Quantcast
PplWare Mobile

NASA mostra desaparecimento drástico do gelo no Árctico

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. AJCS says:

    Isto é tudo mentira! Ate o Trump sabe isso, por isso vai cortar o financiamento a NASA, o aquecimento global foi inventado e a comunidade científica anda a fumar maconha.

    • milkshaker says:

      O que te safa a ti é que devem estar para colonizar Marte e tu vais poder ir para outro planeta. Não te informes melhor não..
      Não é preciso ser cientista para ver que o tempo está a mudar. Nota-se isso de ano para ano.

      • Diogo says:

        Ele estava a ser irónico… Não reparaste?

      • APereira says:

        Sim sem duvida que está a mudar…

        Onde estou, nos ultimos 3 anos a diferenca de temperaturas do ano passado para este ano está a descer a volta de 1grau…

        Tendo em conta que hoje saí de casa com -9 e uma sensasao térmica de -14…

        Daqui a 10 anos, estou com -19 e uma sensasao termica de -24.

        • Hugo Silva says:

          Exacto, onde está. Não entrando em grandes detalhes, o facto de o gelo no Polo Norte estar a diminuir a níveis nunca vistos implica que haja uma massa de ar frio de maior volume a vir para sul. Isso implica que se vejam temperaturas anormais noutros sítios. Mas a temperatura média do planeta está a subir, porque menos um grau para si poderá significar uma subida de 10 graus no Polo Norte.

          Não querendo cair na tentação de “Agora é tudo culpa do aquecimento global”… Mas a verdade é que nesta situação, é isso mesmo que se passa. O planeta tenta equilibrar os vários pontos, portanto se num sítio fica mais quente, outro terá de ficar mais frio, tal como se deixar gelo em cima de um prato, o prato irá ficar mais frio e a água que se forma a partir do gelo fica mais quente.

    • int3 says:

      Tens noção que mentir vai contra toda a base e objetivos da própria comunidade científica certo? Informa-te melhor e não te deixes de levar com manipulações do pessoal das conspirações. Quem anda com lavagem cerebral é gente como tu.

      •   says:

        Tenta, pela primeira vez na tua vida, perceber sarcasmo 🙂

      • wishmaster says:

        E tu, sem dares conta, é que andas a sofrer lavagem cerebral por parte dos senhores que controlam os mídia….

        Lê o livro “Conspiracy Theory in America (Discovering America)”
        Não coloco aqui o link para o site onde vendem porque não sei se posso fazê-lo.

        O termo “teoria da conspiração” foi criado pela própria CIA…E para que efeito? Para descredibilizar as pessoas e ideias insurgentes. Sem mais considerações, a única coisa que aconselho, seguindo Descartes, é dúvida de tudo, até de ti próprio.
        E, claro, não “engulas” tudo o que os mídia apregoam.

  2. chicosoft says:

    É assustador mas pelo video, 2012 parece ter sido bem pior…

  3. zezinho says:

    Que se passa com o Activation Lock do IOS ?

  4. Sérgio J says:

    Depois de ver o video não fiquei “tão” alarmado. Nunca pensei que a área pudesse variar tanto de ano para ano. Mas sim, nota-se uma descida, mas pela variação nada impede que de um momento para o outro voltemos a ter a mesma área.

  5. MiguelDias says:

    Existem images de um dos polos que prova o contrario.

  6. Nei says:

    Não adianta descabelar, pelo que não resolverá nada. Vemos que o conjunto de ações da humanidade nos trouxe até aqui e agora estamos sentindo na pele, a sentiremos muito mais, o resultado pela busca da produção alta, suprindo demandas, ampliando lucros, mantendo empregos, enfim girando a economia.
    Esta mesma economia, baseada na produção e consumo, onde apenas “meu bem estar” é importante, nao respeitando aos demais seres de nosso mundo, mundo único e exclusivo, onde não há segundo plano de salvação, ou plano emergencial, que nos salvará de nós mesmos. Sim, nós mesmos, nossos próprios inimigos.
    Da mesma forma que a mídia nos apresenta estas notícias, ela mesma também se nutre do estrume que o abutres capitalistas nos impõe, através da propaganda de consumo. Cada vez mais os comerciais são mais ousados e estimulantes. A todo instante estamos nós criando mais e mais necessidades.
    Então o ciclo continua: Manter empregos, aumentar consumo, criar mais empresas, ampliar a área plantada, produzir mais petróleo…e depois: Tudo virando lixo, lixo, lixo e gases.
    Mas não se preocupem, estamos apenas suprindo nossas “necessidades” aqui sob nossos pés. Enquanto não paramos a produção e o consumo, tornamos o mundo mais podre, mas a punição vem daqui e lá do céu. Tem coisa grande vindo aí. É bom se inteirar.

  7. ARKAN says:

    Depois americanos e chineses dizem que nao existe isso….sei.

