PplWare Mobile

Investigação determina que nuvem radioativa que pairou sobre a Europa veio da Rússia


Fonte: PNAS

Autor: Eduardo Mota


  1. BlackFerdyPT says:

    «Não obstante, no passado ficaram marcados vários acidentes graves que representaram perigos ambientais e para a saúde humana.»

    Mas, quem tiver seguido o conselho aqui repetidamente dado, de “não perder” a série da HBO sobre Chernobyl, pode no entanto esquecer este último incidente como um desses supostos “acidentes graves” (aliás, considerado o mais grave de todos)…

    Citando-me:

    “…de acordo com quem trabalha em centrais nucleares, estas instalações *não explodem* simplesmente, devido a uma qualquer avaria ou negligência. Que haja fugas de radiação, quando se leva com um maremoto em cima, que tenha danificado a central, é uma coisa. Agora explodir, como aconteceu em Chernobyl, é algo que simplesmente *não acontece*, por causas inerentes ao modo de funcionamento das próprias centrais. (A explosão que ocorreu em Fukushima foi de um depósito de hidrogénio, resultante de água sobreaquecida, que devido à elevada temperatura se dissociou em oxigénio e hidrogénio. Não foi uma explosão de um qualquer reactor nuclear ou de toda a central nuclear em si.)”

    Têm mais informação, que elabora sobre a anterior citação, aqui: https://web.archive.org/web/20110411134716/http://www.danielestulin.com/2011/04/08/no-todo-es-blanco-y-negro/

    E, sobre o que aconteceu especificamente em Chernobyl, podem procurar na Internet pelo que tem a dizer sobre isto o ex-oficial russo Dimitri Khalezov (https://www.veteranstodayarchives.com/2011/03/14/dimitri-khalezov-chernobyl-and-manhattan/) que trabalhava no que era um departamento de “serviços secretos nucleares” (https://en.wikipedia.org/wiki/12th_Chief_Directorate) da União Soviética.

    (Até muito recentemente, isto era algo que era apenas do conhecimento de quem estava bem informado sobre o mundo da “deep politics”. Mas,)

    Em resposta à série da HBO, os russos irão em breve lançar a sua própria série televisiva, que conta a sua versão dos acontecimentos: https://www.presstv.com/Detail/2019/06/08/597988/Russia-Chernobyl-HBO-US-CIA

    • Rui says:

      Não é o mesmo BlackFerdyPT que inunda o Fórum de Defesa com propaganda Russa?

      http://www.forumdefesa.com/forum/index.php?topic=12204.540

      E é desmentido logo em seguida? É engraçado que só defende as acções Russas….. é pago à peça?

      Os militares gostam muito de si, a contar com o karma que lhe dão…… será por defender a Rússia acima de Portugal?

      • BlackFerdyPT says:

        A única coisa em que poderei ter sido “desmentido” nesse fórum, foi sobre o número exacto de vítimas descobertas numa vala comum na Ucrânia – que, aliás, não era sequer o tema (principal) do artigo em causa (não tendo eu, por isso, me preocupado sequer em confirmar tal número, quando copiei-colei um artigo da imprensa russa). E, tendo uma notícia que foi posteriormente colocada corrigido tal pormenor, não achei que havia necessidade de eu próprio estar a fazê-lo – uma vez mais, por não ser esse o tema da minha denúncia.

        De resto, fico então à espera de *provas* de que alguma das coisas que eu tenha dito, seja nesse fórum ou aqui neste sítio, sejam mentira.

        Como ex-“jornalista cidadão” que sou, a minha intenção, nas colocações que faço, é contar a Verdade – seja esta sobre russos, americanos ou chineses. (Quando não estiver eu, claramente, apenas a exprimir as minhas opiniões pessoais, isto é…)

        Mas, se quer você enveredar por mais ataques “ad hominem” (https://pt.wikipedia.org/wiki/Argumentum_ad_hominem) perante quem é demasiado ignorante para saber o que isso é – e estar também, com isso, a desviar a atenção da denúncia que eu aqui fiz, sobre o tema de Chernobyl – então faça-o…

        A história que nos contam os média americanos sobre Chernobyl, não é verdadeira. E, é alguém que trabalha para uma central nuclear argentina que o confirma.

