Quantcast
PplWare Mobile

Ex-engenheira da SpaceX acusa Musk de promover o assédio e violência sexual

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Norton says:

    Mais uma que quer receber dinheiro fácil. Está na moda.

  2. Eu says:

    Se há coisas com que eu fico fulo é com momentos editoriais de quem quer que seja que venha colocar a público notícias de pretensiosas vítimas depois de ter passado muito tempo e já depois do visado ter virado fama.
    São vários os exemplos por esse mundo fora. E nem sequer sou apoiante desse Elon Musk.
    E porque não pretendo ser incendiário vou-me calar porque somente nos tribunais poderá ser feita justiça e não na Praça Pública.

  3. MachoAlfaCISbranco says:

    Vai na mesma mentalidade daquela funcionaria da TAP, as tais burguesas de esquerda, frustradas com sua vida sexual fantasiosa e esquizofrénicas .

  4. Carlos says:

    Acho impressionante a leviandade destes estes primeiros comentários. O assédio – seja ele qual for – é sempre de lamentar. O partir do principio que se trata de uma oportunista minorando os efeitos psicológicos que isso pode trazer é de uma mentalidade muito pequenina.

  5. Tonheco says:

    Esta, a Mayorca, a do Ruben Semedo e outras que tai são as pessoas que mais prejudicam as verdadeiras vitimas de assédio e abuso.

    Banalizaram e ridicularizaram tanto o tema que agora ninguém faz caso.

    Espero que esta senhora pague bem caro que não provar o que disse.

    • Vítor M. says:

      Deste vários exemplos que podem não ter nada a ver. Cada caso é um caso. A justiça que investigue, mas atenção ao banalizar estes crimes, as pessoas não podem ser tratadas como lixo. E ao que parece e como foi publicado já um pouco por todo o mundo, há várias queixas, de várias pessoas. Portanto, não é uma nem duas… se se provar que o ambiente é como elas dizem, que a mão da justiça seja dura.

      • darksantacruz says:

        Vítor com todo o respeito mas se a justiça funcionasse cá em PT muitos estariam dentro. Atenção não estou a dizer que o sr. Elon Musk é culpado ou inocente.

      • Tonheco says:

        E se não se provar que seja dura também.
        Nem a praticar assédio os pobres têm direito….que mundo triste!

        • Vítor M. says:

          São tantos os casos que alguma coisa irá acontecer. Vamos ver.

          • B@rão Vermelho says:

            Na minha opinião todas estas mulheres são vitimas, nos EUA, chamam-lhes de sobreviventes, não concordo com o termo, acho abusivo chamar-lhes sobreviventes, mas vitimas são com toda a certeza.
            Até mesmo naqueles casos que vão a reuniões em quartos de hotel, para mim acho estranho uma reunião ser feita num quarto de hotel, mas nada dá o direito de um homem se aproveitar disso.
            Para mim o pior crime de todos é a violação seja de mulher ou criança, ainda a poucos dia estava a ser noticiado um caso em Portugal de um pai que violou a filha de 4 anos e foi condenado a pena suspensa de 4 anos e obrigado a pagar uma indeminização de 2000€, e o André Ventura, por chamar gatunos ou criminosos a uma família no bairro da Jamaica foi condenado a pagar 20.000€ de indeminização, não estou a defender de manheira nenhuma o André Ventura, não me revejo em quase nada das ideias que ele defende, mas pelos visto em Portugal é “preferível” ser-se violador que racista.

      • zequinha says:

        No mundo inteiro as relações de trabalho, voltaram ao nível do séc. XIX, na época da revolução industrial.
        Pode haver progresso, mas também involução humana.

  6. Gil Reis says:

    Não é por acaso que os carros da Tesla são : S3XY
    AHAH

  7. Luís Costa says:

    Espero que se for mentira que castiguem e bem esta (mais uma feminista maluca) ressabiada por ter sido despedida

    • Vítor M. says:

      É isso, tem de haver provas e a justiça que atue. Para um lado ou para o outro.

    • Jorge Carvalho says:

      Ela não foi despedida.
      Mas o teu comentário revela como ela pode ter razão.

      Abc

    • David Guerreiro says:

      O problema é esse, o castigo é sempre desproporcional. Ou seja, se o homem for condenado por assédio ou abuso sexual, é sempre uma pena muito mais pesada, do que as falsas denúncias. E isso facilita e fomenta que se façam essas falsas denúncias. Não digo que seja este o caso, mas há inúmeros casos em que vidas de homens foram destroçadas por falsas denúncias.

      • B@rão Vermelho says:

        @David Guerreiro, e se pensar bem, tem mesmo de ser assim, repare na dificuldade que uma mulher tem em provar tal alto desprezível, se for verdade mas não conseguir provar, já todos nos vimos como funciona a justiça nos EUA, e a pessoas for condenada “barbaramente” ,por algo que realmente aconteceu, mas a equipe de advogados de reu conseguir colocar a duvida rasurável na mente do jurados é um convite a pratica generalizada de tal acto.
        Se assim com o receio é o que é, agora imagine o que seria sabendo que as pessoas por medo de ser inusitadamente condenadas por não conseguir provar.