  8. JM says:

    Entretanto na Gronelândia (chamada pelos vikings de terra verde, porque será?…) há cada vez mais gelo assim como na antártica.

  9. Bispo dos Santos says:

    A farsa do aquecimento global bem explicadinho
    -https://www.youtube.com/watch?v=_qYud8SlU34

    A farsa da super população mundial
    -overpopulationisamyth.com

    Parem de acreditar nas grande midias, onde a gente pensa que pode encontra gente instruida, vemos que só se acha papagaio repeditor de slogans.
    O grande progressista vão salvar o mundo e levar o mundo a uma sociedade mais justa e igualitaria.
    Pense bem tudo isso e controle (perda de direitos e liberdades), população menos mais facil controlar, caros eletricos são mais caros e com alto custo de manutenção e isso não vai mudar nunca, bateria poluem tanto ou até mais que petroléo genios, e vejam como a energia e cara no brasil e não damos conta nem de suprir a demanda das residensias e empresas, uma coisa leva a outra, a ideologia do aquecimento global leva a redução da população mundial a força, pare e pensem.

    • Hugo Silva says:

      Eu não acredito nas grandes medias. Acredito em cientístas de renome. E no resto dos 98% da comunidade científica que reconhecem o aumento na velocidade do aquecimento global tendo o ser humano como base. Atenção, o aquecimento global acontece, é um fenómeno cíclico. Contudo, o que nós temos andado a fazer nos últimos 2 séculos acelerou este processo para níveis nunca vistos. A sério, em quem acreditar? Em 98% da comunidade científica ou num professor de climatologia de São Paulo?

      Já agora, sou engenheiro de profissão. Curiosamente, na área de energia. Apesar do veículo em si ser mais caro, dizer-me que a manutenção de um veículo elétrico é mais cara que a de um carro normal é um insulto aos FACTOS que estudei. Se quiser, explico-lhe direitinho como é que a manutenção é bem mais barata, vai desde menor desgaste dos pneus, travagem regenerativa, menor peso das baterias vs. motor, não haver tantar partes sujeitas a desgaste, etc. Além de que o custo por km de um veículo eléctrico é bastante mais barato que o de um veículo normal e os preços tanto dos VE como da própria manutenção têm vindo a descer (acredite, eu fiz estudos sobre isso, sei do que estou a falar, por isso como pode dizer que são caros e não vai mudar nunca?).

      Não gosto de insultar pessoas, muito menos por aqui, mas esse seu discurso pode ser equiparado ao de um fanático religioso. “O grande progressista vão [sic] salvar o mundo!”. A sério? Mais, prevê-se que a população mundial chegue a mais de 11 biliões em 2100, onde é que isso é uma redução? E isto implica a utilização de medidas ambientais para manter a qualidade do ar, aumentando a esperança média de vida, entre outros.

      PS – quanto mais leio o seu comentário, mais me pergunto se devia sequer responder…

      • wishmaster says:

        Em que é que baseia as afirmações para dizer que 98% da comunidade científica aceita que o aquecimento global é provocado pelo homem?

        • Hugo Silva says:

          Bem as pessoas pegam nas palavras que querem para dar o sentido que pretendem. Eu não disse que o aquecimento global era um fenómeno provocado pelo homem, é um fenómeno ciclico que irá acontecer quer nós queiramos quer não. Contudo, a velocidade e severidade com que este fenómeno acontece está a ser impactado pelo Homem, já que este está a ajudar a acelerar o processo e a tornar os picos que normalmente se verificam muito mais intensos (nomeadamente o aumento de temperatura, que já excedeu os níveis do último ciclo).

          Em relação ao consenso, supondo que tem acesso ao google, não seria díficil descobrir de onde retirei a afirmação. Mas deixo-lhe vários exemplos:

          – NASA: http://climate.nasa.gov/scientific-consensus/
          – Skeptical Science (estes lidam com a desinformação que se tenta passar ao público de que os cientistas não acreditam na ciência lol): http://www.skepticalscience.com/global-warming-scientific-consensus-advanced.htm
          – Guardian: https://www.theguardian.com/environment/climate-consensus-97-per-cent/2016/jun/23/97-global-warming-consensus-paper-surpasses-half-a-million-downloads
          – A minha própria educação. Andei em várias universidades (tive a sorte de o poder fazer) e em nenhuma delas falaram sequer na hipótese desta aceleração ser um mito. É real, somos nós que temos contribuído para isso e podemos fazer parte da solução. Podemos acreditar mais ou menos naquilo que encontramos escrito online, mas nada melhor que ter toda uma formação nisso e compreender como se dão as reações na atmosfera e como a nossa produção de CO2 não está a ajudar.

          • wishmaster says:

            Talvez queiras ler a carta que foi escrita por trabalhadores da NASA e astronautas.

