PplWare Mobile

Rússia acusa Google de abusar de posição dominante do Android


Pedro Simões

Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

27 Respostas

  1. Sousa says:

    Russos implicando com os Americanos desde o século XXI

  2. João Terra says:

    acho engraçado a notícia…. Porque a google? quem quer dominar e ter o monopólio todo é a intel e microsoft..

    • Realista says:

      E a google não quer, o facebook não quer, a apple não quer(ia)…

    • Abilio Matos says:

      Que eu saiba a Google é quem “manda” no Android não a Microsoft nem a Intel. Logo se o problema é abuso de posição dominante no Android é normal que seja a Google a implicada.

      Quanto aos outros mercados, como o dos SO, etc.., acho que a Microsoft também já teve problemas do mesmo tipo tanto na Rússia como em outros mercados, nomeadamente o da EU, como prova a “obrigatoriedade” de criar versões N dos diversos SO Windows e nas diversas versões

  3. Realista says:

    O Windows Phone já é o segundo SO por aqueles lados 🙂

    • Mota says:

      E que tem isso a ver com o artigo?!

      Anyway.. eu discordo com isto. Se uma empresa faz um s.o. (seja qual for! MS, APPLE, GOOGLE) é que deve decidir o que usar certo??

      • Rui says:

        Sim até ao momento em que os interesses dos consumidores passam a ser colocados em risco e aí as entidades reguladoras devem intervir.

        • Prim says:

          Nenhum consumidor é obrigado a comprar Android, não quer as apps ou o que seja, compra outro, também não sou muito a favor desta treta, se o SO é da Google ela faz o que quer, cabe ao consumidor decidir se gosta e compra ou não.

          • Rui says:

            Normalmente os utilizadores Android fazem muita propaganda à liberdade que o sistema permite, se bem que eu não vejo claramente onde….

            De qualquer forma, apesar de os consumidores terem a opção de escolha, se pensares bem, essa escolha é forçada por via das regras que as entidades reguladoras impõem às empresas. Não tenhas dúvidas que se não fossem algumas dessas regras, Android ou qualquer um dos outros SO’s seriam uma bela salganhada para os utilizadores. Analogia um pouco exagerada: eu tenho uma arma então posso fazer o que quiser com ela, certo? Sim, até ao momento que coloco terceiros em risco… Ou achas que só se põe à frente da mira quem quiser? 😉

          • Prim says:

            Sim, a tua liberdade termina onde começa a minha, mas se o SO ficasse uma salganhada as pessoas simplesmente deixavam de comprar, não vejo onde esteja o atropelo à liberdade ou direitos de outrem…

          • Prim says:

            P. S.: A liberdade do Android é outra história, como por exemplo a liberdade de instalar aplicações fora da store.

  4. lumia 640 says:

    A Microsoft também e mas a google e pior, compras um Android e so vem apps da google, a Microsoft ja não e tanto assim. Acho que deveriamos ter possibilidade de escolha não prender a todos

    • Mota says:

      True.

      Mas aparentemente irão ser reduzidas. Segundo li… mas em cima disto ainda está o bloatware das marcas

    • Thiago Holmes says:

      Magina! A Microsoft não inclui o seu próprio navegador, seu próprio buscador, seu próprio serviço de email, seu próprio cliente office….

      Na boa, todas fazem isso, elas justamente entraram no sistema mobile com o intuito de “vender” suas aplicações. No entanto acho que no caso do Android existe um pouquinho de “MIMIMI” já que como o Android é de código aberto, a Yandex pode a qualquer momento fazer uma ROM e oferecer com seus serviços, depois ainda fazer parcerias com empresas Russas para vender aparelhos com sua versão do Android, assim como a Cyanogen vem fazendo. Lembrando que o Android não vem com os GApps, eles são postos apenas depois que as fabricantes procuram a Google para usar sua Play Store, no acordo para usar a Play Store estão as exigências dos demais Gapps.

      No Windows Phone ou IOS não existe essa possibilidade, mas como disse, isso é algo que acontecerá com TODAS, o principal interesse delas em manter um desenvolvimento de sistema mobile é para ofertar seus próprios serviços.

  5. Mark says:

    Será que a Apple também posição dominante no iOS e a Microsoft no Windows?

    • JBM says:

      Isto não é sobre ter monopólios ou ter posição dominante, pelo menos segundo a lei invocada!
      É sobre abuso dessa posição ou monopólio, que no caso da Google impede os fabricantes de negociar e instalar certos serviços concorrentes da Google. Isto é, a Google está a interferir na capacidade das empresas concorrentes terem negócios com os fabricantes sujeitos ao monopólio da Google noutra área. É o mesmo princípio que levou a Microsoft a ser condenada há mais de 10 anos atrás, por abuso!
      Como o sistema da Apple é exclusivo da Apple, a situação não é equiparável pois nem sequer há outras empresas sujeitas ao poder da Apple sobre o iOS, nem o iOS tem posição dominante no mercado.

      • Mark says:

        Android é opensource os fabricantes podem retirar os serviços da Apple se assim quiserem. No iOS e preciso pedir autorização á Apple. Embora não perfeito o Android ainda é o mais flexível de todos.

        • JBM says:

          Mas que confusão vai por essas bandas!
          Há uma versão open source do Android, mas há outra versão oficial que é o que muitos fabricantes desejam para usar a loja da Google, e têm que levar com muitos outros serviços e sujeitar-se a restrições quanto ao uso de serviços de empresas concorrentes (que não concorrem com o Android). É esta intromissão na relação entre empresas que está a ser considerada abusiva.

          A Apple é a única fabricante com o iOS, por isso ninguém pede autorização a ninguém.

    • Mota says:

      Este comentário foi removido.

    • Baptista Batos says:

      Quem é que não tem posição dominante na sua casa?

      Só se fores tu!

  6. Mota says:

    Este comentário foi removido.

  7. tavares says:

    Não percebo a “indignação” dos fãs da Google e utilizadores do Android…não foram vocês que aplaudiram a obrigatoriedade de a Microsoft “oferecer” a possibilidade de instalação de outros browsers a quando da compra de um pc com Windows em detrimento da instalação nativa do IE?? E,na altura,o “argumento” invocado não foi o mesmo?? Tenham paciência…ou há moralidade ou comem todos!! E no caso da Microsoft nem havia qualquer restrição na instalação de qualquer navegador…

    • Xinuo says:

      No caso do Android, vc pode tb instalar qq navegador. O Android é livre sim, se as empresas optarem por ter os serviços da Google é que têm que se submeter a regras.

      Mas qq empresa, que não tenha contrato com a Google, pode pegar o Android, modificá-lo e distribui-lo da forma que quiser, vide Amazon, vide Cyanogen. Mesmo no Android distribuído pela Google, pode-se instalar lojas alternativas, pode-se instalar programas concorrentes aos da Google. Para mim a decisão da Rússia está mais para perseguição as empresas dos EUA, do que qq outra coisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.