        • Rui says:

          O Blackferdy apenas posta notícias a favor da Rússia!!!!!

          Contra os interesses de Portugal e contra a UE (aliás o objectivo principal de americanos e russos é desmantelar a UE, para manipularem cada país europeu como muito bem entenderem).

          Já lhe perguntaram e volto a questionar, o que se passou com o MH370?
          A Rússia não invadiu o leste da Ucrãnia? Não foram mortos soldados russos em solo ucraniano?
          E já agora que fala em negócios, também podia explicar os negócios do azeite do espião português!!!!!

          Já agora que compara a UE ao regime nazi e critica Hitler e muito bem, o que é que tem a dizer sobre o culto Russo a Estaline, esse benemérito que assassinou milhões de Russos, Polacos, Ucranianos, etc?

          O senhor como é pago à “peça” para só falar bem da Rússia, perde toda a credibilidade para falar do que quer que seja….

          Já agora fale lá dos negócios entre Trump e Moscovo, ou dos casos de opositores do regime Russo que adoecem misteriosamente!
          Ou de ex-expiões mortos em solo britãnico, por exemplo.

          Se os americanos não são santos nenhuns, os Russos são 1000 vezes pior!!!!

          Já agora, nunca o vi referir que a Rússia era aliada da Alemanha nazi e destruíram a Polónia para dividirem entre os 2. Não quer elucidar os amantes das novas tecnologias sobre o pacto Molotov-Ribbentrop!?!?!?

    • Rambo says:

      Caríssimo.
      ” Fukushima foi de um depósito de hidrogénio”, “…devido à elevada temperatura se dissociou em oxigénio e hidrogénio”. Em que é que ficamos ?
      Para isso acontecer tem que haver fusão dos núcleos.

  2. jorge says:

    Esta notícia bate certo com a serie Chernobyl que ando a ver…

  3. Toni da Adega says:

    E os cépticos das energias renovaveis ainda afirmam que energia eolica, solar e hidrica sao bastante poluentes e de se evitar….

  4. Alfie says:

    “mas sim da planta de reprocessamento”?! O reprocessamento é feito por plantas? Eis uma excelente ideia para reduzir a poluição radioactiva. Registe-se já a patente.

  5. Bruh says:

    ” tecnologia nuclear evoluiu imenso nas últimas décadas, sendo hoje das formas mais limpas e seguras de produzir energia”

    Pois. Se estás assim tão certo que é energia limpinha porque não vais passar umas férias a fukushima? Com alguma sorte dão-te de provar a água que andam a armazenar em tanques desde do dia do acidente, cheia de radioactividade e á espera que um novo acidente aconteça…

    Demoraram cerca de 35 anos a “resolver” o problema deixado por Chernobyl. Problema esse que está longe de ser resolvido porque a única solução encontrada foi criar um sarcófago para isolar a zona afectada. Mas sim, energia completamente limpíssima.

    • jose says:

      Limpa a produção, distribuição e consumo da mesma, acidentes acontecem em todo o lado.
      Sarcófago é o normal para muitos problemas que só se resolvem com contenção.
      Se há coisa que esses acidentes demonstram é precisamente quão segura é a energia nuclear, existem muitos locais no planeta (colarado por exemplo) onde os níveis de radiação de urânio são elevadissimos no solo e não têm nenhuma central nuclear e é o sítio nos US com menos casos de cancro.
      Fukushima apresenta uma mortalidade de zero pessoas e estimadas zero com cancro decorrentes do desastre.

