamental? Qual regeneração do individuo? Qual quê?
    Eu nem percebo porque há penas inferiores à perpétua… roubaste uma vez, pena perpétua!
    Não voltas a sair à rua sem um cão de fila atrás de ti.
    O melhor é matares-te já, porque perdestes os teus direitos de cidadania.
    Claro que nem se pergunta com que legitimidade é que um logista anda a “identificar” cidadãos livres, sem qualquer razão prevista na Lei!
    Os Nazis também tatuaram os Judeus…

    • Gonçalo says:

      reinserção social claro mas se és apanhado a roubar na loja não podes sair impune dps podes ir lá as vezes que quiseres mas sem roubar, um gajo qu é procurado pela policia nao tem de ser por roubo ate pode ser por violar a tua mae mas se entra na loja é automaticamente detetado, caso nao saibas é um bocadinh assim que funciona na loja do cidadao quando eles detetam que aquela pessoa é procurada tentam empata lo e chamam logo a policia já apanharam alguns assim

  8. Filipe Ferreira says:

    Quem não deve, não teme.
    “a imagem é completamente eliminada em 0,3 segundos”.
    Só sinaliza se encontrar um match de alguem referenciado anteriormente.
    Paree-me uma boa medida. Mas agora com o RGPD tudo é um problema … pegam numa boa media (esta do RGPD) e levam-na ao extremo, estragando tudo. Depois há os espertos que utilizam lacunas na lei ou protecionismos a mais para lesar instituições e a sociedade. Não pode ser 8, nem 80.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.