            Está em causa a própria reputação da NASA (a qual para mim, já não tem nenhuma…).

            Não está provado que as variações de temperatura sejam directamente provocadas pelo Homem, nem sequer que o mesmo pode influenciar essas variações.

            Deixo aqui um excerto da carta, que pode ser lida no link abaixo:

            We believe the claims by NASA and GISS, that man-made carbon dioxide is having a catastrophic impact on global climate change are not substantiated, especially when considering thousands of years of empirical data. With hundreds of well-known climate scientists and tens of thousands of other scientists publicly declaring their disbelief in the catastrophic forecasts, coming particularly from the GISS leadership, it is clear that the science is NOT settled.

            http://www.livescience.com/19643-nasa-astronauts-letter-global-warming.html

          • Rolha says:

            @ wishmaster (não consigo responder diretamente ao teu post)

            Essa carta que foi escrita por 49 ex-trabalhadores da NASA em 2012 salvo erro, incluindo 23 administrativos, 8 astronautas, 7 engenheiros, 5 técnicos e 4 matemáticos (nenhum deles especialista em qualquer tipo de assunto relacionado com meteorologia e alterações climáticas). Comparado com o universo de 18000 pessoas que trabalham na NASA (sem contar com ex-colaboradores) e que incluem muitos especialista na matéria.

            A carta não tem qualquer conteúdo cientifico.
            Fala na existência de centenas de especialistas e milhares de cientistas que não acreditam no aquecimento global originado pelo homem, mas não citam nenhum deles.
            Diz e vou citar por alto ” acreditam (believe) que as afirmações da NASA sobre o efeito catastrófico das alterações climatéricas e o seu impacto não estão substanciadas”, mas não contrapõem ou apresentam provas porque é que não acreditam nisso.

            Existe estudos em várias áreas, não é só a NASA que indicam claramente o contrário, incluindo o estudo da Glaceologia (acho que escrevi bem) que ajuda a comparar as medições mais recentes dos últimos séculos, com as mais antigas.

            O mais engraçado é ver pessoas a dizer que não se deve acreditar em cientistas e na NASA, estes sim com anos e anos de medições e experiência, mas se aparecer um tipo qualquer apelidado de especialista a dizer o contrário, já tem 100% de crédito e os outros é que estão metidos em teorias da conspiração.

          • Hugo Silva says:

            Tens aqui a análise a essa carta:

            https://www.theguardian.com/environment/2012/apr/12/attacks-climate-science-nasa-staff

            49 ex-trabalhadores da NASA sem qualquer experiência no campo. Aliás, até eu posso ter mais experiência sobre o tema. A NASA pode ter muitas falhas e acredito até que haja estudos que tenham sido aldrabados para obter fundos, mas quando 97% da comunidade científica chegou a RESULTADOS e não a CRENÇAS, então não há muito a dizer.

            Mas a melhor mesmo é que eles não falam de um único argumento para contrapor as críticas. Seria de esperar que 49 pessoas de tanto renome sugerissem contra-argumentos, ou serão estes tão complexos que só enviando um e-mail para os dois astronautas é que iremos perceber?

            Cada um fica com a sua opinião. No entanto, fico com noção de que a minha é mais suportada por factos.

  10. neapo says:

    A ação do homem da poluição dura 200 anos e neste período afectou mais o planeta do que os primeiros milhões de anos de vida do planeta que teve uma actividade vulcânica intensa? O planeta tratou sozinho de evoluir ao longo de anos, extinguiu espécies e está em constante mutação, mas o homem em “meia dúzia” de anos contraria tudo isso? Acho apenas estranho.

    • Rolha says:

      E então nós não somos parte do planeta? O planeta já passou por várias mudanças climatéricas, umas mais suaves outras mais drásticas. Provocadas por Fatores internos (Super vulcões na sibéria por exemplo) ou fatores externos ( choques de metoros ou cometas, ou mesmo outro planeta). Muitas vezes também o equilíbrio dos gases estufa pendeu para os dois lados, causando o efeito bola de gelo ou aquecimento e degelo total com a consequente subida dos oceanos. quando se fala em salvar o planeta está a discutir-se a questão errada, o planeta vai estar cá durante bastante tempo e a vida a nível unicelular pode sobreviver a condições bastante difíceis, agora nós organismos bem mais complexos somos muito mais sensíveis a qualquer mudança que venha ai, e o nosso modo de vida é ainda mais. Por isso nós temos é que nos salvar a nós porque basta 1 ou dois, três ou quatro graus a mais nas temperaturas médias globais, para a civilização humana ou a própria espécie humana deixe de existir. E é fácil comparar a origem do aumento enorme de CO2 libertado na atmosfera no ultimo século é de origem humana porque o isotopo deste é diferente do CO2 libertado por vulcões por exemplo.

