PplWare Mobile

Pare de utilizar o smartphone antes de dormir!


Autor: Marisa Pinto


  1. António says:

    “Páre”?! Parei logo de ler o título…já nem li o artigo!

  2. ALibaba says:

    “hormónio responsável pela regulação do sono” ?? Hormonio ??

  3. João says:

    estes estudos… coisas do senso comum ou será que antes também não se utilizavam os portateis na cama? ainda o uso para ver series como tanta gente fazia e ainda faz

  4. chicosoft says:

    Nao acredito muito neste estudo, por vezes adormeco e o telefone fica ao lado da almofada, a minha TV é led e sao milhares de vezes que adormeco no sofá…

    Mas se calhar sou eu, que adormeco sem problemas…

    • André Meireles says:

      Não é só o adormecer, afeta principalmente a qualidade do sono que se tem (e que leva muitas vezes a que de manhã a pessoa ainda se sinta completamente cansada, apesar de estar a acordar)!

  5. A mim parece-me que quanto mais tempo lá estou, mais rápido aterro LOL às vezes levo com o telemóvel nos beiços de adormecer a olhar para ele lool 😀

    Já noutras situações, quantas vezes estamos a trabalhar na cama, antes de ir dormir, ou porque é preciso entregar algo “amanhã”, ou porque estão a escrever alguma coisa (teses, etc…) e é nessas alturas que mais dá o sono 😀

    Mas sim, afetar afeta de certeza 😉

    • Marisa Pinto says:

      ehehe mas adormecer rápido não significa dormir bem até porque a insónia pode ser classificada em 2 tipos. A total que é não conseguir dormir. A parcial que pode ser ter dificuldade em adormecer ao inicio, ou ao meio ou acordar e já não conseguir adormecer.

  6. Francisco says:

    O tablet/telemovel é o que me ajuda a adormecer. é tiro e queda…

  7. JJ says:

    Se afecta o meu sono!?
    Bem, na maioria das vezes que uso o smartphone ou o tablet na cama, o sono aparece logo e adormeço “agarrado” a esses equipamentos.

    Por isso até ajuda adormecer… lol

    • NewJ says:

      +1, a mim faz um efeito contrário ao do estudo, vou para a cama, utilizo o smartphone uns 5min e aterro.. O uso do smartphone faz-me mais sono do que se tentar adormecer sem o ter por perto pois fico com a ansiedade causada pela dependência destes dispositivos.

  8. Couto says:

    Qundo vou para a cama ligo sempre a tv é de led,e nunca me tirou o sono bem pelo contrário adormeço sempre com ela ligada

  9. soundsyt says:

    Muito bom artigo, gostei de ler.

  10. says:

    se eu ver televisão não me da sono.. agora se jogar 5min pumba é logo XD

  11. Luís Ferreira says:

    Ou então usem uma aplicação como o Twilight (Android, suponho que também exista para iOS) que coloca um filtro no ecrã. Desde que passei a usar nunca mais tive problemas. Para PC usem o “f.lux”. Como teste, experimentem antes de ir dormir desligar o dito programa, e vejam a diferença que o ecrã faz na vossa vista.

  12. Filipe says:

    Só se for mesmo os jovens que não fazem nada durante do dia que têm problemas em arranjar sono 😀

    • NewJ says:

      Se calhar é mais por aí. Os jovens têm menos sono à noite por natureza, com ou sem smartphone dormem tarde.

    • Joel Teixeira says:

      Tinha que vir alguem mandar a boca “jovens + não fazer nada durante o dia”. Se não te chamasses Filipe diria que eras o meu pai 😀 (just kidding)

      Sou jovem [25y] e trabalho, faço desporto e ainda assim tenho problemas em adormecer se ficar a jogar UT com a comunidade pplware@gaming à noite 😛

      Concordo com os resultados do estudo!

  13. Ka says:

    Bom, eu uso pc e dps telemóvel para ficar com sono e adormecer e durmo que nem um bebé. Não acho que o artigo seja algo universal.

  14. David Silva says:

    Será que, se adquiri-se um e-Reader (daqueles com um ecrã especial que so dá colorações de cinza), afetaria no meu sono ?

  15. Macdonalds worker says:

    curiosamente apenas o iphone tem tecnologia no ecra que permite o sono profundo, ja os outros fazem mal.

  16. André Alves says:

    1°- começo a ler livros à noite quando o pplware vier em livros xD
    2°- gostei da ideia dos óculos de sol

  17. Invision says:

    Não sei como não referiram a melhor solução para quem usa o telemóvel à noite(ou se referiram não reparei)…usar o F.lux para quem tem windows ou o Twilight para quem tem android. Basicamente bloqueia a cor azul (a que retarda a produção de melatonina) e assim o efeito é menor. Claro que o ecrã vai ficar um bocado esquisito, mas rapidamente se habitua e penso que compensa…

  18. K says:

    Primeira coisa a fazer é cortar o brilho para o mínimo possível. No escuro o mínimo é excelente. Para conteúdo, geralmente manga ou reddit. A front page geralmente é composta de gatos ou imagens ridículas com piada. Depois da sono e durmo lindamente 🙂

  19. Gaius Baltar says:

    Tenho o hábito de ler antes de dormir desde criança. Com o advento do iPad (sorry, tablet para mim é sinónimo de iPad) tornou-se mais simples levar minha biblioteca para todo lado e passei a usar o tablet como substituto ao livro em papel. Com algumas vantagens:
    1) A já citada possibilidade de ter toda a biblioteca na ponta dos dedos;
    2) Diminuição do peso e volume (os volumes de “As Crónicas de Gelo E Fogo não são propriamente pequenos);
    3) Marcar, procurar ou compartilhar trechos do livro de maneira fácil e rápida;
    4) Ter uma fonte de iluminação própria, sem ter que incomodar a patroa com uma incômoda luminária;
    5) Ter sempre a página guardada e sincronizada em qualquer dispositivo que utilize;
    Claro que ler à noite implica em cuidados como activar o modo noturno automaticamente e encontrar a posição mais adequada (uma boa capa pode ajudar). Mas não só utilizo como recomendo o uso de tablets para ler antes de dormir.

