Quantcast
PplWare Mobile

Índia propõe lei para proibir a mineração e posse de criptomoedas

PUB

                                    
                                

Fonte: Reuters

Autor: Marisa Pinto


  1. sayWhat says:

    Revoltados a comentar em 3, 2, 1, …

  2. RJ45 says:

    Finalmente começa a imperar o bom senso.

  3. Miguel says:

    Lol bloqueiam o Bitcoin porque querem promover a própria… Se fosse boa devia atrair o seu próprio mercado.
    Mas com esta decisão estão a dar forças a este novo mercado emergente das criptomoedas.
    Mas que sinais trocados ficam no ar

  4. Victor says:

    Que comédia! Ah e tal ter criptomoedas é crime! Maaaaas, podem usar a nossa que é totalmente legal!
    Isto só prova que as criptomoedas já começam a fazer comichão a muita gente e veio para ficar, têm que aceitar que o futuro passará por elas inevitavelmente

    • PM says:

      Não está em questão se é o futuro ou não.
      A questão primordial desta loucura pela criptomoeda é a sua falta de regularização. Ou seja, se se pode criar livremente novas criptomoedas (tipo wrapped bitcoin – $47,675.89 em 16/02; Maker – $2,485.38 na mesma data; ……….) e o valor é especulativo quanto de real valor tem isso em transações? Hoje compras um bem que vale 1 bitcoin (€xx) e amanha pela valorização/desvalorização da criptomoeda compensa/não compensa o valor que se pagou. Onde está a lógica disso?

      • Raquel says:

        Não deves saber que existem inúmeras moedas paralelas na economia real há anos e anos.
        Um cheque brinde mais não é que uma moeda paralela. E ilegal e temos de proibir o cheque brinde da FNAC….. apenas o euro pode ser usado!!!

        • PM says:

          e um cheque brinde é inflacionado?!
          Pode flutuar o valor só porque são vendidos mais cheques brinde?!
          Compras um cheque hoje por €50 e amanha já te pode valer mais!?
          parece que quem não percebe de moedas paralelas és tu.

        • GM says:

          O cheque-brinde mais não é que um cartão presente, que só pode ser usado no estabelecimento emissor, e com prazo de validade. É o mesmo que dizer: toma lá o cartão, vais à loja quando quiseres, compras o que quiseres (dentro do valor eprazo de validade), mas quem paga sou eu. Não é moeda paralela. Até porque o valor do cartão/cheque, é em Euros, com o valor perfeitamente definido.

      • Victor says:

        a lógica é que vocês estão a pensar demasiado cedo, pensam no amanhã e meses enquanto que eu me refiro a prazos de 20/30 anos

        • Samuel MG says:

          Em 20/30 anos a bitcoin valerá tanto como um rolo de papel higiénico!! Será uma desvalorização daquelas que nunca se viu mas enquanto no mesmo período o ouro irá valorizar cerca de 80%. Isto se não formos atingidos por um MKA.

      • paulo says:

        hahahaha o estado esta para tye ajudar ! pede mais regulacao para pagar impostos!

        • José Fonseca Amadeu says:

          Impostos esses que também vai pagar sobre criptocoins como se faz nos países onde existe regulamentação.

        • PM says:

          outro que quer que nada tenha impostos e depois quer educação gratuita e serviços médicos gratuitos também.
          ainda não percebeu como um estado consegue gerar meios financeiros para que tenham as mordomias que têm hoje.
          continua assim e depois quando tiveres que ter seguro de vida de milhões só para ir ao médico por uma constipação quero ver. ou se quiseres que os teus filhos tenham educação vais pagar mais do que um ordenado que ganhas por mês.

  5. Bruno says:

    Concordo, se o bitcoin e afins acabar o ransomware também acaba…

  6. manito says:

    Criptomoedas = burrice ao cubo

  7. Sandro says:

    O cheque brinde é indexado a uma moeda regulada. Tem um valor facial de uma moeda. A Fnac nao pode emitir 1 milhao de cheques a valer um euro e amanha valem 50.000 cada um.
    Poder pode, mas teria que se responsabilizar por eles. Isso nao existe nas criptomoedas. Se alguem cria uma criptomoeda, que até cola, e tem um stock de milhoes, pode ir calmamente pingando o mercado com pequenas quantidades, que sao uma fortuna sem terem qualquer valor de garantia.
    Sao valores completamente especulativos.
    Não quer dizer que nao existam muitas outras coisas semelhantes.

  8. LA says:

    Devia de ser criminalizado a nivel mundial. Numa altura em que se fala em economia de recursos a nivel mundial, temos artistas a gastar este mundo e o outro, em energia elétrica, para minerar cripomoedas. Já para não falar dos crimes que as transações de cripomoedas encobrem. Já não basta o que é encoberto, pelos paraisos fiscais.

  9. Dottore says:

    Tanta dor de corno que para aqui vai…

  10. cross says:

    Quando tentam proibir o bitcoin, é o sinal que devemos comprá-lo.

  11. oiiiii says:

    Tantos a dizer que se deve regulamentar as criptomoedas, bem, digam-me como o fariam sff??

  12. RJ45 says:

    Oi, pessoa! Dois anos atrás recebi 151 bitcoins por 150 mil euros, alguém me pode informar onde posso vender as minhas bitcoins, pois já estou nas lonas.

  13. Fernando Correia says:

    Tanta inteligência que para aqui vai. Se a utilização das criptomoedas se tornasse generalizada a nível global, em poucas semanas ficariamos com uma economia totalmente desregulada, sem valor estável na transação de bens e serviços, e com taxas de inflação galopantes. Em resumo, o mundo inteiro ficaria pior que a actual Venezuela. Também ainda ninguém explicou, quando deixar de ser rentável ter as máquinas ligadas que dão suporte à coisa, como é que a coisa vai funcionar… Já sei que vão dizer: ah e tal, nessa altura 1 bitcoin vai valer 1 milhão, por isso será sempre rentável… E depois 1 bilião, e assim sucessivamente. É uma bolha sem precedentes sem dúvida nenhuma, espero que só apanhe uns poucos incautos e que não deixem os efeitos chegar à economia real, pois aí quem paga a fatura, são os mesmos de sempre.

  14. Filipe Fernandes says:

    Um grande erro, os politicos temem que tecnologia blockchain quebre o establishment. Se a lei avançar a India vai-se atrasar ainda mais, e os mais inteligentes vão continuar a emigrar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.