PplWare Mobile

Extensão Chrome: Incognito Switcher


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. Sergio Alves says:

    O FF tbm permite isso…
    E sem ser numa nova janela, basta aceder ao menu ” Ferramentas ” e escolher ” Navegar em modo privado ” Automaticamente limpa o ecrã e fica pronto… Para sair basta fazer o mesmo, escolher no mesmo sitio ” Sair de navegação privada ” e ele torna a colocar as abas que tínhamos aberto, nos sites em que estávamos… Sem perder nada…

    Simples…

    FF rulla 😛

  2. Gilmar Coimbra says:

    Para mim servirá de forma bastante útil!!! – Obrigado!

  3. doc piranha says:

    incógnito ou sem rasto?
    o uso de expressões como incógnito, anónimo, privado, sem rasto, devia ser mais escrutinado. uma coisa é visitar um endereço sem identificação do ip (o que entendo como incógnito), outra é estar identificado mas apenas não deixar rasto no computador que se está a usar.

    • Limitei-me a usar a palavra que todos os browsers utilizam.

      A palavra incógnito pode ser considerada correcta pois ao utilizarmos este modo não vão ficar registados os locais que visitámos no PC utilizado.

      Naturalmente que não existe forma simples de navegarmos de forma totalmente anónima (ou incógnita). Existe sempre registo dos locais onde andámos, mesmo que utilizemos ferramentas ou serviços que nos “protejam”.

      O que as empresas que desenvolvem os browsers pretendem é, naturalmente, que os utilizadores dos seus produtos tenham a consciência de que podem navegar sem que fiquem registos no seus computadores.

      Espero ter sido claro.

      • doc piranha says:

        Eu sei que usou as palavras originais. O problema está no uso pelas empresas de software, pois dá-se ao equívoco. Pode-se pensar no uso de proxys e que a navegação está de facto a ser incógnita.
        Era este o sentido da minha dúvida.
        Sim, foi claro. Obrigado.
        Abraço

  4. Relvas says:

    só para constar que o primeiro brownser a fazer isto foi o Safari para mac com o seu “navegação privada”!!

  5. m00nbl00d says:

    Meus caros para quê tanta coisa!

    Criem um atalho e escrevam o seguinte à frente do directório –incognito.

    E pronto, sempre que quiserem navegador no modo privado, aí tem.

    Abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.