Quantcast
PplWare Mobile

Hackers tentam “raptar” computadores do Estado Português

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Andreia de Almeida


  1. Rafael says:

    Deviam era raptar os politicos e deixa-los em parte incerta…!! 😀

  2. João Oliveira says:

    Se tivessem o kaspersky instalado nos pc´s era quase certo que isto não teria acontecido,o System Watcher não deixaria…

    • Carlos Duarte says:

      Claro João Oliveira, ter anti-virus é antídoto para qualquer malware. Não mandem assim postas, sff

    • Rogério says:

      QUASE certo… já vi casos em empresas em que nem o Kaspersky valeu…

    • David says:

      Isso é para quando tiverem PC’s decentes e não os que têm 512Mb de RAM com um DualCore, qualquer antivirus vai fazer com que os nervos do pessoal que lá trabalha fique a 110% 😛

    • Alex says:

      Estar a dizer algo que é falso pode levar a desleixo por parte de algum utilizador e acabar por sei apanhado em algo semelhante.
      Não há presentemente antivírus ou algo semelhante que proteja eficientemente contra ransomware.
      Para não ser apanhado basta ter backups actualizados de todo o que esta no sistema, tendo o cuidado de os ter seguros para não serem infectados.

    • Glink says:

      isto, KES10 é muito bom nesse aspecto, o problema é que o System Watcher é pesado, e em muitos computadores não é muito recomendado se quisermos ter o computador apto a trabalhar…

      Eu conheço a realidade de algumas instituições, não tivese eu mesmo configurado o KES por lá, e é certo que na maioria dos casos os pcs arrastam-se com o System Watcher infelizmente…

      a melhor solução continua a ser migrar para linux, e claro ter admins capazes… que no estado também é complicado….

      quanto ao Centro Nacional de Cibersegurança, tem gente muito capaz, está em boas mãos…

  3. José says:

    se tivessem PCs com linux

  4. Gabriel says:

    ..se não tivessem pcs.. LOL

  5. Paulo says:

    Se usassem folhas de papel…

  6. ervilhoid says:

    raptar algo que já raptou milhões é de dar valor lol

  7. Redin says:

    Se o sistema antispam P2T já existisse, haveria uma enorme probabilidade de nem sequer este tipo de emails poder serem difundidos, quanto mais recebidos.

  8. Nuno says:

    Mas os gajos já tem forma de desbloquear esse ransomware?
    Se sim, deviam era libertar isso para o público em geral que há muita gente com os dados perdidos.

  9. Safrane says:

    Deviam olhar para a IBM e mudar tudo para MacBooks e servidores PowerPC da IBM.

    Assim, era produtividade!

  10. Joao says:

    É de estranhar que não estejam todos escandalizados… se entra programas malignos para tentar pedir resgates pela informação encriptada… o que mais pode lá haver que nem dá sinais!!!

    Acho que é muito grave computadores que muitas vezes tem dados pessoais altamente sensíveis, ou acesso a estes, estejam assim tão vulneráveis!

    Deveria o estado passar a ter tudo em HTML5 e ter um sistema operativo próprio que reduzi-se a plataforma de ataque ao mínimo indispensável para tornar-se um alvo muito difícil.

    Se um programa maligno afectar o meu computador quanto muito eu é que me tramo… agora colocar em risco os dados de milhares ou milhões de pessoas é inaceitável.

  11. tuga says:

    a informação do estado não está nos pc’s dos funcionários públicos, está em datacenters devidamente protegida! os pc’s são só os frontends de acesso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.