      • neapo says:

        Em todo caso a ação do homem é desproporcional às acções internas e externas que o planeta viveu em toda a sua vida. O homem pode e deve fazer de tudo para melhorar a qualidade de vida de forma ecológica, mas isso não significa que o planeta não fique naquilo que nós consideramos desequilíbrio.

  11. me and me says:

    para escutar com muita atenção o que este homem diz. acho que este homem deve de ter alguma razao naquilo que diz….

    https://www.youtube.com/watch?v=TCy_UOjEir0&feature=share

  12. Laerte Favero says:

    Porque o Google Earth não mostra o Polo Norte ou Ártico ?

    • Rolha says:

      Porque o Ártico/Polo Norte não são um continente, apenas uma massa de gelo que varia de ano para ano flutuando no oceano/mar. O google Earth apenas “mostra” as plataformas continentais e as áreas acima do nível do mar (continentes). No pólo sul também só se vê o continente Antártico sem as camadas de gelo que se formam à sua volta.

      • Tiago says:

        Tu tmb deves acreditar no Pai Natal n?

        • Rolha says:

          ?? Tu é que pareces ser um ser mitológico com essas tiradas. Então diz lá o que te deixa assim tão irritado no meu comentário? já foste verificar o google earth? O/A Laerte Favero fez uma pergunta e eu respondi. O gelo do Ártico não aparece porque a google apenas mapeou as massas continentais e o Gelo no Ártico não é uma massa continental e varia de ano para ano. Simples, se não concordas com a explicação dá a tua.

      • me and me says:

        os polos nao fazem parte do planeta?

        • Rolha says:

          Os pólos são pontos geográficos que representam os extremos da terra relativamente ao eixo de rotação da mesma, não são totalmente fixos, nem são figuras geológicas de características definidas, não existe nenhuma montanha ou ilha etc chamada pólo sul ou pólo norte, a sua posição também pode variar. O árctico é um oceano ou melhor uma região oceânica e não um continente (ao contrário do antárctico, que normalmente é constituído por uma massa gelada constante e outra variável de acordo com as estações. A linha do equador também não aparece no google earth porque não é nenhuma figura geológica apenas uma linha imaginária que resulta da intersecção da superfície da Terra com o plano que contém o seu centro e é perpendicular ao eixo de rotação.

          Espero ter ajudado caro eu e eu.

  13. Rolha says:

    Algumas respostas aqui fazem-me pensar que estamos a progredir para uma espécie de idade das trevas e que daqui a 100 anos e tal estão os tipos que sobreviveram à procura do antigo conhecimento, numa nova forma de renascentismo, é só o ressurgimento de teorias fantásticas, defendidas por pessoas que deviam ter mais senso comum:

    A terra redonda é uma farsa afinal é plana e o centro do mundo.
    A evolução das espécies é mentira, Deus através do design inteligente criou todos os seres vivos.
    A terra tem só 6000 anos e não milhões de anos.
    O aquecimento global é uma conspiração da NASA.
    O petróleo afinal é inesgotável.
    Qualquer coisa suspeita que aconteça ou maravilhas de civilização humana antiga é culpa de extra terrestres que andam por ai.

    Tenho que ir ver o MadMax para ver como me posso safar a mim e à minha familia…

    • Tiago says:

      És pouco estupido és…

      • Hugo Silva says:

        Ele está a ser sarcástico… E concordo completamente com o que ele diz. Custa-me que pessoas dediquem a vida a estudar estes fenómenos (eu sou um deles e garanto que não sou pago por nenhuma instituição para ter a minha opinião) e que venham adventistas dizer que a nossa opinião é um mito com base em videos de youtube. Pessoas para quem ‘integral’ é um tipo de pão… Enfim, mundo, o que te aconteceu?

        • Rolha says:

          Obrigado Hugo.

          • Zeus-Amon-Ra says:

            Parabéns “Rolha”, felizmente há portugueses como tu que são “Cientificamente letrados” e ainda arriscaria acrescentar “Historicamente”.
            Contudo a grande maioria dos portugueses, e da grande maioria da população mundial, hoje, como desde os primórdios da civilização, prefere acreditar apenas no que compreende, dentro da sua falta de cultura/s.
            Não é pois de admirar que antigamente “qualquer um sacerdote do crescente fértil” que conhecesse os astros conduzia o seu povo ao sacrifício de bodes e cordeiros (nos melhores casos) para evitar que uma divindade maléfica comesse o Sol ou a Lua.
            Será a população de hoje assim tão diferente?
            Infelizmente não, temos mais tecnologia sim, mas usamos para assistir a casas dos segredos, jogar flappy bird e outras coisas do género.

            A “nossa” bolinha azul continuará rodando por esse universo fora muito depois de nos termos decomposto e dos nossos átomos se terem convertido noutra coisa qualquer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.