      Não se deixem enganar, se estamos hoje a ver uma mudança para energias renovaveis é porque existem grandes interesses economicos por detrás disto, tal como existiram por detrás de nuclear, petroleo e gás e não se fez de tudo para travar os progressos em fontes de energia renovaveis que não são novidade há algumas décadas.

      • Toni da Adega says:

        Já que nuclear é tao seguro e as renovaveis, Segundo os cépticos, nao possuem nenhuma vantagem, qual é o risco caso aconteca um acidente numa estacao de paineis solares ou num parque eolico?

        Já agora é preferivel morar nesses lugares nefastos das renovaveis ou morar ao lado de uma central nuclear ou refinaria de combustiveis?
        Como estao a instalar paineis solares nas casas em lisboa, nao era mais simples fazer uma estacao nuclear ao lado do parque das nacoes e fornecer a cidade?

        • jose says:

          Não tem nada a ver com cepticismos, tenho uma LG Chem em casa e painéis solares + turbina eólica, mas se pudesse ter um micro-reactor nuclear só para a minha casa teria, existem alguns projectos que abordam essa possibilidade, comprares casa e teres energia durante a vida da casa com micro-reactor nuclear embebido.
          O cepticismo está nos que negam as vantagens do nuclear e dizem que é terrível e perigoso, quando os desastres nucleares que existiram provam precisamente o quão seguro é o nuclear aos dias de hoje.

          • joao says:

            é que nao fazes ideia das asneiras que dizes…
            “acidentes acontencem em todo lado”…um acidente num painel solar..azar subsitui-se.
            um acidente numa central…vamos la isolar num raio de 50km durante 1000 anos….é um bocado diferente nao? quanto mais centrais existirem…ou mais micro-reactores existirem..a probabilidade de acidentes aumenta, e quanto mais tempo passa a probablidade aumenta tambem. Acientes, quando se fala em nuclear tem consequencias graves…existem factores externos que nao controlamos tipo a natureza..que se expirra mata 300mil duma vez sem grande esforço…com mais reactores espalhados pelo mundo so ia piorar a situacao…..quem ia perder seriam as geracoes futuras que iam ficar cheias das “bombas relogio” segurissimas que deixamos de prenda. Enfim, botalhada do costume com palas nos olhos que so ve o que lhe interessa.

          • Toni da Adega says:

            Se seguro significa que em caso de acidente temos que evacuar uma grande área e não voltar por uns anos (ou até mesmo para sempre). Então sim o nuclear não apresenta riscos nenhuns

          • jose says:

            1000 anos? Chernobyl que é o pior de todos nem 50 anos esteve fechada e é porque aconteceu o que toda a gente sabe, em mais lado nenhum no mundo aconteceu algo semelhante, e temos que ver há quanto tempo isso foi.
            As radioatividade em excesso decorrente de possiveis acidentes não mata ninguém, tirando chernobyl e além das mortes directas (poucas) tiveste muitos cancros da tiroide que tem uma taxa de mortalidade de 1%.
            Compara os acidentes e a taxa de mortalidade de todas as industrias que conheceres e chegas à conclusão que uma central nuclear é dos sitios mais seguros, com menor taxa de acidentes, maior capacidade de mitigação de catastofres, mesmo naturais e que tirando chernobyl (1986) não tens nada mais relevante a assinalar.
            Além disso as pessoas fazem da radiação mais do que aquilo que ela realmente é, acredita, vais garantidamente ter cancro sem nunca ter estado exposto a nenhuma radiação de uma central nuclear.

            Tendo isto em conta, aconteçam os avanços que acontecerem nas renovaveis, nunca terás um custo tão barato quanto a nuclear, além da possibilidade de a utilizares em qualquer tipo de bem, movel ou imovel com energia para “toda a vida”. Deves pensar que os submarios e navios nucleares foram inventados por acaso e que o investimento que a Rolls Royce está a fazer no desenvolvimento desta tecnologia também é por acaso.

