Quantcast
PplWare Mobile

Restaurante no Reino Unido troca empregados por robots

                                    
                                

Fonte: Robotazia

Autor: Marisa Pinto


  1. manu says:

    ERA AGORA SE O POVO FOSSE INTELIGENTE, …
    MANDAVA LA IR OS ROBOTS ((( comer com robots ))

  2. Spoky says:

    Quando não tiverem clientes chorem. Eu não pagaria nem ia. É triste ver uma sociedade em que aceita os robôs como algo normal, não não é.

    Vai deixar de haver socialismo, convivência vai ser destruído pouco a pouco.

    Restaurantes que aderem a este tipo de coisas, são logo uma opção para nunca lá por os pés.

    • Rei David says:

      E o futuro, os robots vao substituir estes empregos basicos e surgirao outros empregos para humanos. Ninguem quer ser empregado de mesa ou varredor de ruas, robots e uma sucessao perfeita.

    • fim do mundo says:

      isso é a tua visão, cá em Portugal existe um restaurante chinês que fez o mesmo, e clientela não lhe falta.

      é claro que as tecnologias vieram para melhorar muitas coisas, mas tanto criam algo novo como acabam com outras profissões, isso é um facto que decorre à muitos anos e vai continuar a acontecer.

      Eventualmente acabaram por ser robots a começar a ocupar o lugar de funcionários, nas mais diversas áreas de trabalho, pois não se cansam, não se queixam, trabalham 24\7, que mais pode um patrão querer.

      Quantos empregos já foram substituídos por maquinas nestas ultimas décadas.

  3. ToFerreira says:

    Quem se queixa dos robôs substituirem humanos está a defender a manutenção de um emprego só para não o extinguir? Vêem como negativo que os robôs substituam os humanos em todo o trabalho, ou pelo menos naquele mais chato e rotineiro? Workaholics?

    • jonas says:

      Eu não vejo problema nenhum nisso per se.
      No limite, tens 10% de pessoas a trabalhar, e o resto sem fazer nada. Poderá trazer outros desafios…. mas nada que não se resolva. Muito provavelmente, metade dos 90% que ficavam sem trabalhar, iam trabalhar na mesma pro bono a fazer o que gosto, só porque sim.

  4. neo says:

    Robôs a substituir humanos é uma discussão ética de alguns anos a esta parte, não apenas a servir às mesas ou a suportar processos fabris ou industriais, no futuro irão substituir os humanos em áreas de decisão e outro tipo de tarefas qualificadas onde até aqui o humano seria por excelência essencial no objetivo final. Isto leva-nos ao fator de sustentabilidade, tem que haver emprego para uma boa parte da população e a restante tem que ser suportada pelo sistema social. Com o avançar da máquina e redução de postos de trabalho é fundamental que aquilo que seja assegurado por um robô pague impostos e contribuições tal e qual acontece com um humano. Não é por justiça, mas sim por razões de continuidade da nossa espécie. Parte dessa contribuição deveria ser canalizada não só para manter o sistema social, como para suportar a requalificação dos humanos em novas competências e áreas de conhecimento.

  5. Graciano says:

    O que isto vai provocar nos clientes, é uma Robot(azia).

  6. Miguel says:

    Pensava que trocavam os funcionários por refugiados!

  7. Rei David says:

    No fundo vai substituir os empregos dos africanos que sao por norma menos qualificados e de baixa inteligencia mas vao surgir outros mais qualificados.

    • RM says:

      -1
      ‘de baixa inteligẽncia’ – Os nazis também diziam que os judeus eram inferiores e/ou menos inteligentes!
      Qualquer pessoa, sobretudo os mais novos têm a capacidade de aprender.

      • Miguel says:

        Têm mas não querem.
        Vivo perto de bairros de Africanos e as mães deles passam o inferno com eles.
        Não querem fazer nada, é só farra e dormir o dia todo. Depois culpam a sociedade por não terem trabalho.
        As mães desses jovens levamtam-se de madrugada todos os dias para colocar pão na mesa desses malandros.

        • Rodrigao says:

          Basta ir a esses bairros e perceber porque a incidencia do covid é mto superior ai do que noutros sitios. Linha de Sintra, Amadora…está mais que provado que sao menos inteligentes sim senhora!!

        • A.F. says:

          Exacto Miguel, mas quando criticamos algumas pessoas dessa etnia, somos logo apelidados de racistas. Se os querem tanto defender, vão viver com eles ou para o meio deles, e ao fim de 6 meses quero ver se têm a mesma opinião, contudo lembro que são uma minoria os que cumprem as regras da sociedade e esses eu defendo.

          Quanto aos robôs, provavelmente os patrões não pagam impostos do trabalhador ROBÔ e poupam na S. Social.

          • RM says:

            Não é sermos racistas, mas sim críticos em relação a certas pessoas, que não querem fazer nada ou fazer parte de algo melhor ou de um todo.

          • Miguel says:

            Quem os defende por norma vive no minimo a mais de 5km deles e tem ordenados chorudos.
            Factos são factos…independentemente de raça, cor, religião, etc…

        • RM says:

          Cada um colhe o que semeia, como se costuma dizer.
          Se eles não vêm a importância de estudar/aprender/trabalhar, só lhes resta trabalhos de m*erda e se calhar nem isso têm 🙁

          • A.F. says:

            RM eu estou em concordância com o que o Miguel disse, Ok.

          • Miguel says:

            Mesmo nos trabalhos menos qualificados (apesar de todo o trabalho ser digno) é necessário levantar cedo e trabalhar 8 horas.
            Eles não querem trabalhar, querem ser sustentados.

            Se eles não querem estudar que aprendam uma profissão, qualquer canalizador, estucador, tecnico de frio, etc…deixa hoje muitos enginheiros a babar pelo seu ordenado mensal.

    • Tuga says:

      És africano ?

  8. RM says:

    Se alguém não pagar a conta e fugir, o robô vai atrás 🙂

  9. Pepe says:

    Quando vão ao multibanco, a um porteiro dito barra de um parque de estacionamento. Compram um carro quase . O trabalho foi feito por quem. Num país em que os patrões são os empregados. Em que se um contrato finda. O patrão ainda tem que dar uma indenização ao funcionário… Estão à espera de quê…

  10. Fui says:

    É inevitável começar a haver empresas completamente robotizadas. Imaginem que, por absurdo, numa região não há desemprego, significa que não podem abrir aí empresas novas por falta de mão-de-obra.
    Aí está a solução.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.