Quantcast
PplWare Mobile

Identificado criminoso que pirateou quase 5000 websites oficiais em mais de 40 países

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. eu says:

    Espero que apodreça na prisão.

  2. Atento says:

    Mais tarde ou mais cedo os criminosos são apanhados 😉

  3. euclides machado says:

    Afinal quem é ele e onde reside ?

  4. jimmypt says:

    Turco,reside no Cambodja.

  5. SANDOKAN 1513 says:

    Eu nem acredito !! Um criminoso que pirateou quase 5.000 websites em mais de 40 países.E ainda há quem defenda estes criminosos.Eu até tinha vergonha na cara !! 😐

    • eu says:

      Há uma panca do anti-herói. Não passam de meros ladrões de segunda categoria. A diferença entre esta besta quadrada e alguém que bate à porta para aldrabar velhotes é meramente o meio físico.

  6. Jota says:

    Os amigos do Rui Pinto voltam a atacar! Isto agora é todos os dias! Soltem os criminosos!

  7. jimmypt says:

    Brasileiro,cidade Uberlândia.

  8. Euéquesei says:

    Não era o Trump?

  9. LG says:

    Sinceramente, depois de ter lido o artigo todo, incluindo o artigo original (https://research.checkpoint.com/2020/vandathegod/) acho que este “hacker” simplesmente vasculhou a internet por vunerabilidades conhecidas (não explorados por ele). Estes sites eram tãoooo aleatorios e escondidos. Dps partilha screenshots dos “hacks” onde mostra o seu facebook (revelando a identidade) onde usa Notepad++ em Windows (wwwoooww seems like a pro) e é apanhado assim porque ele estava a chamar propositadamente atenção… Coitado do puto…

    Conheço uma vunerabilidade de um plugin WordPress que causa um print do wp-config.php onde posso ler o accesso à BD… Embora bug tivesse sido corrigido em 2018 de forma silenciosa, basta fazer uma pesquisa Google com “Index of” e um certo “path” desse plugin para ainda hoje encontrar 170’000 resultados positivos de instalações WP sem esse plugin atualizado. Talvez uns 5% destes sites não têm a BD protegida de accesso externa. Poderia basicamente ligar me à BD, criar contas admin etc e ser um “hacker-wannabe” como este VandaTheGod… Mas tenho mais que fazer na minha vida…

    • Sonecas says:

      LG, basicamente ele copiou o que a esmagadora maioria faz.
      Antigamente, ainda era preciso ter alguma competência para fazer um script para automatizar tarefas, fazer uma varredura em sub redes á procura do serviço x á escuta, depois lançar o programa Y contra tais máquinas, depois de ter acesso, executar por ordem um conjunto de operações para o fim pretendido.
      Era preciso construir um “caso exemplo”, e depois sim, fazer o procedimento acima descrito por mim.
      Hoje em dia já são tão banais algumas ferramentas que qualquer miúdo com um mínimo de curiosidade e persistência consegue quase só com cliques em opções e pouco mais, lançar um ataque a um conjunto alargado de equipamentos em rede.
      Obviamente que dada a falta de conhecimentos básicos do rapaz, tal como você disse, era óbvio que iria ser apanhado, aliás, era isso que ele queria, ser conhecido. Era apenas falta de atenção e falta de algum tipo de reconhecimento social (entre os pares).

      • LG says:

        Exatamente. O único mérito de “pirata” que lhe dou foi a paciência que ele deve ter tido para encontrar sites com ditas vunerabilidades. Mas digo te… encontrou cada baú xDDD

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.