            Como já disse anteriormente, as energias renovaveis existem há muitas décadas, desde cerca de 1970 no caso da solar, acontece que nessa altura estava tudo a obter grandes lucros com carvão e petroleo, então bloquearam os avanços. Neste momento o carvão e o petroleo já passaram de moda, os media viraram a população para as renovaveis, por isso começaram os interesses economicos e com eles muita desinformação, e algumas mentiras pelo caminho.

      • joao says:

        nao sei que fake news leste, mas o ultimo documentario que vi da bbc sobre o assunto o numero de cancros aumentou e muito ao redor de chernobil…
        aqui fica um artigo sobre a radiacao.
        é claro que ursos como tu podem ler 1000x artigos destes mas so “aceitas” como verdadeiro o que te interessa…
        https://www.abc.net.au/news/science/2016-04-22/what-nuclear-radiation-does-to-your-body/7346324

  6. Str says:

    “A tecnologia nuclear evoluiu imenso nas últimas décadas, sendo hoje das formas mais limpas e seguras de produzir energia” A energia nuclear é tudo menos limpa a começar pelas águas pesadas passando pelos resíduos que inevitavelmente produz. É mais barata em relação as formas de energia tradicionais como o carvão por exemplo, e quase infinita, quase.

  7. Nuno says:

    Chernobyl, submarino russo a inundar o oceano de radiação e agora isto….
    Os russos sao aquele tipo de gajo que so faz m*erda

  8. Joao Ptt says:

    Cá em Portugal quiseram instalar aquela central nuclear ali à beira oceano Atlântico… toda a gente poderia prever a desgraça, só não se sabia se iria ser por negligência na manutenção (falta de verbas é sempre um problema em todo o lado, já para não falar em pura incompetência), se iria ser devido a um grave terramoto, se iria ser devido a um tsunami, se iria ser devido a sabotagem, enfim… a desgraça estava garantida.
    E já para não falar que os resíduos não são ambientalmente agradáveis, nem tratáveis, ou pelo menos facilmente tratáveis.
    Para mim a energia nuclear é a energia do futuro, só que vai ser necessário aperfeiçoá-la bastante até ao ponto em que não só o risco seja reduzido a zero como se encontre maneira de tornar a matéria perigosa em matéria não perigosa e útil, ou até a conseguir que não sejam produzidos resíduos perigosos em primeiro lugar, e que as condições do planeta mudem… porque com terramotos, tsunamis, tornados, vulcões constantemente a decorrer ao longo do ano é um pouco difícil de ter tal implementado em segurança (pelo menos com as técnicas utilizadas hoje em dia).

    • BlackFerdyPT says:

      A energia nuclear do futuro vai ser a Energia de Fusão (https://www.youtube.com/watch?v=4RDMxKdylJw) – que, aliás, nem deveria ser do futuro, mas antes já uma realidade (https://www.youtube.com/watch?v=Wbtj29ERG-Y).

      E, a Energia de Fusão não tem a perigosidade que tem a actual fissão nuclear: https://www.iter.org/sci/Fusion

      • Luís Martins says:

        Não sei se a fusão será a energia do futuro,dúvido muito , pois há quase 40 anos atrás quando era estudante do Curso de Física já diziam isso , passadoz 40 anos continua tudo na mesma . Suspeito que a energia do futuro é muito mais simples de produzir do que toda a comunidade científica pensa ou imagina, aconselho a estudar o que fez Tesla , pois conseguiu produzir a tal energia do futuro e ninguém a quiz pois não dava lucro aos empresários e governantes dessa época e continua a não dar lucro a essas gentes nesta época, pois energias que custam zero e que não podem ser tributadas destroem a actual sociedade baseado no lucro para as elites e nos roubos ao Zé Povinho.

  9. DrFrank says:

    Para o comum mortal que chumbou as aulas de fisica nuclear, em vez de dizerem que “Foram medidos níveis de 250 a 400 TBq.” Podiam dizer 250 a 400 batatas ou ceboulas que é a mesma coisa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.