  20. LP says:

    Por outro lado ficar a matutar em algo e não pegar no tablet/telemóvel para sossegar pode fazer com que nem se chegue a adormecer.
    O estudo fala sobre a qualidade do sono, mas cada qual tem os seus hábitos e não somos todos iguais.

  21. André Matias says:

    A última coisa que faço sempre antes de me deitar é por o despertador, mas obviamente que antes disso vou um bocado ao Instagram 😀

  22. EacHTimE says:

    É por isso que uso a app twilight!! Aconselho!

  23. Diogo Vila Viçosa says:

    Obrigado pelo artigo, está um resumo razoável do trabalho original que tive oportunidade de ler por alto. Após uma leitura relativamente rápida não pude deixar de reparar que há algum exagero neste artigo. Este estudo é….. antes de mais nada, um estudo! Eu sei que há outros que comprovam o mesmo mas faltam coisas como:

    – um grupo de teste mais alargado
    – correlação com pessoas que já sofrem de insónias
    – outras patologias / características das pessoas que “sofrem” mais com a utilização do smartphone antes de dormir.

    Em suma, como em quase tudo, é preciso ter cuidado com os exageros e o jornalismo tem sido óptimo a exagerar conclusões científicas tiradas de um único artigo. Certamente que existem pessoas que podem estar o tempo que quiserem a utilizar o smartphone e dormem a noite toda sem problema.

    Diogo

    • Marisa Pinto says:

      Olá Diogo,
      Obrigada pelo teu comentário.

      Não há qualquer exagero, e é natural que o alerta para prevenção de comportamentos de risco seja encarada com ‘choque’, é esse o objectivo.

      Sim, este estudo é um estudo… mas se vamos por esse prisma, estamos a desvalorizar a ciência e toda a investigação.

      Cumps,

  24. Diogo Vilas Viçosa says:

    Boa noite, antes de mais tenho que deixar uma provocação de que estou neste momento a escrever este comentário num tablet antes de adormecer e amanhã confirmo se tive ou não uma noite descansada:)

    Brincadeiras à parte, gostava de deixar claro o porquê de dizer que um estudo é apenas um estudo. Não é de todo desvalorizar a ciência! Muito pelo contrário! Eu, enquanto cientista, quero que os meus pares leiam os meus artigos e critiquem o meu trabalho pois é assim que a ciência avança. Portanto, não, partir do princípio que um estudo é apenas um estudo não é por em causa a ciência mas sim fazê-la evoluir.

    Quanto ao assunto deste artigo propriamente dito, eu não duvido que utilizar o telemóvel ou smartphone antes de deitar prejudique o sono. Provavelmente até terá efeitos a longo prazo que, mesmo eu que durmo bem seja em que circunstância for, poderei sentir daqui a uns anos. Mas isto trata-se apenas duma hipótese que teria que ser testada. Por falar em hipóteses, base de qualquer artigo científico bem idealizado, parece-me que os autores deste trabalho quiseram testar a hipótese de que o uso de smartphones à noite prejudica o sono de adolescentes. E foi isso que demostraram! Até com uma amostragem razoável. Mas apenas isso! Nada demonstraram sobre outras faixas etárias (falha que os autores apontam ao seu próprio artigo) por exemplo. Provavelmente porque sabem que assim as conclusões para esta faixa etária em particular têm mais força. Talvez mais importante, nada demonstraram (a não ser que me tenha escapado) a correlação entre problemas anteriores de insónias e o facto do uso de telemóvel aumentar. Outra hipótese não testada: será que jogar um ou dois jogos antes de adormecer ajuda a esvaziar a cabeça de outras coisas e a adormecer mais facilmente? E mais uma série de hipóteses que não vale a pena estar aqui a detalhar.

    Em suma, após esta explicação daquilo que me levou a dizer aquilo que disse repito: há, na minha opinião, algum exagero na forma como este artigo e o título em particular estão escritos pois um artigo científico não deve ser encarado como uma verdade absoluta mas sim como um artigo científico (peço desculpa pela redundância).

    Deixo no final mais uma provocação sobre “desvalorizar a ciência” que é uma curiosidade interessante: Linus Pauling propôs, antes de James Watson e Francis Crick, uma estrutura para o DNA em hélice tripla. Estrutura essa que se veio a provar como estando errada. Na verdade o DNA “normal” está em hélice dupla. Mas isto não impediu de lhe ser atribuído o prémio nobel anos mais tarde pela estrutura de uma proteína salvo erro. Este é um bom exemplo de que um artigo pode estar errado mas ser ciência bem feita que utilizou o conhecimento que havia na altura.

    Cumprimentos
    Diogo Vila Viçosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.