  8. atento says:

    Está na moda acusarem de assédio sexual para ver se entram alguns milhões. Os homens vão ficar na mesma situação das mulheres de há 100 anos

    • José says:

      Agora é tudo assédio, mas por coincidência quando cheira a dinheiro é muito relevante. Numa golpada destas pode ficar com o futuro garantido.
      Curioso que ainda não ouvi falar de assédio feminino, não existe, ou será que as predadoras extinguiram-se?
      Em qq dos casos a justiça que seja feita com justiça e não com artimanhas para ganhar fortunas.
      Agora não se deve denegrir a imagem de um homem ou de uma empresa por um funcionário ou funcionária terem um comportamento indecente.
      Nos States há escritórios de advogados especialistas em caça fortunas…

  9. FreakOnALeash says:

    Pergunta:
    Dizer a uma mulher “És gira!” é assédio?

  10. jaugusto says:

    É o que dá meter-se com o partido democrata, andou a mandar bocas ao biden agora a máquina entrou em funcionamento, só falta uma acusação de racismo….

  11. Pedro Barros says:

    Só entranho o facto de demorar tanto tempo até alguma se queixar…

  12. B@rão Vermelho says:

    É isso mesmo, quando um dia for com a namorada ou irmã ou mãe, ai já ninguém deve de ter uma graçola para dizer.
    Também há cazus de falsos testemunhos, claro que há, mas temos de tratar de todos da mesma maneira, se condenarmos as verdadeiras vitimas, estamos a abrir a porta a que este tipo de comportamento passe a ser uma coisa banal.
    É muito complicado provar este tipo de crime.

  13. Tonheco says:

    SOCIAL JUSTICE WARRIOR….Avante Camarada.

  14. Que cheirete says:

    Qualquer dia não se pode dar piropos a uma mulher. Quando esse dia chegar ficamos extintos ja que não ha filhos. Tenham juizo, as mulheres podem gostar mais ou menos mas ate os pombos dancam a frente das pombas para afogar o ganso. E a natureza, deixem se de coisas que no final acabam por gostar todas.

  15. sert says:

    É verdade, a ultima circular a todos os empregados informa aos homen para poder chamar babe a mulher e se elas não se importarem muitos podemos mandar um piropo ou apalpar um pouquinho! esta tudo no ultimo email aos empregados….

  16. AlexX says:

    Não me surpreendia se Elon estiver em vias de largar tudo e ir para a ilha. Mas estar desinteressado para com as empresas não implica que promova estas atitudes. Ou será que dão prémios e bónus a assediadores?Eventualmente nem soube o que aconteceu com Kosak. Ou outras.

  17. tugatesla says:

    malditos comunistas, não vão parar enquanto não destruirem Elon Musk e a Tesla.
    FJBLGB

  18. José Bacalhau says:

    Não sei… Não há nada mais ultrajante do que um gajo (e é sempre um gajo porque os casos inversos não têm expressão prática) aproveitar-se da sua posição de poder para tentar abusar de uma mulher. Por outro lado, há muita coisa que uma mulher pode fazer para despachar um gajo que a queira assediar. Conheço casos em que houve um convite para um almoço de trabalho que nunca se voltou a repetir porque afinal a mulher percebeu que não se tratava de trabalho. Conheço casos em que à primeira tentativa o D. Juan levou uma tampa pública e ficou para sempre inoperacional. E conheço casos em que um olhar e um piropo no local de trabalho se transformou num romance que durou 40 anos, até ele partir. Foram os meus pais.

  19. Técnico Meo says:

    Existem muitas ferramentas nos países evoluídos para combater comportamentos excessivos , de ambos os sexos. E matar logo no início é o melhor. Quem leu a declaração da mesma percebeu imediatamente que foi uma posição política, destrutiva. E penso que as mulheres nos dias de hoje são bem mais desenrascadas que os homens até neste tipo de matérias. O típico ” frack off” funciona muito bem. Não sei o que se passa hoje em dia na sociedade que parecem existem movimentos cívicos cujo interesse é retirar as emoções da equação da vida. Emoções essas que fazem parte do nosso quociente intelectual e que sem as mesmas a evolução teria sido bem limitada, não fossemos todos seres biológicos. Adultar valores básicos, Intrínsecos e basilares parece estar na onda. Tem dias em que acho que alguns só percepciona a realidade quando lhes convém o vento. E aí de quem argumente em contra. O exemplo que deste dos teus pais, foi de facto um dos melhores comentários que por aqui já li. Se por um lado ainda existem na sociedade grunhos das cavernas, no seu oposto agora também existem flores ultrasensiveis até no mundo virtual, que percepcionam ofensas no virar de cada esquina e árvore, acudanos são Sebastião….enfim…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.